Ingleses mandam no futebol europeu nesta temporada

Clubes ingleses são os finalistas das duas principais competições da Europa em 2018/2019

Com a definição dos finalistas da UEFA Europa League 2018/2019 nesta quinta-feira (9), o futebol inglês, sem dúvidas, é o grande protagonista da temporada no Velho Continente. Pois, além de Arsenal e Chelsea disputarem o título desta competição, como já é conhecimento de todos, Liverpool e Tottenham serão os finalistas da maior competição de clubes do mundo: a UEFA Champions League. Ou seja, podemos afirmar que o campeão da próxima Supercopa da Europa será um clube da Inglaterra (tá tum tsss!).

Na terça-feira (7), o Liverpool conseguiu o que muitos poderiam definir como “impossível”. Depois de perder o primeiro jogo das semifinais da Champions no Camp Nou para o Barcelona por 3 a 0, os Reds precisariam golear o clube catalão por pelo mesmo placar no Anfield Road para, pelo menos, provocar uma prorrogação. E, para aumentar ainda mais a dramaticidade da situação, o time de Jürgen Klopp estava sem duas peças importantes da equipe: Roberto Firmino e Mohamed Salah. Mas, o Liverpool tinha Origi e Wijnaldum, que fizeram os quatro gols (duas vezes cada) necessários para os ingleses reverterem a (enorme) desvantagem, além de uma atuação espetacular do goleiro brasileiro Alisson, que fez pelo menos cinco defesas importantes, impediu que o Barça fizesse o temível “gol fora” que poderia lhe dar a vaga e, assim, o clube da cidade dos Beatles vão em busca da sexta “orelhuda” (e ainda tem o título da Premier League, onde disputa cabeça-a-cabeça com o Manchester City).

Assim como o Liverpool, na quarta-feira (8), o Tottenham tinha uma missão complicada: reverter a derrota sofrida em casa para o Ajax por 1 a 0, Londres. E, na Johan Cruijff Arena, em Amsterdam, a situação dos Spurs não poderia começar de pior forma: os donos da casa abriram 2 a 0 no primeiro tempo, com De Ligt, aos 5 minutos, e Ziyech, aos 36. Porém, na etapa final, brilhou a estrela de Lucas Moura. O camisa 27, em uma jornada para lá de inspirada, fez três gols no segundo tempo: aos 10, aos 14 e, no apagar das luzes, aos 51 minutos, no último lance do jogo. Ou seja, um típico enredo de “filme de superação de adolescente norte-americano”.

Com Liverpool e Tottenham na final da UEFA Champions League, o torneio terá pela sexta vez uma decisão entre equipes do mesmo país, sendo a segunda envolvendo ingleses (a primeira foi na temporada 2007-08 entre Manchester United e Chelsea, vencida pelos Reds Devils nos pênaltis). Enquanto os Reds buscarão o sexto título (caso consiga, ficará apenas atrás de Milan, com sete, e Real Madrid, que tem 13), os Spurs tentarão a conquista inédita.

E hoje, pela UEFA Europa League 2018/2019, mais duas torcidas da terra da Rainha puderam fazer a festa: os londrinos Arsenal e Chelsea decidirão o título da segunda competição de clubes mais importante da Europa. No Stamford Bridge, em Londres, o Chelsea empatou em 1 a 1 com o Eintracht Frankfurt, da Alemanha – gols de Loftus-Cheek, para os Blues, e Jović para a equipe alemã. O resultado levou à disputa para os pênaltis, já que o resultado do primeiro embate das semifinais do certame foi o mesmo. Nas cobranças penais, melhor para os The Pensioners, que venceram por 4 a 3, com destaque para o goleiro Kepa, do clube de Londres, que pegou dois pênaltis.

No mesmo dia, ao contrário de seus compatriotas, os torcedores do Arsenal foram quem sofreram menos nas semifinais das duas competições. Os Gunners derrotaram o Valencia no jogo de ida no Emirates Stadium, em Londres, por 2 a 1, e poderiam até perder por 1 a 0 no Mestalla, que ficariam com a vaga. Mas, os comandados de Unai Emery fizeram bonito: triunfaram o adversário mais uma vez, e por 4 a 2, com três gols de Aubameyang e um de Lacazette, enquanto Gameiro anotou os dois tentos dos anfitriões. Aliás, o treinador espanhol mostrou-se um “perito” quando o assunto é UEFA Europa League. Tricampeão da competição com o Sevilla, o comandante do Arsenal, em caso de título, será o técnico mais vitorioso da história do torneio, com quatro canecos.

E, não custa repetir: a final da UEFA Europa League será no próximo dia 29 de maio (quarta-feira), no Estádio Olímpico, em Baku, no Azerbaijão. Já a decisão da UEFA Europa League acontecerá três dias, 1º de junho, no Wanda Metropolitano, em Madri. E os campeões das duas competições disputarão o título da Supercopa da UEFA 2019, em 14 de agosto, na Arena Vodafone, em Istambul, na Turquia.

Depois da Europa e o resto do mundo testemunharem Real Madrid, Barcelona, Atlético de Madrid e Sevilla dominarem durante boa parte da década as decisões das duas competições, agora chegou a vez dos ingleses com Liverpool x Tottenham de um lado, e Arsenal x Chelsea do outro. Além disso, o English Team também tem realizado um bom papel nos últimos anos: semifinalista da última Copa do Mundo, semifinalista da primeira edição da Liga das Nações e atuais campeões mundiais sub-20. Enfim, o futebol inglês está de parabéns pela excelente fase.

Boa sorte aos finalistas.

Por Jorge Almeida

Anúncios

UEFA sorteou duelos das quartas-de-final da Champions e Liga Europa

UEFA realizou os sorteios de suas duas competições interclubes em Nyon, na Suíça. Créditos: Getty Images

A UEFA realizou nesta sexta-feira (15) o sorteio dos confrontos de suas duas principais competições interclubes: a UEFA Champions League e a UEFA Europa League. O evento foi realizado em sua sede, em Nyon, na Suíça. Como é de praxe, personalidades do futebol que já tiveram oportunidade de disputar uma das competições ao longo da história participaram do sorteio.

O diretor de comunicações da UEFA, o português Pedro Pinto, chamou o clipe com a apresentação dos oito classificados da Liga dos Campeões 2018/2019. Em seguida, Giorgio Marchetti, o diretor de competições da entidade, anunciou o formato do sorteio.

Lembrando que todos podem enfrentar todos, não há qualquer restrição. Posteriormente, o goleiro brasileiro Júlio César foi chamado ao palco para participar da cerimônia, enquanto isso era exibido no telão do auditório algumas imagens do arqueiro, inclusive com a da conquista da competição em 2009/2010 quando defendia a meta da Internazionale de Milão.

E a primeira bolinha sorteada por Júlio César foi a do Ajax, que terá como adversário a Juventus, fazendo, assim, um repeteco da final da edição 1995/1996, vencida pelos bianconeros por 4 a 2 nos pênaltis após empate em 1 a 1 no tempo normal. A primeira partida será realizada na Johan Cruijff ArenA, em Amsterdam, no dia 10 de abril, enquanto isso, a volta será na semana seguinte, no dia 16, no Juventus Stadium, em Turim. Em competições da UEFA, as duas equipes se enfrentaram 12 vezes, com seis vitórias da Vecchia Signora, quatro do clube holandês e dois empates.

O sorteio seguiu com a escolha da terceira bolinha, que teve o Liverpool como contemplado e o seu adversário, o Porto. O jogo de ida acontecerá no Anfiel Road, casa dos Reds, em 9 de abril, e, depois, as duas equipes voltam a se enfrentar no Estádio do Dragão, em Portugal, no dia 17 do mesmo mês. Na temporada passada, ingleses e portugueses mediram forças nas oitavas-de-final da competição e, em plena casa portista, os visitantes fizeram impiedosos 5 a 0 e só administraram o resultado na Inglaterra ao empatar em 0 a 0. Esta será uma boa oportunidade para os Dragões darem o troco.

