Sesc Santo Amaro recebe o TrixMix

A artista Nathália Furlan em ação. Créditos: divulgação
A artista Nathália Furlan em ação. Créditos: divulgação

TrixMix: a junção de consagrados artistas internacionais e brasileiros aliado a novos e inspirados talentos

O Sesc Santo Amaro recebe, nos dias 18 e 19 de junho de 2016, o Show de Variedades Artísticas TrixMix em duas sessões gratuitas que juntam artistas brasileiros e espanhóis exibindo números de malabarismo, acrobacias, dança e mágica. O show reúne consagrados artistas da cena circense, e tem curadoria e direção artística de Raquel Rosmaninho e Emiliano Pedro. Em cena, a surpresa, o humor, a beleza e o inusitado fazem de cada apresentação uma celebração única.

Fabricia Ouriveis é a Mestre de Cerimônias do espetáculo, uma comediante que interpreta Marinalva, a mais agitada e divertida apresentadora de TV, que transforma a plateia em parte do espetáculo. O artista Doug Style – que tem se apresentado em vários festivais de circo e em programas de TV – encanta crianças e jovens com sua mescla única de mágica e street dance.

Natália Presser, experiente aerialista que atuou nas principais companhias, como o Cirque du Soleil, apresenta acrobacias em Cabide, número de grande riqueza plástica e técnica. A artista executa, ainda, um duo em tecido aéreo com Nathália Furlan, acrobata que já percorreu o mundo desafiando as leis da gravidade, e que aqui também apresenta sua performance solo na lira, aparelho aéreo em formato de circunferência. A artista também vai mostrar voos já apresentados no espetáculo Varekai, do Cirque Du Soleil, com qual viajou pela Oceania, América e Europa.

Jesus Fornies, o experiente malabarista espanhol, surpreende com El Niño de Los Balones, número com bolas de futebol que é sucesso em todo o planeta.

A produtora TrixMix

Criada em Londres em 2005 e estabelecida em São Paulo em 2007, já produziu mais de 80 formatos de espetáculos de variedades para diferentes ocasiões. Em seus projetos, já se apresentaram mais de 150 artistas, incluindo circenses, burlescos, atores, bailarinos, ilusionistas e músicos, do Brasil e exterior. Entre seus trabalhos realizados destacam-se as cerimônias de abertura e encerramento da 15ª edição dos Jogos Olímpicos Asiáticos (Doha, 2006), coordenação temática de circo do Fábricas de Cultura (2007-2009), coordenação do programa de circo do Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso (2011 -2015), stage managing das cerimônias de abertura e encerramento da Copa do Mundo FIFA 2014, criação e direção do Trixmix Cabaret – espetáculo de variedades, em cartaz de 2007 a 2014 em São Paulo. Em 2015 participou da Virada Cultural no Sesc Santo Amaro.

SERVIÇO
TRIXMIX
Dias 18 e 19 de junho de 2016
Sábado e domingo, às 17h
Local: Convivência
Duração: 55 min / Recomendação: Livre
Ingressos: Grátis
SESC SANTO AMARO
Rua Amador Bueno, 505 – Santo Amaro. Telefone: (11) 5541-4000.
Horário de atendimento bilheteria: Terça a sexta-feira, das 10 às 21h30 e sábado, domingo e feriado, das 10 às 18h30. Obs: O Estacionamento e a bilheteria permanecem abertos de acordo com o horário das programações.
Estacionamento – Subsolo – 180 veículos, 34 vagas para motos (preço especial para shows a partir 18h: R$5,50 p/ comerciários e R$11 p/ não comerciários e 35 vagas no bicicletário (grátis). Observação: as motos pagam taxa equivalente aos veículos.

Assessoria de Imprensa:
Com Canal Aberto | Márcia Marques |
Contatos: (11) 2914 0770 / 9 9126 0425
marcia@canalaberto.com.br| daniele@canalaberto.com.br

Assessoria de imprensa – Sesc Santo Amaro:
José Lima – joselima@santoamaro.sescsp.org.br
Juliana Gardim – julianagardim@santoamaro.sescsp.org.br
imprensa@santoamaro.sescsp.org.br

Por Canal Aberto | Márcia Marques

Sesc Santo Amaro apresenta a Banda Estrambelhados

A Banda Estrambelhados irá se apresentar no Sesc Santo Amaro no próximo dia 12. Créditos: divulgação
A Banda Estrambelhados irá se apresentar no Sesc Santo Amaro no próximo dia 12. Créditos: divulgação

Dia 12 de junho de 2016, às 17h, o Sesc Santo Amaro apresenta a Banda Estrambelhados, considerada uma das principais representantes da musicalidade da cidade de São Luiz do Paraitinga/ SP.

Após lançar os discos “Folias” (2007) com produção de André Magalhães e “Estrambelhados Eu Sou” (2012) com produção de Betão Aguiar, a Banda Estrambelhados vai lançar no segundo semestre de 2016 seu terceiro álbum, intitulado “Além dos Quatro Cantos”, que contou com a produção musical de Mauricio Pascuet (produtor musical e contrabaixista da cantora e compositora Karina Buhr).

A banda tem um trabalho bastante peculiar e específico: a difusão de suas marchinhas. Em sua trajetória, traz como característica musical a utilização de teclados, sintetizadores e violões que, aliadas aos metais, percussões e bateria contribui para a construção de uma sonoridade contemporânea assentada em sua tradição musical característica.

