Exposição “Djanira: a Memória de Seu Povo” no MASP

A acrílica sobre tela “Paisagem do Sítio de Paraty” (1965), de Djanira da Motta e Silva, em exibição no MASP. Foto: Jorge Almeida

O Museu de Arte de São Paulo (MASP) realiza até o próximo domingo, 19 de maio, a exposição “Djanira: a Memória de Seu Povo”, que exibe cerca de 70 obras de Djanira da Motta e Silva (1914-1979). A mostra é a primeira grande exposição dedicada à artista natural de Avaré desde seu falecimento.

O título da exposição – retirado de uma matéria de Mary Ventura nos anos 1970 – é uma referência do percurso de Djanira, à sua história de vida e suas muitas excursões pelo Brasil, bem como sua pintura intensamente engajada com a realidade à sua volta. No caso de Djanira, falar em memória remete ao respeitável imaginário que a artista instituiu com base na vida habitual, nas paisagens e na cultura popular brasileira, em torno de temas comumente marginalizados pelas elites.

Apesar de ter feito uma carreira sólida em vida, as últimas décadas de Djanira foi deixada de lado nas narrativas fundamentais da história da arte brasileira. Então, a mostra visa estudar o desempenho crucial da artista na formação do aspecto brasileiro e deslocá-la na história da arte do país durante o século XX.

A mostra exibe trabalhos de todas as fases da produção de Djanira, desde o início dos anos 1940 ao final da década de 1970, e adota um percurso cronológico simultaneamente ao reunir obras com as principais temáticas exploradas pela artista: o trabalho e os trabalhadores, retratos e autorretratos, diversões e festejos populares, a religiosidade afro-brasileira e católica, os indígenas e diversos povos e paisagens do Brasil.

A obra de Djanira foi diversas vezes considerada pela crítica como arte primitiva ou tola, categorizações que hoje são percebidas como preconceituosas e perversas, pois elucubram uma perspectiva elitista e eurocêntrica, por não estarem nos “padrões eruditos” e que, indevidamente, eram classificados como menores.

Em meio aos destaques estão: “Colheita” (1946), “Casa de Farinha” (1956) e “Fábrica” (1962), todas óleo sobre tela, além de “Paisagem do Sítio de Paraty” (foto), uma acrílica sobre tela de 1965.

SERVIÇO:
Exposição: Djanira: a Memória de Seu Povo
Onde: Museu de Arte de São Paulo (MASP) – Avenida Paulista, 1578 – Cerqueira César
Quando: até 19/05/2019; de terça a domingo, das 10h às 18h (exceto às quintas, das 10h às 20h)
Quanto: R$ 40,00; R$ 20,00 (meia-entrada); entrada gratuita para menores de 10 anos e para o público em geral às terças-feiras; excepcionalmente, em virtude da realização da Virada Cultural 2019, o museu terá entrada gratuita nos dias 18 e 19 de maio de 2019 (das 18h às 18h)

Por Jorge Almeida

Anúncios

Conmebol sorteia confrontos da Copa Sulamericana e da Copa Libertadores da América

Conmebol realizou na noite desta segunda-feira (13), os sorteios dos confrontos das duas principais competições de clubes da América do Sul.

A Confederação Sulamericana de Futebol (CONMEBOL) realizou na noite desta segunda-feira (13), os sorteios de suas duas principais competições de clubes em sua sede, em Luque, no Paraguai. Primeiro, a entidade realizou o sorteio que determinou os confrontos da segunda fase da Copa Sulamericana para, em seguida, para os duelos das oitavas-de-final da Copa Libertadores da América 2019.

Por volta das 21h30, aconteceu o sorteio dos confrontos da Copa Sulamericana. Conforme explicado por Frederico Nantes, diretor de competições da entidade sulamericana, as 32 equipes que disputarão esse ponto da competição foram divididas em dois potes. No pote 1, estão as seis que tiveram os melhores desempenho na primeira fase do certame, além dos dez clubes que foram eliminados da copa Libertadores da América 2019 (oito da fase de grupos e mais duas da segunda fase preliminar do torneio), as outras restantes no pote 2.

E, como determinado no regulamento, os clubes do pote 2 serão os mandantes do jogo de ida. E, dos 16 embates da Copa Sulamericana, destaque para o confronto entre uruguaios Montevideo Wanders e Cerro. Dos brasileiros, Fluminense e Corinthians jogarão em casa primeiramente contra Atlético Nacional, da Colômbia, e Deportivo Lara, da Venezuela, respectivamente. Já Atlético Mineiro e Botafogo decidirão a sorte no Brasil diante do Unión La Calera, do Chile, e Sol de América, do Paraguai, respectivamente.

