Juventus: campeã italiana 2018/2019

A Juventus chegou à incrível marca de oito títulos italianos consecutivos. Créditos: @juventusfc

A Juventus conquistou neste sábado (20) pela oitava vez consecutiva o Campeonato Italiano, o 35º Scudetto dos bianconeros, ao derrotar, de virada, a Fiorentina por 2 a 1, no Allianz Stadium, em Turim, em compromisso válido pela 33ª rodada da Série A 2018/2019. Os gols da partida foram marcados por Milenković para a equipe viola, enquanto Alex Sandro e Pezzella (contra) viraram para os donos da casa.

Em jogo com clima de festa no Allianz Stadium, os torcedores da Vecchia Signora foram surpreendidos logo aos cinco minutos quando Milenković fez o primeiro gol da partida. Depois de cruzamento da esquerda, Chiesa dividiu com a defesa bianconera e sobrou para o camisa 4, sozinho, mandar a redonda para as redes e jogando água no chope dos anfitriões. O gol motivou o time Viola, que não se intimidou com a vantagem e seguiu no ataque. Aos 10, Chiesa puxou o contragolpe e rolou para Mirallas chutar com perigo sobre a meta de Szczesny que, minutos depois, sentiu dores na mão direita após pisão de Rugani no gol da Fiorentina, mas o arqueiro conseguiu dar continuidade na peleja.

Depois do sufoco dos visitantes, a Juve acordou para o jogo e tratou de responder aos 20, com Bernardeschi em jogada individual para chutar rasteiro e tirar tinta da trave. Cinco minutos depois, Simeone chegou a balançar as redes para o clube de Florença, mas estava em impedimento. Então, a Juventus resolveu adiantar a marcação para pressionar a saída de jogo do adversário para, logo, buscar o empate ainda na etapa inicial.

Todavia, a Fiorentina conseguiu segurar a equipe bianconera, que abusou nas jogadas aéreas, e surpreendia no campo de ataque. Aos 33, Chiesa recebeu de Simeone e arriscou da entrada da área e acertou a trave. Quase o segundo gol da Viola. No entanto, a eficiência defensiva da equipe de Vincenzo Montella sucumbiu aos 36 minutos. Em escanteio batido por Pjanić na primeira trave, o lateral-esquerdo brasileiro Alex Sandro deu um peixinho e mandou a bola no cantinho de Lafont e empatou o jogo. A igualdade já seria o suficiente para assegurar o caneco para a Velha Senhora.

Apesar do gol sofrido, a Fiorentina não se entregou e tentou reagir logo. Aos 42, Chiesa dominou na área, atacou e soltou a bomba, mas a redonda explodiu no travessão e, na sobra, Simeone mandou para fora. Foi a segunda bola na trave dos visitantes. Mas, o primeiro tempo terminou com o empate em 1 a 1.

Na volta do intervalo, a Juventus voltou com outra postura, demonstrando mais vontade e disposto a conseguir a virada, que chegou aos sete minutos. Cristiano Ronaldo avançou pela ponta, passou por Milenković, cruzou rasteiro visando Bernardeschi, mas Pezzella tentou impedir que a bola chegasse ao camisa 33 e acabou marcando contra. Virada da Vecchia Signora em Turim: 2 a 1 e o título cada vez mais próximo.

A valente Fiorentina foi em busca da tentativa do empate. Aos 16, Chiesa atacou pelo meio e chutou para Szczesny fazer a defesa. A Juve respondeu em seguida com o seu trio de ataque (CR7, Bernardeschi e Cuadrado), mas a zaga viola aliviou o perigo ao ceder o escanteio. Na sequência, Pjanić acertou um chute potente da entrada da área para Lafont espalmar para o córner.

Após as sequências de substituições dos dois times, o jogo deu uma acalmada, com a Juventus “cozinhando” o galo e a torcida bianconera começando a festa nas arquibancadas para comemorar o octacampeonato que estara cada vez mais próximo.

