Sinopse de “Lemmy – A Biografia Definitiva”, de Mick Wall

“Lemmy – A Biografia”, de Mick Wall

Estamos em dezembro e, daqui a cerca de três semanas, completará três anos da morte de uma das figuras mais icônicas da história do rock, Lemmy Kilmister, o eterno frontman do Motörhead. Em 2016, o conceituado jornalista e crítico de rock Mick Wall lançou o livro “Lemmy – The Definity Biography”, que, no seguinte, o mercado brasileiro ganhou a sua edição em português lançada pela Globo Livros, intitulada, obviamente, como “Lemmy – A Biografia Definitiva”.

O autor se baseou nas longas e inúmeras entrevistas que fez ao lendário vocalista/baixista do Motörhead, assim como ex-companheiros de banda, músicos de outros grupos, roadies, empresários, pessoas ligadas às gravadoras que também colaboraram com Mick para falar a respeito de Ian Fraser Kilmister.

Filho único nascido em 24 de dezembro de 1945, em Stoke-On-Trent, em Staffordshire, na Inglaterra, o jovem Ian Kilmister não teve a oportunidade de crescer na companhia do pai, que separou-se de sua mãe antes de seu primeiro ano de vida. Acostumado a conviver sozinho enquanto a mãe saía para trabalhar para garantir o sustento, Ian foi adquirindo a sua própria percepção de mundo e das pessoas e, ao longo dos anos, adquiriu uma personalidade que lhe fora muito peculiar. E, de carona em carona com um amigo, se bicou para Londres e tocou em diversos grupos pequenos em troca de umas míseras libras para sobreviver.

O jornalista Mick Wall acompanhou a saga de Ian, que virou Lemmy, desde os tempos da escola no País de Gales, no começo do sucesso na década de 1960, com os Rockin’ Vicars, depois trabalhou como roadie de Jimi Hendrix, colaborou com o Hawkwind até o topo das paradas de 1972 com o clássico do space rock chamado “Silver Machine” e, expulso do grupo por conta de uso de drogas erradas às vésperas de uma turnê pela América do Norte, Lemmy resolveu montar a sua própria banda, o Motörhead, e de rejeitado tornou-se uma lenda quatro décadas depois.

A obra descreve com exatidão a história de um dos maiores personagens da música pesada, com depoimentos absolutamente franco e honesto de um cara que jamais aceitou ser vendido e nem que a sua banda fosse lesada por “experts” do meio business. Lemmy e outros relatam momentos intensos vividos para o cara que, como ele costumava dizer, “nascido para perder, vivendo para ganhar”. Nenhum assunto passou em branco com o “poLemmyco” (não pude evitar o trocadilho infame) biografado: drogas, mulheres, a jogatina, as trocas de integrantes ao longo da trajetória do Motörhead, a amizade com vários nomes do rock internacional (de Dave Grohl a Ozzy Osbourne), a sua memorabilia de itens nazistas.

Ex-assessor de imprensa e amigo há mais de 35 anos de Lemmy Kilmister, Mick Wall abordou sabiamente o percurso de um homem que não tinha o rebolado de Elvis Presley, não tinha a popularidade dos Beatles, não vendeu como os Rolling Stones, não tinha a loucura de Ozzy Osbourne, não tocava guitarra como Jimi Hendrix ou Eric Clapton, mas com o seu jeito nada simpático, com suas verrugas intimidadoras, cara fechada, chapéu, camisa preta com os botões abertos até a metade da barriga, o cinto de balas e seu Rickenbacker, Lemmy Kilmister era (e ainda é) idolatrado e respeitado por toda gente: desde os punks até os headbangers e apreciadores de Black/Death Metal.

