Até quando você ficará prisioneiro de si mesmo?

Créditos: Divulgação/Christiane de Murville

Em “Até Quando? A prisão”, segundo livro da série Até Quando, a doutora em Psicologia Christiane Couve de Murville conduz o leitor pelas várias vidas de João e faz refletir sobre os comportamentos que afastam o ser humano da verdadeira liberdade

João atravessou o cinturão do tempo e aterrissou na Terra outra vez. Continuava indo e vindo entre a vida terrena e seu salão de memórias – local onde podia analisar os registros de sua vida, erros a corrigir, potenciais a libertar, pessoas que feriu… Mas até quando ele e sua família estariam presos a esse ciclo interminável? Como se desvencilhar desse sistema cíclico que o aprisiona? Essa história, repleta de ensinamentos e reflexões, está no livro Até Quando? A prisão, escrito pela doutora em Psicologia Christiane Couve de Murville, autora com dupla nacionalidade, brasileira e francesa. A obra é a continuação de Até Quando?, publicada pela Editora Chiado Books e será lançada no dia 8 de dezembro, no Café Quitandarte, em São Paulo (SP). Nela, o leitor acompanhará João na compreensão do processo de limpar-se dos apegos terrenos, sentimentos ruins e comportamentos pouco saudáveis, para, enfim, tornar-se um ser verdadeiramente livre.

No início do primeiro livro da série, Até Quando? O vai e vem, de 2018, João era um operário que odiava a tudo, a todos e a ele mesmo. Quando morre, visualiza tudo o que fez. Decide, então, retornar para corrigir seus erros e, para isso, precisa tomar a água do esquecimento. Mesmo sem poder lembrar experiências passadas, João continua encontrando seus familiares, amigos e inimigos. Ao longo do processo, o personagem compreende que a felicidade não está no corpo nem nos bens materiais.

Agora, no livro Até Quando? A prisão, João é um ser transformado. Desde pequeno, enfrenta as privações da vida com dignidade, honestidade e foco em fazer o bem para si e para o grupo. Ao perder o irmão caçula ainda criança, recebe a visita de um amigo guardião, que lhe apresenta duas perspectivas para lidar com o sofrimento:

— O sofrimento existe, não há como negar isso. Você pode se deixar levar por ele, identificar-se com ele, ficar sofrendo porque as coisas não são como gostaria. (…) Mas que tal ver a situação que está vivendo como uma oportunidade de crescimento? (…) Observe as borboletas — ainda continuou ele, mostrando a João uma pequena borboleta que havia pousado em sua mão. — Antes de ser borboleta, ela foi uma lagarta e viveu confinada em um casulo. Transforme-se você também em borboleta, seja livre!” (Até Quando – A prisão, pág. 19)

Ao fim dessa nova vida, em que acredita ter feito apenas o bem e ajudado o coletivo, tendo sido considerado por muitos um santo, João retorna ao salão das memórias e à fila da concepção. Tudo o que fez ainda não o havia libertado. Mesmo sentindo-se mais leve, ele deveria apagar outra vez sua memória para voltar à Terra. Até quando? Seria isso um experimento? Seria ele como uma formiga em um terrário gigante? Ele está determinado: quer ir além da consciência alcançada e entender, afinal, que história é essa de ficar indo e vindo.

De volta à Terra, o efeito do elixir do esquecimento começa a se dissipar. João tem vislumbres de experiências antigas que o permitem reconhecer pessoas e compreender o constructo mental coletivo, no qual grande parte da humanidade vive aprisionada, com condicionamentos que roubam a saúde e a liberdade e transformam as pessoas em robôs. Finalmente, começa a compreender que a saída do formigueiro pode estar em seu próprio coração.

A série Até Quando? é uma leitura leve e profunda, que incita reflexões sobre a vida, a existência humana e o mundo que percebemos ao redor. As belíssimas ilustrações da obra, feitas em nanquim preto e branco, são da própria autora. Até Quando? A prisão é o sétimo livro de Christiane Couve de Murville e, assim como os anteriores, está em processo de tradução para o francês. Suas obras destacam-se por, no limite entre realidade e ficção, real e imaginário, ampliar horizontes e estimular a busca de um viver mais leve, livre e em harmonia com todos os seres e a natureza.

