Artigo: Somos protagonistas da nossa realidade, por William Sanches*

Capa do livro “Desperte a Sua Vitória”. Créditos: Divulgação/Luz da Serra Editora

Uma vida bem-sucedida envolve você estar feliz e em paz em todas as áreas: saúde, relacionamentos, profissão. Com todos os campos fluindo em harmonia. Esse é o desejo de todos nós, mas nem sempre isso acontece. E, quando você percebe que pode ir além do lugar em que está agora, é aí que se abre a chave para a transformação.

Quando você muda sua postura, percebe as oportunidades e agradece tudo o que tem, passa a confiar em si mesmo e cria à sua volta o verdadeiro círculo da vitória. Mas como destravar suas crenças limitantes e criar uma nova realidade? Como se livrar das correntes que te prendem e o impedem de avançar?

É preciso refletir, repensar a sua vida, e aprender a fazer diferente a partir de agora. Você deve focar no seu desenvolvimento e assumir o compromisso real com a sua própria felicidade. Agindo dessa maneira, você também passa a contagiar mais os que estão a sua volta (as pessoas que fazem parte da sua vida) do que ser contagiado. Essa é a sua vibração, de mais ninguém.

Como explico no meu livro Desperte a sua Vitória, você é exatamente aquilo que pede. Não o que pede em palavras, mas com a sua própria energia. Ela é a responsável pela atração, tanto das coisas boas, como ruins. Ao elevar a sua energia, você passa a cocriar a realidade fantástica que merece. Lembre-se: nós sempre recebemos na medida exata do que damos.

Podemos escolher o que plantar, mas quando não sabemos muito bem o que estamos semeando, a colheita vira um ponto de interrogação. E quem pode transformar uma dúvida em certeza é você mesmo. A mudança começa com pensamentos e atitudes, no dia a dia.

Agradeça, comemore, alegre-se com as pequenas conquistas, com o que você tem hoje. Essa vibração vai te contagiar e se elevar mais e mais, criando sentimentos de otimismo, convicção e entusiasmo. Comece hoje mesmo, vibre na sua melhor energia e construa seu caminho rumo à prosperidade. Afinal, quem tem dor, tem pressa.

*William Sanches é autor de 17 livros no Brasil, América Latina e Europa e do lançamento “Desperte a sua Vitória”, pela Luz da Serra Editora.

Esse artigo foi publicado com exclusividade no Estadão, veja aqui.

Agradecimentos: Genielli Rodrigues | LC Agência de Comunicação

A sobrevivência Geek na pandemia

O escritor AT Sergio. Créditos: divulgação

Cinemas fechados, incertezas sobre a CCXP e muitos cancelamentos de filmes, séries e lançamentos de livros. Com tanto acontecendo ao mesmo tempo, o escritor de terror e amante da cultura geek AT Sergio fala sobre a sobrevivência desse universo durante a pandemia.

Segundo AT Sergio, escritor pernambucano que circula pelos universos do terror e da ficção desde sempre, já participou de várias antologias, acaba de lançar seu primeiro romance infanto juvenil e de ser indicado, com Eles, para o Prêmio Odisseia de Literatura Fantástica, 2020 poderia ser o roteiro de algumas das maiores feras das catástrofes apocalíticas.

Além da pandemia pelo novo Coronavírus, vendavais, nuvens de gafanhotos fazem parte do pacote. Tudo bem que muitos desses considerados desastres naturais sempre fizeram parte da nossa história, mas vamos combinar que, especificamente em 2020, está tudo parecendo partes de um mesmo roteiro, que provoca incerteza e medo a cada momento. Ou seja, dos bons.

AT lembra que, por causa da pandemia, teremos que esperar mais tempo por 007 – Sem tempo para morrer, Um lugar silencioso 2, Novos Mutantes, The Batman, Viúva Negra, Os Eternos, e outros. O ano, agora, promete ser 2021. Que os bons ventos da cultura Geek nos protejam até lá.

Entre os cancelamentos, Stranger Things, Carnival Row, Riverdale, Wandavision, Falcão e o Soldado Invernal, O Senhor dos Anéis, entre outras, simplesmente não tem mais data para voltar. “O quanto apocalítico isso pode ser?”, brinca AT. Na questão literária, não teremos Bienal do Livro, nem FLIP, e as premiações, como é o caso da Odisseia, vão acontecer de forma online.

“Ok, estamos encontrando novas saídas para tudo”, lembra o autor, que também enfatiza: “o mundo digital nunca teve tanta força e é nele que precisamos nos concentrar no momento, seja com lançamentos, que por enquanto estão acontecendo apenas dessa forma, ou mesmo com a revisão de títulos mais antigos, para reforçar nossa cultura nesses tempos sombrios”.