Como a Inglaterra é o país com o maior número de representantes (quatro), as chances de acontecer um enfrentamento de clubes da terra da rainha eram grandes. E isso foi o que aconteceu com a definição do terceiro embate. O Tottenham fará um duelo inédito na Champions contra o Manchester City. No dia 9 de abril, os Spurs serão os anfitriões do confronto. Já os Citizens, por sua vez, serão os mandantes na semana seguinte, no dia 17, no Etihad Stadium.

E, finalmente, o clássico entre Manchester United e Barcelona. O mandante do jogo de ida será os Diabos Vermelhos, que medirá forças no Old Trafford em 10 de abril, e, na sequência, irá até o Camp Nou encarar o seu algoz das decisões de 2008/2009 e 2010/2011. Esse duelo é considerado pela imprensa esportiva como o principal embate das quartas-de-final. E, atendendo a um pedido da prefeitura de Manchester, o encontro entre os Reds Devils e o Barça precisou ter o mando de campo invertido por questões de segurança para não ocorrer um possível confronto de torcedores do United e do City.

Além da definição dos confrontos das quartas-de-final, o chaveamento para a decisão também foi mostrado. Quem passar do embate de ingleses será o adversário de Ajax ou Juventus nas semifinais. Do outro lado, o ganhador de Manchester United e Barcelona terá como adversário na sequência do torneio o vencedor de Porto e Liverpool, ou seja, há possibilidades de acontecer um clássico inglês nas semifinais (Manchester United x Liverpool), ou ainda, dependendo das circunstâncias, uma final inglesa: Manchester United ou Liverpool x Tottenham ou Manchester City. E reforçando que a final da UEFA Champions League 2018/2019 acontecerá no dia 1º de junho no Wanda Metropolitano, em Madri.

Minutos depois do sorteio das quartas-de-final da Champions, foi a vez da definição do chaveamento dessa mesma fase e, posteriormente, semifinais e final da UEFA Europa League. E, por não ter mais as participações de clubes da Rússia e da Ucrânia no certame, não houve a necessidade de restrições para a realização dos jogos, apenas na questão referente aos jogos de Arsenal e Chelsea, que não poderiam jogar nas mesmas datas a pedido das autoridades inglesas. E o convidado para sortear as bolinhas foi o ex-atacante holandês Pierre van Hooijdonk, campeão do torneio pelo Feyenoord, em 2002.

O primeiro duelo a ser sorteado será jogaço: Napoli e Arsenal. Em competições da UEFA, os dois times se encararam pela Liga dos Campeões 2013/2014 com vitória por 2 a 0 para cada um. A ida será no Emirates Stadium, em Londres, e a volta ocorrerá no San Paolo, em Nápoles. Quem avançar desse embate, fará as semifinais do enfrentamento entre espanhóis Villarreal ou Valencia, que medirão forças primeiramente no Estádio La Cerámica e, posteriormente, no Mestalla, em Valência. Aliás, apenas 60 quilômetros separam as casas dos representantes espanhóis no torneio.

O Benfica segue na busca do fim do incômodo tabu de conquistas continentais. Os Encarnados terão como adversários nas quartas-de-final os alemães do Eintrach Frankfurt. Os dois times nunca se enfrentaram em jogos oficiais de competições europeias. O mandante da primeira partida será a equipe lisboeta, no Estádio da Luz, e o retorno será no Commerzbank-Arena, na capital financeira da Alemanha. Quem levar a melhor desse desafio fará duas partidas pelas semifinais contra o vencedor de outro encontro que nunca aconteceu: Slavia Praga, que eliminou heroicamente o “bicho-papão” do torneio, o Sevilla, mas que terá agora como adversário o milionário Chelsea. Os jogos acontecerão, respectivamente, na Eden Arena, em Praga, na República Tcheca, e no Stamford Bridge, em Londres.

As partidas das quartas-de-final acontecerão nos dias 11 e 18 de abril de 2019. A final da competição está marcada para o dia 29 de maio no Estádio Olímpico de Baku, no Azerbaijão.

A seguir, as datas e os locais dos enfrentamentos das quartas-de-final das duas competições.

– UEFA Champions League:
Data – Jogo – Local:
09/04/2019 – Liverpool (ING) x Porto (POR) – Anfield Road, Liverpool (ING)
09/04/2019 – Tottenham (ING) x Manchester City (ING) – Tottenham Hotspur Stadium, Londres (ING)
10/04/2019 – Manchester United (ING) x Barcelona (ESP) – Old Trafford, Manchester (ING)
10/04/2019 – Ajax (HOL) x Juventus (ITÁ) – Johan Cruiff ArenA, Amsterdam (HOL)
16/04/2019 – Juventus (ITÁ) x Ajax (HOL) – Juventus Stadium, Turim (ITÁ)
16/04/2019 – Barcelona (ESP) x Manchester United (ING) – Camp Nou, Barcelona (ESP)
17/04/2019 – Porto (POR) x Liverpool (ING) – Estádio do Dragão, Porto (POR)
17/04/2019 – Manchester City (ING) x Tottenham (ING) – Etihad Stadium, Manchester (ING)

– UEFA Europa League:
Data – Jogo – Local:
11/04/2019 – Arsenal (ING) x Napoli (ITÁ) – Emirates Stadium, Londres (ING)
11/04/2019 – Villarreal (ESP) x Valencia (ESP) – Estádio de La Cerámica, Vila-real (ESP)
11/04/2019 – Benfica (POR) x Eintracht Frankfurt – Estádio da Luz, Lisboa (POR)
11/04/2019 – Slavia Praga (REP) x Chelsea (ING) – Eden Arena, Praga (REP)
18/04/2019 – Napoli (ITÁ) x Arsenal (ING) – San Paolo, Nápoles (ITÁ)
18/04/2019 – Valencia (ESP) x Villarreal (ESP) – Estádio de Mestall, Valência (ESP)
18/04/2019 – Eintracht Frankfurt (ALE) x Benfica (POR) – Commerzbank-Arena, Frankfurt (ALE)
18/04/2019 – Chelsea (ING) x Slavia Praga (REP) – Stamford Bridge, Londres (ING)
Boa sorte aos participantes.
Por Jorge Almeida

UEFA sorteia mata-mata de Champions e Liga Europa

UEFA definiu os confrontos da Champions e Europa League nesta segunda-feira (17), em sua sede, em Nyon, na Suíça. Créditos: Getty Images

A UEFA realizou nesta segunda-feira (17), em Nyon, na Suíça, os sorteios dos confrontos de suas duas principais competições interclubes: as oitavas-de-final da UEFA Champions League 2018/2019 e da fase 16 avos da UEFA Europa League da mesma temporada.

O primeiro sorteio a ser realizado foi o da Liga dos Campeões. Separados em dois potes, um com os campeões de cada grupo da fase anterior e o outro formado pelos vice-campeões. E, como prevê o regulamento, nenhuma equipe poderia enfrentar o adversário de seu grupo na primeira fase ou do mesmo país. Os jogos de ida acontecerão nos dias 12, 13, 19 e 20 de fevereiro e os de volta nas datas 5, 6, 12 e 13 de março de 2019. A novidade nessa edição é a presença do VAR nas partidas a partir dessa fase.

O primeiro confronto definido colocará frente a frente os alemães do Schalke 04 e os ingleses do Manchester City. Os azuis-reais serão os mandantes do primeiro jogo, no dia 20 de fevereiro, na Veltins-Arena, em Gelsenkirchen. Enquanto os Citizens jogarão em casa, no Etihad Stadium, no embate do dia 12 de março. É o único duelo que não tem campeão da Champions envolvido nessa fase.

O segundo duelo sorteado marcará o confronto entre os dois vice-campeões das últimas três conquistas do Real Madrid na competição. Reforçado por Cristiano Ronaldo, a Juventus irá até o Wanda Metropolitano encarar o Atlético de Madrid no dia 20 de fevereiro, e receberá os comandados de Diego Simenone no Juventus Stadium em 12 de março. Os Rojiblancos estão invictos há nove jogos contra equipes italianas no torneio (sete vitórias e dois empates). A Juve possui duas “orelhudas” em seu histórico (1984-85 e 1995-96) e acumula sete vice-campeonatos, enquanto o Atleti bateu na trave em três oportunidades.