Ficha técnica:
Título: Até Quando? A prisão – Parte 2
Autora: Christiane Couve de Murville
Ilustrações: Christiane Couve de Murville
ISBN: 978-989-52-6683-8
Editora: Chiado Books
Páginas: 328
Formato: 14 x 22 cm
Preço: R$ 39,00
Link para compra: http://bit.ly/2QxUoPn
Booktrailer: https://www.youtube.com/watch?v=2zw14MM4MWM

Sobre o livro: Ao longo de suas inúmeras idas e vindas entre a Terra e seu salão de memórias – local à margem do mundo terreno que guarda registros de tudo que fez ou não em vida e de seu potencial, assim como imagens de pessoas que magoou, de desejos e sonhos frustrados —, João identifica situações, sensações, humores e cenários possíveis de serem experimentados no mundo. Porém, ainda não tem clareza acerca do que realmente lhe acontece. Nesta segunda parte de suas aventuras terrenas, o efeito das águas do esquecimento que sistematicamente teve que tomar para acalmar memórias incômodas começa a se dissipar e João tem vislumbres de experiências antigas. Percebe, então, que em todas as suas aparições no planeta sempre reencontra a mesma turma. Repara no ciclo aparentemente interminável, de nascimento e morte, no qual ele e sua família encontram-se encalacrados. Observa que todos vivem repetindo sensações e reeditando experiências. Estão apegados à personalidade momentaneamente assumida e presos em esquemas emocionais e padrões de comportamentos e pensamentos recorrentes, que contribuem para a formatação do mundo que encontram à volta deles. Mas João quer se libertar do vai e vem e descobrir como se desvencilhar do sistema cíclico que os aprisiona. Para isso, contará com a ajuda de seu amigo guardião, do Miguel, da dama do portal e de familiares próximos, como Mário, Chiquinha, o cavaleiro negro e outros mais. João está determinado, quer ir além da consciência alcançada e entender, afinal, que história é essa de ficar indo e vindo, repetindo sensações e reeditando experiências indefinidamente. Porém, será que ele está mesmo disposto a largar apegos, rever pendências, esclarecer e liberar de uma vez por todas as suas memórias ruidosas? Afinal, como se mover para paragens mais luminosas carregando em seu campo de energia vestígios de situações mal resolvidas que remetem a ambientes pouco vibrantes?

Sobre a autora: Graduada, mestre e doutora em Psicologia Clínica pela Universidade de São Paulo, com especialização em psicodrama e orientação profissional, Christiane Isabelle Couve de Murville também é bacharel em Ciência da Computação pela USP. Publicou a trilogia “A Caverna Cristalina” e o “A vida como ela é”, no Brasil e na França, o “Até quando? O vai e vem” e o “Até quando? A prisão”, além de livros e artigos acadêmicos. Dedicou a sua carreira ao atendimento psicológico individual e grupal de crianças, jovens e adultos, oferecendo oficinas de teatro espontâneo em contextos variados. Morou sempre no Brasil, apesar da dupla nacionalidade, brasileira e francesa. Tem experiência artística em escultura, desenho, pintura e cerâmica e faz as ilustrações de seus livros.

Site e redes sociais da autora:
http://www.cmurville.com.br
http://www.facebook.com/christiane.couvemurville
http://www.facebook.com/ChristianedeMurville
http://www.facebook.com/livroseesculturasdachris
http://www.linkedin.com/in/christiane-couve-de-murville-a230b83b
http://www.instagram.com/christianedemurville

Créditos: Gabriela Kugelmeier | LC Agência de Comunicação

Uma viagem transforma a batalha contra o câncer numa linda história de superação

Créditos: Divulgação/Helena Andrade

É na literatura que a escritora Helena Andrade, premiada com o Troféu Mulheres Notáveis – Cecília Meireles, apresenta Marina, personagem que encontra forças para o tratamento contra o câncer

Seria loucura arriscar a vida por um tempo fora do Brasil logo após receber o diagnóstico de câncer, mas não para a personagem principal do novo lançamento da autora Helena Andrade. Em Por um Novo Olhar, a escritora paulista conta a história de Marina, uma jovem que não sabe o que fazer com a notícia de uma doença grave. No meio de um casamento em crise, ela decide não contar ao marido sobre o câncer e torce que a tão sonhada viagem programada para a reconciliação possa reatar os laços do relacionamento. Porém, o inesperado acontece: o marido a abandona antes mesmo de saber da doença.

Helena coloca muita emoção ao escrever a história de uma mulher que reconhece as perdas desde seus quatro anos – a morte de sua mãe e de sua avó, o alcoolismo e falecimento do pai, a luta contra a dor de um aborto, o diagnóstico de leucemia e um casamento ruído.

A narrativa da autora poderia se encaixar perfeitamente na vida de qualquer pessoa. A sucessão de dores e nocautes presos na memória faz qualquer um repensar no que realmente importa. E quando as expectativas de sobreviver são imprevisíveis, o essencial é viver.