AT lembra que entre as escolhas dos autores que não querem cair no esquecimento estão: mais exposição nas redes, lives e parcerias para vendas online. O próprio autor trocou o lançamento de um novo livro inédito, que aconteceria por causa da Bienal do Livro, pela coletânea As 13: Histórias Diversas, que traz dois contos inéditos, no começo deste ano, e que está disponível ainda apenas em versão online, na Amazon.

Onde comprar
https://luvaeditora.com.br/loja/
https://www.atsergio.com.br/loja

Sobre o autor
A.T. Sergio é um escritor pernambucano, romancista, organizador e participante de antologias nos gêneros terror, suspense, mistério e policial, publicado por diversas editoras nacionais e através da plataforma independente da Amazon. Autor Hardcover, plataforma de aperfeiçoamento da escrita desenvolvida pela Vivendo de Inventar, depois de publicar contos em mais de 25 antologias, estreia em romances com essa publicação, “Eles”, após ter sido finalista no prêmio SweekStars, edição 2018. Redator da revista eletrônica “A Arte do Terror”, é também colunista do portal literário “Literanima”, onde publica textos periódicos sobre criatividade e forma de escrita.

Créditos: Katiuscia Zanatta | Planta e Cresce

Obra “Narrativa dos Ratos” expõe as fraquezas humanas

Obra “Narrativa dos Ratos”
Editora Lumen et Virtus. Créditos: divulgação

Enredo aborda a tomada de poder pelos roedores a partir da queda da humanidade

Você já parou para pensar o que seria do planeta Terra se ele fosse dominado por ratos? Tal cenário, provavelmente, causaria temor em muitos, já que os pequenos roedores não despertam sentimentos agradáveis em muita gente. Além disso, o animal pode transmitir centenas de doenças letais e está associado a alguns momentos trágicos da história, como a peste negra, que dizimou cerca de um terço da população europeia, equivalente a um número de 75 a 200 milhões de mortes. Acredita-se que a peste tenha sido causada por uma bactéria encontrada em pulgas de ratos.

Apesar de tudo isso, o autor Edney Firmino Abrantes em sua obra Narrativa dos Ratos: a epopeia da tomada de poder da Editora Lumen et Virtus nos apresenta uma nova percepção imagética dos pequenos roedores. Esqueça, por um momento, aquela imagem asquerosa dos ratos para adentrar em um novo universo que mistura ficção e realidade, com o intuito de narrar a queda da humanidade e como esta sucumbe aos animais que, nesta obra se demonstram pequenos apenas no tamanho, mas grandiosos em sua genialidade.

Tudo começa com os ratos de laboratório influenciando os demais roedores a planejarem uma grande revolução. No decorrer do livro, o autor expõe, por meio dos personagens roedores, as fragilidades humanas, como a ganância pelo poder e pela riqueza, a falta de empatia, a arrogância, o preconceito, entre muitos outros aspectos que provocarão uma série de reflexões no leitor sobre quem, realmente, é o ser que provoca asco.

Conforme os ratos vão delineando e concretizando seu plano, o público acaba simpatizando-se com os pequenos protagonistas, que descontroem o mundo de aparências humano ao revelarem suas fraquezas, e até torce para que eles tenham êxito em sua missão.

Trata-se de uma obra distópica que tem o intuito de incomodar e provocar o leitor sobre a situação da humanidade e sobre o possível futuro que ela está construindo. Será mesmo, então, que os ratos são os grandes responsáveis pelos diversos males da humanidade? Descubra por meio desta obra que, certamente, mudará a nossa percepção imagética sobre as relações humanas.

Sobre o autor: Edney Firmino Abrantes é advogado, cientista político e doutorando em Comunicação Social pela Metodista

Livro: Narrativa dos Ratos: a epopeia da tomada de poder
No. de páginas: 236
Preço: R$ 45
Mais informações: http://www.editoralumenetvirtus.com.br/pages/livros/_narrativa_ratos1.html

Créditos: Mariana | Ecoar Assessoria

“Será que ele me ama?” Livro de neurocientista esclarece os sentimentos do melhor amigo do homem

Créditos: Divulgação | Citadel Editora

A ex-BBB Vanessa Mesquita, do Instituto Pet Van, está à frente da campanha #MEUCÃONACAPA que promete espalhar histórias de amor pelo Brasil

“O que meu CÃO sente por mim?” Essa é uma das perguntas que os apaixonados pelos cachorros sempre fazem. Para Gregory Berns, neurocientista da Emory University, em Atlanta, EUA, a dúvida se transformou na pesquisa científica The Dog Project.

Berns não só transcreveu suas descobertas no livro Será que ele me ama? , que chega agora no Brasil pela Citadel Editora, como transformou o resultado em uma genuína causa de amor.

O editor André Fonseca, que é um apaixonado por cães desde a infância, decidiu fazer algo diferente para o lançamento do livro. Em vez de publicar a capa do livro com fotos de cães dos tradicionais bancos de imagens, ele, junto com a equipe da Citadel Editora e sua agência de marketing, decidiram lançar a campanha #MeuCãonaCapa.