Após o sorteio dos confrontos da Copa Sulamerica, a cerimônia teve um intervalo de cerca de 15 minutos para, em seguida, realizar o sorteio dos confrontos das oitavas-de-final da Copa Libertadores da América. E, assim como no evento anterior, o diretor de competições da Conmebol, Frederico Nantes, explicou como funciona o sistema de sorteio – os campeões de cada grupo no pote 1 e os segundos colocados no pote 2, que serão os mandantes da partida de ida.

Nos confrontos envolvendo clubes brasileiros, destaques para dois que já protagonizaram decisões de Libertadores: River Plate x Cruzeiro (finalistas em 1976 com a Raposa campeã) e Nacional x Internacional, que foram os finalistas da Liberta de 1980, mas com o título ficando no Uruguai). Além deles, Athletico Paranaense e Boca Juniors, que se enfrentaram na fase de grupos na edição vigente do torneio; o Flamengo que terá páreo duro pela frente diante do Emelec; o mesmo vale para o Grêmio, que será o adversário do Libertad, do Paraguai; já o Palmeiras, dono da melhor campanha no geral, terá pela frente o Godoy Cruz, da Argentina.
Reforçando que a final da Copa Sulamericana está prevista para acontecer no dia 9 de novembro, em Assunção, no Paraguai, e a da Copa Libertadores da América para o dia 27 de novembro, em Santiago, no Chile – ambos em jogo único.

A seguir, a relação dos confrontos das duas competições.

– Segunda fase da Copa Sulamericana 2019:
La Equidad (COL) x Deportivo Santarí (PAR)
Independiente del Vale (EQU) x Universidad Católica (CHI)
Fluminense (BRA) x Atlético Nacional (COL)
Unión Espanola (CHI) x Sporting Cristal (PER)
Argentinos Juniors (ARG) x Deportes Tolima (COL)
Montevideo Wanders (URU) x Cerro (URU)
Universidad Católica (EQU) x Melgar (PER)
Unión La Calera (CHI) x Atlético Mineiro (BRA)
Sol de América (PAR) x Botafogo (BRA)
Rionegro Águilas (COL) x Independiente (ARG)
Corinthians (BRA) x Deportivo Lara (VEN)
River Plate (URU) x Colón (ARG)
Zulia (VEN) x Palestino (CHI)
Deportivo Cáli (COL) x Peñarol (URU)
Liverpool (URU) x Caracas (VEN)
Rayol Parí (BOL) x Macará (EQU)

– Oitavas-de-final da Copa Libertadores da América 2019:
River Plate (ARG) x Cruzeiro (BRA)
Godoy Cruz (ARG) x Palmeiras (BRA)
Emelec (EQU) x Flamengo (BRA)
LDU Quito (EQU) x Olímpía (PAR)
Athletico Paranaense (BRA) x Boca Juniors (ARG)
Nacional (URU) x Internacional (BRA)
Grêmio (BRA) x Libertad (PAR)
San Lorenzo (ARG) x Cerro Porteño (PAR)

Boa sorte aos participantes dos dois torneios.

Por Jorge Almeida

Exposição “Consciência Cibernética ? Horizonte Quântico” no Itaú Cultural

“Cloud Piano” (2018), de David Bowen, em exibição no Itaú Cultural. Foto: Jorge Almeida

O Itaú Cultural realiza até o próximo domingo, 19 de maio, a exposição “Consciência Cibernética ? Horizonte Quântico”, que traz dez obras que ocupam três pisos expositivos temporários da instituição.

Em um mundo moderno, dois motes da tecnologia se desenvolvem de uma forma cada vez mais rápida: a inteligência artifical e a computação quântica. Se o conhecimento das máquinas com a atual tecnologia digital já é fascinante e, em diversos casos, parece se igualar ao procedimento realizado por cérebros biológicos, o que podemos esperar do futuro próximo?

Através de trabalhos que investigam atributos do processamento de dados, digital ou não, a exposição permite um olhar artístico sobre esse tema. Em um processo com o natural e o humano, “sistemas, de forma não consciente, aprendem e respondem com soluções não imaginadas ou concebidas por seus criadores, podendo, muito em breve, fazer parte de máquinas cibernéticas verdadeiramente conscientes”.

A exposição se agrega na mesma linha expositiva das bienais e das exposições de arte e tecnologia apresentadas pelo Itaú Cultural desde 1997.

Obras como “Quantum” (2019), uma instalação de Rejane Catoni; “Co(Al)xistente” (2017), de Justine Emard; e “Cloud Piano” (foto), obra de 2014, de David Bowen, merecem ser conferidos.