Diante de tudo que aconteceu, a protagonista pegou a caixa de lembranças deixada pela sua mãe antes de falecer – essa que ela nunca abriu, sua máquina fotográfica e fez as malas. Portugal foi o destino, reencontrar uma grande amiga, esquecer de todos os percalços e se transformar.

Após algum tempo de viagem, Marina começa a se questionar e ao ver seu futuro incerto, um passado desconhecido sendo descoberto pelas cartas deixadas pela mãe, ela precisa redescobrir como aproveitar o presente. A escolha entre viver e sobreviver percorrerá a trajetória desta mulher na busca por reencontrar a si mesma.

A autora Helena, em sua obra Por um Novo Olhar, mostra às mulheres como ressurgir das cinzas, como não esmorecer diante das surpresas negativas, e prova que a busca por um caminho melhor é constante, necessária e gratificante. O retorno? Viver plena no amor, na saúde e no campo profissional!

Ficha técnica
Título: Por um Novo Olhar
Autora: Helena Andrade
ISBN: ASIN B07YK6N5W8
Editora: Independente
Páginas: 252
Preço: R$8,99
Link de venda: https://amzn.to/2s0kC2M

Sinopse: Marina passou a vida acumulando perdas, desde a morte de sua mãe quando ela tinha quatro anos. Aos vinte e oito, depois de uma consulta de rotina, ela descobre estar com a mesma doença da mãe.

Vivendo um casamento em crise, ela decide não contar ao marido para não estragar a tão desejada viagem de reconciliação, mas é surpreendida pela decisão dele de romper a relação.

Sem família e amigos por perto, restam somente os vouchers da viagem, sua velha câmera fotográfica, a caixa de lembranças deixada por sua mãe e o convite da melhor amiga para encontrá-la em Portugal. Porém, ela precisa iniciar a quimioterapia para aumentar as chances de cura. Viajar ou ficar?

Misturando o futuro incerto com o passado desconhecido, trazido à tona por relatos de sua mãe nas cartas deixadas para ela, Marina precisará redescobrir como aproveitar o presente. A escolha entre viver e sobreviver percorrerá a trajetória desta mulher na busca por reencontrar a si mesma.

Sobre a autora: Helena Andrade é autora de sete livros publicados, entre eles quatro romances, e também organizadora de duas antologias, nas quais possui contos. No ano de 2017, a sua obra Simplesmente Amor concorreu aos prêmios Jabuti e Oceanos, e ficou por cinco dias consecutivos entre os mais procurados no Skoob. Por amar a literatura, desde a imersão como escritora participou de diversos eventos literários, inclusive organizando muitos. Por este engajamento, no ano de 2015 foi contemplada com o Troféu Mulheres Notáveis – Cecília Meireles, na cidade de Itabira – MG, a terra de Carlos Drummond de Andrade. Nesse ano, criou o Clube de Leitura Mulheres na Literatura. Atualmente, organiza dois grupos na cidade de Campinas, um no Espaço Camerata En Provence e outro na Livraria Leitura do Shopping Dom Pedro. Para 2020, tem a proposta de ter um grupo em São Paulo – Capital e segue com a produção de seu novo livro.

Redes Sociais:
Facebook: https://www.facebook.com/sandra.regolin
Instagram: @helenaandrade.oficial
Site/blog: http://www.helenaandrade.com.brhttp://www.mulheresnaliteratura.com

Créditos: Gabriela Kugelmeier | LC Agência de Comunicação

O Brasil que grita tem voz de mulher

Créditos: Divulgação / Manuela Marques Tchoe

O livro “Encontro de Marés”, escrito pela baiana Manuela Marques Tchoe, retrata as belezas naturais e a cultura do país ao lado de temas controversos, como a pobreza e a exploração sexual

Quem consegue definir o Brasil? Em Encontro de Marés, escrito pela baiana radicada na Alemanha Manuela Marques Tchoe e publicado pela Editora Pendragon, o leitor irá se emocionar com a história de mulheres brasileiras negras e fortes cujas vidas foram impactadas pelos horrores, as belezas e a magia que só esse país sabe conciliar.

Encontro de Marés é um romance que conta a história de mãe e filha separadas por circustâncias cruéis da vida. A obra é ambientada em cenários nacionais, como Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), Ouro Preto (MG), Chapada Diamantina (BA) e Blumenau (SC), e se passa ao longo de quase três décadas. A pobreza, a violência e a prostituição infantil – tema controverso muitas vezes omitido quando se retrata o país – estão presentes no livro ao lado da música, da gastronomia e do misticismo próprios do Brasil.

Na trama, Rosa é uma criança inocente que vive com sua carinhosa avó Dalva na Salvador dos anos de 1980. Aos 12 anos, ela tem a infância interrompida quando seu pai, Benedito, a sequestra e a obriga a se prostituir.