O Manchester United terá páreo duro pela frente diante do endinheirado Paris Saint-Germain. O compromisso de ida acontecerá no Old Trafford, em 12 de fevereiro de 2019, enquanto a volta será no Parc des Princes, em Paris, em 6 de março. As duas partidas colocarão, em lados opostos, os campeões mundiais pela seleção francesa Pogba, pelos Reds Devis, e Mbappé, pelo PSG. Se de um lado, o clube francês está sedento pelo título inédito, do outro, o tricampeão United está aos trancos e barrancos com José Mourinho.

Os dias 13 de fevereiro e 5 de março serão as datas em que Tottenham e Borussia Dortmund se duelarão para saber quem seguirá no certame. O jogo de ida será em Londres e a volta no Signal Iduna Park, em Dortmund. Na temporada passada, as duas equipes se enfrentaram na fase de grupos e os Spurs levaram a melhor vencendo os dois jogos (2 a 1 e 3 a 1).

O Lyon terá a difícil missão de parar Messi e companhia nos dois embates que farão diante do Barcelona. O primeiro jogo será em 19 de fevereiro, na França, e a volta ocorrerá no Camp Nou, em 13 de março. O Barça não sabe o que é perder para o adversário nos últimos seis confrontos entre ambos (quatro vitórias e dois empates). Os blaugranas, donos de cinco títulos, querem acabar com a hegemonia do arquirrival Real Madrid, enquanto o Lyon tenta repetir o feito do Olympique de Marseille, o único francês campeão da Champions até hoje.

Dono da melhor campanha da fase de grupos, o Porto terá como adversário nas oitavas-de-final a Roma. Os Dragões irão até o Estádio Olímpico na capital italiana no dia 12 de fevereiro e receberá os romanistas no Estádio do Dragão em 6 de março. Os portugueses eliminaram os italianos na fase de playoff do torneio na temporada 2016-17 ao fazer 4 a 1 no placar agregado. O Porto tem em seu currículo duas Champions, já a Roma perdeu a sua única decisão disputada na história em 1983-84 para o Liverpool.

Ajax e Real Madrid farão o duelo com o maior número de taças da Champions envolvidas (17 – 13 dos espanhóis e 4 dos holandeses). Os Goldenzonen farão o compromisso de ida em casa, na Amsterdam Arena, em 13 de fevereiro e, em 5 de março, irão até o Santiago Bernabéu com a missão de acabar com a hegemonia dos Merengues, mas, para isso, terá de por fim a um incômodo tabu: o Real Madrid não perde para o Ajax a seis jogos e nesses embates foram 20 gols marcados e apenas dois sofridos.

E, finalmente, outro prélio que coloca cara a cara dois gigantes: Liverpool e Bayern de Munique que, juntos, detém 10 Champions no currículo. O primeiro jogo será no Anfield Road, em 19 de fevereiro e a volta no Allianz Arena, em 13 de março. O técnico dos Reds, Jürgen Klopp, vai enfrentar a equipe da Baviera pela 30ª e 31ª vez na carreira como treinador. O clube de Munique foi a equipe que mais vezes o treinador enfrentou. O último jogo ocorrido entre os dois clubes em competições europeias foi na decisão da SuperTaça Europeia de 2001, em Mônaco, com vitória dos ingleses por 3 a 2.

Após o término do sorteio da UEFA Champions League, minutos depois, foi a vez da definição dos confrontos da fase de 16 avos da UEFA Europa League. As 32 equipes foram divididas em dois potes. No pote 1, os campeões de cada um dos 12 grupos da fase anterior e os quatro melhores terceiros colocados da fase de grupo da Champions League e no pote 2 os vice-campeões da fase de grupos e os quatro terceiros colocados restantes oriundos da Liga dos Campeões. Conforme prevê o regulamento, clubes que se enfrentaram na fase de grupos não podem se encarar na segunda fase do torneio e nem equipes do mesmo país. Além disso, por decisão do Comitê da Uefa, times da Rússia e da Ucrânia não poderiam se enfrentar – uma vez que os dois países viveram intensos confrontos políticos nos últimos anos.

Dos 16 confrontos, teoricamente, os ingleses pegaram adversários considerados mais fracos. O Chelsea medirá forças com o Malmö, da Suécia, e o Arsenal pegará o BATE Borisov, da Bielorrússia. Outros confrontos que chamam atenção envolvem equipes relevantes de seus respectivos países, como a Lazio, que encarará o Sevilla, o maior vencedor do torneio, com cinco títulos, e os turcos do Galatasaray terão os portugueses do Benfica como adversários. Os italianos da Internazionale e do Napoli enfrentarão, respectivamente, o Rapid Viena, da Áustria, e Zürich, da Suíça. Os jogos dessa fase acontecerão nos dias 14 e 21 de fevereiro de 2019.

Nessa fase, dez das 32 equipes já conquistaram o torneio: Bayer Leverkusen (1987-88), Chelsea (2012-13), Eintracht Frankfurt (1979-80), Galatarasay (1999-2000), Internazionale de Milão (1990-91, 1993-94 e 1997-98), Napoli (1988-89), Sevilla (2005-06, 2006-07, 2013-14, 2015-16 e 2016-17), Shaktar Donetsk (2008-09), Valencia (2003-04) e Zenit (2007-08). Sendo que dois deles vão se enfrentar nessa fase – Shaktar Donetsk e Eintracht Frankfurt.

Só para reforçar, a decisão da UEFA Champions League 2018/2019 será disputada no dia 1º de junho de 2019 no Estádio Wanda Metropolitano, em Madri, enquanto UEFA Europa League 2018/2019 acontecerá no dia 29 de maio de 2019, no Estádio Olímpico de Baku, no Azerbaijão.

A seguir, a relação dos jogos e datas das oitavas-de-final da Champions e da fase 32 avos da Liga Europa.

– Oitavas-de-final da UEFA Champions League 2018/2019:
Data – Jogo – Local:
12/02/19 – Manchester United (ING) x Paris Saint-Germain (FRA) – Old Trafford, Manchester (ING)
12/02/19 – Roma (ITÁ) x Porto (POR) – Estádio Olímpico, Roma (ITÁ)
13/02/19 – Tottenham (ING) x Borussia Dortmund (ALE) – Tottenham Hotspur Stadium, Londres (ING)
13/02/19 – Ajax (HOL) x Real Madrid (ESP) – Johan Cruijff Arena, Amsterdã (HOL)
19/02/19 – Liverpool (ING) x Bayern de Munique (ALE) – Anfield Road, Liverpool (ING)
19/02/19 – Lyon (FRA) x Barcelona (ESP) – Parc Olympic Lyonnais, Lyon (FRA)
20/02/19 – Schalke 04 (ALE) x Manchester City (ALE) – Veltins-Arena, Gelsenkirchen (ALE)
20/02/19 – Atlético de Madrid (ESP) x Juventus (ITÁ) – Estádio Olímpico, Roma (ITÁ)
05/03/19 – Real Madrid (ESP) x Ajax (HOL) – Santiago Bernabéu, Madrid (ESP)
05/03/19 – Borussia Dortmund (ALE) x Tottenham (ING) – Signal Iduna Park, Dortmund (ALE)
06/03/19 – Paris Saint-Germain (FRA) x Manhester United (ING) – Parc des Princes, Paris (FRA)
06/03/19 – Porto (POR) x Roma (ITÁ) – Estádio do Dragão, Porto (POR)
12/03/19 – Manchester City (ING) x Schalke 04 (ALE) – Etihad Stadium, Manchester (ING)
12/03/19 – Juventus (ITÁ) x Atlético de Madrid (ESP) – Juventus Stadium, Turim (ITÁ)
13/03/19 – Bayern de Munique (ALE) x Liverpool (ING) – Allianz Arena, Munique (ALE)
13/03/19 – Barcelona (ESP) x Lyon (FRA) – Camp Nou, Barcelona (ESP)