SERVIÇO:
Exposição: Consciência Cibernética ? Horizonte Quântico
Onde: Itaú Cultural – Avenida Paulista, 149 – Cerqueira César
Quando: até 19/05/2019; de terça a sexta-feira, das 9h às 20h; sábados e domingos, das 11h às 20h
Quanto: entrada gratuita

Por Jorge Almeida

 

Exposição “Leonílson: Arquivo e Memória Vivos” no Centro Cultural FIESP

A obra “A Caída”, de José Leonílson, em exibição no Centro Cultural FIESP. Foto: Jorge Almeida

O Centro Cultural FIESP promove até o próximo domingo, 19 de maio, a exposição “Leonílson: Arquivo e Memória Vivos”, que reúne aproximadamente 130 obras do artista cearense José Leonílson (1957-1993), resultado de pesquisa e publicação em 2017 do catálogo raisonné do artista e enaltece os trabalhos pouco (ou nunca) conferidos em São Paulo.

Com curadoria de Ricardo Resende, a mostra possui muitos trabalhos inéditos, entre pinturas, desenhos e bordados, sendo parcela deles reservado por anos a coleções particulares e institucionais.porque eram desconhecidos.

A exposição acontece mais de 20 anos depois da primeira grande retrospectiva do artista José Leonilson, realizada na Galeria de Arte em 1995 – momento em que se descobriu um conjunto de seus trabalhos que se tornaram icônicos posteriormente.

A produção de Leonílson é excessivamente sensitiva. No uso da relação gráfica que ele se manifesta a sua concepção de mundo, através no “manejo das foformas dos símbolos, do desenho, das palavras, no formato dos textos, narrativas históricas e histórias que criava”.

Além dos trabalhos, a mostra ainda apresenta vídeos e livros relacionados ao artista.

Em meio aos destaques estão: “A Caída” (foto), obra de 1985 feita de tinta acrílica e recorte sobre lona; “Cheio, Vazio” (1992), um acrílica sobre tela; a obra “Sapatinhos com Montanha de Sal” (1991), composta por um tamanco feminino bordado com sal grosso; e “Duas Montanhas” (1982), um pastel oleoso e lápis de cor sobre papel.

SERVIÇO:
Exposição: Leonílson: Arquivo e Memória Vivos
Onde: Centro Cultural FIESP – Galeria de Arte – Avenida Paulista, 1313
Quando: até 19/05/2019; de terça a sábado, das 10h às 22h; domingo, das 10h às 20h
Quanto: entrada gratuita

Por Jorge Almeida

 

Estão abertas as inscrições para o 33º Prêmio Design Museu da Casa Brasileira

Imagem: Stephanie Mathias de Souza | ESPM | Orientação: Marise de Chirico e Lara Wollmer

 

Os interessados poderão se inscrever nas categorias Produtos e Trabalhos Escritos até o dia 03 de julho pelo site http://www.mcb.org.br

O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, gerido em parceria pelo Governo do Estado de São Paulo e a Sociedade Civil por meio da A Casa Museu de Artes e Artefatos Brasileiros, abre inscrições para o 33º Prêmio Design MCB. Os interessados em concorrer nas categorias Produtos (Construção, Eletroeletrônicos, Iluminação, Mobiliário, Têxteis, Transportes, Utensílios) e/ou Trabalhos Escritos (Publicados e Não Publicados) poderão se inscrever até o dia 03 de julho pelo site do MCB.

“A premiação, realizada desde 1986, tem como objetivo principal reconhecer a excelência do design brasileiro, valorizar a atuação dos profissionais e, consequentemente, incentivar e fortalecer a área”, explica Miriam Lerner, diretora geral do Museu, que aproveita para comunicar alterações. “Estamos provendo mudanças na premiação; na edição de 2019 as categorias de protótipos serão eliminadas e, para o próximo ano, uma nova estrutura será implantada”, anuncia.

Para avaliar os trabalhos, o Prêmio Design contará com duas comissões julgadoras. Na categoria Produtos, pelo segundo ano consecutivo a coordenação será por Levi Girardi, designer formado pela FAAP-SP, CEO e sócio fundador do estúdio de design e inovação Questtonó, com sedes em São Paulo, Rio de Janeiro e Nova York. A avaliação se dará em duas fases: na primeira, os concorrentes devem enviar pelo sistema de inscrição as imagens dos projetos, memorial descritivo e detalhamento técnico; aqueles selecionados pela comissão julgadora deverão entregar para a segunda fase um exemplar físico para análise, sendo que este ano só poderão ser inscritos projetos desenvolvidos nos últimos 5 anos.

Para coordenar a categoria Trabalhos Escritos, cujo tema central é ligado ao campo do design, este ano o Prêmio receberá Teresa Riccetti, docente e pesquisadora da Universidade Presbiteriana Mackenzie, no curso Design e doutora em Ciências pela UNIFESP, mestre em Arquitetura e Urbanismo pela FAU-USP e, no período de 1990/91, foi membro da equipe de designers do Laboratório Brasileiro de Design – LBDI/CNPq (Florianópolis, SC). É vice-líder do grupo de pesquisa: Design, Teoria e Projeto; atua na área do design de produtos com ênfase no mobiliário e paisagem doméstica.