“Depois daquela noite maldita vieram tantos que eu perdi a conta. A dor do corpo foi embora, meus movimentos se tornaram automáticos. A tortura que eu sentia era na alma… era como se um maremoto passasse por cima dela, as ondas gigantes deixando minha pobre alma num coma profundo. Mesmo com meu espírito em petição de miséria, eu tentava agradar os clientes. Tinha medo, simples assim. E se alguém reclamasse da minha falta de putice?” (Encontro de Marés, pág. 52)

Anos mais tarde, Mariana chega ao Rio de Janeiro a contragosto, obrigada a trabalhar em um projeto na favela da Rocinha – e encarar o passado de uma vez por todas. Quando criança, fora deixada em um orfanato e adotada por um casal de alemães. Para tentar esquecer traumas, ela nega suas origens.

Aos poucos, Mariana reconecta-se com o Brasil, decide buscar respostas sobre o passado e descobre que sua vida está entrelaçada à de Rosa. Nessa trajetória, ela terá a companhia de Eduardo, com quem trabalha na filial de uma ONG alemã na favela da Rocinha e por quem se apaixona.

“Confusa com todos falando sem interrupção, Mariana mal disfarçava seu desespero, indecisa. Na Alemanha provavelmente ninguém daria bola às suas origens estrangeiras, porém aqui era a atriz principal dessa novela de quinta categoria, objeto de fascinação justamente no palco de momentos negros que agora precisavam ser ignorados, postos de lado. Tudo em prol de convencer seus supervisores de que (…) poderia se reconciliar com a nação que há tanto tempo lhe havia dado as costas.” (Encontro de Marés, pág. 26)

Manuela Marques Tchoe colocou nessa obra uma rica experiência de vida. Nascida em Salvador, ela mora em Munique, na Alemanha, desde 2005 e trabalha como executiva de marketing. Ao escrever esse que é seu segundo livro, a autora também reviveu suas origens, transformando o Brasil quase em um personagem em si.

Encontro de Marés é uma obra linda como as culturas que expressa, tem a força das mulheres que retrata e grita como as meninas sexualmente exploradas deveriam poder gritar. Um livro para dar orgulho a qualquer brasileiro.

Ficha técnica:
Título: Encontro de Marés
Autora: Manuela Marques Tchoe
Editora: Editora Pendragon
ISBN-10: 6580199075
ISBN-13: 978-6580199075
Dimensões: 14 x 21,6 cm
Páginas: 294
Preço: 34,90

Link de venda: http://bit.ly/encontrodemares

Sinopse: Na mística Salvador, Rosa cresce na casa de sua carinhosa avó Dalva, sem ideia das circunstâncias que a impediram de ter pai e mãe presentes em sua vida. Sua infância feliz é interrompida quando seu pai reaparece e a rapta, transformando sua vida para sempre. Tempos depois, Mariana aterrissa no Rio de Janeiro, amaldiçoando sua vinda para o país que um dia lhe deu as costas. Quando criança, ela fora abandonada por sua mãe num orfanato, sem nunca entender por que fora deixada para trás. Adotada por um casal de alemães, tudo o que Mariana mais desejava era esquecer seus traumas e apagar traços de sua origem. Mas o horror de um tiroteio na favela da Rocinha desperta o seu desejo mais intrínseco: buscar respostas sobre o seu passado. Com suas vidas entrelaçadas, Rosa e Mariana são confrontadas com decisões impossíveis e desencontros. E lutam contra o tempo – até seus caminhos se cruzarem novamente.

Sobre a autora: Manuela Marques Tchoe é uma escritora baiana que vive desde 2005 na Alemanha, onde trabalha como executiva de marketing. É casada com um alemão de ascendência coreana e tem um filho. É autora de “Ventos Nômades”, uma coleção de contos que cruzam continentes e exploram o desejo de viajar e a vida de imigrante. “Encontro de Marés” é seu segundo livro.

Redes sociais da autora:
Facebook: http://www.facebook.com/baianadabaviera
Instagram: http://www.instagram.com/manuela.tchoe.autora
Twitter: twitter.com/baianadabaviera
Linkedin: http://www.linkedin.com/in/manuela-marques-tchoe-ba20481
Site/blog: http://www.baianadabaviera.com.br

Créditos: Gabriela Kugelmeier / LC Agência de Comunicação

Uma aventura que transcende o tempo, o espaço e as convenções sociais

Capa do livro “As Cinco Esposas de Nathan”. Créditos: Divulgação / Clovis Nicacio

O livro “As Cinco Esposas de Nathan” é a história surpreendente de um homem comum que para de envelhecer, conhece os maiores segredos da Terra e casa com cinco grandes mulheres

Sabe aqueles livros que você lê sem parar e no final quer mais? Assim é a obra As Cinco Esposas de Nathan – As Guardiãs da História, escrita pelo paulistano Clovis Nicacio e lançada pela Editora Casa do Escritor. Para todos os gostos, a narrativa contém fantasia, ficção científica, ação, alienígenas, viagens no tempo, romance, quebra de tabus e, é claro, mulheres muito empoderadas.