O projeto vai compartilhar esse amor de todas as formas possíveis!

A primeira novidade desse lançamento é que parte das vendas dos exemplares será revertida para o Instituto de Apoio e Defesa Animal Pet Van, criado pela médica veterinária, modelo e ex-BBB Vanessa Mesquita, que também prefacia a obra.

A segunda e mais esperada novidade é: todos que postarem no seu próprio perfil do Instagram um relato que “prova” que seu cão te ama, com o uso da hashtag #MEUCÃONACAPA, vão concorrer a ter a imagem do seu amado cãozinho na CAPA do livro “Será que ele me ama?”.

Como funcionará a campanha?
Para concorrer à foto do cachorrinho na capa do livro Será que ele me ama?, será preciso publicar no Instagram a imagem do seu companheiro de quatro patas com a história que mostre a relação entre você e seu pet.

Para validar a participação na campanha, deve-se usar as hashtags #seraquelemeama e #meucaonacapa.

A Campanha começa dia 06 de julho (segunda-feira) e vai até 27 de julho (segunda-feira), e serão selecionados 22 ganhadores. Siga o perfil da @citadeleditora no Instagram para não perder a divulgação dos cãezinhos selecionados.

Agora, se ele te ama? A resposta você sabe, descubra cientificamente e conheça mais sobre esse incrível projeto: http://seraqueelemeama.com.br/
Confira também com exclusividade os primeiros capítulo do livro: https://adobe.ly/2VH6d7M

Ficha Técnica
Título: Será que ele me ama? Um neurocientista decifra o cérebro emocional canino
Editora: Citadel
Edição: 1ª Edição 2020
ISBN: 978-65-5047-054-8
Preço: R$ 44,90
Páginas: 256
Onde comprar: Amazon

Sobre o livro: Em Será que ele me ama? o neurocientista americano Gregory Berns descreve em detalhes os anos de sua pesquisa científica The Dog Project, em que decifrou o cérebro canino por meio de estudos de ressonância magnéticas. Detalha todos os processos que levaram às descobertas fascinantes de sua pesquisa na Emory University. Além de seu projeto, Gregory nos presenteia com inúmeras outras pesquisas de pessoas que já dedicaram tempo ao estudo das emoções caninas, como Charles Darwin em “A Expressão das Emoções no Homem e nos Animais” ou o fisiologista russo Ivan Pavlov, ganhador do Prêmio Nobel de 1904.

Sobre o autor: Gregory Berns, M.D., Ph.D., é o Professor Distinto de Neuroeconomia da Emory University. Sua pesquisa foi apresentada no New York Times, no Wall Street Journal, na Forbes, no Los Angeles Times, Nature, Money, New Scientist, Psychology Today e na CNN, NPR, ABC e BBC. Ele mora em Atlanta, na Geórgia, com sua esposa, dois filhos e três cães.

Créditos: Gabriela Cuerba | LC Agência de Comunicação

Clube de Autores lançará livro “Crônicas de Quarentena” em evento virtual dia 07.07

Créditos: divulgação

Lucro obtido pela venda da obra será doado para a entidade Missão Covid

O Clube de Autores, maior plataforma de autopublicação da América Latina, realizará uma live no dia 7 de julho às 19h em seu instagram para anunciar o lançamento da obra “Crônicas de Quarentena”. A publicação traz 39 histórias, escritas por autores em formato de crônica, que revelam sentimentos individuais sobre a quarentena imposta ao mundo todo por conta da pandemia da Covid-19. Todo o lucro das vendas será revertido para a Missão Covid, plataforma que conecta gratuitamente médicos voluntários a pessoas com sintomas de coronavírus.

O evento virtual de lançamento do livro será realizado pelo Ricardo Almeida, CEO do Clube de Autores, e ainda contará com a participação do Dr. Leandro Rubio, fundador do Missão Covid.

Toda renda obtida com a venda do livro será doado para a Missão Covid. “Entendemos que neste momento deve haver mais empatia e solidariedade, estamos todos enfrentando essa pandemia juntos”, diz Ricardo. “Ao receber tantos relatos, percebemos a necessidade de se documentar essa parte da história da humanidade e ainda de ajudar de alguma forma aqueles que precisam”, continua.

A Missão Covid é um projeto reconhecido pelos Ministérios da Saúde e Economia, está em atividade desde 23 de março e conta com 1.300 médicos voluntários cadastrados e 130 mil pacientes entre já atendidos e agendados. A startup ainda acaba de disponibilizar a plataforma de atendimento médico gratuito a indígenas.

“A doação para a Missão Covid ajudará para que otimizemos a plataforma de atendimento por telemedicina e ajudará no custeio do armazenamento dos dados na nuvem AWS. Essa contribuição do Clube de Autores nos ajudará a atender ainda mais pacientes no nosso país”, diz Dr. Leandro Rubio.

