Eintracht Frankfurt: campeão da Copa da Alemanha 2017/2018

O Eintracht Frankfurt volta a comemorar um título depois de 30 anos. Foto: Christof Stache/AFP

Depois de um tabu de 30 anos sem títulos expressivos no futebol alemão, o Eintracht Frankfurt voltou a ser campeão neste sábado (19) ao derrotar o poderoso Bayern de Munique por 3 a 1 na final da Copa da Alemanha, disputada no Estádio Olímpico de Berlim. Com dois gols do croata Rebić e do sérvio Gaćinović, enquanto Lewandowski anotou o tento de honra dos bávaros, a equipe do técnico Niko Kovač conquistou o quinto título do torneio de sua história. A decisão foi a última em que o treinador croata à frente da equipe do centro financeiro alemão – ele substituirá Jupp Heynckes no Bayern na próxima temporada.

A partida iniciou com o Eintracht Frankfurt tomando a iniciativa, mas sem muito sucesso na conclusão das jogadas. No entanto, quem criou a primeira jogada de perigo foi o Bayern de Munique. Após falta cometida por Salcedo, que rendeu um cartão amarelo ao mexicano, Lewandowski cobrou com categoria, acertou o travessão, a bola quicou quase em cima da linha e o japonês Hasebe afastou o perigo.

Pouco tempo depois do susto tomado, a equipe de Hesse se mostrou letal. Aos dez, James Rodríguez deu bobeira, foi desarmado por Rebić, a redonda sobrou para Prince Boateng, que lançou o camisa 4 e, em seguida, o atacante dominou e finalizou firme no canto de Ulreich. Festa dos Die leunishe Diva na capital alemã.

Apesar do gol sofrido, o Bayern seguiu a dominar as ações da partida, incluindo mais posse de bola e desperdiçando chances. Aos 16, em uma tentativa de se redimir do erro que originou o gol do adversário, James Rodríguez cobrou falta na área para Müller tentar de cabeça, mas a bola resvalou em seu ombro e saiu à esquerda de Hrádecký. Minutos mais tarde, aos 23, o camisa 25 bávaro cruzou da direita para Kimmich, no melhor estilo “elemento surpresa”, se antecipou ao goleiro, deu uma raspada de cabela e quase empatou a partida. Dois minutos depois, em um contra-ataque veloz puxado por Ribéry, o francês deu um ótimo passe para Lewandowski na área, o polonês tocou para tirar do goleiro, mas tirou do gol também.

A equipe da Baviera seguiu ditando o ritmo da partida e nada de o empate sair. Aos 32, em outra chegada pela esquerda, a redonda foi alçada na área, a defesa do Eintracht tirou parcialmente e, na sobra, Müller tentou emendar de primeira e Hrádecký caiu para fazer a defesa. Posteriormente, aos 34, foi a vez de Lewandowski tentar, mais uma vez, de falta e mandar à direita de Hrádecký. Contudo, aos 36, foi a vez do SGE (uma das alcunhas do Eintracht) atacar. Rebić fez jogada individual pela esquerda, puxou para o meio da área e rolou para De Gusmán, que não esperava pelo passe do companheiro, mas sim que ele fosse finalizar.

O Eintracht atacou com perigo aos 43. Danny da Costa cruzou na área e Rebić cabeceou para fora. E, aos 47, antes do intervalo, James cobrou falta na área para a cabeçada fraca de Javi Martínez para fácil defesa do camisa 1 do time alvinegro.

No primeiro minuto do segundo tempo, o Die Adler tentou com Boateng. Cruzamento da esquerda, o camisa 17 subiu mais que a defesa bávara e cabeceou para Ulrich defender. E, depois de muito insistir, aos sete, o Bayern de Munique chegou ao empate. Süle deu passe em profundidade para Kimmich e, antes de a esférica sair pela linha de fundo, rolou para trás em direção da marca penal para o goleador Lewandowski, sempre bem posicionado, bater de esquerda, em dividida com Mascarel, e deixar tudo igual em Berlim. Dois minutos depois, o lateral-direito bávaro escapoliu pela direita até a linha de fundo, cruzou rasteiro, a bola passou por toda a pequena área e ninguém de vermelho apareceu para desviar para as redes.

Aos 14, o sérvio Gaćinović entrou no lugar do camisa 27 Wolf no Eintracht e, em sua primeira jogada na partida, ele roubou a bola e lançou Boateng pelo alto. O camisa 17 pegou de prima mandou à esquerda de Ulreich. Se acertasse o alvo, seria um golaço. Depois, aos 20, após o escanteio, a defesa do Bayern afastou pelo alto e, na sobra, Mascareli pegou de primeira e Ulreich espalmou.

Na sequência, aos 23, em passe que veio da direita, Müller deixou passar para Tolisso (substituto de Thiago Alcántara) dominar na área e, ao adiantar um pouco no domínio, permitiu o corte de Hasebe. Aos 30, James recebeu de Ribéry, invadiu a área, buscou Lewandowski que, atrapalhado pelo marcador no momento da finalização, mandou a redonda próxima da meta de Hrádecký. Quatro minutos mais tarde, em cobrança de escanteio na área, Hummels subiu no terceiro andar, cabeceou firme, a bola passou por Hrádecký e acertou o travessão.

A decisão partia para uma eventual prorrogação. Porém, aos 37, Boateng disputou a bola no meio, na dividida, a pelota bateu em seu braço, sobrou para Da Costa que, sabiamente, lançou Rebić no meio da defesa do Bayern. O camisa 4 ganhou na corrida e, na saída de Ulreich, deu um toque de leve por cima do goleiro. Os jogadores da equipe de Munique reclamaram muito por conta da bola não mão de Boateng. Diante da pressão dos bávaros, o árbitro Feliz Zwayer consultou o VAR e, de acordo com a sua interpretação, não viu o toque de Prince Boateng como intencional e validou o segundo gol de Rebić no jogo.

Após sofrer o segundo gol, o Bayern partiu para o abafa enquanto o Eintracht Frankfurt se segurou. Aos 47, a bola foi cruzada na área, ficou “viva” até o chute de Sandro Wagner, mas Hrádecký fez a defesa. Aos 48, os jogadores do Bayern de Munique pediram pênalti em cima de Javi Martínez na área. O árbitro reviu o lance no VAR e só marcou o escanteio. E, no último lance do jogo, o goleiro Ulreich foi tentar a sorte na área do rival, todavia, a zaga do Eintracht Frankfurt afastou, Gaćinović ficou com a redonda, fintou o adversário, cruzou o campo inteiro sozinho e só foi teve o trabalho de colocar nas redes com o gol vazio e sacramentar o quinto título da Copa da Alemanha para as Águias.

Após o terceiro gol, os jogadores do Bayern de Munique reclamaram bastante com a arbitragem, principalmente por causa da não-penalidade marcada em Javi Martínez. Mas, não teve jeito, fim de jogo no Estádio Olímpico de Berlim, o Bayern foi surpreendido pelo Eintracht Frankfurt e perdeu a decisão da Copa da Alemanha por 3 a 1. Os torcedores do time de Hesse invadiram o campo, comemoraram bastante e, nesse clima de festa, Niko Kovač, que treinará o clube da Baviera na próxima temporada, foi às lágrimas.