– Fase 16-Avos da UEFA Europa League 2018/2019:
Data – Jogo – Local:
12/02/19 – Fenerbahçe (TUR) x Zenit (RÚS) – Şükrü Saracoğlu Stadium, Istambul (TUR)
14/02/19 – Viktoria Plzeň (REP) x Dínamo Zagreb (CRO) – Doosan Arena, Plzeň (REP)
14/02/19 – Club Brugge (BÉL) x Red Bull Salzburg (ÁUS) – Jan Breydel Stadium, Bruges (BÉL)
14/02/19 – Rapid Viena (ÁUS) x Internazionale de Milão (ITÁ) – Allianz Stadion, Viena (ÁUS)
14/02/19 – Slavia Praga (REP) x Genk (BÉL) – Sinobo Stadium, Praga (REP)
14/02/19 – Krasnodar (RÚS) x Bayer Leverkusen (ALE) – Krasnobar Stadium, Krasnobar (RÚS)
14/02/19 – Zürich (SUÍ) x Napoli (ITÁ) – Letzigrund, Zurique (SUÍ)
14/02/19 – Malmö (SUÉ) x Chelsea (ING) – Stadion, Malmö (SUÉ)
14/02/19 – Shaktar Donetsk (UCR) x Eintracht Frankfurt (ALE) – ?
14/02/19 – Celtic (ESC) x Valencia (ESP) – Celtic Park, Glasgow (ESC)
14/02/19 – Stade Rennes (FRA) x Betis (ESP) – Roazhon Park, Rennes (FRA)
14/02/19 – Olympiacos (GRÉ) x Dynamo Kiev (UCR) – Karaiskakis Stadium, Pireu (GRÉ)
14/02/19 – Lazio (ITÁ) x Sevilla (ESP) – Estádio Olímpico de Roma, Roma (ITÁ)
14/02/19 – Sporting (POR) x Villarreal (ESP) – José Alvalade, Lisboa (POR)
14/02/19 – BATE Borisov (BIE) x Arsenal (ING) – Borisov Arena, Borisov (BIE)
14/02/19 – Galatasaray (TUR) x Benfica (POR) – Türk Telekom Stadium, Istambul (TUR)
21/02/19 – Dínamo Zagreb (CRO) x Viktoria Plzeň (REP) – Stadion Maksimir, Zagreb (CRO)
21/02/19 – Red Bull Salzburg (ÁUS) x Club Brugge (BÉL) – Red Bull Arena, Salzburg (ÁUS)
21/02/19 – Internazionale de Milão (ITÁ) x Rapid Viena (ÁUS) – Giuseppe Meazza, Milão (ITÁ)
21/02/19 – Genk (BÉL) x Slavia Praga (REP) – Luminus Arena, Genk (BÉL)
21/02/19 – Bayer Leverkusen (ALE) x Krasnodar (RÚS) – BayArena, Leverkusen (ALE)
21/02/19 – Napoli (ITÁ) x Zürich (SUÍ) – San Paolo, Nápoles (ITÁ)
21/02/19 – Chelsea (ING) x Malmö (SUÉ) – Stamford Bridge, Londres (ING)
21/02/19 – Eintracht Frankfurt (ALE) x Shakhtar Donetsk (UCR) – Waldstadion, Frankfurt (ALE)
21/02/19 – Valencia (ESP) x Celtic (ESC) – Mestalla, Valência (ESP)
21/02/19 – Bétis (ESP) x Stade Rennes (FRA) – Benito Villarín, Sevilha (ESP)
21/02/19 – Dínamo de Kiev (UCR) x Olympiacos (GRÉ) – NSC Olimpiyskiy Stadium, Kiev (UCR)
21/02/19 – Sevilla (ESP) x Lazio (ITÁ) – Ramón Sánchez Pizjuán, Sevilha (ESP)
21/02/19 – Zenit (RÚS) x Fenerbahçe (TUR) – Gazprom Arena, São Petersburgo (RÚS)
21/02/19 – Villarreal (ESP) x Sporting (POR) – Estádio de la Cerámica, Villarreal (ESP)
21/02/19 – Arsenal (ING) x BATE Borisov (BIE) – Emirates Stadium, Londres (ING)
21/02/19 – Benfica (POR) x Galatasaray (TUR) – Estádio da Luz, Lisboa (POR)

Bons jogos à todos.

Por Jorge Almeida

Encerrada a fase de grupos da UEFA Champions League 2018/2019

16 equipes seguem na disputa da competição interclubes mais cobiçada do mundo. Foto: Reprodução/Twitter

Com a realização de dezesseis partidas disputadas neste meio de semana (terça e quarta-feira) válidas pela sexta-rodada da UEFA Europa League 2018/2019, a competição teve os seus 16 classificados para as oitavas-de-final e os oito clubes que irão disputar a segunda fase da UEFA Europa League na sequência da temporada. O sorteio dos confrontos das oitavas-de-final será realizado na próxima segunda-feira (17).

A última rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões teve início nesta terça-feira (11), com a realização de oito jogos que definiram os grupos A, B, C e D. Pelo grupo A, Borussia Dortmund e Atlético de Madrid entraram em campo já classificados, mas as duas equipes brigaram para confirmar a liderança da chave. No Louis II, em Monaco, os aurinegros venceram a equipe do Principado por 2 a 0 com dois gols do português Rafael Guerreiro e chegou aos 13 pontos. Na outra partida, no Estádio Jan Breydel, em Bruges, na Bélgica, o Atlético de Madrid não passou de um empate sem gols com os anfitriões. O resultado deixou o clube de Madri com os mesmos 13 pontos, empatando com o Dortmund na liderança, porém, por conta do critério de desempate, o time alemão foi superior ao derrotar o Atleti por 4 a 0 no confronto direto. Enquanto isso, os Blauw-Zwart terminaram com seis pontos e, por ter ficado em terceiro lugar, irá disputar a Liga Europa.

Pelo grupo B, Internazionale e Tottenham entraram em campo pela segunda vaga – a primeira já estava assegurada para o Barcelona, que ficou com o primeiro lugar, com 14 pontos. Pela circunstância, o clube de Milão tinha tudo a seu favor para ficar com a vaga: jogava em casa contra o já eliminado PSV enquanto os Spurs tinham a “ingrata missão” de pegar o Barça fora de casa. Todavia, no Giuseppe Meazza, Lozano abriu o placar para os camponeses neerlandeses no primeiro tempo, mas Icardi igualou o placar, que deixou os nerazzurri com oito pontos, em terceiro. Já no Camp Nou, o líder e classificadíssimo Barcelona começou com pinta de que iria “atropelar” o Tottenham, mesmo com alguns titulares sendo poupado. Logo aos seis minutos, Dembelé fez 1 a 0 para os blaugranas, mas os Spurs foram se encontrando ao longo da partida equilibrou as ações e conseguiu o empate com o brasileiro Lucas, que saiu do banco de reservas e fez o gol “salvador” aos 39 do segundo tempo. O resultado deixou o clube inglês com a mesma pontuação da Inter, mas seguiram adiante na Champions devido aos critérios de desempate. A Liga Europa serviu como prêmio de consolação para os interistas.

No disputado grupo C, Liverpool e Napoli fizeram o duelo para definir quem se juntaria ao classificado PSG para a próxima fase. E, no Anfield Road, o egípcio Salah fez o gol da vitória dos Reds no primeiro tempo, mas quem ajudou a equipe inglesa foi o goleiro brasileiro Alisson, que fez uma defesa primordial aos 46 minutos do segundo tempo que praticamente garantiu o segundo lugar. Com a vitória, o Liverpool foi aos nove pontos, a mesma da equipe de Nápoles, mas devido ao número de gols marcados (9 a 7), os Reds seguem no torneio, enquanto os napolitanos disputarão a Liga Europa. Na outra partida da chave, o Paris Saint-Germain não tomou conhecimento do Estrela Vermelha e goleou o clube sérvio por 4 a 1 fora de casa. Com um golaço de Neymar e também com tentos anotados por Cavani, Marquinhos e Mbappé para o clude parisiense, enquanto Gobeljić descontou para os mandantes, o PSG terminou a fase de grupos com 11 pontos.