Sobre o livro
“Crônicas de Quarentena” é resultado do desafio homônimo lançado no final de março de 2020 pelo Clube de Autores, em que, como uma das formas de incentivo aos escritores, leitores e parceiros, a plataforma abriu espaço para que seus autores contassem suas próprias histórias. Foram mais de 830 crônicas recebidas pelo Clube.

Dor, medo, esperança, solidão e até mesmo alegria são sentimentos narrados de forma única por cada um dos escritores. “Não foi fácil avaliar todas as histórias e escolher as 39 que foram publicadas no livro. Não sabemos como será o mundo quando tudo isso terminar, mas sabemos que aqui temos boas histórias para contar. Algumas nos fizeram chorar, pois nos identificamos com as angústias, e outras nos fizeram sorrir com a esperança de que tudo isso acabaria logo”, diz Ricardo Almeida, CEO do Clube de Autores.

Médicos, professores, escritores em tempo integral, filhos preocupados com os pais idosos, idosos entediados e donos de casa com filhos para cuidar tomaram o controle da narrativa e se tornaram protagonistas ao dividirem suas experiências com a quarentena.

“É uma obra feita a muitas mãos e com muito carinho, que certamente servirá como uma memória de tudo que vivenciamos neste período. É um momento histórico, que ficará marcado na vida de todos nós e certamente interessará às gerações futuras. Para muitas pessoas, a perspectiva de deixar esse registro é também uma motivação para escrever”, finaliza Ricardo.

Crônicas de Quarentena” já está disponível na plataforma do Clube de Autores em formato digital e impresso.

Sobre os participantes da Live
Ricardo Almeida
Ricardo Almeida é CEO do Clube de Autores. Possui mais de 30 anos de experiência com planejamento digital. Antes de co-fundar a empresa em 2009, atuou na I-Group e Agência A2C como Diretor Geral e Diretor de Planejamento e Inovação respectivamente. É criador e coordenador do MBA em Marketing Digital da FECAP, criou também a metodologia Moebius de Planejamento Estratégico Digital. Em 2014 ganhou o YCE (Young Creative Entrepreneur) com o case do Clube de Autores. Ricardo é formado em Propaganda e Marketing na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

Dr. Leandro Rubio
Leandro Rubio é cardiologista com especialização em cardiologia intervencionista pelo instituto Dante Pazzanese de Cardiologia. É apaixonado por gestão,liderança e inovação, com formação na FGV, Stanford Business School e passagem pelo Vale do Silício. Atuou como coordenador da cardiologia do Hospital Samaritano 2019-2020. Fundador do Missão Covid e Médico do Futuro.

Sobre o Clube de Autores
O Clube de Autores é a maior plataforma de autopublicação da América Latina. Hoje, a plataforma on demand, representa cerca de 23% de todos os livros publicados no Brasil no último ano. Além disso, oferece uma gama de serviços profissionais para os autores independentes que pretendem crescer e se desenvolver no mercado de literatura. A empresa, comandada por Ricardo Almeida, fechou o ano de 2019 com uma rentabilidade 50% maior do que no ano anterior.

Sobre o Missão Covid
O Missão Covid é uma startup reconhecida pelo Ministério da Saúde e da Economia como solução em saúde no combate à pandemia de Covid-19. Fundada pelos médicos Leandro Rubio (cardiologista), Raphael Brandão (oncologista), e pelos especialistas Cristiano Kanashiro em inovação digital (da consultoria GO.K) e Carlos Franchi Júnior (Vice Presidente da Multi Nacional Americana de Tecnologia da Informação) a plataforma Missão Covid conecta gratuitamente médicos voluntários a pessoas com sintomas de coronavírus. O projeto sem fins lucrativos surgiu no dia 23 de março, e hoje conta com 1300 médicos voluntários e mais de 100 mil atendimentos. A plataforma também está disponível para a população indígena pelo endereço http://www.missaocovid.com.br/indigena Para conhecer mais sobre o Missão Covid acesse https://linktr.ee/MissaoCovid

Créditos: Natasha Kubala | Vinícius Cordoni Relações Públicas

DIA DO HOMEM | 15 DE JULHO | Violência contra mulheres aumenta na quarentena, por Lu Magalhães*

Lu Magalhães: presidente da Primavera Editorial. Foto: Michele Mifano

Em 15 de julho, o Brasil comemora o Dia do Homem. O que surgiu como uma data para chamar a atenção para a saúde masculina, evoluiu para abarcar reflexões sobre a igualdade de gênero. Em tempos de covid-19, esse tema é extremamente importante, pois uma outra pandemia assola o país. As denúncias de violência contra mulheres aumentaram 40% em meio ao distanciamento social, de acordo com dados do Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos (MMDH). Mas, o problema deve ser ainda maior – sobretudo se considerarmos os casos não notificados. Um levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, conduzido a pedido do Banco Mundial, aponta que houve um aumento de 431% em relatos de brigas de casal entre fevereiro e abril de 2020. A pesquisa indica que nos 12 Estados pesquisados, os casos de feminicídio subiram 22,2% de março para abril. O conjunto desses números mostra que há um incremento sério da violência doméstica e familiar nesse período de distanciamento social.