Entretando, aos 44, Dabo quase acabou com o clima festivo da arena. Aos 44, o camisa 14 ficou cara a cara com Szczesny, porém, o arqueiro polonês salvou a pátria alvinegra ao defender com os pés. Praticamente uma comemoração de um gol dos fãs da Vecchia Signora. No entanto, o jogo seguiu até os 48 minutos, quando o árbitro decretou o fim de jogo em Turim. Juventus 2, Fiorentina 1. A Juve conquista o oitavo Calcio de forma consecutiva e amplia a sua soberania na terra da Bota.

A Juventus parecia ter entrado em campo ainda com dor de cabeça com a eliminação surpreendente em casa para o Ajax na quarta-feira pela UEFA Champions League, pois, logo de cara foi surpreendida com o gol imediato da Fiorentina, aos cinco minutos. E, ao longo da etapa inicial, a Viola foi superior até o gol de empate dos bianconeros, marcado por Alex Sandro. No segundo tempo, a situação mudou, a Juve foi para cima disposta a virar a partida e conseguiu logo aos sete minutos através do gol contra de Pezzella. A equipe de Florença sentiu o golpe enquanto o time de Turim só administrou o resultado para conquistar o ‘scudetto’ com cinco rodadas de antecedência.

O feito da Juventus, os oito títulos italianos consecutivos, é inédito na história da seis principais ligas do futebol europeu (italiano, alemão, português, espanhol, francês e português). Inclusive, se a hegemonia da Juve na Itália, não vai demorar muito para o clube de Turim colocar em sua camisa a quarta stella d’Oro al mérito sportivo (aquela estrela que os clubes italianos ganham a cada dez ‘scudettos’ conquistados). Aliás, coincidentemente, todos os oito ‘scudettos’ ganhos pela Juve foram conquistados desde a inauguração de sua nova casa, em 2011. Contratado para conduzir os bianconeros a conquistar o tão sonhado tricampeonato europeu, Cristiano Ronaldo não conseguiu ajudar a equipe ao topo do futebol continental, mas, desde quando chegou a Turim, o gajo português abocanhou o seu segundo troféu pelo clube italiano (o primeiro havia sido a Supercopa da Itália, em janeiro, contra o Milan).

Com a vitória, a Juventus chegou aos 87 pontos, fazendo 20 a mais em relação ao Napoli, segundo colocado, que só tem mais 18 pontos a disputar e, evidentemente, não tem como mais alcançar a Vecchia Signora, detentora agora de 35 ‘scudettos’. Enquanto a Fiorentina segue na posição intermediária da tabela e com o jejum de dois meses sem vencer.

A próxima partida dos agora octacampeões será diante da Internazionale no próximo sábado (27), no Giuseppe Meazza, em Milão. Enquanto isso, a Fiorentina receberá no Artemio Franchi o Sassuolo na segunda-feira, dia 29 de abril.

A seguir, a classificação do Campeonato Italiano 2018/2019 até o momento, o resumo da campanha do campeão e a ficha técnica da partida do título da Juventus.

Posição – Equipe – Pontos:
1. Juventus – 87 pontos (campeão)
2. Napoli – 67
3. Internazionale – 61
4. Milan – 56
5. Roma – 55
6. Torino – 53
7. Atalanta – 53
8. Lazio – 52
9. Sampdoria – 48
10. Cagliari – 40
11. Fiorentina – 40
12. Sassuolo – 38
13. SPAL – 38
14. Parma – 36
15. Genoa – 34
16. Bologna – 34
17. Udinese – 33
18. Empoli – 29
19. Frosinone – 23
20. Chievo – 17