O Porto segue com uma campanha incrível, o que lhe rendeu o status de “campeão” do grupo D, com notáveis 16 pontos. Em uma partida de cinco gols, os Dragões abriram 2 a 0 com gols do ex-corinthiano Felipe e Marega, cobrando pênalti, enquanto Feghouli, também no tiro penal, descontou para os leões ainda no primeiro tempo. Todavia, Sérgio Oliveira aumentou a vantagem portista e Derdiyok descontou para os turcos. No final, no Türk Telecom Arena, vitória do Porto por 3 a 2. Mesmo com a derrota, o Galatasaray manteve os quatro pontos e seguirá na Liga Europa, graças à vitória do Schalke 04 sobre o Lokomotiv Moscou na Arena Aufschalke, em Gelsenkirchen, com o gol da vitória sendo anotado nos acréscimos por Schöpf. O triunfo deixou os azuis-reais na segunda posição do grupo com 11 pontos.

Nesta quarta-feira (12), mais oito partidas ajudaram a definir a situação dos grupos E, F, G e H. Pelo grupo E, Bayern de Munique e Ajax mediram forças para saber quem ficaria no primeiro lugar, uma vez que ambos já entraram em campo classificados. Na Allianz Arena, os dois times fizeram um jogaço, com muitos gols e equilíbrio. O clube da Baviera saiu na frente com Lewandowski, mas com dois gols do sérvio Tadić, os holandeses viraram, mas o polonês empatou novamente, enquanto Coman colocou o time alemão na frente aos 45 do segundo tempo e, no último lance do jogo, Süle marcou contra e deu números finais à partida: 3 a 3. O resultado deixou os bávaros com 14 pontos seguidos dos Godenzonen com 12. No outro embate do grupo, no Estádio da Luz, o Benfica derrotou o AEK Atenas nos minutos finais, com gol de falta de Grimaldo, aos 43 da etapa final. O resultado deixou os Encarnados com sete pontos, em terceiro, e vaga para a Liga Europa. Já os atenienses terminaram com a pior campanha dentre os 32 participantes da fase de grupos: com nenhum ponto ganho, dois gols marcados e saldo negativo de onze gols.

No grupo F, o Manchester City consolidou a sua liderança e fez 13 pontos ao derrotar o Hoffenheim no Etihad Stadium. Os gols dos Citizen, que virou o placar, foram anotados por Sané, enquanto os alemães abriram o placar com o croata Kramarić. O segundo lugar do grupo foi ocupado pelo Lyon, que foi até a Ucrânia medir forças com o Shakhtar Donetsk, e saiu com um empate de lá e chegou aos oito pontos. Os donos da casa saíram na frente com Júnior Moraes e estavam perto da classificação até os 19 do segundo tempo quando Fekir recebeu de Depay e acertou o ângulo esquerdo e marcou um golaço. A igualdade foi fundamental para os franceses, enquanto os ucranianos, que foram seis pontos, asseguraram a Liga Europa.

Atual tricampeão do certame, o Real Madrid ficou com o primeiro lugar do grupo G, com 12 pontos, seguido da Roma, que terminou com nove. Mas os classificados foram surpreendentemente derrotados pelos eliminados Viktoria Plzeň e CSKA Moscou. No Santiago Bernabéu, com um time bastante modificado, os Merengues foram surpreendidos pelos russos e perderam por 3 a 0 (gols de Chalov, Schennikov e Sigurdsson). No entanto, apesar do feito, os Armelets não conseguiram a classificação para a UEFA Europa League devido ao triunfo do Viktoria Plzeň em casa diante da Roma por 2 a 1. Os gols da partida saíram no segundo tempo: Kovařík abriu para os tchecos, Ünder empatou para os romanistas, mas Tomáš Chorý fez o tento da vitória do Vik. Com isso, o Plzeň e o CSKA terminaram a rodada empatados com sete pontos, mas a equipe da República Tcheca irá disputar a Liga Europa por ter ficado à frente dos russos no critério de desempate (confronto direto).

Assim como no grupo G, os classificados do H perderam na rodada derradeira da fase dessa fase. A Juventus, que ficou no topo da chave com 12 pontos, foi superada fora de casa pelo Young Boys por 2 a 1. O protagonista foi o atacante francês Hoarau, que fez os dois gols pelo time suíço, enquanto Dybala descontou para a Juve com um golaço. Cristiano Ronaldo ainda acertou o travessão. Apesar da vitória, o Young Boys, que chegou aos quatro pontos, ficou em último lugar do grupo. E, pelo mesmo placar, o Valencia saiu vitorioso contra o Manchester United no Mestala. Soler e Young (contra) fizeram para o time espanhol, enquanto Rashford, nos momentos finais do jogo, descontou para os Reds Devils. O resultado fez com que os comandados de José Mourinho deixassem a liderança escapar e, com dez pontos, o United vai para o pote 2 no sorteio para os jogos das oitavas-de-final da UEFA Champions League. Já o Valencia, tentará a conquista continental via Europa League.

Com o encerramento da fase de grupos, 16 equipes seguem no sonho em busca da orelhuda. Os confrontos pelas oitavas-de-final acontecerão entre fevereiro e março. Antes disso, a UEFA realizará os sorteios dos confrontos na próxima segunda-feira (17). Os clubes serão divididos em dois potes: no pote 1 ficarão os campeões de cada grupo e o pote 2 os vices. Conforme regulamento, para essa parte do torneio, as equipes que se enfrentaram na fase de grupos não poderão se encontrar novamente, e também não será permitido o embate entre entidades do mesmo país.

A Inglaterra é o país com o maior número de representantes: 4 (Tottenham, Liverpool, Manchester United e Manchester City), seguido de Alemanha (Borussia Dortmund, Schalke 04 e Bayern de Munique) e Espanha (Barcelona, Real Madrid e Atlético de Madrid), com três. E, dos 16 classificados, nove já sentiram o gosto de ter erguido o troféu interclubes mais cobiçado do mundo (Real Madrid, Barcelona, Borussia Dortmund, Liverpool, Porto, Bayern de Munique, Ajax, Juventus e Manchester United).

Com isso, estão classificados para as oitavas-de-final as seguintes equipes: Borussia Dortmund, Barcelona, Paris Saint-Germain, Porto, Bayern de Munique, Manchester City, Real Madrid e Juventus (pote 1); enquanto Atlético de Madrid, Tottenham, Liverpool, Schalke 04, Ajax, Lyon, Roma e Manchester United estarão no pote 2. Para a UEFA Europa League se classificaram: Club Brugge, Internazionale de Milão, Napoli, Galatasaray, Benfica, Shakhtar Donetsk, Roma e Valencia.

A seguir, os resultados da sexta rodada da fase de grupos e a classificação final dessa etapa da competição.

Grupo A:
1. Borussia Dortmund (ALE) – 13 pontos
2. Atlético de Madrid (ESP) – 13
3. Club Brugge (BÉL) – 6
4. Monaco (FRA) – 1

Grupo B:
1. Barcelona (ESP) – 14
2. Tottenham (ING) – 8
3. Internazionale (ITÁ) – 8
4. PSV Eindhoven (HOL) – 2

Grupo C:
1. Paris Saint-Germain (FRA) – 11
2. Liverpool (ING) – 9
3. Napoli (ITÁ) – 9
4. Estrela Vermelha (SÉR) – 4

Grupo D:
1. Porto (POR) – 16
2. Schalke 04 (ALE) – 11
3. Galatasaray (TUR) – 4
4. Lokomotiv Moscou (RÚS) – 3

Grupo E:
1. Bayern de Munique (ALE) – 14
2. Ajax (HOL) – 12
3. Benfica (POR) – 7
4. AEK Atenas (GRÉ) – 0

Grupo F:
1. Manchester City (ING) – 13
2. Lyon (FRA) – 8
3. Shakhtar Donetsk (UCR) – 6
4. Hoffenheim (ALE) – 3

Grupo G:
1. Real Madrid (ESP) – 12
2. Roma (ITÁ) – 9
3. Viktoria Plzeň (REP) – 7
4. CSKA Moscou (RÚS) – 7

Grupo H:
1. Juventus (ITÁ) – 12
2. Manchester United (ING) – 10
3. Valencia (ESP) – 8
4. Young Boys (SUÍ) – 4