Confinadas dentro das próprias casas – muitas vezes, convivendo com os seus agressores –, mulheres e meninas não estão registrando boletins de ocorrência. Aliás, o registro de queixas teve redução média de 28,2% no país. Em São Paulo, uma das alternativas para combater essa impossibilidade de denunciar e pedir ajuda é o registro online. Uma outra iniciativa é #VizinhaVocêNãoEstáSozinha que tem militado para que governadores disponibilizem quartos em redes de hotéis para acolher mulheres que estão em risco.

O enfrentamento do crime contra meninas e mulheres deve ser abraçado por toda a sociedade. E, entre os crimes, estou falando de todas as suas “modalidades”. O tráfico e exploração sexual e o assédio estão nesse balaio. A violência contra mulheres, em primeira instância, é uma grave violação aos direitos humanos. Ou seja, uma ocorrência que envolve uma mulher agredida deve ser investigada e os culpados punidos com rigor.

No Dia do Homem, proponho uma reflexão sobre como eles podem se engajar na luta contra a violência contra as mulheres. A construção de uma sociedade mais justa não é uma questão meramente feminina. Somos todos – homens e mulheres – os beneficiados por uma sociedade mais igualitária.

* Lu Magalhães é presidente da Primavera Editorial, sócia do PublishNews e do #coisadelivreiro. Graduada em Matemática pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), possui mestrado em Administração (MBA) pela Universidade de São Paulo (USP) e especialização em Desenvolvimento Organizacional pela Wharton School (Universidade da Pennsylvania, Estados Unidos). A executiva atua no mercado editorial nacional e internacional há mais de 20 anos.

SOBRE A EDITORA | A Primavera Editorial é uma editora que busca apresentar obras inteligentes, instigantes e acalentadoras para a mulher que busca emancipação social e poder sobre suas escolhas. http://www.primaveraeditorial.com

Agradecimentos: Betania Lins | Frida Luna Boutique de Comunicação

A Gôndola Vermelha

Capa do livro: A Gôndola Vermelha. Créditos: divulgação

Livro conta o relacionamento tórrido entre uma aristocrata e um gondoleiro, numa Veneza de máscaras do século XVI

O romance de estreia da jornalista Andreia Salles conta com todos os elementos de uma boa trama, na linha tradicional das estórias trágicas de época: personagens fortes, drama, tensão e muita paixão.

O texto harmoniza uma pesquisa cuidadosa sobre cenários e hábitos da poderosa Veneza do século XVI, centro comercial de uma Europa pré-continental, politicamente falando. Com uma linguagem coloquial, o romance deixa o leitor ter o melhor dos dois mundos. As páginas o transportam para outro momento da história, mas permitem que o leitor se identifique com os personagens, que poderiam ser um amigo (ou rival) nos tempos de hoje.

Por vezes, é possível sentir o balanço das gôndolas, a brisa de um passeio no Gran Canale e, em outros trechos, se inteirar sobre o impacto da política da época sobre a vida das pessoas, comuns ou da alta sociedade. Os bailes de máscara no Carnaval veneziano ganham novos elementos no imaginário do leitor.

Repleto de trechos picantes detalhando os momentos íntimos do romance de Isabelle e Giovanni, é impossível ao leitor não se envolver na estória dos dois e não torcer pelo relacionamento acidental, ainda que ambos não tenham medido as consequências de uma conquista de baile de máscaras.

Serviço:
Lançamento do livro A GÔNDOLA VERMELHA
Data: 10 de julho
Local: Amazon.com, Estante Virtual, Livrariacultura.com, Apple, Google Play, Americanas.com, Clube de Autores, Mercadolivre.com, Submarino e Rakuten Kobo
Autor: Andreia Salles
Páginas: 185
Preço*: R$ 19,90 (Ebook)/ R$ 43,00 (Impresso) – (*valores estimados)
Instagram: https://instagram.com/agondolavermelha
Site: http://www.agondolavermelha.com.br
Facebook: https://facebook.com/agondolavermelha

Sinopse
Veneza, 1590. Isabelle é a mulher mais bonita da cidade. Chegou à região ainda adolescente, vinda do interior da França, para casar-se com um aristocrata riquíssimo, mas sem escrúpulos e da idade de seu pai. Ela levava uma vida de luxo e solidão. Até o dia em que Giovanni, um gondoleiro, atravessou seu caminho. Com ele, descobre o amor, durante um Carnaval de máscaras, e também descobre a fúria de um marido hipócrita e vil. Mas, ela decide enfrentar, mesmo que isso possa lhe custar a própria vida. Ou a de seu amor.