Data – Jogo – Local:
18/08/2018 – Chievo 2×3 Juventus – Marcantonio Bentegoni, Verona
25/08/2018 – Juventus 2×0 Lazio – Allianz Stadium, Turim
1º/09/2018 – Parma 1×2 Juventus – Ennio Tardini, Parma
16/09/2018 – Juventus 2×1 Sassuolo – Allianz Stadium, Turim
23/09/2018 – Frusinone 0x2 Juventus- Benito Stirpe, Frusinone
26/09/2018 – Juventus 2×0 Bologna – Allianz Stadium, Turim
29/09/2018 – Juventus 2×1 Napoli – Allianz Stadium, Turim
06/10/2018 – Udinese 0x2 Juventus – Friuli, Udine
20/10/2018 – Juventus 1×1 Genoa – Allianz Stadium, Turim
27/10/2018 – Empoli 1×2 Juventus – Carlo Castellani, Empoli
03/11/2018 – Juventus 3×1 Cagliari – Allianz Stadiun, Turim
11/11/2018 – Milan 0x2 Juventus – San Siro, Milão
24/11/2018 – Juventus 2×0 SPAL – Allianz Stadium, Turim
1º/12/2018 – Fiorentina 0x3 Juventus – Artemio Franchi, Florença
07/12/2018 – Juventus 1×0 Internazionale – Allianz Stadium, Turim
15/12/2018 – Torino 0x2 Juventus – Olímpico, Turim
22/12/2018 – Juventus 1×0 Roma – Allianz Stadium, Turim
26/12/2018 – Atalanta 2×2 Juventus – Atleti Azzurri d’Itália, Bérgamo
29/12/2018 – Juventus 2×1 Sampdoria – Allianz Stadium, Turim
21/01/2019 – Juventus 3×0 Chievo – Allianz Stadium, Turim
27/01/2019 – Lazio 1×2 Juventus – Olímpico, Roma
02/02/2019 – Juventus 3×3 Parma – Allianz Stadium, Turim
10/02/2019 – Sassuolo 0x3 Juventus – Cittá del Tricolore, Reggio Emilia
15/02/2019 – Juventus 3×0 Frosinone – Allianz Stadium, Turim
24/02/2019 – Bologna 0x1 Juventus – Renato Dall’Ara, Bolonha
03/03/2019 – San Paolo 1×2 Juventus – San Paolo, Nápoles
08/03/2019 – Juventus 4×1 Udinese – Allianz Stadium, Turim
17/03/2019 – Genoa 2×0 Juventus – Luigi Ferraris, Gênova
30/03/2019 – Juventus 1×0 Empoli – Allianz Stadium, Turim
02/04/2019 – Cagliari 0x2 Juventus – Sardegna Arena, Cagliari
06/04/2019 – Juventus 2×1 Milan – Allianz Stadium, Turim
13/04/2019 – SPAL 2×1 Juventus – Paolo Mazza, Ferrara
20/04/2019 – Juventus 2×1 Fiorentina – Allianz Stadium, Turim
27/04/2019* – Internazionale x Juventus – Giuseppe Meazza, Milão
04/05/2019* – Juventus x Torino – Allianz Stadium, Turim
12/05/2019* – Roma x Juventus – Olímpico, Roma
18/05/2019* – Juventus x Atalanta – Allianz Stadium, Turim
25/05/2019* – Sampdoria x Juventus – Luigi Ferraris, Gênova
* Jogos a serem disputados

FICHA TÉCNICA: JUVENTUS 2×1 FIORENTINA
Competição/Fase: Campeonato Italiano 2018/2019 – 33ª rodada
Local: Allianz Stadium, Turim, Itália
Data: 20 de abril de 2019, sábado – 13h (horário de Brasília)
Árbitro: Fabrizio Pasqua
Auxiliares: Luca Mondin e Alessandro Lo Cícero
Cartão Amarelo: Gerson (Fiorentina)
Gols: Milenković, aos 5 min (0-1) e Alex Sandro, aos 36 min do 1º tempo (1-1); Pezzella (contra), aos 7 min do 2º tempo (2-1)
JUVENTUS: 1;Szczesny; 20.João Cancelo, 24.Rugani, 19.Bonucci e 12.Alex Sandro; 5.Pjanić (30.Bentancur), 23.Emre Can e 14.Matuidi; 16.Cuadrado (2.De Sciglio), 33.Bernardeschi (18.Kean) e 7.Cristiano Ronaldo. Técnico: Massimiliano Allegri
FIORENTINA: 1.Lafont; 4.Milenković, 20.Pezzella e 5.Ceccherini; 17.Veretout, 14.Dabo, 24.Bernassi (8.Gerson), 25.Chiesa (29.Muriel) e 16.Hancko; 9.Simeone e 11.Mirallas (26.Edimilson Fernandes). Técnico: Vincenzo Montella