Ao contrário do que se esperava em se tratando de futebol alemão – um possível atropelamento do Bayern de Munique -, o Eintracht Frankfurt entrou com o que chamamos de “sangue nos olhos”, e não era à toa, pois, além de ter a possibilidade de disputar uma competição europeia na próxima temporada, a UEFA Europa League, a equipe do centro financeiro alemão estava disposta a por o fim de um tabu de 30 anos sem títulos de expressão. Com mais gana na partida, as Águias não se sentiram intimidadas com o grande “bicho-papão” da Alemanha, o poderoso Bayern de Munique que, como era de se esperar, criou inúmeras chances no jogo, especialmente nas jogadas aéreas, enquanto isso, o Eintracht Frankfurt apostava nas investidas da dupla de atacantes Prince Boateng e Rebić. E foi justamente os dois que participaram da jogada do primeiro gol, James Rodríguez vacilou, foi desarmado e Boateng acionou o camisa 4, que fez 1 a 0. Os bávaros tentaram buscar o empate ainda na primeira etapa, mas o Eintracht conseguiu se segurar. No começo do segundo tempo, o Bayern chegou ao empate com Lewandowski. A decisão então partia para uma eventual prorrogação, mas Rebić entrou em ação de novo ao aproveitar o passe de Da Costa e deu um leve toque por cima de Ulrich e colocou a equipe de Frankfurt à frente aos 37 do segundo tempo. O atual campeão alemão foi com tudo em busca do empate e, no auge do desespero, o goleiro Ulrich foi para a área adversária tentar algo, mas a defesa das Águias afastou, a bola sobrou para Gaćinović, que avançou desde a intermediária de seu campo de defesa, foi só parar praticamente dentro do gol vazio e foi para a galera, que estava atrás do gol. A torcida não resistiu e invadiu o campo para festejar o título. E, assim, na despedida de Niko Kovač, que na próxima temporada irá treinar o Bayern de Munique, ele encerra seu ciclo no Eitracht Frankfurt com um troféu de presente e uma vaga para a próxima UEFA Europa League.

A seguir, o resumo da campanha do campeão e a ficha técnica da decisão.

Primeira Fase:
12/08/2017 – TuS Erndtebrück 0x3 Eintracht Frankfurt – Lembachstadion, Siegen-Wittgenstein
Segunda Fase:
24/10/2017 – Schweinfurt 05 0x4 Eintracht Frankfurt – Willy-Sachs-Stadion, Schweinfurt
Oitavas-de-final:
20/12/2017 – Heidenheim 1×2 Eintracht Frankfurt – Voith-Arena, Heidenheim
Quartas-de-final:
07/02/2018 – Eintracht Frankfurt 3×0 Mainz 05 – Commerzbank-Arena, Frankfurt
Semifinal:
18/04/2018 – Schalke 04 0x1 Eintracht Frankfurt – Veltins-Arena, Gelsenkirchen
Final:
19/05/2018 – Bayern de Munique 1×3 Eintracht Frankfurt – Estádio Olímpico de Berlin, Berlim

FICHA TÉCNICA: BAYERN DE MUNIQUE 1×3 EINTRACHT FRANKFURT
Competição/Fase: Copa da Alemanha 2017/2018 – final (jogo único)
Data: 19 de maio de 2018, sábado – 15h (horário de Brasília)
Local: Estádio Olímpico de Berlim, Berlim, Alemanha
Árbitro: Feliz Zwayer
Assistentes: Thorsten Schiffner e Markus Häcker
Cartões Amarelos: Lewandowski (Bayern de Munique); Salcedo, Hasebe e Willems (Eintrach Frankfurt)
Gols: Rebić, aos 10 min do 1º tempo (0-1) e aos 37 min do 2º tempo (1-2); Lewandowski, aos 7 min do 2º tempo (1-1); e Gaćinović, aos 51 min do 2º tempo (1-3)
BAYERN DE MUNIQUE: 26.Ulreich; 32.Kimmich, 4.Süle, 5.Hummels e 27.Alaba; 6.Thiago Alcántara (24.Tolisso), 8.Javi Martínez, 11.James Rodríguez; 25.Müller (29.Coman), 7.Ribéry (2.Sandro Wagner) e 9.Lewandowski. Técnico: Jupp Heynckes
EINTRACHT FRANKFURT: 1.Hrádecký; 19.Abraham, 20.Habebe e 13,Salcedo; 24.Da Costa, 39.Mascarell, 6.De Guzmán (23.Russ), 27.Wolf (11.Gaćinović) e 15.Willems; 4.Rebić (9.Haller) e 17.Prince Boateng. Técnico: Niko Kovač

Parabéns ao Eintracht Frankfurt e.V. pelo fim do jejum com essa conquista.

Por Jorge Almeida

Anúncios

Bayern de Munique: campeão da Bundesliga 2017/2018

Jogadores do Bayern de Munique fazem fila para comemorar o hexacampeonato alemão com a taça simbólica da Bundesliga. Foto: EFE/EPA/Ronald Wittek

A cinco rodadas do término da Bundesliga 2017/2018, o futebol alemão conheceu neste sábado (7) o seu novo (velho) campeão nacional: o Bayern de Munique. Com a vitória, de virada, contra o Augsburg no WWK-Arena, por 4 a 1, em confronto válido pela 33ª rodada, o time da Baviera conquistou o título alemão desta temporada com cinco rodadas de antecedência, sendo o sexto de forma consecutiva. Com gols de Tolisso, James Rodríguez, Robben e Sandro Wagner, a equipe comandada por Jupp Heynckes começou atrás com um gol contra de Süle, mas virou o placar ainda no primeiro tempo e caminhou firme para erguer o seu 28º Campeonato Alemão.

O Augsburg começou o jogo na pressão e apertou o Bayern de Munique praticamente na primeira metade da etapa inicial. Aos 4, Caiuby recebeu na esquerda, entrou na área e bateu cruzado para a bola passar raspando a meta de Ulreich. A partida seguiu amarrada, mas com a equipe da casa fazendo forte marcação e não deixando o time bávaro trabalhar. Aos 15, Phillip Max tabelou pela esquerda, entrou na área e chutou cruzado, mas a bola bateu na trave e assustou o arqueiro do Bayern, que ficou estático no lance.

Dois minutos depois, Boateng, que foi “Malteng” (não pude desperdiçar o trocadilho), vacilou na intermediária, foi desarmado por Córdova, que avançou e chutou na saída de Ulreich, que defendeu parcialmente, mas a redonda bateu no rosto de Süle e entrou. Gol contra.

Depois do tento, o jogo esquentou com os jogadores dos dois times se estranhando. Contudo, aos 31, depois de uma boa troca de passes, o Bayern chegou com eficiência. Kimmich recebeu na direita e cruzou na medida para Tolisso que, sozinho na pequena área, cabeceou sem precisar pular para empatar. Uma bobeada da zaga do Augsburg.

A igualdade no placar motivou a equipe da Baviera que, de dominado passou a dominar o jogo, e partiu para cima. Aos 34, Rafinha cruzou da esquerda, Sandro Wagner cabeceou com perigo e Hitz defendeu meio desajeitado. O predomínio do Bayern de Munique prevaleceu e, aos 37, virou o jogo. Em uma excelente jornada, o camisa 32 fez grande jogada pela direita, tabelou com Robben, deu uma caneta no marcador e cruzou rasteiro para Bernat que dominou de letra, mas acabou ajeitando para James Rodríguez chegar batendo e concluir no canto na saída do goleiro.

E, antes do intervalo, o Bayern ainda teve outra oportunidade aos 43. Kimmich, mais uma vez, chegou pela direita e cruzou para Tolisso dentro da área, o francês chutou forte para Hitz espalmar.

No segundo tempo, o passeio da equipe de Munique continuou. A partida virou um treino de luxo para o Bayern de Munique, que passou a trocar passes para esperar o melhor momento para atacar. E, dessa forma, não demorou muito para o terceiro gol sair aos 16. Depois da falta cobrada na área, a zaga cortou, a esférica voltou e, Süle e Sandro Wagner, fazem passes pelo alto e, James Rodríguez se estivou todo na linha de fundo, evitou a saída, ajeitou para trás, a defesa não cortou e sobrou para Robben encher a canhota de primeira sem dar chances ao goleiro: 3 a 1.