A banda surgiu em um ambiente de pesquisa da cultura popular local e seus integrantes são profissionais da área da educação e artes, auxiliando na divulgação de grupos folclóricos, em especial as congadas, moçambiques e folias, zelando pela continuidade da tradição musical da cidade e trazendo novas propostas.

No repertório do show eles apresentam a identidade própria regional da banda com as influências da música pop contemporânea mesclando músicas autorais com as dos principais compositores da cidade.

Ficha Ténica:
Teclado e voz: Netto Campos / Violão e voz: Rodolfo Santana / Viola Caipira, violão e voz: Leandro Barbosa / Violão: Rafael Cursino / Percussão: Álvaro José Frade / Bateria: Paulo Ricardo (Buiú) / Contrabaixo: Renato Frade / Saxofone: Leo Couto / Trombone: Flávio Júnior / Trompete: Lucas Augusto Ferreira

SERVIÇO:
BANDA ESTRAMBLHADOS
Local: Praça
Dia: 12 de junho. Domingo, às 17h.
Duração: 90 minutos.
Classificação: Livre.
Ingressos: Grátis.
SESC SANTO AMARO
Rua Amador Bueno, 505 – Santo Amaro. Telefone: (11) 5541-4000.
Horário de atendimento bilheteria: Terça a sexta-feira, das 10 às 21h30 e sábado, domingo e feriado, das 10 às 18h30. Obs: O Estacionamento e a bilheteria permanecem abertos de acordo com o horário das programações.
Estacionamento – Subsolo – 180 veículos, 34 vagas para motos (preço especial para shows a partir 18horas: R$5,50 p/ comerciários e R$11 p/ não comerciários e 35 vagas no bicicletário (grátis). Observação: as motos pagam taxa equivalente aos veículos.

Assessoria de Imprensa:
Com Canal Aberto | Márcia Marques |
Contatos: (11) 2914 0770 / 9 9126 0425
marcia@canalaberto.com.br| daniele@canalaberto.com.br

Assessoria de imprensa – Sesc Santo Amaro
José Lima – joselima@santoamaro.sescsp.org.br
Juliana Gardim – julianagardim@santoamaro.sescsp.org.br
imprensa@santoamaro.sescsp.org.br
Tel. (11) 5541-4005

Por Canal Aberto | Márcia Marques

O Sesc Santo Amaro oferece Papel: da Escrita à Arte

Oficinas, quase todas gratuitas e para todas as idades, em que o papel é protagonista e matéria-prima. Créditos: Divulgação
Oficinas, quase todas gratuitas e para todas as idades, em que o papel é protagonista e matéria-prima. Créditos: Divulgação

Eu tive uma formação de arte e quadrinhos, desde criança. Tinha muita proximidade com a biblioteca e com a sabedoria do meu pai [cartunista Laerte]. Sempre me interessei, fui íntimo dos pincéis, do nanquim, do lápis. Estabeleci desde cedo uma relação com a arte, que era muito íntima e social também. A gente se mudava muito quando eu era criança, e desenhar era um jeito de fazer amigos”. Rafael Coutinho que vai ministrar a oficina Apreciação de Quadrinhos: Roteiro, Processo Criativo e Diversidade na Produção Moderna

Até 30 de julho de 2016, o papel assume um posto importante no Sesc Santo Amaro. Serão 10 oficinas voltadas à matéria-prima protagonista capaz de assumir diferentes estruturas, que podem ir de um livro a esculturas, passando por zines e brinquedos. Haverá também duas intervenções artísticas: Construção, com Liana Yuri, uma mini cidade imaginária, criada a partir de pequenas torres de papelão pré-cortadas e Fluxos em Preto&Branco – Experimento #13, com Cia Flutuante, em que artistas criam performances únicas a cada apresentação. Os Livros Cartoneros também terão vez na programação com uma feira de livros, um encontro de editores e um sarau.

Helen Ikeda apresenta História do Papel, Manufatura e Cianotipia, uma aula sobre a história do papel e sua confecção artesanal a partir de fibras vegetais (algodão, curauá, bagaço de cana e eucalipto). Helen Ikeda é especialista em Celulose e Papel pelo SENAI e trabalha há mais de 35 anos com conservação e restauro de papel em acervos como o Museu Paulista, MAC-USP, Fundação Bienal de São Paulo, entre outros.

Filipe Grimaldi é letrista e diretor de arte da SINLOGO. Há dez anos desenvolve projetos e trabalhos comerciais e autorais de design e tipografia. Sua expertise inclui técnicas como alfabetos de caligrafias e letras feitas à mão, utilizando métodos e teoria. No Sesc Santo Amaro, Filipe ensina sobre Letrismos: Introdução à caligrafia e a hand lettering.

A oficina Apreciação de quadrinhos: Roteiro, Processo Criativo e Diversidade na Produção Moderna, traz o artista Rafael Coutinho, experiente quadrinista de qualidade inegável, tanto nos traços, cenários e personagens como nos enredos e roteiros que faz. Além da participação no coletivo Sociedade Radioativa, fez a adaptação de Branca de Neve na coletânea Irmãos Grimm em quadrinhos, lançada pela Desiderata e lançou a graphic novel Cachalote, em parceria com o escritor Daniel Galera. Filho do ilustrador Laerte, um dos gênios de sua geração, a filiação só confirma o talento existente na família.

