Juventus: campeã italiana 2018/2019

A Juventus chegou à incrível marca de oito títulos italianos consecutivos. Créditos: @juventusfc

A Juventus conquistou neste sábado (20) pela oitava vez consecutiva o Campeonato Italiano, o 35º Scudetto dos bianconeros, ao derrotar, de virada, a Fiorentina por 2 a 1, no Allianz Stadium, em Turim, em compromisso válido pela 33ª rodada da Série A 2018/2019. Os gols da partida foram marcados por Milenković para a equipe viola, enquanto Alex Sandro e Pezzella (contra) viraram para os donos da casa.

Em jogo com clima de festa no Allianz Stadium, os torcedores da Vecchia Signora foram surpreendidos logo aos cinco minutos quando Milenković fez o primeiro gol da partida. Depois de cruzamento da esquerda, Chiesa dividiu com a defesa bianconera e sobrou para o camisa 4, sozinho, mandar a redonda para as redes e jogando água no chope dos anfitriões. O gol motivou o time Viola, que não se intimidou com a vantagem e seguiu no ataque. Aos 10, Chiesa puxou o contragolpe e rolou para Mirallas chutar com perigo sobre a meta de Szczesny que, minutos depois, sentiu dores na mão direita após pisão de Rugani no gol da Fiorentina, mas o arqueiro conseguiu dar continuidade na peleja.

Depois do sufoco dos visitantes, a Juve acordou para o jogo e tratou de responder aos 20, com Bernardeschi em jogada individual para chutar rasteiro e tirar tinta da trave. Cinco minutos depois, Simeone chegou a balançar as redes para o clube de Florença, mas estava em impedimento. Então, a Juventus resolveu adiantar a marcação para pressionar a saída de jogo do adversário para, logo, buscar o empate ainda na etapa inicial.

Todavia, a Fiorentina conseguiu segurar a equipe bianconera, que abusou nas jogadas aéreas, e surpreendia no campo de ataque. Aos 33, Chiesa recebeu de Simeone e arriscou da entrada da área e acertou a trave. Quase o segundo gol da Viola. No entanto, a eficiência defensiva da equipe de Vincenzo Montella sucumbiu aos 36 minutos. Em escanteio batido por Pjanić na primeira trave, o lateral-esquerdo brasileiro Alex Sandro deu um peixinho e mandou a bola no cantinho de Lafont e empatou o jogo. A igualdade já seria o suficiente para assegurar o caneco para a Velha Senhora.

Apesar do gol sofrido, a Fiorentina não se entregou e tentou reagir logo. Aos 42, Chiesa dominou na área, atacou e soltou a bomba, mas a redonda explodiu no travessão e, na sobra, Simeone mandou para fora. Foi a segunda bola na trave dos visitantes. Mas, o primeiro tempo terminou com o empate em 1 a 1.

Na volta do intervalo, a Juventus voltou com outra postura, demonstrando mais vontade e disposto a conseguir a virada, que chegou aos sete minutos. Cristiano Ronaldo avançou pela ponta, passou por Milenković, cruzou rasteiro visando Bernardeschi, mas Pezzella tentou impedir que a bola chegasse ao camisa 33 e acabou marcando contra. Virada da Vecchia Signora em Turim: 2 a 1 e o título cada vez mais próximo.

A valente Fiorentina foi em busca da tentativa do empate. Aos 16, Chiesa atacou pelo meio e chutou para Szczesny fazer a defesa. A Juve respondeu em seguida com o seu trio de ataque (CR7, Bernardeschi e Cuadrado), mas a zaga viola aliviou o perigo ao ceder o escanteio. Na sequência, Pjanić acertou um chute potente da entrada da área para Lafont espalmar para o córner.

Após as sequências de substituições dos dois times, o jogo deu uma acalmada, com a Juventus “cozinhando” o galo e a torcida bianconera começando a festa nas arquibancadas para comemorar o octacampeonato que estara cada vez mais próximo.

Entretando, aos 44, Dabo quase acabou com o clima festivo da arena. Aos 44, o camisa 14 ficou cara a cara com Szczesny, porém, o arqueiro polonês salvou a pátria alvinegra ao defender com os pés. Praticamente uma comemoração de um gol dos fãs da Vecchia Signora. No entanto, o jogo seguiu até os 48 minutos, quando o árbitro decretou o fim de jogo em Turim. Juventus 2, Fiorentina 1. A Juve conquista o oitavo Calcio de forma consecutiva e amplia a sua soberania na terra da Bota.

A Juventus parecia ter entrado em campo ainda com dor de cabeça com a eliminação surpreendente em casa para o Ajax na quarta-feira pela UEFA Champions League, pois, logo de cara foi surpreendida com o gol imediato da Fiorentina, aos cinco minutos. E, ao longo da etapa inicial, a Viola foi superior até o gol de empate dos bianconeros, marcado por Alex Sandro. No segundo tempo, a situação mudou, a Juve foi para cima disposta a virar a partida e conseguiu logo aos sete minutos através do gol contra de Pezzella. A equipe de Florença sentiu o golpe enquanto o time de Turim só administrou o resultado para conquistar o ‘scudetto’ com cinco rodadas de antecedência.

O feito da Juventus, os oito títulos italianos consecutivos, é inédito na história da seis principais ligas do futebol europeu (italiano, alemão, português, espanhol, francês e português). Inclusive, se a hegemonia da Juve na Itália, não vai demorar muito para o clube de Turim colocar em sua camisa a quarta stella d’Oro al mérito sportivo (aquela estrela que os clubes italianos ganham a cada dez ‘scudettos’ conquistados). Aliás, coincidentemente, todos os oito ‘scudettos’ ganhos pela Juve foram conquistados desde a inauguração de sua nova casa, em 2011. Contratado para conduzir os bianconeros a conquistar o tão sonhado tricampeonato europeu, Cristiano Ronaldo não conseguiu ajudar a equipe ao topo do futebol continental, mas, desde quando chegou a Turim, o gajo português abocanhou o seu segundo troféu pelo clube italiano (o primeiro havia sido a Supercopa da Itália, em janeiro, contra o Milan).

Com a vitória, a Juventus chegou aos 87 pontos, fazendo 20 a mais em relação ao Napoli, segundo colocado, que só tem mais 18 pontos a disputar e, evidentemente, não tem como mais alcançar a Vecchia Signora, detentora agora de 35 ‘scudettos’. Enquanto a Fiorentina segue na posição intermediária da tabela e com o jejum de dois meses sem vencer.

A próxima partida dos agora octacampeões será diante da Internazionale no próximo sábado (27), no Giuseppe Meazza, em Milão. Enquanto isso, a Fiorentina receberá no Artemio Franchi o Sassuolo na segunda-feira, dia 29 de abril.

A seguir, a classificação do Campeonato Italiano 2018/2019 até o momento, o resumo da campanha do campeão e a ficha técnica da partida do título da Juventus.