O Augsburg ainda esboçou uma reação aos 18. Depois de cruzamento da esquerda, Ja-Cheol Koo raspou de cabeça e mandou próximo da trave oposta. Quatro minutos mais tarde, os anfitriões assustaram novamente. Após cruzamento da direita, Gregoritsch pulou, desviou a bola e mandou para fora.

O Bayern seguiu com o domínio na partida. Aos 28, Robben cobrou rasteiro, tirando da barreira, mas Hitz mergulhou no canto e evitou o quarto gol, que não demorou muito para sair. Treze minutos mais tarde, em cobrança de escanteio, Sandro Wagner aproveitou bem o seu 1,93 de altura e, por trás da marcação e no meio da área, cabeceou sem dar chance de defesa para Hitz. É o quarto do Bayern. Goleada e título sacramentados. Com a partida e o campeonato praticamente definidos, pelo menos no que tange ao título, o árbitro Markus Schmidt nem se preocupou em dar os tradicionais três minutos de acréscimos e, aos 45, encerrou o jogo no WWK-Arena. Augsburg 1, Bayern de Munique 4.

O Augsburg até que se esforçou para estragar a festa do Bayern de Munique. Nos primeiros 30 minutos foi melhor em campo, fez uma blitz (aliás, não podia ser o melhor termo, pois a palavra é de origem alemã), pressionou os visitantes na saída e chegou ao seu gol através de uma bobeada de Boateng. Todavia, não é à toa que o clube de Munique é o rolo compressor do futebol alemão. Com um time, digamos, alternativo, o Bayern equilibrou a partida e virou ainda no primeiro tempo. Na etapa final, o passeio seguiu com mais dois gols. Ciente de que o título era uma questão de tempo, o técnico Jupp Heynckes poupou os seus principais jogadores, como o aniversariante Ribéry, que entrou no segundo tempo,  Lewandowski, Hummels e Thiago Alcántara, por exemplo. O comandante dos bávaros está focado na conquista da UEFA Champions League, motivo pelo qual não entrou em campo com o time principal.

Com a vitória, o Bayern de Munique chegou aos 72 pontos e, com a conquista assegurada, focará suas atenções na competição continental já na próxima quarta-feira (11), quando receberá o Sevilla em casa e podendo jogar pelo empate para chegar às semifinais. Pela Bundesliga, o próximo compromisso dos bávaros será no sábado (14), quando medirá forças contra o Borussia Mönchengladbach na Allianz Arena, em Munique, e receber a taça de campeão. No dia anterior, o Augsburg irá até a Volkswagen Arena medir forças com o Wolfsburg.

Enquanto isso, no momento, Schalke 04, com 52 pontos, Borussia Dortmund, com 48, e o RB Leipezig, com 46, fecham o G4 da Bundesliga e, hoje, estariam classificados para a próxima UEFA Champions League, enquanto Bayer Leverkusen e Eintracht Frankfurt, ambos com 45 pontos, estariam na UEFA Europa League. Já na parte debaixo da tabela, no momento, Mainz 05, com 27  pontos, disputaria o playoff com o terceiro colocado da segunda divisão do futebol alemão a permanência na elite, mas Colônia, com 21,  e o lanterna Hamburgo, com 19 pontos na 18ª posição, estariam rebaixados. Mas ainda restam cinco rodadas para mudar o panorama de momento, exceto, é claro, na questão do título.

A seguir, o resumo da campanha e a ficha técnica do “jogo do título”.

Data – Jogo – Local:
18/08/2017 – Bayern de Munique 3×1 Bayer Leverkusen – Allianz Arena, Munique
26/08/2017 – Werder Bremen 0x2 Bayern de Munique – Weserstadion, Bremen
09/09/2017 – Hoffenheim 2×0 Bayern de Munique – Rhein-Neckar-Arena, Sinsheim
16/09/2017 – Bayern de Munique 4×0 Mainz 05 – Allianz Arena, Munique
19/09/2017 – Shalke 04 0x3 Bayern de Munique – Veltins-Arena, Gelsenkirchen
22/09/2017 – Bayern de Munique 2×2 Wolfsburg – Allianz Arena, Munique
1º/10/2017 – Hertha Berlin 2×2 Bayern de Munique – Olímpico de Berlim, Berlim
14/10/2017 – Bayern de Munique 5×0 Freiburg – Allianz Arena, Munique
21/10/2017 – Hamburgo 0x1 Bayern de Munique – Volksparkstadion, Hamburgo
28/10/2017 – Bayern de Munique 2×0 RB Leipzig – Allianz Arena, Munique
04/11/2017 – Borussia Dortmund 1×3 Bayern de Munique – Signal Iduna Park, Dortmund
18/11/2017 – Bayern de Munique 3×0 Augsburg – Allianz Arena, Munique
25/11/2017 – Borussia Mönchengladbach 2×1 Bayern de Munique – Borussia Park, Mönchengladbach
02/12/2017 – Bayern de Munique 3×1 Hannover 96 – Allianz Arena, Munique
09/12/2017 – Eintracht Frankfurt 0x1 Bayern de Munique – Commerzbank-Arena, Frankfurt
13/12/2017 – Bayern de Munique 1×0 Colônia – Allianz Arena, Munique
16/12/2017 – Sttutgart 0x1 Bayern de Munique – Mercedes-Benz Arena, Sttutgart
12/01/2018 – Bayer Leverkusen 1×3 Bayern de Munique – BayArena, Leverkusen
21/01/2018 – Bayern de Munique 4×2 Werder Bremen – Allianz Arena, Munique
27/01/2018 – Bayern de Munique 5×2 Hoffenheim – Allianz Arena, Munique
30/01/2018 – Mainz 05 0x2 Bayern de Munique – Coface Arena, Mainz
10/02/2018 – Bayern de Munique 2×1 Schalke 04 – Allianz Arena, Munique
17/02/2018 – Wolfsburg 1×2 Bayern de Munique – Volkswagen Arena, Wolfsburg
24/02/2018 – Bayern de Munique 0x0 Hertha Berlin – Allianz Arena, Munique
04/03/2018 – Freiburg 0x4 Bayern de Munique – Schwarwald-Stadion, Freiburg im Breisgau
10/03/2018 – Bayern de Munique 6×0 Hamburgo – Allianz Arena, Munique
18/03/2018 – RB Leipzig 2×1 Bayern de Munique – Red Bull Arena, Leipzig
31/03/2018 – Bayern de Munique 6×0 Borussia Dortmund – Allianz Arena, Munique
07/04/2018 – Augsburg 1×4 Bayern de Munique – WWK Arena, Augsburg
14/04/2018 – Bayern de Munique x Borussia Mönchengladbach – Allianz Arena, Munique*
21/04/2018 – Hannover 96 x Bayern de Munique – AWD-Arena, Hanôver*
28/04/2018 – Bayern de Munique x Eintracht Frankfurt – Allianz Arena, Munique*
05/05/2018 – Colônia x Bayern de Munique – RheinEnergieStadion, Colônia*
12/05/2018 – Bayern de Munique x Stuttgart – Allianz Arena, Munique*

* Jogos a serem realizados

FICHA TÉCNICA: AUGSBURG 1×4 BAYERN DE MUNIQUE
Competição/Fase: Bundesliga (Campeonato Alemão) 2017/2018 – 29ª rodada
Local: WWK-Arena, em Augsburg, Alemanha
Data: 7 de abril de 2018, sábado – 10h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Markus Schmidt
Cartões Amarelos: Gregoritsch, Khedira e Baier (Augsburg); Boateng (Bayern de Munique)
Gols: Süle (contra), aos 17 min do 1º tempo (1-0); Tolisso, aos 31 min (1-1) e James Rodríguez, aos 37 min do 1º tempo (1-1); Robben, aos 16 min (1-3) e Sandro Wagner, aos 41 min do 2º tempo (1-4)
AUGSBURG: 35.Hitz; 6.Gouweleeuw, 8.Khedira e 36.Hinteregger; 17.Schmid, 33.Max, 19.Koo e 10.Baier (16.Janker); 21.Córdova (23.Richter), 30.Caiuby e 11.Gregoritsch (14.Moravek). Técnico: Manuel Baum
BAYERN DE MUNIQUE: 26.Ulreich; 32.Kimmich, 17.Boateng, 4.Süle e 13.Rafinha; 19.Rudy, 24.Tolisso, 11.James Rodríguez (8.Javi Martínez), 10.Robben (25. Müller) e 14.Bernat (7.Ribéry); 2.Sandro Wagner. Técnico: Jupp Heynckes

Parabéns ao Fußball-Club Bayern München pelo título.