Parabéns ao Juventus Football Club pela conquista.

Por Jorge Almeida

Anúncios

UEFA define confronto das quartas da Champions e Europa League

UEFA realizou os sorteios dos confrontos das quartas-de-final da Champions e Europa League nesta sexta. Créditos: Getty Images
UEFA realizou os sorteios dos confrontos das quartas-de-final da Champions e Europa League nesta sexta. Créditos: Getty Images

Nesta sexta-feira (21), a UEFA realizou os sorteios que definiram os confrontos de suas duas principais competições interclubes. Primeiro, por volta das 9h (horário de Brasília), houve o sorteio dos duelos da UEFA Champions League. Poucos minutos depois, foi a vez do chaveamento das quartas-de-final da UEFA Europa League ser definida.

Pela UEFA Champions League, haverá reedições de confrontos memoráveis em temporadas passadas do certame. Para se ter uma ideia, o mais esperado embate dessa fase será “apenas” a reedição da última final do torneio. Atlético de Madrid e Real Madrid medirão forças em duas partidas que prometem. Os Colchoneros terão a oportunidade de vingar a derrota da última Champions quando perdeu para o rival por 4 a 1 quando o deixou escapar o título inédito ao sofrer o empate nos acréscimos do tempo normal. O primeiro jogo será no Vicente Calderón e o segundo será no Santiago Bernabéu.

Outro confronto que promete será entre Paris Saint-Germain e Barcelona. As duas equipes já se enfrentaram na fase de grupos da atual edição, com uma vitória para cada, e também na temporada 2012-13 quando o time catalão levou a melhor depois de dois empates (os gols fora de casa favoreceram o Barça na ocasião). A partida de ida será em Paris e os franceses não terão o ídolo Ibrahimovic (suspenso), enquanto isso, pelo mesmo motivo, os catalães não terão Daniel Alves e Verratti.

A reedição da final da Champions 1986-87 será revivida nessa quartas-de-final através do embate entre o poderoso Bayern de Munique e Porto. A equipe portuguesa, que levara a melhor na decisão diante da equipe da Baviera há quase 30 anos, fará o primeiro jogo em casa, no Estádio do Dragão, no dia 15 de abril.

E, finalmente, o Mônaco, que é considerada a equipe mais fraca (ou menos forte) dentre as oito medirá forças com a tradicional Juventus. Os dois times já fizeram uma semifinal da competição na temporada 1996-97 e a Velha Senhora levou a melhor ao bater o time do Principado por  4 a 1 em Turim após ter perdido por 3 a 2 na casa do rival.

Os jogos de ida das quartas-de-final da UEFA Champions League acontecerão nos dias 14 e 15 de abril.

Já no sorteio da UEFA Europa League propiciou para que, já nas quartas-de-final, ocorra o que podemos considerar como “final antecipada”: Sevilla x Zenit e Wolfsburg x Napoli.

Atual campeã da competição, o time de Andaluzia terá páreo duro pela frente nos confrontos contra o Zenit, do brasileiro Hulk, líder do campeonato russo. Se vencer o torneio mais uma vez, assim como foi em 2005-06, 2006-07 e 2013-14, o Sevilla será o maior vencedor do torneio e deixará para trás Internazionale, Juventus e Liverpool, equipes detentoras de três troféus do torneio. Enquanto isso, o time russo está na busca do segundo título, uma vez que conquistara a Copa da UEFA de 2007-2008.