O homem que se tornou maior que o próprio Motörhead. Infelizmente, apesar de toda a mitologia feita em torno de Lemmy, no começo dos anos 2010, o seu lado “mortal” deu seus sinais ao ser que parecia ser eterno, embora ele deixasse claro em “Ace Of Spades”, seu maior clássico, que “não queria viver eternamente”. Nos últimos anos, o velho guerreiro Lemmy Kilmister precisou amenizar o uso de seu speed, de seu Jack Daniels com Coca-Cola e de seu nicotinoso Marlboro. Assim, a cada ano, a saúde do cara malvado do Motörhead piorava e, consequentemente, os cancelamentos de shows passaram ser frequentes (inclusive o do Monsters Of Rock, em São Paulo, em 2015 – para minha frustração), os sinais de sua saúde debilitada estavam cada vez mais visíveis enquanto Lemmy insistia em tentar. Esquecimento de suas próprias letras, saídas repentinas do palco, dificuldades para andar, enfim, o imortal estava dando ao lugar para um senhor de 70 anos que precisava urgentemente de cuidados médicos. Sem contar que nesse período o Motörhead já havia perdido dois integrantes: o ex-guitarrista Würzel e o ex-baterista Phil “Philthy Animal” Taylor”.

Os amigos pareciam adivinhar que o fim estava próximo e resolveram fazer uma festa de aniversário antecipada para Lemmy Kilmister. Vários nomes do rock apareceram. Mas, dois dias após completar 70 anos, em 26 de dezembro de 2015, Lemmy teve um diagnóstico de um câncer inoperável que havia se espalhado pelo seu corpo. Foi dada uma estimativa de vida de dois a seis meses, contudo, apenas dois dias da terrível análise, Ian Fraser Kilmister morria em silêncio, em sua casa, dormindo.

A notícia da morte Lemmy Kilmister foi devastadora em todo o mundo do rock. Várias mensagens de músicos de tudo quanto é canto do mundo lamentaram a perda do vocalista. Os fãs, é claro, embora soubessem da gravidade da saúde do ídolo, não quiseram acreditar que aquele homem que impunha respeito era humano de carne e osso como todos nós.

Quanto ao futuro do Motörhead após a morte de Lemmy Kilmister, conforme relatou Wall na obra, o baterista da última formação da banda, o sueco Mikkey Dee foi claro: “o Motörhead acabou, Lemmy era o Motörhead” e reforçou que a “marca prevalece e Lemmy viverá no coração de todos”. Sábias palavras.

A publicação de Wall está dividida em dez capítulos com cerca de 280 páginas, além de um caderno com fotografias. Sem dúvida, uma das biografias mais impressionantes, brutalmente franca e verdadeira da história do rock. E, de fato, Lemmy Kilmister era único.

A seguir, a ficha técnica da obra.

Livro: Lemmy – A Biografia
Autor: Mick Wall
Editora: Globo Livros (no Brasil)
Lançamento: 2017 (edição em português)
Edição:
Número de páginas: 280
Preço médio: R$ 32,50

Por Jorge Almeida

Anúncios

Lorna Earnshaw – “Uma estrela preparadora de estrelas”

A escritora Lorna Ernshaw. Créditos: Carlos Sillero

Lorna Earnshaw, preparadora Vocal das celebridades de Hollywood, está no Brasil divulgando seu último livro e best seller internacional, “Speak Out!, que mostra como falar em público e ser um vencedor.

Influenciadora digital argentina/britânica residente em Los Angeles, Lorna Earnshaw, encontra-se de passagem pelo Brasil para a sua turnê de master classes, honrosamente ministrar uma palestra a convite do corpo de docentes do Conservatório Souza Lima, em São Paulo, o mais prestigioso do Brasil e um dos mais famosos ao redor do mundo e, especialmente para falar sobre seu livro “SPEAK OUT!, que atingiu o título de best seller  na maior editora americana, Amazon.com, nos Estados Unidos e no Brasil em 5 categorias.

O livro fala de seu método exclusivo e bastante eficaz de técnicas vocais e de performances ao vivo, criado especialmente para obter potência, aprimorar o estilo pessoal, melhorar a expressão para falar em público com mais autoridade, ser mais persuasivo no trabalho, de como utilizar a voz e preservá-la, se comunicar melhor e ser mais influente onde quer que seja.

Trilíngue, dá treinamentos destinados a professores para que ensinem seu método, atende também cantores profissionais, atores e palestrantes ao redor do mundo e, conta com um dos canais mais populares do YouTube no segmento em Inglês, Português e Espanhol, com milhões de visualizações nas suas lições de canto e técnica vocal.