Por Jorge Almeida

UEFA define os confrontos das oitavas da Champions 2017/2018

UEFA realizou o sorteio das oitavas-de-final da Champions League nesta segunda-feira (11) em sua sede. Créditos: Getty Images

A UEFA (União das Federações Europeias de Futebol) realizou nesta segunda-feira (11), em Nyon, na Suíça, o sorteio dos confrontos das oitavas-de-final da UEFA Champions League 2017/2018. As partidas de ida serão realizadas nos dias 13, 14, 20 e 21 de fevereiro, enquanto os compromissos de volta serão disputados nos dias 6, 7, 13 e 14 de março.

Dos oito duelos, destaques para dois: PSG x Real Madrid e Chelsea x Barcelona. Os soberanos espanhóis não terão vida fácil diante dos endinheirados franceses e ingleses. Chama atenção também ao confronto entre Juventus e Tottenham, um embate inédito entre italianos e ingleses.

Enquanto isso, na teoria, Manchester City e Bayern de Munique deram “sorte”. Os Citizens encaram os suíços do Basel e a equipe da Baviera enfrenta o dono da melhor campanha da fase de grupos, o surpreendente Beşiktaş.

Além dessas partidas, há outros três duelos interessantes: os dois últimos campeões da Liga Europa – Sevilla x Manchester United, Porto x Liverpool e Shakhtar Donetsk x Roma.

Apesar de ter mais tradição do que o Chelsea, o Barcelona leva desvantagem nos confrontos contra os Blues que, inclusive, levaram a melhor no confronto mais recente entre as equipes: vitória inglesa no agregado por 3 a 2 nas semifinais da edição de 2011/2012, com direito a Messi desperdiçando pênalti no segundo jogo.

Já o embate entre Paris Saint-Germain e Real Madrid terá um significado especial para o argentino Ángel Di Maria, que defendeu os Merengues por quatro temporadas e ainda foi o cara da final da edição 2014, quando o Real conquistou a tão sonhada “La Décima”.

Desde que o atual formato da competição foi introduzido, os vencedores dos grupos, ou seja, as equipes que farão a segunda partida das oitavas-de-final em casa, progrediram em 72,3% das oportunidades.

De acordo com o sorteio, o Juventus fará o primeiro duelo contra o Tottenham em Turim no dia 13 de fevereiro de 2018 e decidirá a sorte quase um mês depois no Estádio de Wembley, em Londres. Enquanto isso, o Basel receberá o Manchester City no St. Jakob-Park, na Basileia, no mesmo dia em relação ao confronto entre Juve e os Spurs. E irá até Etihad Stadium, em Manchester, buscar a classificação em 7 de março. Enquanto isso, o Porto contará com o apoio de sua fanática torcida para o primeiro embate diante do Liverpool no Estádio do Dragão em 14 de fevereiro, para buscar a vaga para as quartas-de-final em 6 de março no Anfield Road, na terra dos Beatles. E no mesmo 14 de fevereiro, um dos confrontos mais aguardados dessa fase: maior campeão do torneio, o Real Madrid medirá forças diante do milionário Paris Saint-Germain que, por sua vez, terá a missão de seguir adiante na competição no jogo de volta, no Parc des Princes, na capital francesa, no dia 6 de março.

Na semana seguinte à abertura das oitavas-de-final, no dia 20 de fevereiro, dois jogos: o Chelsea atuará em casa, no Stamford Bridge, contra o Barcelona. E, no Allianz Arena, o Bayern de Munique pegará o Beşiktaş. Enquanto isso, catalães e turcos receberão no Camp Nou e na Arena Vodafone, respectivamente, os seus adversários na última data das oitavas-de-final: 14 de março de 2018. O embate entre Sevilla e Manchester United acontecerá inicialmente no dia 21 de fevereiro do ano que vem no Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilha. No mesmo momento, no Estádio Metalist, na Carcóvia, o Shakhtar Donetsk encarará a Roma. Posteriormente, em 13 de março, o Sevilla e o Shakhtar irão a dois templos do futebol europeu tentar êxito no torneio europeu: o Old Trafford, em Manchester, e o Estádio Olímpico, na capital da Bota.

Quem passar para as quartas-de-final, aguardará o sorteio dos confrontos dessa fase no dia 16 de março de 2018 na sede da UEFA. Os jogos serão disputados nos dias 3 e 4 de abril (duelos de ida) e 10 e 11 de abril de 2018 – jogos de volta. Dois dias depois da última data das quartas-de-final, no dia 13 de abril, será realizado um novo sorteio para a disputa das semifinais, que acontecerão nos dias 24 e 25 de abril (as partidas de ida) e em 1º e 2 de maio de 2018 (os jogos de volta).

A decisão da UEFA Champions League 2017/2018 está marcada para o dia 26 de maio de 2018 no Estádio Olímpico de Kiev, na Ucrânia.

A seguir, as datas e os confrontos das oitavas-de-final da competição.

Data – Jogo – Local:
Jogos de ida:
13/02/2018 – Juventus (ITA) x Tottenham (ING) – Juventus Stadium, Turim
13/02/2018 – Basel (SUÍ) x Manchester City (ING) – St. Jakob-Park, Basileia
14/02/2018 – Porto (POR) x Liverpool (ING) – Estádio do Dragão, Porto
14/02/2018 – Real Madrid (ESP) x Paris Saint-Germain (FRA) – Santiago Bernabéu, Madri
20/02/2018 – Chelsea (ING) x Barcelona (ESP) – Stamford Bridge, Londres
20/02/2018 – Bayern de Munique (ALE) x Beşiktaş (TUR) – Allianz Arena, Munique
21/02/2018 – Sevilla (ESP) x Manchester United (ING) – Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, Sevilha
21/02/2018 – Shakhtar Donetsk (UCR) x Roma (ITA) – Estádio Metalist, Carcóvia
Jogos de volta:
06/03/2018 – Paris Saint-Germain (FRA) x Real Madrid (ESP) – Parc des Princes, Paris
06/03/2018 – Liverpool (ING) x Porto (POR) – Anfield Road, Liverpool
07/03/2018 – Tottenham (ING) x Juventus (ITA) – Estádio de Wembley, Londres
07/03/2018 – Manchester City (ING) x Basel (SUÍ) – Etihad Stadium, Manchester
13/03/2018 – Manchester United (ING) x Sevilla (ESP) – Old Trafford, Manchester
13/03/2018 – Roma (ITA) x Shakhtar Donetsk (UCR) – Estádio Olímpico, Roma
14/03/2018 – Barcelona (ESP) x Chelsea (ING) – Camp Nou, Barcelona
14/03/2018 – Beşiktaş (TUR) x Bayern de Munique (ALE) – Arena Vodafone, Istambul

Boa sorte aos participantes.