O outro confronto interessante será protagonizado entre o Wolfsburg, vice-líder da Bundesliga, contra o perigoso Napoli. O jogo de ida será realizado na Alemanha no dia 16 de abril.

Embora não tenham a mesma notoriedade em relação aos dois duelos citados acima, os ucranianos Dynamo de Kiev e Dnipro prometem complicar a vida dos italianos da Fiorentina e dos belgas do Brugge, respectivamente.

Vale destacar que, por conta da crise política e militar entre Rússia e Ucrânia, o sorteio para os duelos da UEFA Europa Ligue apresentou uma trava: os clubes dos dois países estão impedidos de se enfrentar. Dessa forma, o Zenit não poderia duelar com o Dynamo e nem o Dnipro.

As partidas das quartas-de-final da UEFA Europa League serão disputadas nos dias 16 e 23 de abril. Alías, é bom registrar que a edição desse ano ganhou mais relevância: o campeão garantirá vaga na próxima UEFA Champions League.

Confira como ficaram os duelos das duas competições do Velho Continente.

UEFA Champions League:
– Dia 14/04/2015:
Juventus (ITA) x Monaco (FRA)
Atlético de Madrid (ESP) x Real Madrid (ESP)
– Dia 15/04/2015:
Porto (POR) x Bayern de Munique (ALE)
Paris Saint-Germain (FRA) x Barcelona (ESP)

UEFA Europa League* (todos os jogos serão dia 16/04):
Sevilla (ESP) x Zenit (RUS)
Dnipro (UCR) x Brugge (BEL)
Dynamo Kiev (UCR) x Fiorentina (ITA)
Wolfsburg (ALE) x Napoli (ITA)

* Equipes da direita serão mandantes dos jogos de volta.

Por Jorge Almeida

Napoli: campeão da Copa Itália 2013/2014

Jogadores do Napoli erguem a taça de campeão da Copa da Itália 2013/2014. Foto: AFP
Jogadores do Napoli erguem a taça de campeão da Copa da Itália 2013/2014. Foto: AFP

O Napoli conquistou neste sábado (3) o título da Copa da Itália 2013/2014 ao derrotar a Fiorentina por 3 a 1 na decisão do torneio do Estádio Olímpico, em Roma. Com dois gols de Insigne e Mertens para os napolianos e com um tento de Vargas para a Viola, a equipe de Nápoles levou o seu quinto título do torneio nacional. Antes de a bola rolar, houve confronto entre torcedores.

Infelizmente a decisão da Copa da Itália foi marcada por confusões envolvendo as torcidas dos dois times nas imediações do Estádio Olímpico onde, inclusive, foi registrado três torcedores baleados (com um deles em estado grave) e no percurso das cidades-sedes dos finalistas até a capital italiana. Dentro do estádio, os ânimos ainda estavam exaltados, com as duas torcidas atirando sinalizadores em direção do gramado. E, cerca de 40 minutos depois, após a conversa que o capitão do Napoli, o eslovaco Marek Hamsik, teve com o líder da torcida organizada de sua equipe, a partida teve início.

Depois de resolvidas as questões extra-campo, o jogo começou com o Napoli mais pilhado e, nos primeiros minutos, mais efusivo na busca do gol, que não demorou a acontecer. Aos 11, o time napolitano puxou um contra-ataque e Hamsik passou para Insigne, que bateu forte a meia altura e tirou do alcance de Neto. A bola ainda tocou na trave antes de entrar. Não demorou muito e, seis minutos depois, Higuaín partiu pela direita, cruzou rasteiro, Pizarro tentou cortar, mas a redonda sobrou para Insigne emendar e fazer o seu segundo gol para a equipe de Nápoles.