Lorna Earnshaw

Trabalha como preparadora vocal de celebridades em Hollywood, e também já ajudou a melhorar o canto de mais de 60.000 pessoas através da Internet e a mais de 350 alunos nas suas aulas presenciais nos últimos 15 anos.

Vocalista e compositora de trilhas utilizadas em filmes de cinema e televisão em Hollywood e ao redor do mundo, compartilha também com seus alunos suas técnicas de apresentação, assim como a sua experiência trabalhando em Los Angeles e convivendo com os maiores nomes da cena musical mundial, como Jeremy Soule, o compositor e produtor ganhador do prêmio Bafta, e Matt Sullivan, produtor e supervisor musical, responsável por sucessos no cinema como “A Bela e a Fera, “Rent”,“Rock of Ages” e “Chicago”, entre outros.

Se destaca como preparadora vocal do ganhador do Grammy Latino, Adrián Pieragostino. Tem editado dois álbuns de forma independente, e encontra-se preparando o seu próximo álbum autoral, editado pela gravadora Monsterland Discos, associada à Sony Music.

É representada em Los Angeles pela “Latin Music Specialists”, empresa conceituada internacionalmente em produção de música latina personalizada para filmes e séries.

Já lecionou “técnica vocal” e “presença de palco” na Shepherd University- Cornel School of Contemporary Music em Los Angeles, instituição norte americana onde se formam ícones da música mundial, como o baixista Abraham Laboriel (baixista de Michael Jackson, Madonna, Christina Aguilera, Al Jarreau, Lionel Richie e muitos outros), Michael Bradford (Produtor musical da Madonna, Deep Purple e Anita Baker) e o engenheiro de gravação de Shakira e Beyonce, o também ganhador do Grammy, Mauricio Guerrero.

Para saber mais:

http://www.lornavocals.com
http://www.youtube.com/lornacanta
https://www.facebook.com/lornaeofficial/
https://souzalima.com.br/Eventos/master-class-de-canto-com-lorna-earnshaw/
http://www.youtube.com/lornacanta
Facebook: flavia@flaviafusco.com.combr com copia cris@flaviafusco.com.br

MCAtrês Assessoria em Comunicação e Marketing
(55 11) 3842-4753 site: http://www.mcatres.com
Coordenadora – Renata Battaglia – renata@mcatres.com – (55 11) 98962-4004
Imprensa – Renata Sbrissa – atendimento@mcatres.com – (11) 99265-1330

Créditos: Renata Sbrissa | MCA Três

Livro II da série de sucesso “VEKI” já tem data de lançamento

Capa de “Veki: O início das tribulações”, de Eduardo R. Costa

Leitura sugere reflexão em cima de dilemas vividos por seu protagonista

O lançamento da continuação da saga de Ricardo em se descobrir um mago já tem dia, local e horário marcados: 21 de Outubro, domingo, a partir das 16h30 na Livraria da Vila no Shopping Pátio Higienópolis.

Segundo livro da série de sucesso VEKI, em “O início das tribulações”, o protagonista, agora um mago já mais experiente, dependerá desse aprendizado e da ajuda de alguns amigos e de Literus, seu mentor, para manter a paz no planeta Terra. Mas, por que a paz estaria ameaçada?

Ricardo se mostra um herói que precisa se doar de corpo e alma em prol da humanidade para a salvação do planeta. Ele representa, de certa forma, algo que todos devemos – ou deveríamos – fazer para crescimento próprio: entender que estamos em constante evolução e busca por nos tornarmos seres humanos melhores.

A continuação da saga coloca nosso mago frente a frente com um inimigo de longa data. Alguém que, sozinho, o protagonista não teria condições de enfrentar. Elementais da terra, da água e do ar o ajudarão a encontrar este ser que tem o mal presente em si da pior e mais destrutível maneira.

O livro conta duas histórias paralelas: uma sobre o passado de Ricardo e sua relação com a “Lenda dos Deuses Bandidos” e outra passada no presente onde ele se vê prestes a encarar um inimigo de imenso poder.” Eduardo R. Costa

O termo “Veki” significa, na língua Esperanto, “Despertar”. A continuação da saga de Ricardo o coloca frente-a-frente com um antigo inimigo. A trama se desenrola com a descoberta de fatos alarmantes sobre o passado de Ricardo que mostram muito do porquê do caos agora instaurado. Conseguirá ele vencer as batalhas internas e externas que o confrontarem?