Por Jorge Almeida

Fim da fase de grupos da UEFA Champions League 2017/2018

Apenas 16 equipes seguem na luta na maior competição interclubes do mundo

Com a realização da última rodada dos grupos E, F, G e H disputada nesta quarta-feira (6), chegou ao fim a fase de grupos da UEFA Champions League 2017/2018. Na terça-feira, foram realizados oito partidas que ajudaram a definir os representantes dos grupos A, B, C e D. Conforme prevê o regulamento, os duelos das oitavas-de-final serão determinados através de sorteio que acontecerá na próxima segunda-feira (11) na sede da UEFA, em Nyon, na Suíça. Os terceiros colocados de cada grupo irão disputar a segunda fase da UEFA Europa League da atual temporada.

No grupo A, o Manchester United consolidou o favoritismo e terminou na liderança com 15 pontos. Os Reds Devils derrotaram os russos do CSKA por 2 a 1 nesta terça-feira (5). No outro jogo do grupo, o Benfica, mais uma vez, perdeu. Dessa vez o revés foi para o Basel no Estádio da Luz por 2 a 0. Com isso, os Encarnados terminaram com a pior campanha da fase de grupos, com nenhum ponto em seis partidas disputadas. O Basel seguirá junto com o United na competição. Enquanto isso, o CSKA vai para a Liga Europa.

Pelo grupo B, o PSG perdeu os 100% de aproveitamento ao ser derrotado no Allianz Arena, em Munique, para o Bayern por 3 a 1 na terça-feira (5). O resultado deixou as duas equipes na liderança do grupo, com 15 pontos cada, mas com o time francês no primeiro lugar devido ao maior saldo de gols. Enquanto isso, o Celtic foi surpreendido em casa pelo Anderlecht ao ser superado pelo placar de 1 a 0. A equipe belga fez os seus primeiros três pontos no torneio. Contudo, embora o clube escocês tenha os mesmos três pontos, ele terminou em terceiro lugar no grupo B e tentará a sorte na segunda competição de clubes mais importante do Velho Continente.

O equilibrado grupo C foi encerrado também na terça-feira (5). Com 11 pontos, Roma e Chelsea estarão nas oitavas-de-final da UEFA Champions League. Os Blues empataram em 1 a 1 com o Atlético de Madrid no Stamford Bridge. Já a Roma derrotou o já eliminado Qarabağ, do Azerbaijão, por 1 a 0. A vitória romanista foi o suficiente para os giallorosso ficarem no primeiro lugar do grupo. Os Colchoneros voltarão a disputar a Liga Europa.

O Barcelona, apesar de não ter os 100% de aproveitamento, manteve a invencibilidade e confirmou o seu favoritismo ao derrotar o Sporting no Camp Nou por 2 a 0 e confirmar o primeiro lugar do grupo D, com 14 pontos. O segundo lugar ficou com a Juventus, que foi até a Grécia para derrotar o Olympiacos por 2 a 0 e a Vecchia Signora foi aos 11 pontos. Com 7 pontos, o Sporting, terceiro colocado, disputará a outra competição europeia.

Hoje, foi a vez do grupo E ter a sua situação definida. Assim como o Barça, o também pentacampeão da Europa Liverpool, mantém a invencibilidade no torneio e, com 12 pontos, foi o campeão do grupo. Na última rodada, o time inglês não teve dó e mandou impiedosos 7 a 0 para cima do Spartak Moscou no Anfield Road. Apesar da goleada, o time russo ficou em terceiro lugar, com 6 pontos, e vai para a Liga Europa. O outro representante do grupo E na Champions será o Sevilla, que empatou em 1 a 1 com o já eliminado Maribor, no Stadion Ljudski vrt, na Eslovênia, e chegou aos nove pontos.

Com campanha semelhante ao seu arquirrival, com cinco vitórias e uma derrota, o Manchester City foi derrotado pelo Shakhtar Donetsk por 2 a 1 nesta quarta-feira (6), mas, apesar da derrota, a equipe de Pep Guardiola ficou com o primeiro lugar do grupo F com 15 pontos, seguido justamente pelo time ucraniano, que foi aos 12 pontos. Na outra partida do grupo, o Feyenoord levou a melhor diante do Napoli em casa por 2 a 1, porém, os italianos, com 6 pontos, ficaram em terceiro.

No grupo G, o surpreendente Beşiktaş, da Turquia, ficou com o primeiro lugar com 14 pontos e também mantém a invencibilidade. A equipe turca foi até a Red Bull Arena, em Leipzig, para vencer o RB Leipzig por 2 a 1. O resultado favoreceu o Porto, que deu um chocolate de 5 a 2 no Monaco, no Estádio do Dragão e foi a dez pontos. Dependendo de uma possível combinação de resultados, os dragões poderiam ter ficado em terceiro, mas o time português fez a sua parte e só dependeu de si para avançar.

E, pelo grupo H, o Tottenham fez mais uma vítima em Wembley. Os Spurs golearam o APOEL por 3 a 0 e foi aos 16 pontos e, até aqui, é o dono da melhor campanha do certame (cinco vitórias e um empate). E o Real Madrid, cotado como o grande favorito para ser o campeão do grupo, ficou com o segundo lugar, com 13 pontos. Mas os Merengues não tiveram a sua classificação ameaçada porque o Borussia Dortmund só fez míseros dois pontos em seis partidas. Aliás, o confronto entre os dois, disputado nesta quarta-feira, no Santiago Bernabéu, em Madri, terminou com a vitória do Real por 3 a 2. E, apesar da pontuação baixa, o Borussia vai para a Liga Europa por ter um saldo melhor (ou menos pior?) que o APOEL.

O sorteio para os confrontos das oitavas-de-final é bem simples. Para essa fase, não poderá ter confrontos de clubes do mesmo país e nem do mesmo grupo, o que limita bastante as possibilidades de confrontos. O Real Madrid, por exemplo, que ficou em segundo no grupo H, só não poderá pegar o Barcelona (por ser do mesmo país) e nem o Tottenham (do mesmo grupo). Já as chances de confrontos do Chelsea, vice-campeão do grupo C, são mais limitadas: os Blues necessariamente enfrentarão o Paris Saint-Germain, o Beşiktaş ou o Barcelona, uma vez que a Roma foi do mesmo grupo e os outros times, assim como o Chelsea, são ingleses.

Portanto, para o pote 1 estão garantidos os nomes de Manchester United, Paris Saint-Germain, Roma, Barcelona, Liverpool, Manchester City, Beşiktaş e Tottenham. E o pote terá os segundo colocados de cada grupo: Basel, Bayern de Munique, Chelsea, Juventus, Sevilla, Shakhtar Donetsk, Porto e Real Madrid.

E se classificaram para a UEFA Europa League: CSKA Moscou, Celtic, Atlético de Madrid, Sporting, Spartak Moscou, RB Leipzig, Napoli e Borussia Dortmund.

Aliás, a Inglaterra é o país que tem mais representantes a partir de agora na UEFA Champions League: 5 (Manchester United, Manchester City, Liverpool, Tottenham e Chelsea); a Espanha tem três (Barcelona, Real Madrid e Sevilla); a Itália tem dois (Roma e Juventus); e com um representante estão Portugal (Porto), Ucrânia (Shakhtar Donetsk), Turquia (Beşiktaş), França (Paris Saint-Germain), Alemanha (Bayern de Munique) e Suíça (Basel).

A seguir, os resultados da última rodada e a classificação final da fase de grupos.