Voltada a artistas e fotógrafos que tenham um projeto de publicação, a curitibana Fernanda Grigolin está à frente da oficina Livro de Artista. Grigolin é artista visual, editora, pesquisadora doutoranda em Artes Visuais na Unicamp. Por dez anos foi ativista de movimentos sociais no Brasil e na América Latina. Possui especialização em Direitos Humanos (USP) e é mestra em artes visuais na UNICAMP. Vive e trabalha entre Campinas e São Paulo.

O Sesc Santo Amaro oferece a oficina Brinquedos de Papel com Marcio Sno, zineiro, jornalista, ilustrador, pesquisador, documentarista e educador. Em 2015 lançou seu primeiro livro O Universo Paralelo dos Zines.

Para os maiores de 60 anos, o Sesc Santo Amaro reservou duas oficinas: Livros Artesanais Interativos – Pop-ups Corte e Dobra, com a artista plástica e engenheira de papéis Liana Yuri, que aprendeu a fazer pop-ups desconstruindo os livros. Formada em Educação Artística e Licenciatura em Letras com especialização em Gestão Cultural, também teve aulas com a mestra-professora Naomi Uezu, com quem aperfeiçoou a sua técnica.

SERVIÇO – PAPEL: DA ESCRITA À ARTE

OFICINAS
História do Papel, Manufatura e Cianotipia com Helen Ikeda
Dias 2, 9 e 16 de junho, das 18h30 às 21h30
Inscrições: A partir de 19 de maio, na Central de Atendimento.
Valor: De R$ 6,00 a R$ 20,00
Local: Sala de Oficinas Recomendação: 16 anos
Material necessário por aluno: Pasta plástica e pastas em L, 5 a 10 folhas de papéis industriais: Arches, Canson (sem polímeros) para aquarela, avental e luvas.

Livros Artesanais Interativos – Pop-ups Corte e Dobra com Liana Yuri
Dias 7, 14, 21 e 28 de junho, das 10h30 às 12h30.
Grátis | local: Sala de Oficinas
Inscrições: A partir de 1º de junho, na Central de Atendimento.
Recomendação: a partir de 60 anos

Letrismos: Introdução à caligrafia e a hand lettering com Filipe Grimaldi
De 7 de junho a 5 de julho, Terças, das 19h às 21h30
Grátis | local: Sala de Oficinas
Inscrições: A partir de 1/6, na Central de Atendimento.
Recomendação: 16 anos

Apreciação de quadrinhos: Roteiro, Processo Criativo e Diversidade na Produção Moderna com Rafael Coutinho
De 14 de junho a 19 de julho, terças, às 19h30
Local: Sala de Oficinas
Valor: De R$ 6,00 a R$ 20,00
Inscrições: A partir de 1º de junho, na Central de Atendimento.
Recomendação: 14 anos

Livro de Artista com Fernanda Grigolin
Dias 9, 16, 23 e 30 de julho, das 14h às 18h.
Local: Sala de Oficinas
Valor: De R$ 6,00 a R$ 20,00
Inscrições: A partir de 1º de julho, na Central de Atendimento.
Recomendação: 16 anos
Pré-requisito: Artistas e fotógrafos que tenham um projeto de publicação.

Brinquedos de Papel com Marcio Sno
De 2 a 30 de julho, sábados, das 15h às 17h
Dia 2 – Cobra de Papel / Dia 9 – Criaturas de Papel / Dia 16 – Corpos Paginados / Dia 23 – Jacaré de pregador / Dia 30 – Sapo Pulador
Grátis | local: Espaço de Tecnologias e Artes
Inscrições: Uma hora antes da atividade no Espaço de Tecnologias e Artes.
Recomendação: 10 anos. Menores de 10 anos poderão participar desde que acompanhadas por um adulto.

INTERVENÇÕES ARTÍSTICAS:

Construção com Liana Yuri
Intervenção no espaço criada a partir de módulos de papelão pré-cortados onde uma pequena cidade imaginada é construída encaixando, equilibrando, interligando pequenas torres de papelão. O público é convidado a explorar o espaço, a espacialidade corporal, os limites do olhar, largura, altura, peso e equilíbrio. Tudo é construído e descontruído. A intervenção é efêmera e acontece coletivamente. Com Liana Yuri.
Dias 5, 12, 19 e 26 de junho, das 12h30 às 15h30.
Local: Espaço de Brincar
Recomendação: livre

Fluxos em Preto&Branco – Experimento #13 com Cia Flutuante
Artistas improvisadores atuantes em diferentes linguagens, sobretudo das artes visuais e da música criam performances únicas a cada apresentação, voltadas ao interesse na potência do gesto e do acaso. Criado para o Sesc Santo Amaro, o Experimento #13, será realizado na área de convivência com material seco (papel preto e marcadores), com a orientação visual de Suiá Burger Ferlauto, os performers Leticia Sekito, Alex Ratton e Priscila Jorge e com Sandra Ximenez na trilha sonora ao vivo. (duração 50 minutos)
Dia 4 de junho, às 17h
Local: Área de convivência
Duração: 50 min

LITERATURA

Cartoneros: Criações e Publicações
Livros cartoneros são livros grampeados, colados ou costurados à mão, com capas que podem ser pintadas à mão ou adornadas com colagens ou ñhandutis (rendas) paraguaios. Não existem duas capas iguais. Cada livro é uma obra de arte, feito por uma, duas ou mais pessoas juntas. Surgidos em 2003 na América Latina, publicações cartoneras se tornaram um movimento. Atualmente são mais de 100 editoras cartoneras em todo o mundo.