Sobre o autor
Andreia Salles é uma apaixonada por Veneza. Em paralelo às atividades como profissional de comunicação corporativa, que exerce desde 1993, ela estuda a vida e a sociedade dos tempos da República Sereníssima de Veneza (697-1797), quando os Doges comandavam a política e a economia da região. Apontada como um dos 350 profissionais de Public Relations mais influentes do mundo, pelo PRWeek Powerful Book, por dois anos consecutivos, em 2016 e 2017, a jornalista e empresária, que é pós-graduada em Jornalismo Digital pela ISE/IICS (Universidad de Navarra/Harvard School of Business), coleciona viagens pela cidade e escreve seu primeiro romance, baseado em tudo que leu, viu, ouviu e sentiu de Veneza.

Créditos: Jaqueline da Mata | Link Comunicação Empresarial

Livro escrito em 1981 apresenta incríveis coincidências com a atual pandemia

Créditos: Divulgação | Citadel Editora

Confira as quatro curiosidades que a Citadel Editora separou sobre “Os olhos da Escuridão” e descubra por que a obra ficou tão famosa

Embora o escritor norte-americano, Dean Koontz, já tenha revelado em uma entrevista excluvisa ao jornal Estadão (leia aqui), que não previu a pandemia do novo coronavírus, muitos ainda têm relacionado o atual momento em que vivemos com a obra ficcional Os olhos da Escuridão, escrita em 1981 por Koontz e publicada com exclusividade aqui no Brasil pela Citadel Editora.

Logo, esse livro ganhou as mídias do mundo por apresentar fatos curiosos que coincidem com a COVID-19 e pelo avanço das Fake News criadas a partir da obra. Então, para esclarecer as dúvidas sobre Os olhos da Escuridão, a Citadel Editora separou quatro curiosidades impressionantes sobre essa narrativa que todos deveriam saber! Confira abaixo o que é Fake e o que é Fato:

1. A obra originalmente escrita em 1981, ganhou uma modificação ainda nos anos 80, que confundiu alguns leitores pelo mundo. Lançado em meio a Guerra Fria entre Estados Unidos e a ex-União Soviética, o nome do vírus ficcional relatado no livro era Gorki-400,porque teria sido criado pelos Russos. Porém, após o fim da Guerra, o autor realmente mudou o nome para Wuhan-400, mas o novo título foi apenas uma incrível coincidência com a cidade que iniciou o surto da COVID-19;

2. Em “Os olhos da Escuridão”, a arma biológica viral e altamente letal foi desenvolvida por um cientista chinês chamado Li Chen, em um laboratório secreto nas proximidades de Wuhan. E curiosamente, no mundo real, Li Chentambém é um cientista chinês e, ele publicou em 2018 uma pesquisa densa sobre classes de coronavírus em uma revista especializada, a “Emerging Microbes & Infections“;

3. Por mais que tenha circulado pelas redes sociais que o livro “previu” a atual pandemia, além de mencionar um surto de doenças respiratórias, como uma pneumonia, que se espalharia pelo mundo em 2020, isso NÃO É REAL! O trecho que muitos viram sobre esse assunto, na verdade foi retirado da obra “End of Days: Predictions and prophecies about the end of the world”, de Sylvia Browne, publicado em 2008. Logo, não tem nada a ver com “Os olhos da Escuridão”;

4. O vírus ficcional Wuhan-400 tem poucas semelhanças com a COVID-19. O autor descreve o vírus como altamente infeccioso e tem manifestação em até 4 horas, levando o infectado a óbito imediato. Por outro lado, o novo coronavírus apresenta um ciclo de infecção diferente, podendo manifestar a doença de 5 a 14 dias após o contágio.

A obra também ganhou um Book Trailer! Clique no link e confira:

Ficha Técnica
Título: Os olhos da Escuridão
Título original: The Eyes of Darkness
Autor: Dean Koontz
Editora: Citadel
Edição: 1ª edição: Abril 2020
Páginas: 272 páginas
ISBN: 978-65-5047-038-8 (físico) / 978-65-5047-039-5 (e-book)
Preço: R$ 44,90 (físico) / R$ 31,90(e-book)
Onde comprar:
Amazon; Saraiva; Livraria Cultura

Sinopse do livro: Um ano se passou desde a morte do pequeno Danny. Um ano desde que sua mãe iniciou o doloroso processo de aceitação. Mas Tina Evans poderia jurar que acabou de vê-lo dentro do carro de um estranho. Na última perturbadora noite sonhou com seu filho. Ao acordar, foi até o quarto de Danny e para sua surpresa lá estava uma mensagem. Três palavras perturbadoras rabiscaram no quadro-negro: NÃO ESTÁ MORTO.