Os Trabalhos Escritos serão avaliados em uma única fase: após a leitura criteriosa de cada um, os jurados se reunirão para discutir e avaliação final. A modalidade de ‘Trabalhos Escritos Publicados’ analisará obras em formato livro impresso, em primeira edição, nos últimos 3 anos, obrigatoriamente com ISBN e Ficha Catalográfica presentes na publicação, cujos direitos autorais pertençam ao participante ou que possuam devida autorização. Já em ‘Trabalhos Escritos Não Publicados’ considerará trabalhos de pós-graduação stricto sensu (dissertações, teses e livre-docência) apresentadas nos últimos 3 anos.

Inscrições
O regulamento está disponível no site do MCB e as inscrições deverão ser feitas até o dia 03 de julho, também pelo site. O participante poderá concorrer em quantas categorias desejar, com diferentes trabalhos, e a autoria dos projetos pode ser individual ou em grupo de até 15 pessoas. A taxa de inscrição é R$ 91,00 – com desconto de 50% para estudantes e Amigos do MCB e 20% para anunciantes e leitores da Revista L+D e associados da Abedesign.

Resultado e premiação
O resultado do concurso será divulgado no dia 23 de outubro. O primeiro lugar de cada categoria de Produtos e de Trabalhos Escritos Publicados será premiado com o valor bruto de R$ 6 mil e o vencedor na modalidade de Trabalhos Não Publicados receberá o valor bruto de R$ 2 mil. Além dos vencedores, premiados e menções honrosas, participarão da exposição do 33º Prêmio Design MCB outros trabalhos selecionados pelo júri, a peça vencedora do Concurso do Cartaz, os dois segundo lugares e 43 cartazes selecionados pelo júri no Concurso do Cartaz, realizado em abril. A exposição abrirá no dia 23 de novembro de 2019, com visitação até 02 fevereiro de 2020.

Concurso do Cartaz
O Concurso do Cartaz para a 33ª edição do Prêmio Design MCB recebeu neste ano 428 inscrições, com participantes de 18 estados, e teve como vencedor o trabalho de Stephanie Mathias de Souza, da ESPM São Paulo e orientação das professoras Marise de Chirico e Lara Wollmer.  O concurso vem sendo realizado anualmente de forma contínua pela instituição, como forma de incentivar a produção e o debate sobre essa peça gráfica e procurar restaurar sua centralidade nas campanhas divulgação.

A mostra do Concurso do Cartaz acontecerá em novembro, junto à exposição do 33ª Prêmio Design MCB, e contará com a participação do público em votação popular. Os visitantes da exposição receberão uma cédula para votar no cartaz favorito.

SERVIÇO:
33º Prêmio Design MCB
Inscrições: 07 de maio a 03 de julho pelo site http://www.mcb.org.br
Taxa de inscrição: R$ 91. Desconto de 50% para estudantes e Amigos do MCB e 20% para parceiros.
Resultado: pelo site http://www.mcb.org.br
Realização: MCB
Apoio: Senac SP, Abedesign, Revista L+D

Sobre o Prêmio Design MCB
O Prêmio Design MCB é realizado desde 1986 pelo Museu da Casa Brasileira. A premiação revela talentos e consagra profissionais e empresas. O Prêmio é dividido em dois momentos principais: o Concurso do Cartaz e, em seguida, a premiação dos produtos e trabalhos escritos. Entre maio e julho, o MCB recebe criações nas categorias: Construção, Transporte, Eletroeletrônicos, Iluminação, Mobiliário, Têxteis, Utensílios e Trabalhos Escritos. Os inscritos são analisados por duas comissões julgadoras independentes, uma para as categorias de Produto e outra para Trabalhos Escritos. Por fim, são escolhidos os premiados, divididos entre 1º, 2º e 3º lugares e menções honrosas, além dos selecionados que também compõe a exposição. Como resultado do Prêmio Design MCB, o Museu realiza uma mostra com os vencedores e selecionados de cada categoria da edição, que fica em cartaz por cerca de dois meses.

Sobre o MCB
O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, dedica-se à preservação e difusão da cultura material da casa brasileira, sendo o único museu do país especializado em arquitetura e design. A programação do MCB contempla exposições temporárias e de longa duração, com uma agenda que possui também atividades do serviço educativo, debates, palestras e publicações, contextualizando a vocação do museu para a formação de um pensamento crítico em temas como arquitetura, urbanismo, habitação, economia criativa, mobilidade urbana e sustentabilidade. Dentre suas inúmeras iniciativas, destacam-se o Prêmio Design MCB, principal premiação do segmento no país, realizado desde 1986; e o projeto Casas do Brasil, de resgate e preservação da memória sobre a rica diversidade do morar no país.