A partir daí, a Fiorentina resolveu acordar e voltar para o jogo e, ainda no primeiro tempo, conseguiu diminuir a vantagem do rival. Aos 27, Ilicic deu uma cavadinha em direção à grande área e, Vargas, em condição legal, da entrada da área, encheu o pé e fez um belo gol: 2 a 1. E, antes do intervalo, a Viola chegou a balançar as redes aos 44, mas Aquilani foi flagrado em impedimento.

Na etapa final, o ritmo da partida diminuiu e o time florentino, de uma forma mais contida, pressionou a equipe de Rafa Benítez, mas não foram eficientes nas finalizações. Aos 34, Inler foi expulso e deixou os Partenopeos com dez e, mesmo assim, os Gigliatis não souberam aproveitar a vantagem numérica em campo.

E, por não ter aproveitado da situação, a Fiorentina foi castigada aos 47. Callejón deu excelente passe para Mertens, que dominou e chutou no canto esquerdo de Neto para consolidar o título do Napoli. Assim, a decisão da Copa da Itália termina com vitória napolitana por 3 a 1 e os comandados de Rafa Benítez levaram para o Napoli o seu quinto título da copa nacional.

A decisão da Copa da Itália não foi de encher os olhos. Só valeu mais pelo primeiro tempo, pois, o Napoli iniciou “ligado no 220”, fez os dois gols, a Fiorentina deu o troco rapidamente ao amenizar o prejuízo. Mas no segundo tempo, os dois times diminuíram a intensidade do primeiro e ficou um jogo chato, com a Viola trocando passes com o objetivo de furar a defesa napolitana e, nem mesmo a expulsão de Inler foi o suficiente para a equipe de Florença sufocar o rival. Ao contrário, sofreu o tiro de misericórdia nos acréscimos e viu os Azzurris levarem o caneco. Pelo menos, a Copa da Itália salvou a temporada do Napoli, que ficou longe da disputa do título do Calcio, mas conseguiu classificar-se para a primeira fase da Champions League da próxima temporada.

A seguir, o resumo da campanha do campeão e a ficha técnica da decisão.

Oitavas-de-final:
15/01/2014 – Napoli 3×1 Atalanta – Estádio San Paolo, Nápoles
Quartas-de-final:
29/01/2014 – Napoli 1×0 Lazio – Estádio San Paolo, Nápoles
Semifinais:
05/02/2014 – Roma 3×2 Napoli – Estádio Olímpico, Roma
12/02/2014 – Napoli 3×0 Roma – Estádio San Paolo, Nápoles
Final:
03/05/2014 – Fiorentina 1×3 Napoli – Estádio Olímpico, Roma

FICHA TÉCNICA: FIORENTINA 1×3 NAPOLI
Competição/fase: final da Copa da Itália 2013/2014
Local: Estádio Olímpico, Roma, Itália
Data: 3 de maio de 2014 – 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Daniele Orsato
Cartões Amarelos: Tomović, Valero, Iličić e Fernández (Fiorentina); Pepe Reina, Raúl Albiol e Inler (Napoli)
Cartão Vermelho: Inler (Napoli)
Gols: Insigne (Napoli), aos 11 e aos 17 min do 1º tempo; Vargas (Fiorentina), aos 27 min do 1º tempo; Mertens (Napoli), aos 47 min do 2º tempo
FIORENTINA: 1.Neto; 2.Gonzalo Rodríguez, 15.Savić, 23.Pascoal (14.Fernandéz) e 40.Tomović; 4.Pizarro, 10.Aquilani (32.Matri), 20.Valero e 66.Vargas; 17.Joaquín e 72. Iličić (49.Rossi). Técnico: Vicenzo Montella
NAPOLI: 25.Pepe Reina; 4.Henrique, 21.Fernandéz, 31.Ghoulam e 33.Raúl Albiol; 7.Callejón, 8.Jorginho, 17. Hamšík (14.Mertens) e 24.Insigne (85.Behrami); 88.Inler e 9.Higuaín (19.Pandev). Técnico: Rafa Benítez

Parabéns à Società Sportiva Calcio Napoli pelo título.

Por Jorge Almeida