Posição – Equipe – Pontos:
1. Juventus – 87 pontos (campeão)
2. Napoli – 67
3. Internazionale – 61
4. Milan – 56
5. Roma – 55
6. Torino – 53
7. Atalanta – 53
8. Lazio – 52
9. Sampdoria – 48
10. Cagliari – 40
11. Fiorentina – 40
12. Sassuolo – 38
13. SPAL – 38
14. Parma – 36
15. Genoa – 34
16. Bologna – 34
17. Udinese – 33
18. Empoli – 29
19. Frosinone – 23
20. Chievo – 17

Data – Jogo – Local:
18/08/2018 – Chievo 2×3 Juventus – Marcantonio Bentegoni, Verona
25/08/2018 – Juventus 2×0 Lazio – Allianz Stadium, Turim
1º/09/2018 – Parma 1×2 Juventus – Ennio Tardini, Parma
16/09/2018 – Juventus 2×1 Sassuolo – Allianz Stadium, Turim
23/09/2018 – Frusinone 0x2 Juventus- Benito Stirpe, Frusinone
26/09/2018 – Juventus 2×0 Bologna – Allianz Stadium, Turim
29/09/2018 – Juventus 2×1 Napoli – Allianz Stadium, Turim
06/10/2018 – Udinese 0x2 Juventus – Friuli, Udine
20/10/2018 – Juventus 1×1 Genoa – Allianz Stadium, Turim
27/10/2018 – Empoli 1×2 Juventus – Carlo Castellani, Empoli
03/11/2018 – Juventus 3×1 Cagliari – Allianz Stadiun, Turim
11/11/2018 – Milan 0x2 Juventus – San Siro, Milão
24/11/2018 – Juventus 2×0 SPAL – Allianz Stadium, Turim
1º/12/2018 – Fiorentina 0x3 Juventus – Artemio Franchi, Florença
07/12/2018 – Juventus 1×0 Internazionale – Allianz Stadium, Turim
15/12/2018 – Torino 0x2 Juventus – Olímpico, Turim
22/12/2018 – Juventus 1×0 Roma – Allianz Stadium, Turim
26/12/2018 – Atalanta 2×2 Juventus – Atleti Azzurri d’Itália, Bérgamo
29/12/2018 – Juventus 2×1 Sampdoria – Allianz Stadium, Turim
21/01/2019 – Juventus 3×0 Chievo – Allianz Stadium, Turim
27/01/2019 – Lazio 1×2 Juventus – Olímpico, Roma
02/02/2019 – Juventus 3×3 Parma – Allianz Stadium, Turim
10/02/2019 – Sassuolo 0x3 Juventus – Cittá del Tricolore, Reggio Emilia
15/02/2019 – Juventus 3×0 Frosinone – Allianz Stadium, Turim
24/02/2019 – Bologna 0x1 Juventus – Renato Dall’Ara, Bolonha
03/03/2019 – San Paolo 1×2 Juventus – San Paolo, Nápoles
08/03/2019 – Juventus 4×1 Udinese – Allianz Stadium, Turim
17/03/2019 – Genoa 2×0 Juventus – Luigi Ferraris, Gênova
30/03/2019 – Juventus 1×0 Empoli – Allianz Stadium, Turim
02/04/2019 – Cagliari 0x2 Juventus – Sardegna Arena, Cagliari
06/04/2019 – Juventus 2×1 Milan – Allianz Stadium, Turim
13/04/2019 – SPAL 2×1 Juventus – Paolo Mazza, Ferrara
20/04/2019 – Juventus 2×1 Fiorentina – Allianz Stadium, Turim
27/04/2019* – Internazionale x Juventus – Giuseppe Meazza, Milão
04/05/2019* – Juventus x Torino – Allianz Stadium, Turim
12/05/2019* – Roma x Juventus – Olímpico, Roma
18/05/2019* – Juventus x Atalanta – Allianz Stadium, Turim
25/05/2019* – Sampdoria x Juventus – Luigi Ferraris, Gênova
* Jogos a serem disputados

FICHA TÉCNICA: JUVENTUS 2×1 FIORENTINA
Competição/Fase: Campeonato Italiano 2018/2019 – 33ª rodada
Local: Allianz Stadium, Turim, Itália
Data: 20 de abril de 2019, sábado – 13h (horário de Brasília)
Árbitro: Fabrizio Pasqua
Auxiliares: Luca Mondin e Alessandro Lo Cícero
Cartão Amarelo: Gerson (Fiorentina)
Gols: Milenković, aos 5 min (0-1) e Alex Sandro, aos 36 min do 1º tempo (1-1); Pezzella (contra), aos 7 min do 2º tempo (2-1)
JUVENTUS: 1;Szczesny; 20.João Cancelo, 24.Rugani, 19.Bonucci e 12.Alex Sandro; 5.Pjanić (30.Bentancur), 23.Emre Can e 14.Matuidi; 16.Cuadrado (2.De Sciglio), 33.Bernardeschi (18.Kean) e 7.Cristiano Ronaldo. Técnico: Massimiliano Allegri
FIORENTINA: 1.Lafont; 4.Milenković, 20.Pezzella e 5.Ceccherini; 17.Veretout, 14.Dabo, 24.Bernassi (8.Gerson), 25.Chiesa (29.Muriel) e 16.Hancko; 9.Simeone e 11.Mirallas (26.Edimilson Fernandes). Técnico: Vincenzo Montella

Parabéns ao Juventus Football Club pela conquista.

Por Jorge Almeida

Anúncios

Juventus: campeã italiana 2017/2018

Jogadores da Juventus comemoram o segundo título no Estádio Olímpico de Roma em menos de uma semana. Dessa vez foi o heptacampeonato italiano. Foto: Alessandro Bianchi/Reuters

Com o empate sem gols diante da Roma, no Estádio Olímpico, na capital italiana, neste domingo (13) pela 37ª rodada do Campeonato Italiano Série A 2017/2018, a Juventus sagrou-se campeã nacional pela 34ª vez em sua história, sendo o sétimo de forma consecutiva. Com o resultado, a Vecchia Signora chegou aos 92 pontos e não pode ser mais alcançado pelo Napoli que, apesar da vitória contra a Sampdoria fora de casa por 2 a 0, não pode mais alcançar os bianconeros.

A partida começou com a Roma tomando a iniciativa e criando as primeiras oportunidades. Aos sete, Pellegrini se antecipou a Matuidi, roubou a bola e passou para Džeko. O atacante recebeu, ajeitou e mandou por cima. Dois minutos depois, Nainggolan roubou a redonda de Pjanić, avançou e arriscou da intermediária, para desespero de Džeko, que estava livre à espera do passe. A primeira investida da Juve veio aos 14 com Higuaín lançando Dybala por cima da zaga, mas Alisson saiu bem do gol e chegou antes do camisa 10.

Os romanistas seguiram a pressão, mas a Vecchia Signora conseguia segurar os ímpetos do adversário. Aos 25, Ünder recebeu da direita, foi para o meio e, na hora do arremate, foi travado por Barzagli. Na sobra, Pellegrini partiu da esquerda, puxou para o meio e tentou chutar colocado, mas o chute saiu distante.

A equipe bianconera fez boa jogada aos 34. Dybala recebeu na intermediária, se livrou da marcação e chutou fraco, a bola saiu rente à trave esquerda do goleiro brasileiro da Roma. E, antes do intervalo, aos 43, os Giallorossis quase foram à frente do placar. Em cobrança de falta pela direita, Kolarov bateu direto e a redonda balançou a rede pelo lado de fora, levando alguns torcedores a pensarem que o gol havia saído.

No segundo tempo, logo no começo, aos dois minutos, Dybala recebeu pelo meio, na área, chegou batendo e mandou a redonda para as redes, mas estava ligeiramente impedido. A Roma deu o troco aos dez. Depois do lançamento da esquerda, Szczesny deixou o gol e evitou que Džeko dominasse a bola dentro da área. Minutos depois, aos 18, Kolarov chutou da entrada da área e Pjanić deu o carrinho providencial e desviou a esférica para fora.

A Roma estava ligeiramente melhor no jogo, mas na metada da etapa complementar perdeu Nainggoian, que deu um carrinho forte em Dybala próximo da grande área e recebeu o segundo amarelo e, consequentemente, o vermelho. Com um a mais, a Juve fez o arroz com feijão, tocava a bola e controlou a partida, uma vez que o time romano não parecia muito disposto em querer arriscar-se com um a menos. Enquanto isso, em Gênova, o Napoli abria o placar diante da Sampdoria, mas a Juve não era vazada, então, a vitória parcial napolitana naquele momento não valia de nada.

Com a partida chegando em seus momentos finais e as duas equipes satisfeitas com o resultado, a Juve porque o empate era suficiente para ficar com o pontinho necessário para ficar com o Calcio e a Roma que, jogava com um a menos, permanecia em situação confortável na tabela – um honroso terceiro lugar e uma vaga garantida na próxima UEFA Champions League.