VISITAÇÃO
De terça a domingo, das 10h00 às 18h00
Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada) | Crianças até 10 anos e maiores de 60 anos são isentos | Pessoas com deficiência e seu acompanhante pagam meia-entrada
Gratuito aos finais de semana e feriados
Acessibilidade no local
Bicicletário com 40 vagas | Estacionamento pago no local
Visitas orientadas: (11) 3026.3913 | agendamento@mcb.org.br | http://www.mcb.org.br

Informações para a imprensa – Museu da Casa Brasileira
Suzana Gnipper – (11) 3026-3910 | comunicacao@mcb.org.br
Jaqueline Caires – (11) 3026-3900 | analistacomunicacao@mcb.org.br
Informações para a imprensa – Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo
Stephanie Gomes – (11) 3339-8243 | stgomes@sp.gov.br

Créditos: Jaqueline Caires – Museu da Casa Brasileira

Manchester City: campeão da Premier League 2018/2019

Jogadores do Manchester City comemoram um dos quatro gols feitos contra o Brighton neste domingo de festa para os Citizens. Foto: Glen Kyrk/AFP

Depois de sofrer um susto com o gol de Murray, aos 27 minutos do primeiro tempo, o Manchester City goleou o Brighton por 4 a 1 no Falmer Stadium, em Brighton, neste domingo (12), pela 38ª (e última) rodada da Premier League 2018/2019. Os gols dos Citizens foram marcados por Agüero, Laporte, Mahrez e Gündoğan. Com o triunfo, o time de Guardiola chegou aos 98 pontos e conquistou o título inglês com um ponto a mais que o Liverpool. Esse foi a sexta taça da competição conquistada pelo lado azul de Manchester.

O Brighton queria estragar a festa do Manchester City. Aos oito minutos, Jahanbakhsh foi lançado, cortou para o meio e bateu, mas Ederson só acompanhou a bola sair. No entanto, na sequência foi uma verdadeiro massacre dos Citizens. Aos 10, Agüero tentou e bateu na defesa. Depois, aos 13, Zinchenko cruzou, a redonda desviou em Knockaert e saiu para escanteio. No lance seguinte, o chute mascado de Mahre parou nas mãos de Ryan. Em outra jogada, aos 16, foi a vez de Zinchenko cruzar, a bola passou por todo mundo e saiu pela linha de fundo. Dois minutos depois, Sterling cruzou forte e Ryan deu um tapinha para afastar o perigo. O arqueiro do Brigton deu mais um tapa na redonda providencial no chute de Mahrez aos 22.

Depois desse bombardeio da equipe de Guardiola, os Albions chegaram com perigo aos 25, com Jahanbakhsh, que arriscou de longe e conseguiu um escanteio. Na sequência, em escanteio fechado, Murray ganhou de Zinchenko no alto e desviou antes da chegada de Ederson para colocar os donos da casa à frente. Mas a resposta do City veio um minuto depois. Laporte deu um bom passe para David Silva, que deu um toque de letra para Kun Agüero bater de canhota, rasteiro e por baixo das pernas de Ryan e empatar o jogo. O empate mal acontecera e os visitantes quase viraram no minuto seguinte. Zinchenko cruzou no segundo pau, David Silva mergulhou de cabeça e Ryan defendeu em dois tempos.

O arqueiro do Brighton estava se tornando o principal nome do jogo com importantes defesas. Aos 36, David Silva tocou para Mahrez, que finalizou com a direita para outra defesa de Ryan. Mas, de tanto insistir, o Manchester City conseguiu a virada ainda no primeiro tempo. Aos 38, em cobrança de escanteio, o zagueiro Laporte subiu sozinho na pequena área e cabeceou para as redes: City 2 a 1.

Mesmo com o placar favorável, a equipe de Manchester seguiu em cima, mas a defesa do Brighton conseguiu aliviar o perigo. E, antes do intervalo, os anfitriões ainda tiveram uma boa chance. Em cobrança de falta com efeito, Dunk quase surpreendeu Ederson. Mas a primeira etapa terminou com a vitória parcial dos Citizens por 2 a 1.

Na volta para a etapa final, o Manchester City começou pressionando e, com menos de cinco minutos, teve uma boa oportunidade com Mahrez, que bateu cruzado e desviou em Duffy para escanteio. A equipe da casa teve um bom momento no começo do segundo tempo. Aos oito, Knockaert cruzou e Dunk desviou por cima, mas sem levar perigo.