Feira de Livros – Editoras cartoneras expõem suas publicações para venda.
Dia 4 de junho, das 13h às 18h30
Local: Área de Convivência

Encontro de editores Cartoneros
Editores trocam experiências e discutem ampliação e difusão de publicações alternativas. Com representantes das editoras Corsário, Gurugutu, Sereia Ca(n)tadora, Dulcinéia Catadora, Corsário, Malha Fina Cartonera e Patuá. Mediação de Douglas Diegues (Ed. Yiyi Jambo)
Dia 4 de junho, das 14h às 16h
Local: Sala de Oficinas

Sarau Cartoneros
Poetas e escritores cartoneros apresentam leituras de poemas e trechos de textos autorais. Com Ademir Demarchi, Bruno Brun, Reuben Rocha, Douglas Diegues e Fabiano Calixto. Coordenação de Douglas Diegues.
Dia 4 de junho, das 17h às 18h30
Local: Área de Convivência

SESC SANTO AMARO
Rua Amador Bueno, 505 – Santo Amaro. Telefone: (11) 5541-4000.
Horário de atendimento bilheteria: Terça a sexta-feira, das 10 às 21h30 e sábado, domingo e feriado, das 10 às 18h30. Obs: O Estacionamento e a bilheteria permanecem abertos de acordo com o horário das programações.
Estacionamento – Subsolo – 180 veículos, 34 vagas para motos (preço especial para shows a partir 18horas: R$5,50 p/ comerciários e R$11 p/ não comerciários e 35 vagas no bicicletário (grátis). Observação: as motos pagam taxa equivalente aos veículos.

Assessoria de Imprensa:
Com Canal Aberto | Márcia Marques |
Contatos: (11) 2914 0770 / 9 9126 0425
marcia@canalaberto.com.br| daniele@canalaberto.com.br

Assessoria de imprensa – Sesc Santo Amaro:
José Lima – joselima@santoamaro.sescsp.org.br
Juliana Gardim – julianagardim@santoamaro.sescsp.org.br
imprensa@santoamaro.sescsp.org.br
Tel. (11) 5541-4005

Por Canal Aberto | Márcia Marques |

Sesc Santo Amaro leva ao palco Little Quail and The Mad Birds com participação especial de Alf (Rumbora)

A banda Little Quail and The Mad Birds tocará no Sesc Santo Amaro no próximo dia 4 de junho. Foto: Zé Maria Palmieri
A banda Little Quail and The Mad Birds tocará no Sesc Santo Amaro no próximo dia 4 de junho. Foto: Zé Maria Palmieri

Dia 04 de junho, sábado, às 20h, o Sesc Santo Amaro apresenta o show da banda Little Quail and The Mad Birds na Praça da unidade. O show conta com a participação de Alf, integrante de algumas das principais bandas de rock da geração 1990/2000 de Brasília, como Rumbora, Raimundos, Câmbio Negro e Supergalo. Essa reunião surge inspirada no lançamento do livro Magnéticos 90, de Gabriel Thomaz e Daniel Juca.

Dia 05 de junho, domingo, acontece o encontro entre o músico Gabriel Thomaz e o cartunista Daniel Juca, responsáveis pelo livro Magnéticos 90 (Edições Ideal, 2016), com o jornalista e crítico musical Marcelo Costa, tendo como ponto de partida uma reflexão sobre o panorama das bandas de rock independentes e os registros musicais em fitas cassetes.

A banda Little Quail and The Mad Birds foi formada em 1988 por Gabriel Thomaz (Autoramas), Zé Ovo e Bacalhau (Ultraje) e se dissolveu em 1996 após o lançamento de dois álbuns. Desde então, o trio se reúne esporadicamente para apresentações; a última aconteceu em maio de 2012.

A Banda Little Quail and The Mad Birds

Formada em Brasília por Gabriel Thomaz (guitarra e vocais), hoje no Autoramas, Zé Ovo (baixo e vocais) e Bacalhau (bateria), hoje no Ultraje À Rigor, a banda lançou dois álbuns, Lírou Quêiol en de Méd Bârds (1994) e A Primeira Vez Que Você Me Beijou (1996) nas, seu maior sucesso para o público e crítica foi sua fita demo com apenas sete músicas que circulou e teve músicas tocadas por todo Brasil, num esquema ‘do it yourself’. A Little Quail foi uma dos expoentes e pioneiras do rock brasileiro dos anos 90, que renovou completamente a cena roqueira nacional, juntamente com outras bandas como Chico Science e Nação Zumbi, Pato Fu, Raimundos, Mundo Livre S/A, Planet Hemp, Maskavo Roots, Graforréia Xilarmônica, Professor Antena, O Rappa, Jorge Cabeleira e O Dia que Seremos Todos Inúteis, Muzzarelas, Boi Mamão, Virna Lisi, entre outras. Seu principal hit, “1, 2, 3, 4” talvez tenha sido a primeira música desta geração a entrar na programação de rádios comerciais, como a 89 FM de São Paulo, onde chegou à primeiro lugar das mais pedidas batendo ícones da época como Nirvana, Sepultura e Aerosmith. “1, 2, 3, 4” também foi eleita, pela revista Bizz (a principal publicação brasileira de todos os tempos) como a melhor música de 1993 – empatada com “Haiti”, lançada em conjunto por Caetano Veloso e Gilberto Gil, no disco Tropicalia 2, tendo sido o primeiro grande feito dessa que era então a nova geração da música pop brasileira, segundo a própria revista Bizz.