Dessa forma, o jogo foi até os 47 e o árbitro decretou o fim de jogo no Estádio Olímpico, Roma 0, Juventus 0. Dessa forma, a Juve chega ao seu 34º Scudetto e mantém a sua hegemonia na terra da Bota.

Se por um lado, a partida contra a Roma para a Juventus valia o título italiano, para os romanistas valiam uma vaga para a competição europeia. E o único resultado que cairia bem para os dois clubes seria o empate. Por isso que os dois times fizeram um jogo pouco arriscado, embora a Roma tenha buscado mais o jogo, especialmente no primeiro tempo, enquanto a equipe de Massimiliano Allegri priorizou a posse de bola, uma vez que a equipe de Turim veio sem algumas peças importantes que fizeram parte da campanha até então, como Buffon, Chielini, Cuadrado, Khedira, entre outros. A partida ficou tão equilibrada no meio campo que os goleiros Alisson, pela Roma, e Szczesny, do lado da Juve, praticamente não fizeram defesas difíceis. E, na única vez que a bola balançouas redes, Dybala estava impedido. E, para ajudar ainda mais a Juventus, Nainggolan foi expulso aos 22 do segundo tempo após receber o segundo amarelo, o que foi o suficiente para a Velha Senhora controlar o jogo e fazer o suficiente para chegar aos 92 pontos e poder fazer o “jogo da festa” no próximo final de semana, em casa, diante do já rebaixado Hellas Verona.

Com o 34º scudetto, a Juventus se distancia ainda mais no ranking dos maiores campeões do Calcio. Se ganhar os próximos dois títulos italianos, a Vecchia Signora, além de conquistar um impressionante eneacampeonato, terá sozinha a soma do total de canecos dos atuais segundos maiores campeões nacionais da Itália, a dupla de Milão, Inter e Milan, que atualmente detém 18 scudettos cada.

A Juve, com 92 pontos, não pode ser mais alcançada pelo Napoli que, com a vitória por 2 a 0 diante da Sampdoria chegou aos 88 pontos e, a uma rodada do término da Série A, só pode chegar aos 91. As duas equipes e a Roma que, mediante o empate contra a Juve, foi aos 74 pontos e, em terceiro, garantiu a vaga na Champions, e a Lazio, que empatou com o Crotone em 2 a 2, completa o G4. Em seguida, a Internazionale, que conseguiu perder em casa para o Sassuolo por 2 a 1, só resta um milagre para ficar com a última vaga para a Champions, uma vez que a disputa com a Lazio. Porém, se não conseguir, irá disputar a Liga Europa, que terá como segundo representante italiano Milan ou Atalanta, que empataram na rodada em 1 a 1. Enquanto os rossoneros estão em sexto, com 61 pontos, o La Dea aparecem logo abaixo, com 60.

Enquanto isso, na parte debaixo da tabela, Crotone (16º), com 35 pontos, SPAL (15º), também com 35 pontos, juntamente com Cagliari (14º), com 36 pontos, além de Udinese e Chievo, ambos com 37 pontos, entrarão em campo para permanecerem na elite. Apenas um deles se juntará a Hellas Verona e Benevento, que já estão rebaixados para a Série B.

A seguir, os jogos da 38ª rodada do Campeonato Italiano, o resumo da campanha do campeão e a ficha técnica do “jogo do título”.

Data – Jogo – Local:
20/05 – Juventus x Hellas Verona – Allianz Stadium, Turim
20/05 – Milan x Fiorentina – San Siro, Milão
20/05 – Genoa x Torino – Luigi Ferraris, Gênova
20/05 – SPAL x Sampdoria – Paolo Mazza, Ferrara
20/05 – Chievo x Benevento – Marc’Antonio Bentegodi, Verona
20/05 – Sassuolo x Roma – Città del Tricolore, Sassuolo
20/05 – Napoli x Crotone – San Paolo, Nápoles
20/05 – Cagliari x Atalanta – Nereo Rocco, Cagliari
20/05 – Udinese x Bologna – Friuli, Údine
20/05 – Lazio x Internazionale – Olímpico, Roma

Data – Jogo – Local:
19/08/2017 – Juventus 3×0 Cagliari – Allianz Stadium, Turim
26/08/2017 – Genoa 2×4 Juventus – Luigi Ferraris, Gênova
09/09/2017 – Juventus 3×0 Chievo – Allianz Stadium, Turim
17/09/2017 – Sassuolo 1×3 Juventus – Città del Tricolore, Sassuolo
20/09/2017 – Juventus 1×0 Fiorentina – Allianz Stadium, Turim
23/09/2017 – Juventus 4×0 Torino – Allianz Stadium, Turim
01/10/2017 – Atalanta 2×2 Juventus – Atleti Azzurri D’Italia, Bérgamo
14/10/2017 – Juventus 1×2 Lazio – Allianz Stadium, Turim
23/10/2017 – Udinese 2×6 Juventus – Friuli, Údine
25/10/2017 – Juventus 4×1 SPAL – Allianz Stadium, Turim
28/10/2017 – Milan 0x2 Juventus – San Siro, Milão
05/11/2017 – Juventus 2×1 Benevento – Allianz Stadium, Turim
19/11/2017 – Sampdoria 3×2 Juventus – Luigi Ferraris, Gênova
26/11/2017 – Juventus 3×0 Crotone – Allianz Stadium, Turim
01/12/2017 – Napoli 0x1 Juventus – San Paolo, Nápoles
09/12/2017 – Juventus 0x0 Internazionale – Allianz Stadium, Turim
17/12/2017 – Bologna 0x3 Juventus – Renato Dall’Ara, Bolonha
23/12/2017 – Juventus 1×0 Roma – Allianz Stadium, Turim
30/12/2017 – Hellas Verona 1×3 Juventus – Marc’Antonio Bentegodi, Verona
06/01/2018 – Cagliari 0x1 Juventus – Nereo Rocco, Cagliari
22/01/2018 – Juventus 1×0 Genoa – Allianz Stadium, Turim
27/01/2018 – Chievo 0x2 Juventus – Marc’Antonio Bentegodi, Verona
04/02/2018 – Juventus 7×0 Sassuolo – Allianz Stadium, Turim
09/02/2018 – Fiorentina 0x2 Juventus – Artemio Franchi, Florença
18/02/2018 – Torino 0x1 Juventus – Olímpico, Turim
14/03/2018 – Juventus 2×0 Atalanta – Allianz Stadium, Turim (jogo adiado)
03/03/2018 – Lazio 0x1 Juventus, Olímpico, Roma
11/03/2018 – Juventus 2×0 Udinese – Allianz Stadium, Turim
17/03/2018 – SPAL 0x0 Juventus – Paolo Mazza, Ferrara
31/03/2018 – Juventus 3×1 Milan – Allianz Stadium, Turim
07/04/2018 – Benevento 2×4 Juventus – Ciro Vigorito, Benevento
15/04/2018 – Juventus 3×0 Sampdoria – Allianz Stadium, Turim
18/04/2018 – Crotone 1×1 Juventus – Ezio Scida, Crotone
22/04/2018 – juventus 0x1 Napoli – Allianz Stadium, Turim
28/04/2018 – Internazionale 2×3 Juventus – Giuseppe Meazza, Milão
05/05/2018 – Juventus 3×1 Bologna – Allianz Stadium, Turim
13/05/2018 – Roma 0x0 Juventus – Olímpico, Roma
20/05/2018 – Juventus x Hellas Verona – Allianz Stadium, Turim*

* Jogo a ser realizado.