No entanto, o Manchester City não quis dar sopa para o azar e continuou a busca pelo terceiro gol. Aos 11, Agüero furou, Gündoğan carimbou a defesa na sobra. Aos 15, foi a vez de Sterling receber de costas, girar e bater fraco. Até que, aos 19, Mahrez recebeu de David Silva, deu um excelente corte no adversário e bateu firme da entrada da área, Ryan chegou a dar um tapinha na redonda, mas não o suficiente para evitar o gol: 3 a 1 para os Citizens e o título cada vez mais perto.

Embora estivesse amplamente confortável no jogo, o Manchester City queria mais. Aos 21, Gündoğan pegou a sobra da entrada da área e quase marcou o dele. Até que, aos 27, o alemão conseguiu fazer o seu gol. Em cobrança de falta, o camisa 8 mandou a esférica no ângulo e carimbar o título.

Com a goleada sacramentada, a equipe de Guardiola só administrou o resultado para poder comemorar o bicampeonato da Premier League de forma consecutiva. Fim de jogo no Palmer Stadium, Brighton 1, Manchester City 4.

Com uma campanha incontestável, o Manchester City atingiu a incrível marca de 98 pontos, dois a menos em relação a campanha do ano anterior. Mesmo com uma sequência absurda de 14 vitórias consecutivas, um tropeço hoje diante do modesto Brighton seria o suficiente para o título ficar com o Liverpool que, com 97 pontos, tornou-se o melhor vice-campeão da história da Inglaterra. Se, por um lado, o tabu de 30 anos sem títulos do campeonato nacional vai continuar para os Reds, por outro, como “prêmio de consolação”, a equipe de Jürgen Klopp poderá conquistar a UEFA Champions League no próximo dia 1º de junho, em Madri, contra o Tottenham.

Além do campeão Manchester City e do vice Liverpool, o Chelsea e o Tottenham garantiram a vaga para a próxima UEFA Champions League. O Arsenal, quinto colocado, ficou com a vaga da UEFA Europa League. E o Manchester United, que se encerrou a temporada de forma melancólica ao perder em casa para o Cardiff por 2 a 0, terminou em sexto, mas, dependendo da combinação das finais das competições europeias dessa temporada, poderá “beliscar” uma vaga na Liga Europa. Enquanto isso, na parte debaixo da tabela, foram rebaixados o Cardiff, o Fulham e, com apenas 16 pontos, o Huddersfield.

A seguir, os resultados da última rodada, a classificação final da Premier League 2018/2019, o resumo da campanha do campeão e a ficha técnica do “jogo do título”.

Data – Jogo – Local:
12/05 – Brighton 1×4 Manchester City – Falmer Stadium, Brighton
12/05 – Liverpool 2×0 Wolverhampton – Anfield Road, Liverpool
12/05 – Burnley 1×3 Arsenal – Turf Moor, Burnley
12/05 – Leicester City 0X0 Chelsea – King Power Stadium, Leicester
12/05 – Fulham 0x4 Newcastle – Craven Cotage, Londres
12/05 – Crystal Palace 5×3 Bournemouth – Selhurst Park, Londres
12/05 – Warford 1×4 West Ham – Vicarage Road, Walford
12/05 – Tottenham 2×2 Everton – Tottenham Hotspur Stadium, Londres
12/05 – Southampton 1×1 Huddersfield – St. Mary’s Stadium, Southampton
12/05 – Manchester United 0x2 Cardiff – Old Trafford, Manchester

Classificação final:
Pos. – Equipe – Pontos:
1. Manchester City – 98 pontos
2. Liverpool – 97
3. Chelsea – 72
4. Tottenham – 71
5. Arsenal – 70
6. Manchester United – 66
7. Wolverhampton – 57
8. Everton – 54
9. Leicester – 52
10. West Ham – 52
11. Watford – 50
12. Crystal Palace – 49
13. Newcastle – 45
14. Bournemouth – 45
15. Burnley – 40
16. Southampton – 39
17. Brighton – 36
18. Cardiff – 34
19. Fulham – 26
20. Huddersfield – 16