Sobre a autor:

Nascido em 1975 em São Luís (MA), berço de grandes nomes da literatura brasileira como Aluísio de Azevedo e Ferreira Gullar, Eduardo vive atualmente em São Paulo onde iniciou sua carreira literária. Engenheiro por formação, utiliza a escrita para mostrar ao mundo que todos podemos enxergar a magia que existe no universo dentro de nós mesmos.

Serviço:
Data de Lançamento: 21/10/2018 – a partir das 16h30
Local: Livraria da Vila – Shopping Pátio Higienópolis
Livro: Veki: O início das Tribulações
Páginas: 282
Editora: Autografia

Créditos: Marcelo Boero | Aspas e Vírgulas

Autores se confinam e escrevem obra com 18 contos de terror e suspense

Capa do livro: “Confinados: contos de uma noite de horror”. Créditos: divulgação

Encontro de escritores replicou reunião histórica acontecida há mais de dois séculos que serviu de base para obras como os clássicos:  Frankenstein e The Vampyre.

Em julho, 18 escritores – vindos de várias partes do país – se trancaram numa casa (Rádio Geek), em São Paulo, e durante uma fria noite, se dedicaram a escrever histórias de terror e suspense. Dessa experiência nasceu o livro Confinados: contos de uma noite de horror. O encontro foi promovido pela recém-criada Associação Brasileira de Romance de Suspense e Terror (Aberst).

A reunião de julho tentava replicar uma outra famosa acontecida em 1816 na mansão Villa Diodati, de Lord Byron. Naquela ocasião, com tempestades do lado de fora, os integrantes conversavam sobre fantasmas, ciência e literatura. A tensão sexual entre eles, os demorados debates regados a vinho, e a especulação sobre forças naturais e sobrenaturais foram a base para histórias escritas pelos participantes, como “Frankenstein”, de Mary Shelley e “The Vampyre”, de John Polidori, que serviu de inspiração para Drácula, de Stoker.

Confinados é carregado de tramas com altas doses de medo, terror e suspense. Dezoito textos criados para apresentar algumas das piores facetas do ser humano. Mas também para desmitificar o mal como um elemento externo ou distante. O leitor verá que a maldade pode estar ao seu lado ou nele mesmo.

Design

Para compor a obra, o designer Francisco Martins, da Project Nine, idealizou uma capa que refletisse o mesmo confinamento noturno que autores se propuseram. Assim, o livro, quando fechado, se torna uma obra escura, nem mesmo o título aparece. A orelha virada para fora ajuda a completar o visual de reclusão.

Ficha técnica: Brochura / 14 x 21 / 176 páginas
Mais informações: contato@monomitoeditorial.com

Informações para a imprensa:
Planta e Cresce | katizanatta@plantaecresce.com.br | 11 2594-7891 e 99497-8523

Créditos: Katiuscia Zanatta | Plante e Cresce

Sinopse do livro “Classic Rock By Kiss FM”

Capa do livro “Classic Rock By Kiss FM”

Lançado em 2014, o livro “Classic Rock By Kiss FM” foi publicado pela editora Universo dos Livros e, apesar do que a capa dê a entender, a publicação não aborda a história da emissora de rádio paulista voltada para o Rock, mas sim de uma espécie de almanaque do gênero.

Ao longo de 304 páginas divididas em 12 capítulos (e mais materiais anexos), a obra fala do legado de amor ao rock. Bem estruturado, o livro trata do Rock And Roll desde a sua concepção até o início dos anos 2000. Com direito a alguns ‘pitacos’ dos locutores da Kiss FM, que comentam sobre movimentos, bandas e como o gênero influenciou suas vidas.

A publicação apresenta relatos pessoais, curiosidades de bastidores, polêmicas, momentos engraçados, além da trajetória da emissora desde sua fundação, em 2001.