FICHA TÉCNICA: ROMA 0x0 JUVENTUS
Competição/Fase: Campeonato Italiano Série A 2017/2018 – 37ª rodada
Local: Estádio Olímpico de Roma, Roma, Itália
Data: 13 de maio de 2018, domingo – 15h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Paolo Tagliavento
Assistentes: Matteo Passeri e Alessandro Costanzo
Cartões Amarelos: Nainggolan (Roma); Pjanić e Alex Sandro (Juventus)
Cartão Vermelho: Nainggolan (Roma)
ROMA: 1.Alisson; 24.Florenzi, 20.Fazio, 5.Juan Jesus e 11.Kolarov; 16.De Rossi (6.Strootman), 7.Pellegrini (21.Gonalons) e 4.Nainggolan; 17.Cengiz Ünder (14.Schick), 92.El Shaarawy e 9.Džeko. Técnico: Eusebio di Francesco
JUVENTUS: 23.Szczesny; 2.De Sciglio, 15.Barzagli, 24.Rugani e 12.Alex Sandro; 5.Pjanić, 14.Matuidi, 33.Bernardeschi (11.Douglas Costa), 17.Mandžukić (30.Bentancur) e 10.Dybala; 9.Higuaín. Técnico: Massimiliano Allegri

Parabéns à Juventus Football Club pelo título.

Por Jorge Almeida

Juventus: hexacampeã italiana

Jogadores da Juventus comemoram a conquista do hexacampeonato italiano do clube de Turim. Créditos: Reuters

Com uma vitória por 3 a 0 diante do Crotone no Juventus Stadium, neste domingo (21), pela 37ª rodada do Campeonato Italiano 2016/2017, a Juventus sagrou-se hexacampeã italiana com uma rodada de antecedência. Os gols da partida foram anotados por Mandžukić, Dybala e Alex Sandro. O triunfo bianconero acabou com os sonhos de Roma e Napoli, que tinham chances matemáticas, de conquistar o scudetto. A sequência de seis títulos nacionais é um feito inédito na história do futebol na terra da bota.

Precisando de apenas uma vitória para conquistar o título, a Juventus foi para cima do Crotone e não demorou muito para abrir o placar. Aos 11 minutos, Cuadrado avançou pela direita, cruzou rasteiro, Higuaín passou pela bola, mas Mandžukić surgiu para chutar e fazer 1 a 0 para os anfitriões.

Com a vantagem no placar, os bianconeros dominaram completamente o jogo e, inclusive, chegaram quatro vezes à meta adversária ainda na metade do primeiro tempo, enquanto os visitantes não fizeram nenhuma investida à meta da Juve.

Dessa forma, com ampla soberania no gramado, não demorou para a Vecchia Signora chegar ao segundo gol. Aos 37, Dybala cobrou falta com maestria e acertou o canto de Cordaz, sem dar chances de defesa para o arqueiro.

Assim, a primeira etapa terminou com a festa bem encaminhada para o inédito hexa da Juventus.

Nos primeiros minutos da etapa final, os mandantes balançaram as redes, mas o tento de Dybala foi anulado, aos 9 minutos, pois a arbitragem flagrou o atacante argentino em posição irregular.

Em virtude da situação confortável construída no primeiro tempo, a Juve apenas controlou o jogo enquanto os visitantes praticamente não a ameaçavam.

Embora o ímpeto da Juventus na segunda etapa não tenha sido como na primeira, houve tempo para comemorar o terceiro gol e sacramentar a conquista. Depois da cobrança de escanteio, aos 37, o brasileiro Alex Sandro aproveitou a cobrança do córner e deu firme cabeçada. Cardaz defendeu, a redonda tocou no travessão e cruzou a linha por centímetros antes de sair. A arbitragem precisou do auxílio tecnológico para validar o gol.

A equipe rubro-azulina só fez Buffon trabalhar aos 46 minutos do segundo tempo. Nalini saiu cara a cara com o goleiro, que impediu a finalização do camisa 9.

E ainda deu tempo de Mandžukić, aos 47, quase fazer um golaço no Juventus Stadium. Da linha do meio de campo, o croata arriscou para gol e só não balançou as redes porque Cordaz voltou a tempo e impediu o quarto tento da Vecchia Signora.

E depois de três tropeços consecutivo no Calcio, a Juve finalmente chegou aos 88 pontos e abocanhou o hexacampeonato. A Juventus dominou o jogo diante do Crotone do começo ao fim. Depois de um primeiro tempo empolgante, quando fez 2 a 0, a equipe bianconera atuou o segundo tempo “só para o gasto”. A soberania diante dos Tubarões foi tanta que o roupeiro da equipe de Turim nem vai precisar gastar sabão em pó para lavar o uniforme de Buffon, que praticamente viu a partida de um lugar privilegiado. E, assim, merecidamente, a Velha Senhora conquista o 33º scudetto, ampliando ainda mais a hegemonia na Itália, e se distanciando em números de Calcio em relação à dupla de Milão – Internazionale e Milan – que têm 18 campeonatos italianos cada. Além disso, a Juve fez uma temporada perfeita em casa, sem perder em sua arena – desde 23 de agosto de 2015 já são 53 jogos de invencibilidade. Nesse período, apenas um empate em 1 a 1 com o Milan pela Supercopa da Itália, que foi vencida pelos rossoneros nos pênaltis.

Aliás, depois da conquista da Copa da Itália na última quarta e agora com o título do Calcio, o lateral-direito Daniel Alves comemorou a impressionante marca de 34 taças em sua trajetória, empatando com o também brasileiro Maxwell. Porém, caso consiga levar a Juve ao título da Champions, o camisa 23 alcançará o recorde de Giggs como dono da maior quantidade de títulos oficiais conquistados.

Além do título da Juventus, a 37ª rodada também serviu para definir as situações de algumas equipes no campeonato com relação à disputa das competições europeias na próxima temporada.

Com 88 pontos, a Juventus já está na fase de grupos da próxima UEFA Champions League. Na vice-liderança, com 84 pontos, está a Roma, seguida do Napoli com 83. No caso de ambos, quem terminar à frente na última rodada irá também para a fase de grupos da competição continental, enquanto o terceiro colocado disputará os play-offs do torneio. Enquanto isso, Lazio e Atalanta, com 70 e 69 pontos, se classificaram para a fase de grupos da Liga Europa, e o Milan, com 63 pontos, foi qualificado para a disputa dos play-offs da mesma competição.

Na parte debaixo da tabela, Pescara e Palermo já estão rebaixados. Enquanto isso, Crotone, com 31 pontos, e Empoli, com 32, lutarão pela permanência na última rodada.

O próximo compromisso da Juve, válido pela 38ª (e última) rodada do Campeonato Italiano será diante do Bologna fora de casa. E o Crotone tentará ficar na primeira divisão e, para isso, terá a ingrata missão de pegar a Lazio. O seu concorrente direto, o Empoli, encara o Palermo no Renzo Barbera. Todas as partidas acontecerão no próximo domingo (28).

A seguir, as partidas da última rodada do Campeonato Italiano, o resumo da campanha do campeão e a ficha técnica do jogo do título.

Data/horário –Jogo – Local:
28/05 – 15h45 – Atalanta x Chievo Verona – Atleti Azzurri D’Italia, Bérgamo
28/05 – 15h45 – Parma x Empoli – Renzo Barbera
28/05 – 15h45 – Bologna x Juventus – Renato Dall’Ara, Bolonha
28/05 – 15h45 – Roma x Genoa – Olímpico, Roma
28/05 – 15h45 – Crotone x Lazio – Ezio Scida, Crotone
28/05 – 15h45 – Sampdoria x Napoli – Luigi Ferraris, Gênova
28/05 – 15h45 – Cagliari x Milan – Nereo Rocco, Cagliari
28/05 – 15h45 – Fiorentina x Pescara – Artemio Frenchi, Florença
28/05 – 15h45 – Internazionale x Udinese – Giuseppe Meazza – Milão
28/05 – 15h45 – Torino x Sassuolo – Olímpico, Turim