Alf (Rumbora)

Antes de estourar com o Rumbora, Alf foi baixista da última formação do influente grupo de rap-rock Câmbio Negro, com o qual gravou o terceiro e derradeiro álbum Câmbio Negro (1998). Em 2002, ainda no Rumbora, foi convidado a entrar nos Raimundos em substituição a Canisso. Lá, ele permaneceu até montar o Supergalo (com o baterista Fred). Nesse meio tempo, registrou com o quarteto de forrócore o EP virtual Pt qQ cOizAh, lançado em 2005 apenas na Internet, com a chancela da MTV.

Com suas bandas, Alf participou de tributos a conceituados artistas nacionais (Arnaldo Baptista, Raul Seixas, Secos e Molhados), lançados em CD e DVD, além de compor uma música inédita para o programa Tá na área, do canal SporTV. Concorreu aos prêmios mais importantes da indústria musical brasileira, como Video Music Brasil (VMB), da MTV (com seis indicações, sendo duas por Escolha da Audiência), Multishow (Artista Revelação), Showbizz (cinco indicações, incluindo Melhor Banda, Melhor Música e Disco do Ano), Dynamite, etc. Tocou em alguns dos mais importantes festivais do Brasil (incluindo o Rock in Rio 2001) ao lado de bandas como Queens of the Stone Age, Muse, e The Cult. Em março de 2013 Alf lançou seu primeiro projeto solo. A música O Sol Saiu, produzida e gravada pelo músico em esquema banda de um homem só, foi mixada em parceria com Frango Kaos e masterizada por Tim Young (Massive Attack, Metallica, Bjork, entre outros) e tocou nas principais rádios-rock do país além de ter seu videoclipe veiculado diariamente nos principais canais de música. Logo depois, mais dois singles foram lançados, Guarde um lugar e Pra Onda Boa Me Levar. Ambas, com seus riffs e melodias marcantes.

SERVIÇO:
Little Quail and The Mad Birds com Alf (Rumbora)
Quando: Dia 04 de junho, sábado, às 20h
Local: Praça (capacidade: 300 lugares)
Recomendação: 18 anos
Duração: 90 min
Ingressos: R$ 20,00 (inteira). R$ 10,00 (meia: estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência). R$ 6,00 (credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes). Ingressos à venda pelo Portal http://www.sescsp.org.br a partir de 24/05 (terça-feira), às 18h, e nas bilheterias do SescSP a partir de 25/05 (quarta-feira), às 17h30. Venda limitada a quatro ingressos por pessoa. Não é permitida a entrada após o início do espetáculo.

Papo Magnético: Rock Brasileiro dos anos 90 com Gabriel Thomaz, Daniel Juca e Marcelo Costa
Quando: Dia 05 de junho, domingo, às 15h30
Local: Espaço de Tecnologias e Artes (2° andar)
Livre | Grátis
Duração: 90 min

Onde: Sesc Santo Amaro – Rua Amador Bueno, 505 – Santo Amaro. Telefone: (11) 5541-4000.
Horário de atendimento bilheteria: Terça a sexta-feira, das 10 às 21h30 e sábado, domingo e feriado, das 10 às 18h30. Obs: O Estacionamento e a bilheteria permanecem abertos de acordo com o horário das programações.
Estacionamento – Subsolo – 180 veículos, 34 vagas para motos (preço especial para shows que iniciam às 18 horas: R$5,50 p/ comerciários e R$11 p/ não comerciários e 35 vagas no bicicletário (grátis)). Observação: as motos pagam taxa equivalente aos veículos.

Assessoria de Imprensa:
Com Canal Aberto | Márcia Marques | Daniele Valério
Contatos: (11) 2914 0770 / 9 9126 0425
marcia@canalaberto.com.br| daniele@canalaberto.com.br

Assessoria de imprensa – Sesc Santo Amaro
José Lima – joselima@santoamaro.sescsp.org.br
Juliana Gardim – julianagardim@santoamaro.sescsp.org.br
imprensa@santoamaro.sescsp.org.br

Por Canal Aberto | Márcia Marques | Daniele Valério

A diversidade cultural latino-americana é o mote do Projeto Travessias de junho

Projeto Travessias leva diversidade cultural latino-americana no mês de junho no Sesc Santo Amaro. Créditos: divulgação
Projeto Travessias leva diversidade cultural latino-americana no mês de junho no Sesc Santo Amaro. Créditos: divulgação

Pensado a partir das experiências de travessias – geográficas, simbólicas, identitárias e políticas, o projeto Travessias do mês de junho leva a diversidade cultural latino-americana para o Sesc Santo Amaro com show, intervenção e bate-papo, tudo grátis.