Cada capítulo trata de um movimento e mostra uma linha do tempo. Ao final de cada capítulo, são relatados a miniobiografias das principais bandas e artistas de cada vertente (desde as origens na década de 1950 até o grunge dos anos 1990), além de um capítulo dedicado exclusivamente ao rock nacional, com 30 páginas, e outro voltado para a história da rádio, mesmo que de forma superficial, e sem deixar de esquecer de mencionar a “Oração do Rock”, de brinde.

Curiosamente, o rock and roll tem uma história rica e imensa e, por conta disso, o livro da Kiss FM, embora bem organizado, não destacou algumas bandas importantes para o rock, apesar de ter feito algumas menções. Grupos como Creedence Clearwater Revival, Grand Funk Railroad, Uriah Heep, Lynyrd Skynyrd, U2 e Oasis, por exemplo, não contam com uma miniobiografia, como as outras, não menos importantes, que há no livro.

Mas, em suma, em “Classic Rock By Kiss FM”, o leitor pode ter uma boa noção de como o rock foi construído e subdividido. Vale a aquisição.

A seguir, a ficha técnica da obra.

Livro: Classic Rock By Kiss FM
Autor: Kiss FM
Editora: Universo dos Livros
Lançamento: 2014
Edição:
Número de páginas: 304
Preço médio: R$ 35,00

Por Jorge Almeida

Sinopse do livro “Luar Aos Avessos”, de Angelo Sastre

Capa de “Luar Aos Avessos”, de Angelo Sastre

Lançado pela primeira vez em 1999, o livro-reportagem do jornalista Angelo Sastre, “Luar Aos Avessos”, saiu pela Scortecci Editora. Divididos em 12 capítulos e mais itens anexos, a obra visa apresentar ao longo de suas 140 páginas a “outra face” de Raul Seixas, ícone da música popular brasileira.

O resultado do material foi fruto de dois anos e meio de pesquisa de seu autor. No período, Sastre analisou materiais de imprensa, documentos pessoais, entrevistas com pessoas que conheceram ou que tiveram ligações diretas com Raulzito, inclusive a mãe do compositor, dona Maria Eugênia, amigos de infância, parceiros musicais, ex-esposa, entre outros.

No livro de Angelo, é constituído os principais fatos da vida (e obra) de Raul Seixas, que vão desde a infância em Salvador até a sua morte, no fatídico 21 de agosto de 1989, em São Paulo. No contexto, a publicação aborda vários “mitos” vinculados ao eterno Maluco Beleza.

Entre os assuntos de maior relevância estão abordados os cinco casamentos de Raul, o seu envolvimento com magia negra, o seu exílio nos Estados Unidos, a expulsão da gravadora CBS, a luta contra o alcoolismo e às drogas, além de eventos pitorescos que, podem até parecer histórias de botequim, mas que são reais, como o famoso show que Raul Seixas fez na cidade de Caieiras, na Grande São Paulo, em 1982, e que, na ocasião, o cantor estava tão perturbado, que foi acusado de ser impostor de si mesmo e, por não portar documentos que comprovasse a sua identidade, foi “trocar uma ideia com o delegado”, mas que ele contou com a ajuda de sua esposa da época, Kika Seixas, para não ter de passar um tempo em cana.

O livro-reportagem também conta os perrengues que Raul Seixas passou por causa das gravadoras e também que ele fez as mesmas passarem por falta de seu profissionalismo em algumas situações.

Interessante também as passagens irônicas de Raul Seixas em algumas situações. Como a do concurso Miss Brasil de 1974 em que ele foi convidado a comparecer ao evento, em Brasília. Os organizadores enviaram-lhe um smoking para Raul vestir na cerimônia e, para surpresa de todos, o cantor apareceu no show vestido de pijama de lã, descalço e uma escova de dentes na mão.

Com uma linguagem simples e de fácil assimilação, a obra de André Sastre é idela para quem quiser dar os primeiros passos no universo raulseixista. Aliás, recomendo ler a publicação enquanto ouve alguns clássicos do inesquecível Maluco Beleza.

Infelizmente, o livro físico é difícil de encontrar – talvez o encontre em sebos, bibliotecas ou sites de vendas online -, mas há também a versão em e-book.

E só para finalizar, o título do livro é um verso da música “Lua Cheia”, do álbum “Raul Seixas” (1983).