Resumo da campanha do campeão.
Data – Jogo – Local:
12/08/2018 – Arsenal 0x2 Manchester City – Emirates Stadium, Londres
19/08/2018 – Manchester City 6×1 Huddersfied – Etihad Stadium, Manchester
25/08/2018 – Wolverhampton 1×1 Manchester City – Molineux Stadium, Wolverhampton
01/09/2018 – Manchester City 2×1 Newcastle – Etihad Stadium, Manchester
15/09/2018 – Manchester City 3×0 Fulham – Etihad Stadium, Manchester
22/09/2018 – Cardiff City 0x5 Manchester City – Cardiff City Stadium, Cardiff
29/09/2018 – Manchester City 2×0 Brighton – Etihad Stadium, Manchester
07/10/2018 – Liverpool 0x0 Manchester City – Anfield Road, Liverpool
20/10/2018 – Manchester City 5×0 Burnley – Etihad Stadium, Manchester
29/10/2018 – Tottenham 0x1 Manchester City – Tottenham Hotspur Stadium, Londres
04/11/2018 – Manchester City 6×1 Southampton – Etihad Stadium, Manchester
11/11/2018 – Manchester City 3×1 Manchester United – Etihad Stadium, Manchester
24/11/2018 – West Ham 0x4 Manchester City – Olímpico de Londres, Londres
01/12/2018 – Manchester City 3×1 Bournemouth – Etihad Stadium, Manchester
04/12/2018 – Watford 1×2 Manchester City – Vicarage Road, Watford
08/12/2018 – Chelsea 2×0 Manchester City – Stamford Bridge, Londres
15/12/2018 – Manchester City 3×1 Everton – Etihad Stadium, Manchester
22/12/2018 – Manchester City 2×3 Crystal Palace – Etihad Stadium, Manchester
26/12/2018 – Leicester City 2×1 Manchester City – King Power Stadium, Leicester
30/12/2018 – Southampton 1×3 Manchester City – St. Mary’s Stadium, Southampton
03/01/2019 – Manchester City 2×1 Liverpool – Etihad Stadium, Manchester
14/01/2019 – Manchester City 3×0 Wolverhampton – Etihad Stadium, Manchester
20/01/2019 – Huddersfield 0x3 Manchester City – John Smith’s Stadium, Huddersfield
29/01/2019 – Newcastle 2×1 Manchester City – St. James’s Park, Newcastle
03/02/2019 – Manchester City 3×1 Arsenal – Etihad Stadium, Manchester
10/02/2019 – Manchester City 6×0 Chelsea – Etihad Stadium, Manchester
06/02/2019 – Everton 0x2 Manchester City – Goodison Park, Liverpool
27/02/2019 – Manchester City 1×0 West Ham – Etihad Stadium, Manchester
02/03/2019 – Bournemouth 0x1 Manchester City – Vitality Stadium, Bournemouth
09/03/2019 – Manchester City 3×1 Watford – Etihad Stadium, Manchester
24/04/2019 – Manchester United 0x2 Manchester City – Old Trafford, Manchester
30/03/2019 – Fulham 0x2 Manchester City – Crave Cottage, Fulham
03/04/2019 – Manchester City 2×0 Cardiff City – Etihad Stadium, Manchester
14/04/2019 – Crystal Palace 1×3 Manchester City – Selhurst Park, Londres
20/04/2019 – Manchester City 1×0 Tottenham – Etihad Stadium, Manchester
28/04/2019 – Burnley 0x1 Manchester City – Turf Moor, Burnley
06/05/2019 – Manchester City 1×0 Leicester – Etihad Stadium, Manchester
12/05/2019 – Brighton 1×4 Manchester City – Amex Stadium, Burnley

FICHA TÉCNICA: BRIGHTON 1×4 MANCHESTER CITY
Competição/Fase: Premier League (Campeonato Inglês) 2018/2019 – 38ª rodada
Local: Amex Stadium, Burnley
Data: 12 de maio de 2019, domingo – 11h (horário de Brasília)
Árbitro: Michael Oliver
Auxiliares: Stuart Burt e Simon Bennet
Cartões Amarelos: não houve
Gols: Murray, aos 27 min (1-0), Agüero, aos 28 min (1-1) e Laporte, aos 38 min do 1º tempo (1-2); Mahrez, aos 18 min (1-3) e Gündoğan, aos 27 min do 2º tempo (1-4)
BURNLEY: 1.Ryan; 2.Bruno (22.Montoya), 4.Duffy, 5.Dunk e 30.Bernardo; 7.Kayal, 8.Bissouma, 13.Gross, 11.Knockaert e 16.Jahanbakhfh (9.Locadia); 17.Murray (10.Adone). Técnico: Chris Hughton
MANCHESTER CITY: 31.Ederson; 2.Walker (3.Danilo), 4.Kompany (30.Otamendi), 14.Laporte e 35.Zinchenko; 8.Gündoğan, 20.Bernardo Silva e 21.David Silva (17.De Bruyne); 26.Mahrez, 10.Agüero e 7.Sterling. Técnico: Pep Guardiola

Parabéns ao Manchester City Football Club pelo tíutlo.

Por Jorge Almeida

 

Encerrada a fase de grupos da Copa Libertadores da América 2019

16 equipes seguem na busca do troféu mais cobiçado da América do Sul

Quatro jogos realizados na noite desta quinta-feira (9) ajudaram a definir o encerramento da fase de grupos da Copa Libertadores da América 2019. Após seis rodadas da competição, 16 equipes seguem na luta pelo troféu mais cobiçado do Hemisfério Sul. Além deles, outros oito clubes disputarão a Copa Sulamericana.