Foi a piada sombria de alguém? Sua mente pregando peças nela? Ou algo … mais? Para Tina Evans, era um mistério que ela não podia escapar. Uma obsessão que a levará até as últimas consequências atrás da verdade por trás da morte de seu filho. Um terrível segredo que não foi visto por ninguém, apenas pelos Olhos da escuridão.

Sobre o autor: Dean Koontz, autor de vários best-sellers de ficção nos Estados Unidos, vive no sul da Califórnia com sua esposa, Gerda, sua golden retriever, Elsa, e os espíritos de seus pets, Trixie e Anna.

Créditos: Gabriela Cuerba | LC Agência de Comunicação

A sexualidade contemporânea: muito além da anatomia

Créditos: Divulgação

A diferença de gênero e de sexualidade é tão antiga quanto a própria psicanálise, e a Aller Editora lança o ebook Homens, Mulheres, de Colette Soler, para explicar como esse contexto permeia os dias atuais

A proibição do feminino e a liberdade masculina! A emancipação da mulher e o direito do homem de ser vulnerável. São séculos de questões que dividem socialmente os gêneros e interrompem o processo evolutivo do ser como ele mesmo. Os psicanalistas entram nessa questão armados de grandes desenvolvimentos teóricos a partir de Freud e Lacan, e a atualidade os obriga a interrogar e confrontar as evoluções dos laços sociais. É sobre esses desafios contemporâneos que Homens, Mulheres, publicado pela Aller Editora e escrito por Colette Soler, se debruça.  No decorrer das doze aulas desse seminário, a psicanalista — uma referência mundial em sua área — leva o leitor a refletir sobre a sexualidade do sujeito, muito além da anatomia.

Se a psicanálise tem algo a dizer, é sobre a questão da sexualidade e das diferenças entre gêneros. A descoberta do inconsciente é um tema antigo e, ao mesmo tempo, muito atual, pois, desde a origem freudiana, novos fatos da ciência apareceram em nossa civilização. Foi a partir do discurso do pai da psicanálise que se tornou possível recolher testemunhos verídicos daquilo que homens e mulheres podem formular de si mesmos. Para o humano, a sexualidade é uma realidade discursiva, um produto dos discursos que ordenam os laços sociais. Sobre esta base se coloca a questão da clínica diferencial, posto que cada sujeito se relaciona de forma única. Os discursos são diversos, o que faz deste um problema em tempos de globalização.

Mais além dos ideais, os valores da sociedade não regulam outra coisa que as condutas de corpos, e isso desde as roupas no espaço público até as práticas mais íntimas de poder religioso e sexual. Foi preciso a ciência para universalizar o sujeito, fazendo nascer a vontade por lutas de emancipação, e para que nascer mulher se tornasse um tema debatido em sociedade.

Ficha Técnica:
Formato: ePub
Páginas: 233 páginas
Preço: R$ 39,90
Editora: Aller Editora
Gênero: Não Ficção, Psicanálise
Palavras-chave: Psicanálise, Gênero, Sexualidade, Lacan, Freud, Identidade, Comportamento
ISBN EBOOK: 9786587399003

Sobre a autora: Colette Soler pratica a psicanálise e a ensina em Paris. Agrégrée da universidade em filosofia, diplomada em psicopatologia e doutora em psicologia. Foi seu encontro com o ensino e a pessoa de Jacques Lacan que a fizeram escolher a psicanálise. Foi membro da antiga Escola dissolvida por Jacques Lacan em 1980 e, após a cisão com a Associação Mundial de Psicanálise (AMP) em 1998, esteve na origem do movimento dos Fóruns do Campo Lacaniano e de sua escola Internacional de Psicanálise. É autora de Lacan, Leitor de Joyce, também publicado pela Aller Editora.

Sobre a editora: Formada pela psicanalista Fernanda Zacharewicz junto com o jornalista e publisher Omar Souza, a Aller Editora oferece em seu catálogo obras que se debruçam sobre os temas cruciais da teoria e da prática clínica, desde seus fundamentos até os novos debates sobre questões da atualidade e suas repercussões sobre o sujeito contemporâneo. Inspirada na palavra francesa Aller, que significa ir, a casa editorial convida leitores, atuantes na área de Psicanálise ou não, a percorrerem caminhos que cruzam fronteiras a embarcarem nessa aventura que é ler como movimento.

Créditos: Fernanda Baruffaldi | Enxame Coletivo

Livro sobre saúde e bem-estar ensina como manter o cérebro e a mente mais despertos e vitalizados

Créditos: divulgação

Pesquisadora e ativista da saúde aborda como é possível fortalecer nossa capacidade mental por meio da alimentação e de exercícios práticos

Muitas pessoas se preocupam com a saúde e, para tanto, praticam exercícios físicos ou têm rotinas de alimentação para esse fim. Mas você sabia que também é possível praticar exercícios voltados para a saúde psíquica e mental? É o que nos mostra Conceição Trucom, pesquisadora e especialista em alimentação consciente, meditação e estudos da mente, no livro O Poder do Cérebro e da Mente, lançamento da Editora Cultrix.