O livro conta a história de Nathan, homem comum e sem grandes pretensões que teve uma das pernas amputada quando criança. Uma lesão no local da prótese o leva a um pronto-socorro em São Paulo e ele é atendido por uma estranha médica militar com técnicas futuristas. Mais do que aliviar sua dor, a doutora Sigma Um, lhe dá saúde eterna, insinua que será sua esposa e marca um novo encontro para daqui a… 78 anos.

As Cinco Esposas de Nathan – As Guardiãs da História é uma narrativa de personagens fortes. E a resistência de Nathan choca a todos. Ele consegue entrar em uma organização que protege o segredo da existência de extraterrestres para não causar pânico aos terráqueos.

O personagem entra para a ONU, como Sigma havia dito que aconteceria, e a encontra no ano marcado de 2093. Descobre o nome da médica: Anne. É quando  conhece Yvetha, uma extraterrestre azul com quatro braços, extremamente doce e sensível. Sue e Shae surgem em 2150. Por último, Bia, uma jovem sueca loiríssima. Todas as esposas de Nathan são  militares e mulheres especiais. Cada uma exerce sua força para ajudá-lo a se manter vivo por quase três séculos. Juntos, os seis vivem um casamento poligâmico, onde não há competições nem preferências.

Clovis Nicacio é um escritor experimentado e lançou seu primeiro livro em 2013, sobre Alana, a vampira curada que mudou o mundo. Desde então, a Terra ficou pequena para o autor, e suas histórias transcenderam o planeta. Vieram clones, extraterrestres, entidades providas de inteligência artificial e viagens no tempo. Em todas as obras, há sempre mulheres fortes e empoderadas. Dedicando-se durante quase metade de sua vida à tecnologia da informação, Clovis acredita ter aprendido que só o que não se torna obsoleto é a necessidade de pensar, materializada na literatura.

O livro As Cinco Esposas de Nathan – As Guardiãs da História vai fazer o leitor viajar por reinos feudais no espaço sideral, paradoxos temporais, naves invisíveis, canhões desintegradores e uma deusa manipuladora que se alimenta de amor desde a pré-história. Uma leitura de tirar o fôlego.

Ficha técnica:
Título: As Cinco Esposas de Nathan
Autor: Clovis Nicacio
ISBN: 9788592229375
Editora: Casa do Escritor
Altura: 22,9 cm
Largura: 15,2 cm
Preço: 54,00

Sinopse do livro: Quer conhecer mulheres empoderadas? Tem cinco militares ativas que mandam e desmandam, e ainda conseguem tempo para amar, chorar e sorrir. Quer fantasia? Tem um reino feudal, onde o Rei envia a Princesa herdeira para uma colônia no espaço distante. Quer ficção científica? Temos naves invisíveis voando no hiperespaço mais rápidas que a luz, armadas com canhões desintegradores, pistolas sônicas, interferótipos e envelopadas por neutrinos. Quer mais ciência? Entenda paradoxos temporais criados apenas porque sabemos deles. Quer tabus? Saiba como é um casamento poligâmico entre seis pessoas onde não existe preferências nem competição. Ou como a fé faz milagres quando tudo está perdido. Quer ação? Tem fuzileiros se caçando e se matando em florestas, terroristas combatidos em terra, no ar e no espaço, perseguição e bloqueios por esquadras espaciais, acrescentado de traições e disputas sanguinárias. Quer alienígenas? Está cheio de lagartanos, reptilianos, kerns, transmorfos, tarântulos, espectros e outras espécies, amigos e inimigos. De todas as cores, tamanhos, docilidade e ferocidade. Quer romance? Descubra como a deusa manipula todos para se alimentar de amor, desde a pré-história. E isso é só o primeiro volume. Ainda vem muito mais por aí.

Sobre o autor: Clovis Nicacio lançou o primeiro livro em 2013, apenas para provar que vampiros não é um tema morto. Alana, a vampira curada mudou o mundo. Várias personagens se destacaram naquele mundo novo e ganharam aventuras próprias. A Terra ficou pequena. Então surgiu um Recruta espacial sem nome, vítima de preconceito, para quem tudo termina bem, seja pela capacidade dele ou por forças provenientes do cosmo. Vieram os clones, as entidades providas de Inteligência Artificial, as viagens no tempo e as cortinas de neutrinos. Isso até agora, pois o futuro continua mandando mensagens.