Data – Jogo – Local:
20/08/2016 – Juventus 2×1 Fiorentina – Juventus Stadium, Turim
27/08/2016 – Lazio 0x1 Juventus – Olímpico de Roma, Roma
10/09/2016 – Juventus 3×1 Sassuolo – Juventus Stadium, Turim
18/09/2016 – Internazionale 2×1 Juventus – Giuseppe Meazza, Milão
21/09/2016 – Juventus 4×0 Cagliari – Juventus Stadium, Turim
24/09/2016 – Palermo 0x1 Juventus – Renzo Barbera, Palermo
02/10/2016 – Empoli 0x3 Juventus – Carlo Castellani, Empoli
15/10/2016 – Juventus 2×1 Udinese – Juventus Stadium, Turim
23/10/2016 – Milan 1×0 Juventus – San Siro, Milão
26/10/2016 – Juventus 4×1 Sampdoria – Juventus Stadium, Turim
29/10/2016 – Juventus 2×1 Napoli – Juventus Stadium, Turim
06/11/2016 – Chievo 1×2 Juventus – Marc’Antonio Bentegodi, Verona
19/11/2016 – Juventus 3×0 Pescara – Juventus Stadium, Turim
27/11/2016 – Genoa 3×1 Juventus – Luigi Ferraris, Gênova
03/12/2016 – Juventus 3×1 Atalanta – Juventus Stadium, Turim
11/12/2016 – Torino 1×3 Juventus – Olímpico de Turim, Turim
17/12/2016 – Juventus 1×0 Roma – Juventus Stadium, Turim
08/02/2017* – Crotone 0x2 Juventus – Ezio Scida, Crotone
08/01/2017 – Juventus 3×0 Bologna – Juventus Stadium, Turim
15/01/2017 – Fiorentina 2×1 Juventus – Artemio Franchi, Florença
22/01/2017 – Juventus 2×0 Lazio – Juventus Stadium, Turim
29/01/2017 – Sassuolo 0x2 Juventus – Città del Tricolore, Sassuolo
05/02/2017 – Juventus 1×0 Internazionale – Juventus Stadium, Turim
12/02/2017 – Cagliari 0x2 Juventus – Nereo Rocco, Cagliari
17/02/2017 – Juventus 4×1 Palermo – Juventus Stadium, Turim
25/02/2017 – Juventus 2×0 Empoli – Juventus Stadium, Turim
05/03/2017 – Udinese 1×1 Juventus – Friulli, Údine
10/03/2017 – Juventus 2×1 Milan – Juventus Stadium, Turim
19/03/2017 – Sampdoria 0x1 Juventus – Luigi Ferraris, Gênova
02/04/2017 – Napoli 1×1 Juventus – San Paolo, Nápoles
08/04/2017 – Juventus 2×0 Chievo – Juventus Stadium, Turim
15/04/2017 – Pescara 0x2 Juventus – Adriático, Pescara
23/04/2017 – Juventus 4×0 Genoa – Juventus Stadium, Turim
28/04/2017 – Atalanta 2×2 Juventus – Atleti Azzurri D’Italia, Bérgamo
06/05/2017 – Juventus 1×1 Torino – Juventus Stadium, Turim
14/05/2017 – Roma 3×1 Juventus – Olímpico de Roma, Roma
21/05/2017 – Juventus 3×0 Crotone – Juventus Stadium, Turim
28/05/2017 – Bologna x Juventus – Renato Dall’Ara, Bolonha**

* Jogo adiado / ** Jogo a ser realizado.

FICHA TÉCNICA: JUVENTUS 3×0 CROTONE
Competição/fase: Campeonato Italiano Série A 2016/2017 – 37ª rodada
Local: Juventus Stadium, Turim, Itália
Data: 21 de maio de 2017, domingo – 10h (horário de Brasília)
Árbitro: Paolo Silvio Mazzoleni
Cartões Amarelos: Daniel Alves (Juventus); Martella (Crotone)
Gols: Mandžukić, aos 12 min do 1º tempo (1-0), Dybala, aos 39 do 1º tempo (2-0); e Alex Sandro, aos 37 min do 2º tempo (3-0)
JUVENTUS: 1.Buffon; 23.Daniel Alves, 19.Bonucci, 4.Benatia e 12.Alex Sandro; 5.Pjanić (28.Rincón), 8.Marchisio (18.Lemina), 17.Mandžukić, 7.Cuadrado (15.Barzagli) e 21.Dybala; 9.Higuaín. Técnico: Massimiliano Allegri
CROTONE: 1.Cordaz, 22.Rosi (31.Sampirisi), 13.Ferrari, 17.Ceccherini e 87.Martella; 8.Crisetig, 18.Barberis, 6.Rohdén (27.Acosty) e 24.Tonev (99.Nwankwo); 11.Falcinelli e 9.Nalini. Técnico: Davide Nicola

Parabéns à Juventus Football Club pela conquista.

Por Jorge Almeida

Juventus: pentacampeã italiana de futebol

O técnico Maximiliano Allegri, comissão técnica e jogadores comemoraram o pentacampeonato da Juventus. Créditos: Juventus FC/Divulgação
O técnico Maximiliano Allegri, comissão técnica e jogadores comemoraram o pentacampeonato da Juventus. Créditos: Juventus FC/Divulgação

A Juventus sagrou-se campeã italiana da temporada 2015-2016 com três rodadas de antecedência. A Vecchia Signora derrotou a Fiorentina fora de casa por 2 a 1 neste domingo (24) em confronto válido pela 35ª rodada do Calcio. Com a vitória, os bianconeros chegaram aos 85 pontos, e só não deram a volta olímpica em Florença porque tiveram de esperar pela partida do Napoli – segundo colocado da competição com 73 pontos – contra a Roma, na capital da Bota, que foi disputada nesta segunda-feira. Com o triunfo da equipe romanista pelo placar mínimo, a Juve pode comemorar o seu 32º scudetto, o quinto consecutivo.

Os visitantes iniciaram o jogo mais acuados, o que rareou as chances de ataque e, em contrapartida, o arqueiro Buffon foi bastante exigido na etapa inicial. Ao aproximar-se da metade do primeiro tempo, as duas equipes balançaram as redes, mas em ambos os lances, a arbitragem flagrou impedimento. Contudo, o fora de jogo da Viola gerou polêmica, pois a arbitragem, erroneamente, assinalou o impedimento, causando, claro, revolta dos torcedores locais.

A Juventus, que não tinha nada a ver com isso, abriu o placar aos 39 minutos. Khedira cruzou para Pogba que, de cabeça, escorou para o croata Mandžukić, que de bate-pronto com a canhota tirou o zero do placar. A Fiorentina, apesar de permanecer mais com a posse de bola, encontrou dificuldade em converter.

Na etapa final, a equipe da casa pressionou, mas barrou em Buffon que, possivelmente, foi o maior responsável pela vitória bianconera.

Aos 36 mintuos, Bonucci vacilou e foi desarmado por Zárate, a bola sobrou para Kalinić, que puxou para a direita e empatou para a Viola. Todavia, a alegria durou pouco, no lance seguinte. Pogba cobrou escanteio no segundo pau, Mandžukić ajeitou para o meio da área, Evra finalizou a zaga cortou em cima da linha e Morata pegou o rebote e completou para as redes para fazer o segundo tento da Juventus.

Os minutos finais foram intensos para os dois lados. Até que aos 44 minutos, Cuadrado derrubou Kalinić dentro da área. Pênalti. Na cobrança, o croata da camisa 9 chutou, Buffon espalmou para o lado esquerdo e, no rebote, o goleiro defendeu novamente e, assim, assegurando a vitória da Vecchia Signora.

Ainda deu tempo de a Fiorentina criar a última chance de gol aos 48 minutos com Kalinić, que cabeceou o travessão da Juve.

O título da Juventus foi mais que merecido. Depois de terminar a temporada passada como campeã italiana, da Copa da Itália e vice-campeã da UEFA Champions League, a equipe bianconera perdeu peças importantes na janela de transferência, mais especificamente Pirlo, Tevez e Vidal. Assim, a Juventus começou o Calcio de forma preocupante, com quatro derrotas e três empates nas dez primeiras rodadas, e já estava cogitada fora dos postulantes ao título. Todavia, com as chegadas de Khedira, do jovem atacante argentino Paulo Dybala e por ter conseguido segurar Pogba, o time de Maximiliano Allegri reverteu a série de resultados negativos em uma espetacular sequência de vitórias consecutivas: 15 após a décima rodada, o que fez com que a equipe alvinegra chegasse a incrível marca de 25 partidas sem derrotas no Campeonato Italiano e ter levado apenas três gols nas 15 partidas do segundo turno da competição.