Data – Jogo – Local;
11/12/2018 – Monaco (FRA) 0x2 Bourssia Dortmund (ALE) – Louis II, Mônaco (MON)
11/12/2018 – Club Brugge (BÉL) 0x0 Atlético de Madrid (ESP) – Jan Breydel, Bruges (BÉL)
11/12/2018 – Internazionale (ITÁ) 1×1 PSV Eindhoven – Giuseppe Meazza, Milão (ITÁ)
11/12/2018 – Barcelona (ESP) 1×1 Tottenham (ING) – Camp Nou, Barcelona (ESP)
11/12/2018 – Liverpool (ING) 1×0 Napoli (ITÁ) – Anfield Road, Liverpool (ING)
11/12/2018 – Estrela Vermelha (SÉR) 1×4 Paris Saint-Germain – Rajko Mitić, Belgrado (SÉR)
11/12/2018 – Schalke 04 (ALE) 1×0 Lokomotiv Moscou – Aufschalke Arena, Gelsenkirchen (ALE)
11/12/2018 – Galatasaray (TUR) 2×3 Porto (POR) – Türk Telekom Arena, Istambul (TUR)
12/12/2018 – Ajax (HOL) 3×3 Bayern de Munique (ALE) – Amsterdam Arena, Amsterdam (HOL)
12/12/2018 – Benfica (POR) 1×0 AEK Atenas (GRÉ) – Estádio da Luz, Lisboa (POR)
12/12/2018 – Shakhtar Donetsk (UCR) 1×1 Lyon (FRA) – Metalist Stadion, Carcóvia (UCR)
12/12/2018 – Manchester City (ING) 2×1 Hoffenheim (ALE) – Etihad Stadium, Manchester (ING)
12/12/2018 – Real Madrid (ESP) 0x3 CSKA Moscou (RÚS) – Santiago Bernabéu, Madri (ESP)
12/12/2018 – Viktoria Plzeň (REP) 2×1 Roma (ITÁ) – Doosan Arena, Plzeň (REP)
12/12/2018 – Valencia (ESP) 2×1 Manchester United (ING) – Mestalla, Valência (ESP)
12/12/2018 – Young Boys (SUÍ) 2×1 Juventus (ITÁ) – Stade de Suisse, Berna (SUÍ)

Parabéns aos classificados.

Por Jorge Almeida

Definidos a fase de grupos da UEFA Champions League 2018/2019

Sorteio dos grupos da UEFA Champions League 2018/2019 foi realizado nesta quinta-feira. Créditos: uefa.com

A UEFA realizou na tarde desta quinta-feira (30), às 13h (horário de Brasília), o sorteio para a fase de grupos de sua principal competição interclubes da temporada 2018/2019. O evento aconteceu em Mônaco, na França. A celebração teve a presença de craques de um passado recente e da atualidade, como Figo, Beckham, Kaká, Forlán, Salah, Totti, entre outros. A fase de grupos começará no próximo dia 18 de setembro e a sexta (e última) rodada terminará em dezembro.

Antes do sorteio, o presidente da UEFA, o esloveno Aleksander Ceferin subiu ao palco para entregar o Prêmio da UEFA a David Beckham.

Enquanto rolava o sorteio dos grupos, a entidade europeia premiou os dez melhores jogadores da temporada passada, com destaque para o croata Luka Modrić, do Real Madrid, eleito o melhor jogador da Europa. Os outros premiados foram o português Cristiano Ronaldo e o egípcio Mohamed Salah. Além deles, completam a lista Griezmann, Messi, Mbappé, De Bruyne, Varane, Hazard, Sergio Ramos e o goleiro Keylor Navas.

Para o início do sorteio, subiram ao palco Diego Forlán e Kaká, representantes de Atlético de Madrid e Real Madrid, respectivamente. E por falar em Madri, a decisão do torneio será na cidade dos dois clubes, no Wanda Metropolitano, estádio do time Colchonero.

Os representantes da UEFA explicaram as regras do sorteio. Como determinado, as 32 equipes foram divididas em quatro potes, sendo que no pote 1 estavam os cabeças-de-chave. Lembrando que o Lokomotiv Moscou conseguiu a façanha por conta da posição da Rússia no ranking da UEFA.

O primeiro clube a sair do pote 1 foi o Paris Saint-Germain, que foi sorteado para ser o cabeça-de-chave do grupo C. Na sequência, vieram os seguintes cabeças-de-chave e seus respectivos grupos: Real Madrid (G), Bayern de Munique (E), Barcelona (B), Atlético de Madrid (A), Juventus (H), Manchester City (F) e Lokomotiv Moscou (F).

O sorteio seguiu com o sorteio dos clubes do pote 2, formado por (ordem de grupo): Borussia Dortmund (A), Tottenham (B), Napoli (C), Porto (D), Benfica (E), Shaktar Donetsk (F), Roma (G) e Manchester United (H). Posteriormente, os times do pote 3: Club Brugge (A), PSV (B), Liverpool (C), Schalke 04 (D), Ajax (E), Lyon (F), CSKA (G) e Valencia (H). E, finalmente, o pote 4: Monaco (A), Inter de Milão (B), Estrela Vermelha (C), Galatasaray (D), AEK Atenas (E), Hoffenheim (F), Viktoria Plzen (G) e Young Boys (H).

Alguns grupos terão jogos que marcam algumas peculiaridades, como Juventus e Manchester United, que colocará frente à frente Cristiano Ronaldo e os Reds Devils, onde o gajo português faturou a sua primeira “orelhuda”. Enquanto isso, o grupo E terá ao todo 11 taças de três campeões (Bayern de Munique, Benfica e Ajax). Já o grupo F é formado por clubes que nunca sentiram o gostinho de ter sido campeão da competição interclubes mais importante do mundo.

A seguir, a relação das equipes e dos grupos da UEFA Champions League 2018/2019.

Grupo A: Atlético de Madrid (ESP), Borussia Dortmund (ALE), Club Brugge (BÉL) e Monaco (FRA)
Grupo B: Barcelona (ESP), Tottenham (ING), PSV (HOL) e Inter de Milão (ITÁ)
Grupo C: PSG (FRA), Napoli (ITÁ), Liverpool (ING) e Estrela Vermelha (SÉR)
Grupo D: Lokomotiv Moscou (RÚS), Porto (POR), Schalke 04 (ALE) e Galatasaray (ALE)
Grupo E: Bayern Munich (ALE), Benfica (POR), Ajax (HOL) e AEK Atenas (GRÉ)
Grupo F: Manchester City (ING), Shaktar Donetsk (UCR), Lyon (FRA) e Hoffenheim (ALE)
Grupo G: Real Madrid (ESP), Roma (ITÁ), CSKA (RÚS) e Viktoria Plzen (TCH)
Grupo H: Juventus (ITÁ), Manchester United (ING), Valencia (ESP) e Young Boys (SUÍ)

Boa sorte aos participantes.

Por Jorge Almeida

Real Madrid: campeão da UEFA Champions League 2017/2018

Jogadores do Real Madrid comemoram a 13ª Champions do clube espanhol. Créditos: Reprodução/Twitter

Em uma partida desastrosa do goleiro Karius, o Real Madrid venceu o Liverpool por 3 a 1 na final da UEFA Champions League 2017/2018, neste sábado, no Estádio Olímpico, em Kiev, na Ucrânia. Os gols da partida, que saíram no segundo tempo, foram de Benzema, dois de Bale e Mané descontou para os Reds. O arqueiro do time inglês falhou em dois dos três gols merengues e, no tento em que ele não errou, Gareth Bale acertou uma linda bicicleta. A decisão ficou marcada também pelas saídas de Salah e Carvajal por conta de contusão. Essa foi a 13ª Champions, sendo a terceira de forma consecutiva.

O Real Madrid tentou a sua primeira jogada logo aos dois minutos. Carvajal levantou na área, mas o goleiro Karius (guardem esse nome!) saiu bem para tirar de soco. O Liverpool respondeu aos seis. Firmino recebeu no meio de campo e deu excelente bola para Mané que, por pouco, não chegou nela e viu Navas fazer o corte.