Desenvolver tudo isso só foi possível graças a mais de meia vida aprendendo a pensar, estudar, ler e escrever relatórios, trabalhando com TI para uma Multinacional.  Aprendeu que Tecnologia passa e se torna obsoleta, mas a necessidade de pensar e aprender são eternas. É hora de usar a experiência adquirida em algo útil e perene: Literatura. O futuro já foi ficção, no presente é possibilidade e amanhã será passado.

Site do autor: http://www.clovisnicacio.com

Créditos: Gabriela Kugelmeier

Livro aliado na luta contra o câncer infantil será lançado em SP

Créditos: Divulgação/André Castilho

A obra Janela de Isabela, de André Castilho, apresenta a Medicina da Imaginação como auxílio em tratamentos e ajuda a arrecadar fundos para o GRAACC

No Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil, 23 de novembro, o premiado publicitário André Castilho lança o livro Janela de Isabela, publicado pela Alma Books, que apresenta a Medicina da Imaginação como aliada na luta contra a dor e a morte. O evento será em um sábado, às 16 horas, no deck central da Livraria Cultura do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, em São Paulo.

Na oportunidade, haverá a apresentação única e gratuita de uma peça de teatro inspirada no livro. As crianças do Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (GRAACC), instituição parceira da obra, terão lugar especial na plateia.

Janela de Isabela tem ilustrações de Fabiano de Queiroz Tatu. Nele, a protagonista tem apenas dez anos e está internada em um quarto de hospital devido a um câncer terminal. Tudo parece chato para a menina até que a avó Clotilde a ensina a olhar o mundo pelos olhos da imaginação. O livro é também um valioso instrumento para conversar com as crianças de maneira lúdica sobre a morte.

As edições impressas da obra são limitadas e podem ser adquiridas antecipadamente no endereço http://www.janeladeisabela.com.br. Já o livro digital será disponibilizado de maneira gratuita um dia antes do evento e ao fazer o download o leitor será convidado a contribuir com o GRAACC. Desde já, é possível baixar o primeiro capítulo e reservar o eBook completo no site.

Sobre o evento:
Lançamento: Janela de Isabela
Apresentação da peça teatral Janela de Isabela
Local: Livraria Cultura
Av. Paulista, 2.073 – Bela Vista – 01311-940 – São Paulo – SP
Dia: 23 de novembro
Horário: 16 horas
Entrada: Gratuita
Link do evento: http://bit.ly/eventojaneladeisabela

Ficha técnica:
Título: Janela de Isabela
Autor: André Castilho
Ilustrador: Fabiano de Queiroz Tatu
ISBN: 658045704X
Editora: Alma Books
Páginas: 76
Formato: 14×21 cm
Preço do livro impresso: R$ 33,29
Preço do livro impresso: Gratuito
Link para venda: http://www.janeladeisabela.com.br

Sinopse: Isabela, uma menina de 10 anos de idade, está recém-hospedada em um quarto cujo único atrativo é uma janela que dá para uma paisagem em que nada de extraordinário acontece. Na realidade, trata-se de um apartamento de hospital, onde Isabela está passando pelo tratamento de um câncer em estágio avançado. Sua avó, Dona Clotilde, lhe ajuda a vencer o tédio e superar a dor, ensinando-a a observar através da janela com os olhos da imaginação, o que lhe dá acesso a um universo lúdico onde tudo é possível. As experiências vividas – ou imaginadas – por Isabela lhe proporcionam aprendizados profundos e compreensão para enfrentar a vida – e a morte.

Sobre o autor: Escritor, cineasta, publicitário e cofundador da produtora de filmes La Casa de la Madre, André Castilho formou-se em publicidade e propaganda pela Cásper Líbero e atuou por 12 anos como criativo em agências como Y&R, W/ Mccann, AgênciaClick, Euro RSCG e Havas, tendo sido premiado em festivais internacionais como Cannes Lions, Clio Awards, El Ojo e FIAP. Em 2012, ao lado de Jorge Brivilati, fundou a produtora de filmes La Casa de la Madre, a primeira do Brasil especializada em storytelling para marcas. Em 2015, seu filme “Meeting Murilo” foi destaque na imprensa internacional, recebendo atenção de veículos como CBS, People, Time Magazine e Huffington Post, além de ter sido premiado em Cannes com 3 leões e 4 shortlists, incluindo a categoria branded content.