O projeto se inicia com o show Sonora Dromedário, dia 11 de junho às 17h. O grupo mistura clássicos da música árabe e cumbias latino-americanas e é formado por beduínos latinos que chegam da Argentina, Chile, Uruguai e Brasil carregando instrumentos e sonhos em suas alforjas (malas). Clarone, clarinete, trombone, sanfona, violino, contrabaixo, percussões e vozes levam para o palco um pouco da cultura latino-americana.

A cúmbia é um estilo de música tradicional da Colômbia e Paraguai, e uma dança popular de distintos países latino-americanos. Música típica nacional da Colômbia, a cúmbia surgiu, de início, nos guetos das grandes cidades colombianas, mas logo adquiriu grande popularidade. O ritmo se disseminou por todos ou quase todos os países falantes do castelhano na América Latina e, atualmente, é considerado um dos ritmos musicais mais populares no Paraguai e até na Argentina.

Dia 15 de junho, às 19h, com mediação de Paulo Farah a roda de conversa conta a história, a cultura e a experiência dos refugiados latino-americanos. Nessa interlocução estarão presentes os refugiados desta localidade.

O grupo Cambamberos (https://vimeo.com/145206758) se apresenta dia 15 de junho, às 21h e interpreta músicas e danças da cultura popular colombiana. Mesclando ritmos afros com ritmos indígenas, passeia por um repertório que vai do litoral do Pacífico ao litoral do Caribe Colombiano. O grupo – que leva esse nome da gíria do litoral pacífico e que significa pessoa festeira – é formado por jovens artistas que vieram de diferentes regiões, tanto da Colômbia quanto do Brasil, e que se encontraram em Campinas.

Grupo Sonora Dromedário no Sesc Santo Amaro (veja imagens aqui: https://www.youtube.com/watch?v=sNP-5jEqiW0)

Veja aqui imagens do grupo Cambamberos (https://vimeo.com/145206758)

SERVIÇO:
Show – Sonora Dromedário
Quando: Dia 11 de junho, às 17h
Local: Praça
Duração: 60 min / Recomendação: Livre

Roda de Conversa – Travessias Latino-Americanas
Quando: Dia 15 de junho, às 19h
Local: Praça
Duração: 120 min / Recomendação: Livre

Mediação – Paulo Farah
Professor doutor no programa de graduação e de pós-graduação na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP). Orienta pesquisas em estudos migratórios, refúgio, literatura, linguística, história e cultura árabe, africana e islâmica no Mestrado e no Doutorado na USP. Autor de doze livros (além de vários capítulos de obras) também traduziu diversas obras do árabe ao português e do português ao árabe. É Diretor da BibliASPA – Biblioteca e Centro de Pesquisa e Cultura dedicado a temas árabes, africanos e sul-americanos do qual participam acadêmicos e artistas de mais de 40 países que estudam história, literatura, linguística, antropologia e arqueologia, entre outras temáticas.

Intervenção – Cambamberos
Quando: Dia 15 de junho, às 21h
Local: Praça
Duração: 60 min / Recomendação: Livre

SESC SANTO AMARO
Rua Amador Bueno, 505 – Santo Amaro. Telefone: (11) 5541-4000.
Horário de atendimento bilheteria: Terça a sexta-feira, das 10 às 21h30 e sábado, domingo e feriado, das 10 às 18h30. Obs: O Estacionamento e a bilheteria permanecem abertos de acordo com o horário das programações.
Estacionamento – Subsolo – 180 veículos, 34 vagas para motos (preço especial para shows: R$5,50 p/ comerciários e R$11 p/ não comerciários e 35 vagas no bicicletário (grátis). Observação: as motos pagam taxa equivalente aos veículos.

Assessoria de Imprensa:
Com Canal Aberto | Márcia Marques |
Contatos: (11) 2914 0770 / 9 9126 0425
marcia@canalaberto.com.br| daniele@canalaberto.com.br

Assessoria de imprensa – Sesc Santo Amaro:
José Lima – joselima@santoamaro.sescsp.org.br
Juliana Gardim – julianagardim@santoamaro.sescsp.org.br
imprensa@santoamaro.sescsp.org.br
Tel. (11) 5541-4005

Por Canal Aberto | Márcia Marques

Circo e música no Sesc Santo Amaro

Cia Suno e Grupo Encantares no Sesc Santo Amaro no ‘Arte para Todos’. Créditos: divulgação
Cia Suno e Grupo Encantares no Sesc Santo Amaro no ‘Arte para Todos’. Créditos: divulgação

O projeto Arte para Todos, que acontece semanalmente no Sesc Santo Amaro, apresenta no dia 28 de maio, às 17h, o espetáculo circense Cortejo Suno, da Cia. Suno, com direção de Helena Figueira; no dia 29 de maio, às 17h, é a vez do Grupo Encantares com o show Canções de Encantar.

Cortejo Suno

Um espetáculo em forma de cortejo, formado por uma banda com dois palhaços, um músico, um ator na perna-de-pau tocando caixa, uma bailarina e um acrobata maestro. Eles fazem acrobacias em dupla, equilibrismo, malabarismo e contorcionismo, tudo com um toque de humor. Uma verdadeira “palhaceata” festiva.