Os Reds passaram a dominar a partida encurralando o adversário, claro que isso seria impossível prevalecer durante boa parte dos 90 minutos. Aos 15, por exemplo, os Merengues saíram em contra-ataque e Cristiano Ronaldo avançou pela direita, entrou na área e soltou a bomba que saiu por cima do travessão do time inglês. Aos 22, Firmino recebeu a bola, girou e a deixou escapar um pouco e soltou a pancada, a redonda bate em Sergio Ramos, que volta para Alexander-Arnold, que mandou um canudo rasteiro para Navas fazer grande defesa.

Dois minutos depois, o sinal de alerta foi ligado para o Liverpool. Em uma disputa com Sergio Ramos, Salah caiu de mau jeito e ficou sentindo dores no ombro. Permaneceu em campo por mais quatro minutos e desabou no campo e, aos prantos, saiu do gramado e foi substituído por Lallana. Curiosamente, após a saída do egípcio, o Real cresceu no jogo, porém, aos 34, foi a vez de Carvajal cair no gramado em disputa com Henderson. Chorando muito, o camisa 2 deu lugar a Nacho. Com a saída de Salah, a equipe de Zinédine Zidane mudou de postura e passou a atacar o Liverpool, que se defendeu bem e não permitiu que o rival finalizasse com perigo.

Antes do intervalo, o Real Madrid chegou a balançar as redes com Benzema, que pegou o rebote do goleiro após cabeçada de Cristiano Ronaldo, contudo, o gajo português estava em impedimento no começo da jogada. Em seguida, aos 44, em sua primeira participação na partida, Nacho soltou a bomba de primeira na ponta direita e errou por pouco. Aos 47, Benzema avançou pela intermediária e soltou a bomba, mas a bola passou perto do gol de Karius.

No segundo tempo, logo aos dois minutos, Marcelo tocou para o meio da área, Lallana ao tentar evitar o perigo, na verdade, deu uma bela ajeitada na bola para Isco, que tocou na saída do goleiro e acertou o travessão. Aos cinco, um lance incrivelmente inacreditável: depois do lançamento para a área do Liverpool, Karius chegou antes de Benzema e ficou com a bola. Ao tentar repô-la para sair jogando, o arqueiro acertou a redonda justamente no pé do camisa 9, que esticou a perna para interceptar o corte. E não é que a bola bateu no pé do francês e foi parar nas redes? Gol do Real Madrid com uma falha bisonha de Karius.

Como estava atrás do placar, o Liverpool foi buscar o empate e não demorou muito para conseguí-lo. Depois do escanteio batido por Milner, Lovren escorou de cabeça e Mané aproveitou o vacilo de Marcelo para, na pequena área, mandar para as redes. Empate dos Reds.

O jogo seguiu bom, com a equipe Merengue dominando as ações. Aos 14, Isco finalizou no canto e Karius fez grande defesa, se redimindo da falha absurda no tento de Benzema. Em seguida, o camisa 22 foi substituído por Gareth Bale. E, em sua primeira participação efetiva no jogo, um golaço. Aos 18, Marcelo avançou pela esquerda, levou a bola para o pé direito e levantou na medida para o galês acerta uma linda bicicleta para marcar um golaço e colocar o Real Madrid na frente novamente.

A equipe da terra dos Beatles tentou dar o troco em seguida, aos 24. Mané levou a bola para o meio e arriscou com a esquerda, a esférica desviou e bateu na trave direita de Navas. Sem Salah, os Reds tentaram buscar o ataque com o inspirado Mané, mas o Real Madrid soube marcar.

Os Merengues chegaram com perigo aos 35. Bale partiu pela direita, cruzou para Benzema, que pegou de prima e Karius voou para fazer excepcional defesa. Mas o inferno astral do goleiro alemão seguiu na partida dois minutos mais tarde. Bale arriscou de muito longe para o meio da meta, Karius, com um verdadeiro “mãos de alface” empurrou a bola para dentro do próprio gol. Outra falha do goleiro do Liverpool.

Nos minutos finais da partida, Cristiano Ronaldo, artilheiro da competição com 15 gols, quase fez o dele, mas um invasor entrou no gramado e o árbitro precisou interromper o lance. Mas a “orelhuda” já tinha dono: fim de jogo no Estádio Olímpico de Kiev, Real Madrid 3, Liverpool 1. Os Merengues conquistam a Europa pela 13ª vez e ampliam a sua hegemonia no torneio.

O segundo jogo mais importante do ano, antes de a bola rolar, as expectativas estavam em torno dos artilheiros do Real Madrid e Liverpool: Cristiano Ronaldo e Salah, respectivamente. Mas, com CR7 tendo uma atuação discreta e o egípcio saindo de campo no primeiro tempo, o protagonismo ficou por conta de três jogadores que não irão para a Copa do Mundo: Benzema, preterido da Seleção Francesa, Bale, o selecionado nacional do galês não se classificou para o Mundial, e o goleiro alemão Karius, que não foi relacionado na lista de Joachim Low para ir para a Rússia. Aliás, a cena do goleiro chorando e indo em direção à torcida do Liverpool se desculpando e sendo retribuído por aplausos foi uma das cenas mais lindas protagonizada pelo esporte nos últimos anos.

Enquanto estava com o trio Mané, Salah e Firmino em campo, o Liverpool sufocava o Real Madrid, que respondi em contragolpes. Mas a saída do camisa 11 dos Reds fez com que a situação se invertesse. Os Merengues foram para cima e os ingleses sentiram a ausência do egípcio e conseguiram segurar o 0 a 0 no primeiro tempo. Porém, na etapa final, a equipe madrilenha foi para cima e chegou aos gols, sendo que dois deles com falhas absurdas de Karius. Mané até tentou jogar por ele e por Salah e anotou para o Liverpool, contudo, o golaço de bicicleta de Bale e o frango do goleiro do Liverpool no terceiro gol do Real Madrid sucumbiram com o sexto título dos conterrâneos dos Beatles.

E, ao longo da campanha, especialmente no mata-mata, o Real Madrid teve um aliado forte: a sorte. É incrível como ela sempre apareceu nos momentos cruciais do clube espanhol. Nas quartas-de-final contra a Juventus, em Madri, no último lance do tempo normal, que estava com vitória bianconera por 3 a 0, o que levaria o jogo para a prorrogação, veio o pênalti que culminou com o gol de honra do Real, que o credenciou de seguir adiante. Nas semifinais, diante do Bayern de Munique, o goleiro do time alemão Ulreich deu um “presentaço” para Benzema ao se atrapalhar com a bola no começo do segundo tempo (naquela altura, os bávaros estavam vencendo o jogo por 1 a 0 e eram melhores na partida), e hoje diante do Liverpool: além do azar do adversário perder o seu principal jogador, contou com a jornada infeliz de seu goleiro que lhe deu dois gols de “presente”.

Com o título do Real Madrid, os clubes espanhóis mantêm a sua hegemonia no continente e no mundo. Nos últimos quatro anos, nas quatro competições internacionais (Champions, Liga Europa, Supercopa da UEFA e Mundial de Clubes da FIFA) só deu equipes da Espanha, exceto a Liga Europa de 2016/2017 vencida pelos ingleses do Manchester United. Ao todo, foram 17 troféus conquistados pelo quarteto Real Madrid, Barcelona, Atlético de Madrid e Sevilla, contra um do Manchester United. E, ainda em 2018, o futebol espanhol poderá ganhar mais duas taças: uma já é certa, pois a decisão da próxima Supercopa da UEFA será entre os dois clubes da capital: Real e Atlético no próximo dia 15 de agosto na A. Le Coq Arena, em Tallinn, na Estônia. Além disso, há a disputa do Mundial de Clubes da FIFA. E já pensou se a Espanha leva a Copa do Mundo também?

A seguir, o resumo da campanha do campeão e a ficha técnica da decisão.