Em 2016, escreveu o filme “Reencontro”, premiado com ouro na categoria “Shorts” do festival Ciclope. Em 2017, o filme foi selecionado para um dos mais respeitados festivais de cinema do mundo, o LA Shorts, sendo este o único dos finalistas concebido para uma marca. No mesmo ano, teve o filme “Movido a Respeito” produzido para a TV Globo, consagrado com o Grand Clio Entertainment, sendo a primeira obra da América Latina a conquistar tal premiação. Como documentarista, conquistou o “Impact Docs Awards” com o minidoc “Huni Kuin – Os Últimos Guardiões”.

Em 2019, lançou o projeto “Empreendedor Criativo”, canal digital onde dedica-se a ensinar criatividade para empreendedores. No mesmo ano, deu início às operações da ALMA, empresa voltada à criação de histórias de impacto, cujo selo editorial – ALMA Books – abriga o livro “Janela de Isabela”, primeira obra literária lançada pelo autor.

Para mais informações sobre André Castilho, acesse: http://bit.ly/wiki-andrecastilho

Site:
http://www.janeladeisabela.com.br

Redes sociais:
http://www.instagram.com/janeladeisabela

Créditos: Francine Hellmann – LC Agência de Comunicação

O livro maluco das poções mágicas é capaz de transformar todos os desejos em realidade

Créditos: divulgação

Lançamentos falam sobre bullying, respeito ao próximo, solidariedade e muito mais

Já pensou se, de repente, todas as contas que a professora passou na aula ficassem fáceis como num passe de matemágica? Ou adoçar o suco com um adolesçante e deixar de ser criança para ser jovem? Pois são essas e outras tantas receitas que Leo Cunha apresenta em O livro maluco das poções mágicas, lançado neste semestre pela Editora do Brasil.

Tudo começa quando uma princesa triste e entediada encontra um livro curioso num porão, e nem imagina que ele mudará para sempre sua jornada. O livro maluco das poções mágicas  tem o poder de transformar todos os nossos desejos em realidade e você pode ler enquanto toma um milk-shakespeare, por exemplo, uma poção gelada e cremosa que faz a imaginação voar. Ou, se o dia estiver frio, pode experimentar um chá de hortelâmpada, que perfuma e ilumina os ambientes mais tristonhos.

O texto de Leo Cunha não se prende ao convencional “princípio, meio e fim” e mesmo que tenha personagens, cenários e um fio condutor, não é linear, sendo bastante parecido com almanaques, manuais, guias ou dicionários, o que faz com que o leitor possa experimentá-lo fora de ordem ou como preferir. Um texto recheado de trocadilhos, brincadeiras, fantasia, além de pequenas e grandes maluquices.

As ilustrações super coloridas que completam as páginas são de Mariana Massarani, que utilizou como ferramentas de trabalho lápis bem macios, como os 6B, 7B e 8B e, para colorir, tinta PVA, com cores acrílicas para dar um toque mais fantástico.

Sobre Leo Cunha
Leo Cunha é jornalista, professor e tradutor e, acima de tudo, escritor. Nasceu em Minas Gerais, onde mora até hoje, apesar de rodar o Brasil todo para conversar com seus leitores. Desde 1993, já publicou mais de 60 livros de literatura infantil e juvenil e conta que já leu mais de mil.

Sobre Mariana Massarani
Mariana Massani é ilustradora e escritora. Carioca, ilustrou mais de 250 livros para crianças e já fez desenhos para jornais, revistas, cartazes, fachadas de loja de brinquedos, convites de casamentos, nascimentos e camisetas.

Ficha Técnica
O livro maluco das poções Mágicas
Autor: Leo Cunha
Ilustração: Mariana Massarani
Número de Páginas: 40
Preço: R$49,10

Sobre a Editora do Brasil:
A Editora do Brasil busca, há mais de 75 anos, renovar os produtos e serviços que levem aos milhares de educadores e alunos do Brasil conteúdos atuais e materiais de qualidade. Nos quatro cantos do País, professores e gestores utilizam nossos livros e têm acesso a um projeto didático comprometido com a ética e com uma educação cada dia melhor.

O compromisso da Editora do Brasil é com o dinamismo do conhecimento e com a educação que transforma e é transformada. Mais que nunca, posiciona-se ao lado dos educadores, observando, analisando e discutindo os novos desafios do ensino em nosso País.