Data – Jogo – Local:
05/12/2017 – Manchester United (ING) 2×1 CSKA Moscou (RÚS) – Old Trafford, Manchester
05/12/2017 – Benfica (POR) 0x2 Basel (SUÍ) – Estádio da Luz, Lisboa
05/12/2017 – Bayern de Munique (ALE) 3×1 Paris Saint-Germain (FRA) – Allianz Arena, Munique
05/12/2017 – Celtic (ESC) 0x1 Anderlecht (BÉL) – Celtic Park, Glasgow
05/12/2017 – Chelsea (ING) 1×1 Atlético de Madrid (ESP) – Stamford Bridge, Londres
05/12/2017 – Roma (ITÁ) 1×0 Qarabağ (AZE) – Estádio Olímpico, Roma
05/12/2017 – Barcelona (ESP) 2×0 Sporting (POR) – Camp Nou, Barcelona
05/12/2017 – Olympiacos (GRÉ) 0x2 Juventus (ITÁ) – Estádio Karaiskákis, Pireu
06/12/2017 – Maribor (ESL) 1×1 Sevilla (ESP) – Stadion Ljudski vrt, Maribor
06/12/2017 – Liverpool (ING) 7×0 Spartak Moscou (RÚS) – Anfield Road, Liverpool
06/12/2017 – Feyenoord (HOL) 2×1 Napoli (ITÁ) – Estádio De Kuip, Roterdã
06/12/2017 – Shakhtar Donetsk (UCR) 2×1 Manchester City (ING) – Estádio Metalist, Carcóvia
06/12/2017 – RB Leipzig (ALE) 1×2 Beşiktaş (TUR) – Red Bull Arena, Leipzig
06/12/2017 – Porto (POR) 5×2 Monaco (FRA) – Estádio do Dragão, Porto
06/12/2017 – Real Madrid (ESP) 3×2 Borussia Dortmund (ALE) – Estádio Santiago Bernabéu, Madri
06/12/2017 – Tottenham (ING) 3×0 APOEL (CHI) – Estádio de Wembley, Londres

Classificação:
Grupo A:
1. Manchester United (ING) – 15 pontos
2. Basel (SUÍ) – 12
3. CSKA Moscou – 9
4. Benfica (POR) – 0

Grupo B:
1. Paris Saint-Germain (FRA) – 15 pontos
2. Bayern de Munique (ALE) – 15
3. Celtic (ESC) – 3
4. Anderlecht (BÉL) – 3

Grupo C:
1. Roma (ITÁ) – 11 pontos
2. Chelsea (ING) – 11
3. Atlético de Madrid (ESP) – 7
4. Qarabağ (AZE) – 2

Grupo D:
1. Barcelona (ESP) – 14 pontos
2. Juventus (ITÁ) – 11
3. Sporting (POR) – 7
4. Olympiakos – 1

Grupo E:
1. Liverpool (ING) – 12 pontos
2. Sevilla (ESP) – 9
3. Spartak Moscou (RÚS) – 6
4. Maribor (ESL) – 3

Grupo F:
1. Manchester City (ING) – 15 pontos
2. Shakhtar Donetsk (UCR) – 12
3. Napoli (ITÁ) – 6
4. Feyenoord (HOL) – 3

Grupo G:
1. Beşiktaş (TUR) – 14 pontos
2. Porto (POR) – 10
3. RB Leipzig (ALE) – 7
4. Monaco (FRA) – 2

Grupo H:
1. Tottenham (ING) – 16 pontos
2. Real Madrid (ESP) – 13
3. Borussia Dortmund (ALE) – 2
4. APOEL (CHI) – 2

Parabéns a todos os classificados.

Por Jorge Almeida

UEFA definiu os confrontos das quartas-de-final da Champions

Confrontos das quartas-de-final da UEFA Champions League 2016/2017. Créditos: Getty Images

A UEFA realizou em sua sede, em Nyon, na Suíça, nesta sexta-feira (17), os confrontos válidos pelas quartas-de-final da UEFA Champions League 2016/2017. As partidas de ida serão realizadas nos dias 11 e 12 de abril e os jogos de volta acontecerão nos dias 18 e 19 do mesmo mês. Destaque para os confrontos entre Bayern de Munique e Real Madrid, e Juventus versus Barcelona.

O primeiro jogo do confronto entre Atlético de Madrid e Leicester City será realizado no Vicente Calderón, na capital espanhola, no dia 12 de abril. Enquanto a volta acontecerá seis dias depois no King Power Stadium, na Inglaterra. Na história, duas das três campanhas em competições europeias do Leicester foram encerradas em confrontos contra os Colchoneros. O time espanhol derrotou os Foxes na extinta Recopa Europeia de 1961/1962 por 3 a 1, e também levou a melhor em dois confrontos realizados pela Copa da UEFA (vitórias por 2 a 1 em casa e 2 a 0 fora) na temporada 1997/1998. Além disso, o clube espanhol nunca perdeu em casa para uma equipe inglesa – cinco vitórias e cinco empates.

Já Borussiva Dortmund e Mônaco nunca se enfrentaram em uma competição oficial. E esse promete ser um duelo de muitos gols, pelo menos é o que se espera, conforme a postura ofensiva imposta pelos treinadores dos dois times. O compromisso de ida será realizado na Alemanha no dia 11 de abril e a volta será em 19 de abril no Louis II. Na história, os alemães enfrentaram equipes francesas em competições oficiais em 16 ocasiões, com seis vitórias, cinco empates e cinco derrotas. Apenas um revés ocorrera em casa.

Talvez o confronto mais aguardado desta quartas-de-final: Bayern de Munique x Real Madrid. O duelo entre o criador e a criatura. Logo, de um lado, Carlo Ancelotti, campeão europeu com o Real Madrid na temporada 2013/2014, agora treinando os Bávaros, do outro, o seu ex-auxiliar na campanha vitoria dos Merengues há três temporadas, Zinedine Zidane. Além desse duelo particular no banco de reservas, o embate também marcará o encontro de Toni Kroos e Xabi Alonso contra os seus ex-clubes. As duas equipes já se enfrentaram 22 vezes em torneios continentais, sendo 11 triunfos do Bayern, nove do Real Madrid e dois empates. Destaque para as últimas três vitórias do clube espanhol, inclusive os impiedosos 4 a 0 em Munique pela Champions 2013/2014, que foi a maior derrota da equipe da Baviera sofrida em casa nos torneios do Velho Continente. Sinceramente, não há favoritos neste confronto. O jogo de ida será no dia 12 de abril na Allianz Arena, em Munique, enquanto a partida derradeira ocorrerá no dia 18 no Santiago Bernabéu.

E, finalmente, Juventus x Barcelona, que farão uma reedição da final da edição 2014/2015 vencida pelos catalães, em Berlim, por 3 a 1. A Juve faz a primeira partida em casa, no dia 11, e o Barcelona será o anfitrião do compromisso na semana seguinte, em 19 de abril. Este jogo marcará o regresso de Daniel Alves ao Camp Nou, por onde defendeu as cores azul e grená por oito temporadas e conquistou 23 títulos. Motivado pela classificação heroica diante do PSG nas oitavas, o Barcelona tem um leve favoritismo, mas é bom os blaugranas não vacilarem contra a Vecchia Signora, que tem uma defesa mais sólida e, tecnicamente, melhor que a do time francês.

Não custa reforçar: a final, que será em jogo único, acontecerá no próximo dia 3 de junho (sábado) no Millenium Stadium, em Cardiff, no País de Gales.

A seguir, as datas e os locais dos confrontos das quartas-de-final da UEFA Champions League.