Composta por uma atriz dramática e circense, Helena Figueira, formada pelo CPT e pela École National du Cirque Annie Fratellini, e Duba Becker, artista acrobata com domínio das técnicas de malabares, a Cia Suno foi fundada em 1998 por um grupo de amigos que sonhavam criar um núcleo de pesquisa cênica na cidade de Santos.

Inicialmente, a Cia dedicou-se a pesquisas sobre o teatro do absurdo, realizando estudos sobre Fando e Lis, Piquenique no Front e O Arquiteto e o Imperador da Síria. Logo após, iniciou um trabalho sobre Esperando Godot, onde integravam as artes circenses e dramáticas. O espetáculo recebeu três prêmios de melhor ator com Victor Nóvoa, e indicações de melhor direção e melhor ator coadjuvante. Iniciava aí a Identidade da Cia Suno: mesclar a riqueza poética do circo com a linguagem teatral, sem perder a essência da máscara. Todas as peças realizadas pela companhia, desde então, têm uma temática, uma história.

Hoje a Cia Suno tem 12 espetáculos em seu repertório, desde o lúdico A Bailarina e o Palhaço, que conta a história de amor entre esses tradicionais personagens do universo infantil; como o dinâmico Estripulias no Circo, que apresenta a história da criação do circo em ordem cronológica, passando pelo circo de cavalaria inglês, circo chinês, russo, até a linhagem mais moderna e inusitada.

Canções de Encantar

Veja aqui um vídeo do show: https://www.youtube.com/watch?v=o7f7if93CAs

O Grupo Encantares nasceu do desejo de resgatar a cultura popular por meio de um olhar próprio sobre a música, desenvolvendo um trabalho de pesquisa de mapeamento musical, homenageando diversos compositores dos mais variados cantos do Brasil, além de outras canções compostas especialmente para o grupo.

Canções de Encantar é um passeio pelos diversos interiores do Brasil. O repertório completo do show terá Na Asa do Vento, de Joao do Vale, Nas Voltas que o Mundo Dá, de Vicente Barreto e P. César Pinheiro, Bolero de Isabel e Coco do Pé de Manga, de Jessier Quirino, Desenredo, de Dori Caymmi, Canto Lunar, do Tarancón, Bicho de Sete Cabeças (Instrumental), de G. Azevedo e Zé Ramalho, Ai Que Saudade D’ocê, de Vital Farias, Amora, de Renato Teixeira, Roendo Unha, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, Meninos, de Juraildes da Cruz, Seu Delegado, de R. Marques, J. Bernardo e J. Rago, Até a Lua, de Ana de Carvalho, Amanheceu, de Rubinho do Vale e mínimoIMENSO, do Grupo Encantares.

FICHAS TÉCNICAS:
Cortejo Suno
Direção: Helena Figueira / Elenco: Cia Suno / Operação de Som: André Scatolin / Produção: Cia Suno / Assessoria de Imprensa: Moretti Cultura e Comunicação

Canções de Encantar
Tiane Tessaroto (voz), Clodoaldo Santos (violão/ voz), João Romualdo (viola caipira/voz), Eugênio Fernandes (baixolão) e Luiz Coimbra (acordeom).

SERVIÇOS
Classificação: Livre
Espetáculos gratuitos sem retirada de ingresso.

CORTEJO SUNO
Dias: 28 de maio. Sábado, às 17h
Local: Convivência (Capacidade 300)
Duração: 60 min

CANÇÕES DE ENCANTAR
Dia: 29 de maio. Domingo, às 17h.
Local: Praça (Capacidade 300)
Duração: 80 min

SESC SANTO AMARO
Rua Amador Bueno, 505 – Santo Amaro. Telefone: (11) 5541-4000.
Horário de atendimento bilheteria: Terça a sexta-feira, das 10 às 21h30 e sábado, domingo e feriado, das 10 às 18h30. Obs: O Estacionamento e a bilheteria permanecem abertos de acordo com o horário das programações.
Estacionamento – Subsolo – 180 veículos, 34 vagas para motos (preço especial para shows iniciados a partir 18horas: R$5,50 p/ comerciários e R$11 p/ não comerciários e 35 vagas no bicicletário (grátis). Observação: as motos pagam taxa equivalente aos veículos.

Assessoria de Imprensa:
Com Canal Aberto | Márcia Marques |
Contatos: (11) 2914 0770 / 9 9126 0425
marcia@canalaberto.com.br | daniele@canalaberto.com.br

Assessoria de imprensa – Sesc Santo Amaro
José Lima – joselima@santoamaro.sescsp.org.br
Juliana Gardim – julianagardim@santoamaro.sescsp.org.br
imprensa@santoamaro.sescsp.org.br
Tel. (11) 5541-4005

Por Canal Aberto | Márcia Marques |

 

Banda Black Rio leva funk + samba + jazz +  soul music para o Sesc Santo Amaro

Banda Black Rio, importante grupo musical brasileiro, faz show no Sesc Santo Amaro. Créditos: divulgação
Banda Black Rio, importante grupo musical brasileiro, faz show no Sesc Santo Amaro. Créditos: divulgação

Dia 28 de maio, às 20h, a Banda Black Rio se apresenta na Praça do Sesc Santo Amaro com um repertório com muita música funk, misturada a samba, jazz e soul music. No show, o repertório contempla o primeiro álbum, Maria Fumaça, de 1977, em que serão apresentadas as instrumentais Maria Fumaça e Mr Funky Samba, além de Carrossel, Mistério da Raça e Sexta-feira Carioca, que pertencem ao CD Movimento, lançado em 2001. Do último álbum do grupo, Super Nova Samba Funk (feito pela gravadora inglesa Far Out Recordings), a banda executa  América do Sul e Nossa Jornada.