A seguir, a ficha técnica da obra.

Livro: Luar Aos Avessos
Autor: Angelo Sastre
Editora: Scortecci Editora
Lançamento: 1999 / Versão ampliada relançada em 2013
Número de páginas: 140
Preço médio: R$ 35,00

Por Jorge Almeida

Economista lança livro sobre Entusiasmo

Capa do livro de Jorge Sabongi. Créditos: divulgação

Obra ensina reconstrução pessoal e emocional para combater a ansiedade, o stress e viver de forma mais plena

Acaba de ser lançado no Brasil, pela Editora Viseu, o livro Entusiasmo – Ativando sua Energia Interior, do economista Jorge Sabongi. A obra traz direcionamentos precisos para reconstrução pessoal e emocional, considerada de extrema necessidade aos dias atuais, quando as pessoas vivem em ritmo alucinante e tudo acontece ao mesmo tempo, o que causa tensão, ansiedade, sentimentos de inadequação, desmotivação e até depressão.

“A proposta do livro é que o leitor entenda como pode mudar sua vida para melhor. Sentir mais segurança em todas as áreas e com todos que lhe cercam. Ampliar seus conhecimentos de forma significativa, não permitindo que seu entusiasmo seja abalado por situações corriqueiras e desmotivadoras”, enfatiza Sabongi.

A obra explica, entre outros conceitos, como e onde são produzidas as emoções, o que muda quando a pessoa descobre como ativar seu aparelho emocional e como pode agir para encontrar um ponto de equilíbrio que a fará observar o mundo e as pessoas de forma mais equilibrada e mais humana.

Traz, ainda, exercícios práticos para o leitor entender seus valores humanos, compreender sobre desejos e vontades treinando sua força de vontade, estimular sua criatividade, identificar e criar novos hábitos, estabelecendo o autocontrole e a autodisciplina. Aborda os relacionamentos, o amor, a melhoria na comunicação e a consciência. Ao longo dos 30 capítulos, ocorre um processo transformador no autoconhecimento e compreensão do quanto o entusiasmo abre os canais para a felicidade.

“Vivemos com intensidade todos os dias. Ao mesmo tempo em que resolvemos nossos expedientes, também somos acometidos por uma série de mudanças de humor. São muitos assuntos para administrarmos e o estresse torna-se crônico. A verdade é que o tempo passa e ficamos cada vez mais tensos. Quando menos esperamos, estamos nos descuidando da aparência, desmotivados e tendo a sensação que esta situação de pânico irá piorar cada vez mais. Assumir o comando do entusiasmo é uma nova possibilidade para este século que explode em tecnologia e informação”, lembra o autor.

Entusiasmo é o primeiro título da trilogia “Sabedoria para o Século XXI: Expansão da Mente”, que já está sendo produzida pelo autor e vai tratar ainda sobre genialidade e disciplina da mente. À venda pela Editora Viseu, já pode ser encontrado também em versão digital pelo site: http://www.eviseu.com/pt

Ficha técnica:
Livro: Entusiasmo – Ativando sua Energia Interior
Autor: Jorge Sabongi
Páginas: 334
Editora: Viseu
Preço: R$ 29,90
Outros detalhes: https://www.eviseu.com/pt/livros/459/entusiasmo/

Sobre o autor
Jorge Sabongi é economista, administrador e homem de marketing. Proprietário da tradicional Khan el Khalili – A Casa da Arte da Dança do Ventre – desde 1982, soma 45 anos de expertise na área de comunicação e organização das relações humanas, fruto da prática diária e de muita leitura. Autor de “Entusiasmo – Ativando sua Energia Interior” (Ed. Viseu – lançamento 2018) e “Direção e Preparação Artística”, escreve simultaneamente diversos livros, todos com títulos atemporais, entre eles “Requintes de Genialidade”, “Disciplina da Mente”, “Negócio das Arábias” (autobiográfico), “Manual Prático do Artista”, “Egito Atual para Curiosos”, “Anos Incríveis de um Jovem Sonhador”, “A Arte do Relacionamento a Dois”. Também ministra palestras, workshops e cursos por todo o Brasil.

Créditos: Camila Barini | Breon Press