Nesta edição revista e ampliada do sucesso Mente e Cérebro Poderosos, a autora nos ensina como nutrir, exercitar, tonificar e fortalecer o funcionamento do cérebro, para, dessa forma, termos mais paz e felicidade. Com uma série de novas informações sobre o tema, Conceição traz aos leitores de todas as idades, exercícios simples e agradáveis que ativam o intelecto de forma mais eficiente e aumentam a rapidez de raciocínio, tornando-o mais eficaz e possibilitando ganhos de memória e energia vital.

Assim como o bem-estar do corpo acontece com a prática periódica de atividades aliada a uma boa alimentação, a saúde do cérebro também depende da união desses fatores. Por isso, ao fazer os exercícios propostos ao longo da obra, podemos minimizar problemas psíquicos, psicológicos e outros males que nos afetam em nosso acelerado mundo contemporâneo. Alguns dos benefícios dessas práticas, segundo a especialista, são: melhora da memória, aumento da concentração e do foco; despertar da criatividade; rapidez de raciocínio; facilidade para novos aprendizados; motivação para executar tarefas diária, entre outros.

Para nos ajudar a percorrer esse caminho, inicialmente, Conceição aborda de forma clara e didática o funcionamento do cérebro, sua composição e seus superpoderes. Em seguida, expõe em detalhes como trabalha a nossa mente (nos três níveis: subconsciente, consciente e superconsciente), os sentimentos e as emoções, além dos pensamentos (lógico e intuito, a ilusão versus realidade) e os conceitos da inteligência e da consciência.

Ao longo do livro, a autora fala sobre os alimentos que nutrem nosso cérebro e estimulam conexões, entre eles, castanhas-do-pará, amendoim, amêndoa, grãos integrais, couve, salsa, cebola, cacau e chocolate amargo, frutas cítricas etc. Conceição Trucom mostra, ainda, a importância do sono e dá sugestões de posições para uma noite bem dormida. Além disso, detalha os vilões do cérebro e da memória, como o estresse e a depressão, e demonstra como amenizar seus impactos.

A autora mostra ainda exercícios para respiração, para turbinar o cérebro ou para motivá-lo, acompanhados de imagens para que o leitor possa visualizá-los e entendê-los com mais clareza. Ao longo do livro, também existem vários conteúdos complementares que podem ser acessados via QR Code para que o leitor possa medir tanto os níveis de estresse quanto o da sua eficiência cerebral.

Com os ensinamentos abordados neste livro, muitos deles milenares, somados aos exercícios cerebrais e a decisão de sair do sedentarismo mental e das zonas de conforto, haverá uma dinâmica que manterá sua mente e seu cérebro mais despertos, prontos para superar os desafios da vida, para levar você pelos caminhos da clareza, da verdade e da maturidade afetiva e espiritual. ” – Conceição Trucom

Sobre a autora:
Conceição Trucom é Bacharel em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Trabalhou por 24 anos na área científica, em projetos nas áreas de química orgânica, inorgânica e bioquímica. Atuou ainda como Diretora de P&D da Bentonita Vulgel Ltda e da Chemetch Consultoria Ltda. Especializou-se nas seguintes áreas: alimentação e medicina ayurvédica, medicina tradicional chinesa, macrobiótica, vegetarianismo e veganismo, alimentação viva e crudı́vora, fitoterapia, aromaterapia, meditação e estudos da mente. Há mais de 25 anos atua como pesquisadora, escritora, consultora e palestrante, sempre desenvolvendo trabalhos que têm como essência a alimentação consciente (baseada em princípios da sustentabilidade), desintoxicante, vegetariana e regenerativa, com foco no locavorismo (alimentos e produtores locais).

Sobre o Grupo Editorial Pensamento:
Mais que livros, inspiração!
Desde 1907, o Grupo Editorial Pensamento publica livros para um mundo em constante transformação e aposta em obras reflexivas e pioneiras. Na busca desse objetivo, construímos uma das maiores e mais tradicionais empresas editoriais do Brasil. Hoje, o Grupo é formado por quatro selos: Pensamento, Cultrix, Seoman e Jangada e possui em catálogo aproximadamente 2 mil títulos, publicando cerca de 80 lançamentos ao ano. Ao longo de sua trajetória, o Grupo Editorial Pensamento aposta em mensagens que procuram expandir o corpo, a mente e o espírito. Mensagens que emanam energia positiva e bem-estar. Mensagens que equilibram o ser. Mensagens que transformam o mundo.

Serviço:
Livro: O Poder do Cérebro e da Mente
Autora: Conceição Trucon
Editora: Cultrix
Páginas: 240
Preço: R$ 48,00

Créditos: Marcelo Boero | Aspas & Vírgulas