A Banda Black Rio é um grupo carioca formado em 1976 pelo saxofonista Oberdan Magalhães. Foi uma das grandes bandas brasileiras dos anos 1970 e 80, pioneira do movimento soul, samba e funk no país, e desempenhou um papel-chave na cena da música negra no Rio de Janeiro, nos tempos da ditadura militar. A banda dissolveu-se depois da morte de Oberdan, em 1984, mas retomada por seu filho William, cantor e multi-instrumentista que escreveu e/ou co-escreveu todas as faixas do álbum Super Nova Samba Funk.

A Banda Black Rio

Uma das mais importantes bandas brasileiras mostrou para o mundo que a fusão do jazz e do funk, combinados com o samba e a gafieira, agrupava elementos necessários para que pudessem fazer diferença no mercado musical. E fizeram.

Nos anos 70, quando a Black Rio surgiu, a banda tinha uma clara filosofia: ter o samba com funk-grooves nas bases, trazer encorpados arranjos de metais e misturar tudo harmonicamente com diferentes ritmos brasileiros. Desde então tem sido uma grande referência para o mundo da música. Artistas renomados como MosDef e a banda Incógnito têm gravado suas músicas.  Ao longo dos anos teve várias formações e competentes músicos fizeram respeitosamente parte dessa continuidade. Em 1977, lançou o primeiro disco, Maria Fumaça, pela Warner Music.  Em 1978 fez, pela gravadora RCA, o álbum Gafieira Universal, considerado um dos melhores álbuns já visto no mercado. O terceiro álbum Saci Pererê nasceu em 1978 e relançado em 1980 fazendo assim a banda ganhar ainda mais força no mercado internacional.

Depois de 14 anos, a Banda Black Rio é retomada numa nova formação. Em 2000 lança o CD Movimento, e em 2002 lança na Inglaterra o álbum Rebirth. Em 2011 expande seu conceito e traz ao público seu sexto álbum, o audacioso Super Nova Samba Funk, que mantem as bases originais e moderniza o som com a inserção de vários outros elementos. O disco foi produzido por William Magalhães, filho de Oberdan Magalhães – líder da banda em sua primeira formação. Em 2011, apresenta Super Nova Samba Funk, lançada pelo Selo Inglês FarOut Recordings e CosaNostra Recordings no Brasil. O álbum mostra que é mais do que um conceito musical, é a unificação da música negra numa variedade de rimos desde jazz ao rap. É a união dos estilos, artistas e gerações.  O álbum está mostrando ao seu público que o conceito original está vivo, e, além disso, modernizado e tem a participação de importantes ícones da música black como Gilberto Gil, Elza Soares, Seu Jorge e muitos outros.

Os integrantes que formam a banda Black Rio são William Magalhães (Teclado, Vocal e Lead), Angelica Sansone (Vocal), Isaac Negrene (Guitarra), Nilson Batata (Percussão), Affonso Velasquez (Contrabaixo), Tuto Ferraz (Bateria), Diego Lisboa (Sax), Douglas Antunes (Trombone) e Gustavo Souza (Trompete).

SERVIÇO
BANDA BLACK RIO
Local: Praça (Capacidade: 250 pessoas)
Quando: Dia 28 de maio de 2016. Sábado, às 20h.
Duração: 80 min
Classificação: NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Ingressos: R$ 25,00 (inteira). R$ 12,50 (meia: estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência). R$ 7,50 (credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes). Ingressos à venda pelo Portal http://www.sescsp.org.br a partir de 17/05 (terça-feira), às 18h, e nas bilheterias do SescSP a partir de 18/05 (quarta-feira), às 17h30. Venda limitada a quatro ingressos por pessoa. Não é permitida a entrada após o início do espetáculo.
SESC SANTO AMARO
Rua Amador Bueno, 505 – Santo Amaro. Telefone: (11) 5541-4000.
Horário de atendimento bilheteria: Terça a sexta-feira, das 10 às 21h30 e sábado, domingo e feriado, das 10 às 18h30. Obs: O Estacionamento e a bilheteria permanecem abertos de acordo com o horário das programações.
Estacionamento – Subsolo – 180 veículos, 34 vagas para motos (preço especial para shows a partir 18 horas: R$5,50 p/ comerciários e R$11 p/ não comerciários e 35 vagas no bicicletário (grátis). Observação: as motos pagam taxa equivalente aos veículos.

Assessoria de Imprensa:
Com Canal Aberto | Márcia Marques |
Contatos: (11) 2914 0770 / 9 9126 0425
marcia@canalaberto.com.br| daniele@canalaberto.com.br

Assessoria de imprensa – Sesc Santo Amaro
José Lima – joselima@santoamaro.sescsp.org.br
Juliana Gardim – julianagardim@santoamaro.sescsp.org.br
imprensa@santoamaro.sescsp.org.br

Por Canal Aberto | Márcia Marques |