A conquista, a quinta consecutiva, colocou o elenco da Juventus em um seleto grupo de equipes que ergueram o Calcio em cinco oportunidades seguidas, entre eles a própria Juve (de 1930-31 a 1935-36), o Torino (de 1942-43 a 1949-50 – as temporadas de 1943-44 e 1944-45 não foram realizadas por conta da participação da Itália na Segunda Guerra Mundial e a sequência do time grená foi interrompida pela tragédia de Superga) e a Internazionale (de 2004-05 a 2009-10, ressaltando que o primeiro título da série da Inter foi “herdado” por conta do escândalo de manipulação de resultados da Série A envolvendo a própria Juventus). Além disso, o título distancia ainda mais a Juventus de Internazionale e Milan em número de scudettos: 32 a 18 (os dois times de Milão têm a mesma quantidade de títulos italianos). Se vencer a próxima temporada, a Juventus conseguirá um feito inédito no futebol italiano: o hexacampeonato consecutivo.

Apesar da necessidade em esperar pelo jogo entre Roma e Napoli, os jogadores e a comissão técnica da Juventus comemoraram o título no centro de treinamento da equipe e a torcida fez a festa nas ruas de Turim. E a cereja do bolo ficará completa para os bianconeros no próximo domingo, quando a equipe encara o Carpi em casa na partida que marcará a entrega do troféu.

A rodada, além de ter definido o título para a Juventus, confirmou também o primeiro rebaixado da Séria A, o Hellas Verona, que, com 25 pontos a três rodadas do término do campeonato, não pode mais alcançar o Carpi (17º colocado com 35 pontos), que é o primeiro time fora da zona de rebaixamento. No entanto, só um milagre salvará Frosinone do descenso, enquanto isso, o tradicional Palermo juntamente com Carpi e Udinese são as outras equipes que lutam pela permanência.

Na parte de cima, além da campeã Juventus, o Napoli só precisa de um ponto para garantir a sua presença na próxima UEFA Champions League, assim como a Roma só precisa de uma vitória para carimbar sua vaga para a competição interclubes mais importante do Velho Continente. A Internazionale, com 64 pontos, tem chances remotas, mas é mais provável que o time de Milão garanta a sua participação na edição 2016-2017 da Liga Europa, assim como a Fiorentina. Enquanto isso, com condições remotas, Milan e Sassuolo têm chances matemáticas para ficar com uma das duas vagas para a segunda competição de clubes mais importante da Europa.

A seguir, a classificação do Campeonato Italiano (até a 35ª rodada), o resumo da campanha do campeão e da ficha técnica do jogo que deu à Juventus o seu 32º scudetto.

Classificação:
Equipe – pontos:
1. Juventus – 83 pontos
2. Napoli – 73
3. Roma – 71
4. Internazionale – 64
5. Fiorentina – 59
6. Milan – 53
7. Sassuolo – 52
8. Lazio — 48
9. Chievo – 48
10.Genoa – 43
11. Torino – 42
12. Empoli – 42
13. Atalanta – 41
14. Sampdoria – 40
15. Bologna – 40
16. Udinese – 38
17. Carpi – 35
18. Palermo – 32
19. Frosinone – 30
20. Hellas Verona – 25

23/08/2015 – Juventus 0x1 Udinese – Juventus Stadium, Turim
30/08/2015 – Roma 2×1 Juventus – Estádio Olímpico, Roma
12/09/2015 – Juventus 1×1 Chievo – Juventus Stadium, Turim
20/09/2015 – Gênoa 0x2 Juventus – Estádio Luigi Ferraris, Gênova
23/09/2015 – Juventus 1×1 Frosinone – Juventus Stadium, Turim
26/09/2015 – Napoli 2×1 Juventus – Estádio San Paolo, Nápoles
04/10/2015 – Juventus 3×1 Bologna – Juventus Stadium, Turim
18/10/2015 – Internazionale 0x0 Juventus – Estádio Giuseppe Meazza, Milão
25/10/2015 – Juventus 2×0 Atalanta – Juventus Stadium, Turim
28/10/2015 – Sassuolo 1×0 Juventus – Estádio Città del Tricolore, Sassuolo
31/10/2015 – Juventus 2×1 Torino – Juventus Stadium, Turim
08/11/2015 – Empoli 1×3 Juventus – Estádio Carlo Castellani, Empoli
21/11/2015 – Junventus 1×0 Milan – Juventus Stadium, Turim
29/11/2015 – Palermo 0x3 Juventus – Estádio Renzo Barbera, Palermo
04/12/2015 – Lazio 0x3 Juventus – Estádio Olímpico, Roma
13/12/2015 – Juventus 3×1 Fiorentina – Juventus Stadium, Turim
20/12/2015 – Carpi 2×3 Juventus – Estádio Alberto Braglia, Modena
06/01/2016 – Juventus 3×0 Hellas Verona – Juventus Stadium, Turim
10/01/2016 – Sampdoria 1×2 Juventus- Estádio Luigi Ferraris, Gênova
17/01/2016 – Udinese 0x4 Juventus – Estádio Fiuli, Údine
24/01/2016 – Juventus 1×0 Roma – Juventus Stadium, Turim
31/01/2016 – Chievo 0x4 Juventus – Estádio Marc’Antonio Bentegodi, Verona
03/02/2016 – Juventus 1×0 Gênoa – Juventus Stadium, Turim
07/02/2016 – Frosinone 0x2 Juventus – Estádio Comunale Matusa, Frosinone
13/02/2016 – Juventus 1×0 Napoli – Juventus Stadium, Turim
19/02/2016 – Bologna 0x0 Juventus – Estádio Renato Dall’Ara, Bolonha
28/02/2016 – Juventus 2×0 Internazionale – Juventus Stadium, Turim
06/03/2016 – Atalanta 0x2 Juventus – Estádio Atleti Azzurri D’Italia, Bérgamo
11/03/2016 – Juventus 1×0 Sassuolo – Juventus Stadium, Turim
20/03/2016 – Torino 1×4 Juventus – Estádio Olímpico, Turim
02/04/2016 – Juventus 1×0 Empoli – Juventus Stadium, Turim
09/04/2016 – Milan 1×2 Juventus – Estádio San Siro, Milão
17/04/2016 – Juventus 4×0 Palermo – Juventus Stadium, Turim
20/04/2016 – Juventus 3×0 Lazio – Juventus Stadium, Turim
24/04/2016 – Fiorentina 1×2 Juventus – Estádio Artemio Franchi, Florença
1º/05/2016* – Juventus x Carpi – Juventus Stadium, Turim
08/05/2016* – Hellas Verona x Juventus – Estádio Marc’Antonio Bentegoldi, Verona
15/05/2016* – Juventus x Sampdoria – Juventus Stadium, Turim

FICHA TÉCNICA: FIORENTINA 1×2 JUVENTUS
Competição/fase: Campeonato Italiano Série A 2015/2016 – 35ª rodada
Local: Estádio Artemio Franchi, em Florença, na Itália
Data: 24 de abril de 2016, domingo, 15h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Paolo Tagliavento
Cartões Amarelos: Rodríguez (Fiorentina); Rugani, Cuadrado e Morata (Juventus)
Gols: Mandžukić, aos 39 min do 1º tempo; Kalinić, aos 36 min do 2º tempo, e Morata, aos 37 min do 2º tempo
FIORENTINA: 12.Tătăruş; 2.Rodríguez, 4.Tomović, 13.Astori e 28.Alonso; 5.Badelj (32.Roncaglia), 72.Iličić (7.Zárate), 20.Valero e 10.Bernardeschi; 9.Kalinić e 27.Tello (14.Fernández). Técnico: Paulo Sousa
JUVENTUS: 1.Buffon; 26.Lichtsteiner (16.Cuadrado), 15.Barzagli, 19.Bonucci e 24.Rugani; 33.Evra, 6.Khedira, 18.Lemira e 10.Pogba (22.Asamoah); 17.Mandžukić e 21.Dybala (9.Morata). Técnico: Maximiliano Allegri

* Jogos que ainda restam para a Juventus no Campeonato Italiano.