Serviço:
Lançamento “O livro maluco das poções mágicas”
Onde: Livraria NoveSete
Endereço: Rua França Pinto, 97, Vila Mariana, São Paulo.
Quando: 5 de outubro, das 14h às 17h

Informações para Imprensa:
Agência Bowie
imprensa@agenciabowie.com.br
Manuella Tavares – manuella@agenciabowie.com.br / (11) 99292-2457

Créditos: Manuella Tavares | Agência Bowie

Novo fôlego para o folclore nacional

Capa do livro “Missão Carbúnculo”, de Gustavo Rosseb. Créditos: divulgação

Livro lança um novo olhar sobre personagens do nosso imaginário

Por definição, o folclore é “um conjunto de tradições e manifestações populares constituído por lendas, mitos e costumes”. Por sorte, ainda existem pessoas que lutam pela manutenção dessas crenças, como é o caso do escritor Gustavo Rosseb, autor de Missão Carbúnculo, livro que será lançado em outubro pela editora Jangada.

O livro conta a história do ganancioso Pedro Malasartes que, ao lado de Cosmo, um boto cor-de-rosa que pode assumir a forma humana, tem a difícil missão de resgatar os saberes de uma população inteira, roubados pelo lendário e perigoso lagarto conhecido como Carbúnculo. Para obter êxito, a dupla precisará vencer sete desafios pelo caminho e desvendar os mistérios que rondam a criatura.

“Nesse livro busquei ir um pouco mais além com o folclore brasileiro misturado a referências e questionamentos modernos, tratando desde fake news e o impacto que o poder da informação tem em uma sociedade. Há traços de ‘O Hobbit’, um quê de ‘Cavaleiros do Zodíaco’ e tudo numa dimensão de ‘O Mito da Caverna de Platão’. ” – Gustavo Rosseb, autor de ‘Missão Carbúnculo’

Missão Carbúnculo vem também com a tarefa de mostrar o valor e importância que o folclore possui para a nova geração de leitores que, pelo avanço tecnológico do mundo (e outros mais), tende a se distanciar dos livros e outras formas de enriquecimento cultural. Em tempos de apps e gadgets, nada ainda foi criado que suprimisse a importância da leitura.

A literatura juvenil e ficcional nacional é muito bem representada por Rosseb em seus livros. Aqui, o autor dá protagonismo a discussões como causas ambientais e da natureza, a ganância, a intuição e a mentira, valores e ensinamentos que precisam ser passados às crianças nas fases iniciais de suas vidas.

“Pedro Malasartes retrata um lado mais espertalhão e ganancioso do povo brasileiro. Ele é tão real e tão fácil de amar e odiar que estou curioso e ansioso pelo debate que esse personagem vai gerar nos leitores. Além de Pedro, outros personagens famosos da cultura popular brasileira se encontram no livro e nos fazem questionar a forma que vivemos. ” – Gustavo Rosseb

Rosseb também é autor da trilogia As Aventuras de Tibor Lobato, onde a temática do folclore também se faz presente e alicerça a trama. Em seu mais novo livro, personagens do imaginário popular nacional como Cobra Honorato, Maria Caninana, Caipora e Makunaima dão um tom lúdico, aventureiro e jovem à trama.

Missão Carbúnculo mostra mais uma vez que a cultura brasileira é infinitamente rica em lendas, mitos e crenças e que é possível enxergar nosso folclore com outros olhos: Misterioso, desafiador e que enche a mente de curiosos de fantasia e amor.

Sobre o autor:
Gustavo Rosseb é um nerd que nasceu em São Paulo em 1985. Formado em Rádio e TV, trabalha em vários ramos artísticos. É músico e compositor de música brasileira, com discos e diversos videoclipes lançados, já se apresentou em grandes festivais como Rock in Rio e SXSW (EUA). Também é roteirista. Em seu currículo estão trabalhos publicitários e autorais. Dos autorais destacam-se o longa-metragem O Segredo de Davi, que ganhou as telas de todo o Brasil e tem Gustavo Rosseb assinando o roteiro ao lado do diretor, além da canção-tema do filme, e também a adaptação para os cinemas de seu primeiro livro, O Oitavo Vilarejo.

Recentemente o autor foi citado no livro ‘Fantástico Brasileiro – O Insólito Literário do Romantismo ao Fantasismo’ como um novo fôlego para o folclore nacional. Depois de completar a trilogia As Aventuras de Tibor Lobato (O Oitavo Vilarejo – A Guardiã de Muiraquitãs – A Carruagem da Morte), todos lançados pela Editora Jangada, o autor nos apresenta uma expansão de seu universo. Missão Carbúnculo vem para mostrar que a cultura brasileira é infinitamente rica em lendas, mitos e crenças e que é possível enxergar nosso folclore com outros olhos.

Serviço:
Livro: Missão Carbúnculo
Lançamento: 03 de outubro de 2019
Autor: Gustavo Rosseb
Editora: Jangada
Páginas: 328
Preço: R$ 39,90

Créditos: Marcelo Boero | Aspas e Vírgulas