Data – Confronto – Local
Ida:
11/04/2017 – Juventus (ITA) x Barcelona (ESP) – Juventus Stadium, Turim
11/04/2017 – Borussia Dortmund (ALE) x Mônaco (FRA) – Signal Iduna Park, Dortmund
12/04/2017 – Bayern de Munique (ALE) x Real Madrid (ESP) – Allianz Arena, Munique
12/04/2017 – Atlético de Madrid (ESP) x Leicester City (ING) – Vicente Calderón, Madri

Volta:
18/04/2017 – Leicester City (ING) x Atlético de Madrid (ESP) – King Power Stadium, Leicester
18/04/2017 – Real Madrid (ESP) x Bayern de Munique (ALE) – Santiago Bernabéu, Madri
19/04/2017 – Mônaco (FRA) x Borussia Dortmund (ALE) – Louis II, Mônaco
19/04/2017 – Barcelona (ESP) x Juventus (ITA) – Camp Nou, Barcelona

Por Jorge Almeida

Definidos os classificados para as quartas-de-final da UEFA Champions League 2016/2017

UEFA definirá os confrontos das quartas-de-final da UEFA Champions League na sexta-feira (15). Créditos: uefa.com

Os oito classificados para as quartas-de-final da UEFA Champions League 2016/2017 foram definidos nesta quarta-feira (15) ao término dos dois últimos confrontos das oitavas-de-final – Mônaco 2×0 Manchester City e Atlético de Madrid 0x0 Bayer Leverkusen. Dessa forma, seguem na competição três clubes espanhóis (Barcelona, Real Madrid e Atlético de Madrid), um inglês (Leicester), dois alemães (Bayern de Munique e Borussia Dortmund), um italiano (Juventus) e um francês (Mônaco). Os confrontos da próxima fase serão definidos em um sorteio que será realizado às 8h (horário de Brasília) na sede da UEFA.

O Bayern de Munique foi na terça-feira (7) passada até Londres pegar o Arsenal com uma enorme vantagem. Depois de ter feito 5 a 1 na Allianz Arena, os bávaros repetiram o mesmo placar no Emirates Stadium, fazendo assim 10 a 2 no placar agregado. Essa foi a quarta vez que os Gunners caem nas oitavas-de-final para os alemães na Champions desde 2005.

Assim como a equipe da Baviera, no mesmo dia, o Real Madrid também avançou e repetiu o placar nos dois confrontos diante do Napoli. Depois de ter vencido o time napolitano em casa por 3 a 1, os Merengues fizeram 6 a 2 no agregado no time italiano e segue firme e forte na busca da 12ª taça da competição.

Outro representante alemão que segue no torneio é o Borussia Dortmund. Após perder o jogo de ida para o Benfica por 1 a 0, no Estádio da Luz, os aurinegros não tomaram conhecimento dos Encarnados e golearam o adversário por 4 a 0 no Signal Iduna Park. A partida foi disputada no dia 8 de março.

Dentre todos os classificados, o Barcelona era o que tinha a maior desvantagem. Depois de levar acachapantes 4 a 0 do Paris Saint-Germain no Parc des Princes, a equipe catalã precisava de um milagre para reverter a situação. Aliás, nunca na história da Liga dos Campeões, um clube conseguira reverter tamanha goleada. Contudo, em uma partida épica, o Barça atropelou o PSG com impiedosos 6 a 1, sendo que os últimos três gols saíram a dez minutos do fim da partida. Lembrando que o Barcelona fez dois gols de pênaltis e os franceses ainda tiveram o zagueiro Marquinhos expulso no segundo tempo.

Ontem (14) foi a vez da Juventus assegurar sua vaga para as quartas-de-final. A Vecchia Signora recebeu o Porto em casa e venceu por 1 a 0. Como derrotara o time português no primeiro jogo por 2 a 0, a Juve conseguiu uma classificação relativamente tranquila.

A grande sensação desta edição da Champions chegou pela primeira vez às quartas-de-final da competição. Atual campeão inglês, o Leicester deixou o Sevilla pelo caminho. Embora tenha perdido para o time de Jorge Sampaoli na ida por 2 a 1, o azarão inglês não se intimidou e derrotou o maior campeão da Liga Europa por 2 a 0 em seu estádio e seguem em busca do sonho.

O Mônaco será o representante francês nas quartas. O clube do principado derrotou o endinheirado Manchester City em casa por 3 a 1. Como havia perdido o jogo de ida no Etihad Stadium por 5 a 3, o time alvirrubro foi beneficiado pelos gols marcados na casa do adversário.

E, finalmente, o Atlético de Madrid segue na busca de sua inédita Champions. Os comandados de Diego Simeone empataram no Vicente Calderón com o Bayer Leverkusen em 0 a 0. Porém, como vencera o compromisso de ida por 4 a 2, os Colchoneros avançaram para a fase seguinte.

Os confrontos das quartas-de-final da competição europeia serão definidos após sorteio que acontecerá na próxima sexta-feira (17), às 9h (horário de Brasília), na sede da UEFA, em Nyon, na Suíça.

As partidas de ida das quartas-de-final serão realizadas nos dias 11 e 12 de abril e os jogos de volta acontecerão nos dias 18 e 19 de abril.

Parabéns aos classificados.

Por Jorge Almeida

Bayern de Munique: campeão alemão 2015/2016

Jogadores do Bayern de Munique comemoram o tetracampeonato fora de casa. Foto: Christof Stache/AFP
Jogadores do Bayern de Munique comemoram o tetracampeonato fora de casa. Foto: Christof Stache/AFP

Como já era de se esperar, o Bayern de Munique sagrou-se tetracampeão alemão neste sábado (7) com uma rodada de antecedência ao bater o Ingolstadt por 2 a 1 Audi Sportpark, em Ingolstadt, região da Baviera. Com dois gols do polonês Robert Lewandowski, artilheiro do certame com 29 gols até o momento, o time da Baviera conquista o tetracampeonato consecutivo da Bundesliga, feito inédito até então no futebol alemão. O título veio como prêmio de consolação para os bávaros após a terceira eliminação consecutiva na semifinal da UEFA Champions League, ocorrida na última semana para o Atlético de Madrid. O título pode ser o último de Pep Guardiola no comando da equipe, caso perca a final da Copa da Alemanha, que será disputada no próximo dia 21 de maio contra o Borussia Dortmund.

A primeira etapa começou com o time da casa tentando pressionar, mas sem efetividade na finalização, como na tentativa de Lezcano, aos cinco minutos, de entrar na área, ser desarmado e permitir a defesa de Neuer.

No entanto, aos 13, em um contragolpe puxado por Douglas Costa, que mandou a bola para Ribéry e o francês foi derrubado na área. Pênalti. Lewandowski cobrou rasteiro no canto de Ozcan e inaugura o placar. Aos 22 foi a vez de Douglas Costa perder uma excelente chance de ampliar ao brincar na frente do goleiro. Os anfitriões assustaram aos 29 com Lezcano, que mandou a bola para as redes foi flagrado em impedimento.

Depois de receber a primeira ameaça efetiva do adversário, o Bayern ampliou a vantagem aos 31 minutos através de seu artilheiro. Thiago encontrou uma brecha na defesa do Ingolstadt e enfiou para o polonês, que não desperdiçou e mandou para as redes: 2 a 0.

Embora estivesse com o controle do jogo, a equipe da Baviera deu uma relaxada e permitiu que o time da casa descontasse ainda na etapa inicial. Aos 41, Hatmann foi derrubado por Xabi Alonso dentro da área. Pênalti. Na cobrança, o próprio Hatmann converteu e descontou o marcador.

Na etapa complementar, as duas equipes não proporcionaram grandes emoções ao torcedor até aos 26 minutos, quando o periogoso Hatmann chegou mais uma vez na interdiária e mandou um chute rasteiro, mas a redonda passou à esquerda da meta de Neuer.

Com a situação amplamente favorável, o Bayern deixou a equipe da casa gostar do jogo e chegar mais ao setor ofensivo. Mesmo assim, o Ingolstadt só assustou os tetracampeões nos acréscimos. Aos 46, Lecke chegou pela direita e cruzou para Hinterseer mandou pela linha de fundo. Mesmo que o Bayern sofresse o empate, o título estava mais do que garantido. Afinal, para o título, a igualdade já bastava. Contudo, os bávaros foram beneficiados ainda pela derrota do vice-líder Borussia Dortmund para o Eintracht Frankfurt por 1 a 0.