Parabéns à Juventus Football Club pelo título.

Por Jorge Almeida

Juventus bate Sampdoria e é tetracampeã italiana

Jogadores e dirigentes da Juve comemoram título antecipado com Massimiliano Allegri. Foto: Marco Bortorello/AFP
Jogadores e dirigentes da Juve comemoram título antecipado com Massimiliano Allegri. Foto: Marco Bortorello/AFP

A Juventus confirmou matematicamente o título do Campeonato Italiano 2014/2015 ao derrotar a Sampdoria, em Gênova, por 1 a 0 com gol do chileno Arturo Vidal, neste sábado (3), no Estádio Luigi Ferraris, em Gênova, em confronto válido pela 34ª do campeonato nacional da Bota. Com o triunfo, a Vecchia Signora chegou aos 79 pontos e com quatro jogos ainda a disputar. Enquanto isso, a vice-líder Lazio, com 62 pontos em 33 partidas disputadas, não pode mais alcançar a equipe de Turim, pois no certame só poderá alcançar os 77 pontos. Com o primeiro objetivo da temporada almejado, a equipe de Massimiliano Allegri se prepara para o primeiro confronto contra o Real Madrid pelas semifinais da UEFA Champions League.

Os anfitriões até começaram bem, inclusive com boa atuação de Eto’o em jogadas perigosas, mas a Juve, aos poucos e equilibrou o jogo. E quando conseguiram igualar as coisas, os visitantes anotaram o único tento da partida aos 32 minutos com Vidal. Com cruzamento de Lichtsteiner da direita, o chileno cabeceou no lado esquerdo e a redonda bateu na trave antes de estufar a rede.

No segundo tempo, a Sampdoria tentou buscar o empate, mas abria espaços, enquanto a Juventus não conseguia liquidar a fatura e, para dar uma trégua a jogadores como Tevez, recuou. Embora tenham apertado o time de Turim, a equipe da casa não conseguiu buscar o empate.

Com o Calcio assegurado, a Juventus pode repetir na temporada 2015/2016 um feito que não acontece há 80 anos: o pentacampeonato italiano. Se conseguir a proeza, repetirá a façanha que ocorreu entre 1930/1931 e 1934/1935.

O próximo compromisso de Carlitos Tevez e companhia será contra o Real Madrid na próxima terça-feira, às 15h45 (horário de Brasília), no Santiago Bernabeu, pelo jogo de ida da semifinal da Liga dos Campeões. O confronto de volta acontecerá no dia 13 de maio, em Turim, no mesmo horário.

Além do título italiano e a briga pela Champions, a Vecchia Signora pode ainda abocanhar mais um troféu na atual temporada: a Coppa Itália, cuja final será realizada no dia 7 de junho contra a Lazio no Estádio Olímpico de Roma.

Apesar da definição do campeão, a competição ainda terá mais duelos que ajudarão a determinar os outros classificados para a próxima edição da UEFA Champions League, a UEFA Europa League e também para a fuga do rebaixamento. No momento, além da campeã Juventus, o topo da tabela do Calcio trazem as equipes da capital italiana – Lazio e Roma – na busca pela duas vagas para a próxima Liga dos Campeões, enquanto isso, Napoli e Sampdoria ocupam os quarto e quinto lugares e tentam permanecer nas posições que as colocam na próxima Liga Europa, mas o Blucerchiati poderá ser ultrapassado pelo rival da cidade, o Genoa. Já na parte inferior da tabela, Cagliari, Cesena e o virtualmente rebaixado Parma ocupam a zona de rebaixamento. Além deles, o Atalanta e, com chances remotas de queda, o Sassuolo lutam pela permanência na Séria A Tim.

A seguir, o resumo da campanha do campeão e a ficha técnica do jogo do título.

Data / Jogo / Local:
30/08/2014 – Chievo 0x1 Juventus – Marcantonio Bentegodi, Verona
13/09/2014 – Juventus 2×0 Udinese – Juventus Stadium, Turim
20/09/2014 – Milan 0x1 Juventus – San Siro, Milão
24/09/2014 – Juventus 3×0 Cesena – Juventus Stadium, Turim
27/09/2014 – Atalanta 0x3 Juventus – Atleti Azzurri d’Italia, Bérgamo
05/10/2014 – Juventus 3×2 Roma – Juventus Stadium, Turim
18/10/2014 – Sassuolo 1×1 Juventus – Città del Tricolore, Reggio Emília
26/10/2014 – Juventus 2×0 Palermo – Juventus Stadium, Turim
29/10/2014 – Genoa 1×0 Juventus – Luigi Ferraris, Gênova
1º/11/2014 – Empoli 0x2 Juventus – Carlo Castellani, Empoli
09/11/2014 – Juventus 7×0 Parma – Juventus Stadium, Turim
22/11/2014 – Lazio 0x3 Juventus – Estádio Olímpico, Roma
30/11/2014 – Juventus 2×1 Torino – Juventus Stadium, Turim
05/12/2014 – Fiorentina 0x0 Juventus – Artemio Franchi, Florença
14/12/2014 – Juventus 1×1 Sampdoria – Juventus Stadium, Turim
18/12/2014 – Cagliari 1×3 Juventus – Sant’Elia, Cagliari
06/01/2015 – Juventus 1×1 Internazionale – Juventus Stadiu, Turim
11/01/2015 – Napoli 1×3 Juventus – San Paolo, Nápoles
18/01/2015 – Juventus 4×0 Hellas Verona – Juventus Stadium, Turim
25/01/2015 – Juventus 2×0 Chievo – Juventus Stadium, Turim
1º/02/2015 – Udinese 0x0 Juventus – Friuli, Udine
07/02/2015 – Juventus 3×1 Milan – Juventus Stadium, Turim
15/02/2015 – Cesena 2×2 Juventus – Dino Manuzzi, Cesena
20/02/2015 – Juventus 2×1 Atalanta – Juventus Stadium, Turim
02/03/2015 – Roma 1×1 Juventus – Estádio Olímpico, Roma
09/03/2015 – Juventus 1×0 Sassuolo – Juventus Stadium, Turim
14/03/2015 – Palermo 0x1 Juventus – Renzo Barbera, Palermo
22/03/2015 – Juventus 1×0 Gênoa – Juventus Stadium, Turim
04/04/2015 – Juventus 2×0 Empoli – Juventus Stadium, Turim
11/04/2015 – Parma 1×0 Juventus – Ennio Tardini, Parma
18/04/2015 – Juventus 2×0 Lazio – Juventus Stadium, Turim
26/04/2015 – Torino 2×1 Juventus – Estádio Olímpico, Turim
29/04/2015 – Juventus 3×2 Fiorentina – Juventus Stadiu, Turim
02/05/2015 – Sampdoria 0x1 Juventus – Luigi Ferraris, Gênova
10/05/2015 – Juventus x Cagliari – Juventus Stadium, Torino*
17/05/2015 – Internazionale x Juventus – Giuseppe Meazza, Milão*
24/05/2015 – Juventus x Napoli – Juventus Stadium, Turim*
31/05/2015 – Hellas Verona x Juventus – Marcantonio Bentegodi, Verona*

FICHA TÉCNICA: SAMPDORIA 0x1 JUVENTUS
Competição/fase: 34ª rodada do Campeonato Italiano Série A Tim 2014/2015
Local: Estádio Luigi Ferraris, Gênova, Itália
Data: 02/05/2015 – 13h (horário de Brasília)
Árbitro: Paolo Valeri (Itália)
Cartões Amarelos: Romagnoli, De Silvestri, Obiang e Soriano (Sampdoria); Sturaro (Juventus)
Gol: Vidal, aos 32 minutos do primeiro tempo
SAMPDORIA: 2.Viviano; 29.De Silvestri, 26.Silvestre, 5.Romagnoli e 3.Mesbah (19.Vasco); 22.Rizzo (18.Bergessio), 17.Palombo, 14.Obiang (6.Duncan); 21.Soriano; 99.Eto’o e 24.Muriel. Técnico: Sinisa Mihajlovic
JUVENTUS: 1.Buffon; 26.Lichtsteiner, 15.Barzagli, 19.Bonucci, 20.Padoin; 23.Vidal, 8.Marchisio, 27.Sturaro e 37.Pereyra (3.Chiellini); 10.Tevez (9.Morata), 14.Llorente (11.Coman). Técnico: Massimiliano Allegri

* Jogos a serem disputados.