Fase de Grupos (Grupo H):
13/09/2017 – Real Madrid 3×0 APOEL (CHI) – Santiago Bernabéu, Madri (ESP)
26/09/2017 – Borussia Dortmund (ALE) 1×3 Real Madrid (ESP) – Signal Idunas Park, Dortmund (ALE)
01/11/2017 – Tottenham (ING) 3×1 Real Madrid (ESP) – Wembley Stadium, Londres (ING)
17/10/2017 – Real Madrid (ESP) 1×1 Tottenham (ING) – Santiago Bernabéu, Madri (ESP)
21/11/2017 – APOEL (CHI) 0x6 Real Madrid (ESP) – GSP Stadium, Nicosia (CHI)
06/12/2017 – Real Madrid (ESP) 3×2 Borussia Dortmund (ALE) – Santiago Bernabéu, Madri (ESP)
Oitavas-de-final:
14/02/2018 – Real Madrid (ESP) 3×1 Paris Saint-Germain (FRA) – Santiago Bernabéu, Madri (ESP)
06/03/2018 – Paris Saint-Germain (FRA) 1×2 Real Madrid (ESP) – Parc des Princes, Paris (FRA)
Quartas-de-final:
03/04/2018 – Juventus (ITÁ) 0x3 Real Madrid (ESP) – Juventus Stadium, Turim (ITÁ)
11/04/2018 – Real Madrid (ESP) 1×3 Juventus (ITÁ) – Santiago Bernabéu, Madri (ESP)
Semifinais:
25/04/2018 – Bayern de Munique (ALE) 1×2 Real Madrid (ESP) – Allianz Arena, Munique (ALE)
01/05/2018 – Real Madrid (ESP) 2×2 Bayern de Munique (ALE) – Santiago Bernabéu, Madri (ESP)
Final:
26/05/2018 – Real Madrid (ESP) 3×1 Liverpool (ING) – Olimpiyskiy National Sports Complex, Kiev (UCR)

FICHA TÉCNICA: REAL MADRID (ESP) 3×1 LIVERPOOL (ING)
Competição/Fase: UEFA Champions League 2017/2018 – final (jogo único)
Local: Estádio Olímpico de Kiev, Kiev, Ucrânia
Data: 26 de maio de 2018, sábado – 15h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Milorad Mažić (SÉR)
Assistentes: Milovan Ristić (SÉR) e Dalibor Đurdević (SÉR)
Cartão Amarelo: Mané (Liverpool)
Gols: Benzema, aos 6 min (1-0); Mané, aos 10 min (1-1); Bale, aos 19 min (2-1) e aos 38 min do 2º tempo (3-1)
REAL MADRID (ESP): 1.Navas; 2.Carvajal (6.Nacho), 4.Sergio Ramos, 5.Varane e 12.Marcelo; 14.Casemiro, 8.Kroos, 10.Modrić e 22.Isco (11.Bale), 7.Cristiano Ronaldo e 9.Benzema (20.Asensio). Técnico: Zinédine Zidane
LIVERPOOL (ING): 1.Karius; 66.Alexander-Arnold, 6.Lovren, 4.Van Dijk e 26.Robertson; 14.Henderson, 7.Milner (23.Can) e 5.Wijnaldum; 11.Salah (20.Lallana), 19.Mané e 9.Firmino. Técnico: Jürgen Klopp

Parabéns ao Real Madrid Club de Fútbol pelo título.

Por Jorge Almeida

Terceira e última cota de ingressos para Heineken The Grand Finale, será disponibilizada para o público em 16 de maio

São Paulo, maio de 2018 – Com a proposta de criar uma experiência única para os fãs do esporte mais popular do mundo, no dia 26 de maio, sábado, a Heineken realiza “The Grand Finale”. O evento, que ocupa o último andar do Prédio da Bienal, no Ibirapuera em São Paulo, celebra a final da temporada da UEFA Champions League. Além de assistir ao jogo em telões gigantes de cinema espalhados pelo local, a surpresa para o público fica por conta da trilha sonora: uma Orquestra composta por 32 músicos e regida pelo maestro Xuxa Levy vai sonorizar os momentos mais importantes do jogo ao vivo.

A ação da Heineken faz parte da campanha #ShareTheDrama, que conta com o jogador Ronaldinho Gaúcho como protagonista, e mostra que toda partida da UEFA Champions League tem o poder de gerar o mesmo drama e emoções de um grande filme de cinema.

Para animar o público antes e após da partida, “The Grand Finale” conta com DJs e shows musicais que se apresentarão durante todo o dia. Uma das atrações é o selo de festas dos cariocas Zé do Roque e Zeh Pretim, que animarão os presentes com um repertório que mescla muita música pop, rock, indie e hip-hop, clássicos dos anos 80 e 90, além de uma pitada de música brasileira.

Além deles, o DJ Felipe Mar, que tem como base sets recheados de pop-music e música brasileira, se apresentará. Para finalizar o evento após a partida, o cantor Tiago Correa e sua banda farão ao vivo um marshup musical que mistura ritmos e combinação de músicas que podem variar de clássicos nacionais a hits internacionais.

O cardápio gastronômico assinado pelo restaurante Highline será um atrativo. Com três pratos criados exclusivamente para The Grand Finale, inspirados em clássicos do cinema de todos os tempos, o público poderá saborear opções de sanduíche de pastrami com maionese dijón e picles; cheeseburguer com cebola roxa, tomates frescos e aioli a parte, e sanduíche frio de ratatouille com queijo gruyére e mini agrião.

Destinado a maiores de 18 anos e limitado a 1.500 pessoas, o evento teve o primeiro e segundo lote de ingressos esgotado em menos de duas horas. O terceiro e último lote será aberto no dia 16 de maio, às 15h, pelo site do Ingresso Rápido  (www.ingressorapido.com.br).

HEINEKEN “THE GRAND FINALE”
Data: 26 de maio, sábado
Hora: A partir das 14h
Local: Prédio da Bienal, Parque do Ibirapuera Av. Pedro Álvares Cabral, s/n – Ibirapuera, São Paulo – SP
Capacidade do local: 1.500 pessoas
Site para compra de ingressos: http://www.ingressorapido.com.br
O terceiro e último lote será aberto no dia 16 de maio, às 15h, pelo site do Ingresso Rápido http://www.ingressorapido.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/events/202713290336971/
Site oficial: https://www.heineken.com/Share-the-Drama
Entrada proibida para menores de 18 anos

Sobre o Grupo HEINEKEN Brasil
O Grupo HEINEKEN chegou ao Brasil em maio de 2010, após a aquisição da divisão de cerveja do Grupo FEMSA e, em 2017, adquiriu a Brasil Kirin Holding S.A (“Brasil Kirin”), tornando-se o segundo player no mercado brasileiro de cervejas. O Grupo gera mais de 13 mil empregos e tem 15 fábricas localizadas em Alagoinhas (BA), Alexânia (GO), Araraquara (SP), Benevides (PA), Blumenau (SC), Campos de Jordão (SP), Caxias (MA), Igarassu (PE), Igrejinha (RS), Itu (SP), Jacareí (SP), Manaus (AM), Pacatuba (CE), Ponta Grossa (PR) e Recife (PE). No Brasil, o portfólio de cervejas do Grupo HEINEKEN é composto por Heineken, Sol, Kaiser, Bavaria, Bavaria 0,0%, Xingu, Amstel, Kirin Ichiban, Schin, Schin 0,0%, No Grau, Devassa, Baden Baden, Eisenbahn e Glacial. O portfólio de não alcoólicos inclui refrigerantes, sucos, energético e água como Água Schin, Itubaína, K Energy Drink, Schin Tônica, Skinka e Viva Schin.  Com sede em São Paulo, a companhia é uma subsidiária da HEINEKEN NV, a maior cervejaria da Europa, a segunda em termos de rentabilidade e a terceira em volume. A HEINEKEN opera 170 cervejarias em mais de 70 países.

Informações adicionais:
Informações atualizadas estão disponíveis na homepage da HEINEKEN Brasil:
http://www.heinekenbrasil.com.br

Informações adicionais:
http://www.heinekeninternational.com e http://www.enjoyheinekenresponsibly.com

Agência Lema
Leandro Matulja / Leticia Zioni
agencialema.com

Informações para a imprensa:
Marcelo Cia 11 3871-0022 ramal 215
marcelo@agencialema.com.br
Bruno Bataglioto 11 3871-0022 ramal 229
bruno@agencialema.com.br

Por Bruno Bataglioto – Agência Lema