Apesar da frustração da eliminação na Champions League, no campeonato alemão, a soberania do Bayern foi incontestável. Mesmo com a excelente campanha do Borussia Dortmund, os bávaros não tiveram a liderança ameaçada em nenhum momento na Bundesliga, embora os auri-negros conseguiram heroicamente que a equipe de Munique só conseguisse a Salva de Prata apenas na penúltima rodada. A campanha foi impecável: apenas duas derrotas em 33 partidas – revés para o Borussia Mönchengladbach, fora de casa, e 2 a 1 contra o Mainz 05, na Allianz Arena, em Munique. E, sem deixar de destacar que, ao longo da competição, o Bayern perdeu peças importantes ao longo da campanha por conta de lesões Jérome Boateng, Franck Ribéry e Arjen Robben.

A conquista de quatro campeonatos alemães consecutivos é um feito inédito. Antes disso, o máximo que um clube havia conseguido na Alemanha foram três tricampeonatos: dois pelo próprio Bayern: de 1972 a 1974 e de 1985 a 1987 e o outro pelo Borussia Mönchengladbach, de 1975 a 1977.

Título mais que merecido.

Mas, como o campeonato ainda não acabou, a competição ainda terá a continuidade da rodada e a disputa da 34ª e última rodada no próximo final de semana. Além do campeão Bayern e do vice Borussia, o terceiro colocado da Bundesliga, o Bayer Leverkusen, estão garantidos na próxima UEFA Champions League. No entanto, quatro equipes lutam pela última vaga para a principal competição europeia, bem como as duas outras vagas para a Liga Europa: o Borussia Mönchengladbach, que só depende das próprias forças para ficar com a última vaga para a Champions, enquanto Schalke 04, Mainz 05 e Herta Berlin lutam para preencher as vagas para disputarem uma das duas competições europeias. Na parte debaixo da tabela, Hoffenheim, Eintracht Frankfurt, Werder Bremen e Stuttgart lutam para não ter de disputar o “playoff” da permanência e o Hannover 96 é o primeiro rebaixado do futebol alemão com apenas 25 pontos.

A seguir, o resumo da campanha do campeão, a classificação atual do Campeonato Alemão e a ficha técnica do jogo que deu ao Bayern de Munique, o seu 26º título alemão.

14/08/2015 – Bayern 5×0 Hamburgo – Allianz Arena, Munique
22/08/2015 – Hoffenheim 1×2 Bayern – Rhein-Neckar-Arena, Sinsheim
29/08/2015 – Bayern 3×0 Bayer Leverkusen – Allianz Arena, Munique
12/09/2015 – Bayern 2×1 Augsburg – Allianz Arena, Munique
18/09/2015 – Darmstadt 98 0x3 Bayern – Merck-Stadion am Böllenfalltor, Darmstadt
22/09/2015 – Bayern 5×1 Wolfsburg – Allianz Arena, Munique
26/09/2015 – Mainz 0x3 Bayern – Coface Arena, Mainz
04/10/2015 – Bayern 5×1 Borussia Dortmund – Allianz Arena, Munique
17/10/2015 – Werder Bremen 0x1 Bayern – Weserstadion, Bremen
24/10/2015 – Bayern 4×0 Köln – Allianz Arena, Munique
30/10/2015 – Eintracht Frankfurt 0x0 Bayern – Commerszbank-Arena, Frankfurt
07/11/2015 – Bayern 4×0 Stuttgart – Allianz Arena, Munique
21/11/2015 – Schalke 04 1×3 Bayern – Veltins-Arena, Gelsenkirchen
28/11/2015 – Bayern 2×0 Hertha Berlin – Allianz Arena, Munique
06/12/2015 – Borussia Mönchengladbach 3×1 Bayern – Borussia-Park, Mönchengladbach
12/12/2015 – Bayern 2×0 Ingolstadt – Allianz Arena, Munique
19/12/2015 – Hannover 96 0x1 Bayern – AWD-Arena, Hanôver
22/01/2016 – Hertha Berlim 1×2 Bayern – Estádio Olímpico, Berlim
31/01/2016 – Bayern 2×0 Hoffenheim – Allianz Arena, Munique
06/02/2016 – Bayer Leverkusen 0x0 Bayern – BayArena, Leverkusen
14/02/2016 – Augsburg 1×3 Bayern – SLG Arena, Augsburg
20/02/2016 – Bayern 3×1 Darmstadt – Allianz Arena, Munique
27/02/2016 – Wolfsburg 0x2 Bayern – Volks Arena, Wolfsburg
02/03/2016 – Bayern 1×2 Mainz 05 – Allianz Arena, Munique
06/03/2016 – Borussia Dortmund 0x0 Bayern – Signal Iduna Park, Dortmund
12/03/2016 – Bayern 5×0 Werder Bremen – Allianz Arena, Munique
19/03/2016 – Köln 0x1 Bayern – RheinEnergieStadium, Colônia
02/04/2016 – Bayern 1×0 Eintracht Frankfurt – Allianz Arena, Munique
09/04/2016 – Stuttgart 1×3 Bayern – Mercedez-Benz Arena, Stuttgart
15/04/2016 – Bayern 3×0 Schalke 04 – Allianz Arena, Munique
23/04/2016 – Hertha Berlim 0x2 Bayern – Estádio Olímpico, Berlim
30/04/2016 – Bayern 1×1 Mönchengladbach – Allianz Arena, Munique
07/05/2016 – Ingolstadt 1×2 Bayern – Audi-Sportpark, Indolstadt
14/05/2016* – Bayern x Hannover 96 – Allianz Arena, Munique

Equipe – Pontos:
1. Bayern de Munique – 85 pontos
2. Borussia Dortmund – 77
3. Bayer Leverkusen – 57
4. Borussia Mönchengladbach – 52
5. Mainz 05 – 49
6. Hertha Berlim – 49
7. Schalke 04 – 49
8. Wolfsburg – 42
9. Köln – 42
10. Ingolstadt – 40
11. Augsburg – 38
12. Hamburgo – 38
13. Darmstadt – 38
14. Hoffenheim – 37
15. Eintracht Frankfurt – 36
16. Werder Bremen – 35
17. Stuttgart – 33
18. Hannover 96 – 25

FICHA TÉCNICA: INGOLSTADT 1×2 BAYERN DE MUNIQUE
Competição/fase: Campeonato Alemão 2015/2016 – 33ª rodada
Local: Estádio Audi-Sportpark, Indolstadt, Alemanha
Data: 7 de maio de 2016, sábado, 10h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Florian Meyer (ALE)
Cartões Amarelos: Lex e Leckie (Ingolstadt); Benatia, Müller, Lewandowski (Bayern)
Gols: Lewandowski, aos 15 (pênalti) e aos 32 min do 1º tempo (0-2); e Hartmann, aos 42 (pênalti) do 1º tempo (1-2)
INGOLSTADT: 1.Özcan; 21.Danny da Costa, 5.Hübner, 34.Matip e 29.Suttner; 8.Roger, 10.Groß e 36.Cohen (6.Morales). 9.Hartmann (16.Hintersser), 37.Lezcano (14.Lex) e Leckie. Técnico: Ralph Hasenhüttl
BAYERN DE MUNIQUE: 1.Neuer; 21.Lahm, 27.Alaba, 8.Javi Martínez e 32.Kimmich; 6.Thiago Alcântara (20.Rode), 14.Xabi Alonso (5.Benatia) e 25.Thomas Müller; 7.Ribéry (13.Rafinha), 11.Douglas Costa e 9.Lewandowski. Técnico: Pep Guardiola

* Jogo a ser realizado.

Parabéns ao Fußball-Club Bayern München pelo título.

Por Jorge Almeida