Parabéns à Juventus Football Club pelo título antecipado.

Por Jorge Almeida

Juventus: campeã italiana 2013/2014

Juventus: bianconeros conquistaram o 30º scudeto com duas rodadas de antecedência
Juventus: bianconeros conquistaram o 30º scudeto com duas rodadas de antecedência

Depois de ver o sonho em disputar a final da UEFA Europa League em casa sucumbir por conta da eliminação das semifinais do torneio para o Benfica na última quinta-feira (1º), a Juventus de Turim pode se consolar neste domingo (4) ao conquistar, de forma antecipada, o tricampeonato italiano antes mesmo de entrar em campo pela 36ª rodada do Calcio. Isso se deve graças à goleada aplicada pelo Catania em cima da Roma por 4 a 1 no Estádio Angelo Massimino. Com o resultado, a equipe da capital italiana estacionou nos 85 e, com isso, não pode mais alcançar a Vecchia Signora, que tem 93 pontos.

A equipe romanista era a única que tinha chances matemáticas de tirar o scudeto dos Bianconeros, mas a situação era praticamente impossível. Pois, além de vencer os três jogos que restavam, a Roma, que vinha de nove vitórias consecutivas no Campeonato Italiano, dependia ainda de um tropeço da Juve, inclusive um confronto direto entre as duas equipes, para, assim, conquistar o título. No entanto, com gols dos argentinos Izco – autor de dois tentos -, Bergessio e Barrientos, enquanto Totti descontou para o time da capital, o Gli Elefanti sepultou de vez o sonho da Roma.

Com a conquista assegurada, a Juventus chegou ao 30º título italiano de sua história, mantém a sua hegemonia na Bota e se distancia ainda mais dos seus principais perseguidores em números de taças: os clubes de Milão – Internazionale e Milan –, que possuem 18 troféus cada.

Além disso, com o triunfo da Série A desta temporada, a Juventus encerra de vez o imbróglio das estrelas. Na Itália, a cada dez conquistas, o clube tem o direito de colocar uma Estrela Dourada de Excelência Esportiva na camisa. Mas a Juventus utilizou a terceira estrela há dois anos, pois ignorava os títulos cassados das temporadas 2004/2005 e 2005/2006 devido ao escândalo da manipulação de resultados. Agora, independentemente disso, a Velha Senhora pode utilizar a terceira estrela considerando ou não os títulos anulados.

Dessa forma, o time de Antonio Conte entrará em campo pela 36ª rodada na segunda-feira diante do Atalanta na Arena Juventus e poderá comemorar o título diante de sua torcida. E a Roma, apesar da derrota, está garantida com o vice-campeonato e, com isso, volta a disputar a UEFA Champions League da próxima temporada. O próximo jogo dos romanistas será no domingo, às 15h45 (horário de Brasília), no Estádio Olímpico, justamente contra os campeões italianos. A partida poderá motivar a Roma a carimbar a faixa de campeão da Juve.

O confronto entre Catania e Roma não foi importante apenas para a parte de cima da tabela, mas também para a outra ponta. Pois, o time siciliano, com a vitória, chegou aos 26 pontos e se mantém vivo pela permanência na primeira divisão da Série A e deixou a lanterna para o Livorno, que tem 25 pontos. O Catania briga contra o rebaixamento com Chievo Verona (16º), Bologna (17º), Sassuolo (18º) e o já citado Livorno. Lembrando que, no Campeonato Italiano, os dois últimos colocados são rebaixados e o antepenúltimo jogará um playoff contra o terceiro colocado da segunda divisão para definir quem seguirá na primeira divisão no ano seguinte.

Abaixo, um resumo da campanha da campeã italiana 2013/2014.

24/08/2013 – Sampdoria 0x1 Juventus – Estádio Luigi Ferrari, Gênova
31/08/2013 – Juventus 4×1 Lazio – Arena Juventus, Turim
14/09/2013 – Internazionale 1×1 Juventus – Estádio Giuseppe Meazza, Milão
22/09/2013 – Juventus 2×1 Hellas Verona – Arena Juventus, Turim
25/09/2013 – Chievo Verona 1×2 Juventus – Estádio Marc’Antonio Bentegodi, Verona
29/09/2013 – Torino 0x1 Juventus – Estádio Olímpico, Turim
06/10/2013 – Juventus 3×2 Milan – Arena Juventus, Turim
20/10/2013 – Fiorentina 4×2 Juventus – Estádio Artemio Franchi, Florença
27/10/2013 – Juventus 2×0 Genoa – Arena Juventus, Turim
30/10/2013 – Juventus 4×0 Catania – Arena Juventus, Turim
02/11/2013 – Parma 0x1 Juventus – Estádio Ennio Tardini, Parma
10/11/2013 – Juventus 3×0 Napoli – Arena Juventus, Turim
24/11/2013 – Livorno 0x2 Juventus – Estádio Armando Picchi, Livorno
01/12/2013 – Juventus 1×0 Udinese – Arena Juventus, Turim
06/12/2013 – Bologna 0x2 Juventus – Estádio Renato Dall’Ara, Bolonha
15/12/2013 – Juventus 4×0 Sassuolo – Arena Juventus, Turim
22/12/2013 – Atalanta 1×4 Juventus – Estádio Atleti Azzurri d’Italia, Bergamo
05/01/2014 – Juventus 3×0 Roma  – Arena Juventus, Turim
12/01/2014 – Cagliari 1×4 Juventus – Estádio Nereo Rocco, Trieste
18/01/2014 – Juventus 4×1 Sampdoria – Arena Juventus, Turim
25/01/2014 – Lazio 1×1 Juventus – Estádio Olímpico, Roma
02/02/2014 – Juventus 3×1 Internazionale – Arena Juventus, Turim
09/02/2014 – Hellas Verona 2×2 Juventus – Estádio Marc’Antonio Bentegodi, Verona
16/02/2014 – Juventus 3×1 Chievo Verona – Arena Juventus, Turim
23/02/2014 – Juventus 1×0 Torino – Arena Juventus, Turim
02/03/2014 – Milan 0x2 Juventus – Estádio San Siro, Milão
09/03/2014 – Juventus 1×0 Fiorentina – Arena Juventus, Turim
16/03/2014 – Genoa 0x1 Juventus – Estádio Luigi Ferraris, Gênova
23/03/2014 – Catania 0x1 Juventus – Estádio Angelo Massimino, Catania
26/03/2014 – Juventus 2×1 Parma – Arena Juventus, Turim
30/03/2014 – Napoli 2×0 Juventus – Estádio San Paolo, Nápoles
07/04/2014 – Juventus 2×0 Livorno – Arena Juventus, Turim
14/04/2014 – Udinese 0x2 Juventus – Estádio Comunale Friulli, Údine
19/04/2014 – Juventus 1×0 Bologna – Arena Juventus, Turim
28/04/2014 – Sassuolo 1×3 Juventus – Estádio Città del Tricolore, Carpi
05/05/2014* – Juventus x Atalanta – Arena Juventus, Turim
11/05/2014* – Roma x Juventus – Estádio Olímpico, Roma
18/05/2014* – Juventus x Cagliari – Arena Juventus, Turim

* Jogos a serem realizados.

Parabéns ao Juventus Football Club pelo scudeto.

Por Jorge Almeida