O primeiro grupo a ter a situação definida foi o E. Com a realização das duas partidas simultâneas na terça-feira (7). Em Montevidéu, no Parque Central, o Nacional empatou em 1 a 1 com o Cerro Porteño. O resultado deixou as duas equipes empatadas na liderança, com 13 pontos, mas os paraguaios ficaram com o primeiro lugar devido ao melhor saldo de gols. Na outra partida da chave, o Atlético Mineiro foi até a Venezuela e derrotou o Zamora por 2 a 1. A vitória deixou o Galo com seis pontos em terceiro lugar e, como “prêmio de consolação”, o time mineiro disputará a Copa Sulamericana na sequência da temporada. A equipe venezuelana se despediu do certame com três pontos ganhos.

No mesmo dia, só que um pouco mais tarde, o grupo A foi concluído. Mas a situação por lá já estava definida e, portanto, os jogos foram só mais para o cumprimento da talbea. No Monumental de Núñez, em Buenos Aires, o River Plate recebeu o Internacional. O duelo terminou empatado em 2 a 2, resultado que manteve o Colorado na liderança, com 14 pontos, seguido pelos millonarios, que ficaram com 10, e manteve os dois clubes invictos na Liberta. Na outra partida do grupo, o Palestino surpreendeu o Alianza Lima no Alejandro Villanueva ao vencer a equipe peruana por 2 a 1. O clube chileno terminou sua participação com sete pontos, enquanto o Alianza ficou na lanterna com mísero um ponto conquistado em seis jogos.

Na quarta-feira (8), mais quatro grupos tiveram seus classificados assegurados. No grupo B, o classificadíssimo Cruzeiro tinha tudo para manter os 100% de aproveitamento ao receber o Emelec no Mineirão, mas o clube celeste foi nocauteado pelos equatorianos ao perder a partida por 2 a 1, mas, apesar do revés, a equipe de Mano Menezes permaneceu no topo, com 15 pontos, enquanto o seu algoz foi a nove. No outro embate, o já eliminado Huracán conseguiu a sua primeira vitória no torneio ao golear o Deportivo Lara em casa por 3 a 0 e, com quatro pontos, ainda ficou atrás do adversário da ocasião, que, mesmo derrotado, permaneceu com cinco pontos e vai para a Sulamericana.

Pelo grupo H, Grêmio e Universidad Católica fizeram um duelo direto para seguir adiante na Libertadores na Arena do Grêmio. O Tricolor gaúcho não decepcionou o seu torcedor e faturou o adversário por 2 a 0. O resultado colocou o Grêmio na vice-liderança com 10 pontos, enquanto os chilenos mantiveram os sete pontos e um lugar na Sulamericana. O campeão do grupo foi o Libertad que, apesar de ter sido derrotado pelo já eliminado Rosário Central, no Gigante de Arroyto, em Rosário, por 2 a 1, ficou com 12 pontos, deixando a equipe auriazul com cinco.

O Palmeiras confirmou o favoritismo e venceu o San Lorenzo no Allianz Parque por 1 a 0. O triunfo alviverde não só consolidou o primeiro lugar da equipe, com 15 pontos, como deixou o clube com a melhor campanha de todos os participantes (superando o Cruzeiro no saldo de gols). Apesar da derrota, o time do Papa Francisco permaneceu em segundo lugar do grupo F com 10 pontos. Já em Barranquilla, o Junior Barranquilla conseguiu a proeza de perder em casa para o Melgar por 1 a 0 e viu o seu adversário ir a sete pontos e roubar a sua vaga para a Copa Sulamericana, e segurou a lanterna com apenas três pontos.

No grupo D, excetuando o já eliminado San José, três equipes brigaram até a rodada derradeira da fase de grupos para ficar com duas vagas. O Flamengo dependia apenas de si não só para se classificar como também para ser o líder do grupo. E, para atingir o seu objetivo, o Mengão foi até Montevidéu e voltou com um precioso empate em 0 a 0 contra o Peñarol e foi aos dez pontos, a mesma pontuação dos uruguaios, que só ficou em terceiro porque, na outra partida do grupo, a LDU goleou o San José por 4 a 0, em Quito, e também alcançou os mesmos dez pontos. Assim, Flamengo, LDU e Peñarol fizeram a mesma pontuação (10 pontos), mas o saldo de gols (na verdade, as goleadas feitas no frágil equipe boliviana) foi crucial para a classificação do rubronegro e do clube equatoriano.

No grupo C, as quatro equipes chegaram em condições de conseguirem a classificação para a sequência do certame. O Olímpia acabou sendo derrotado em seus domínios por 1 a 0 para o Sporting Cristal, mas, graças ao saldo de gols, foi o campeão do grupo com nove pontos. Aliás, foi a mesma pontuação do segundo colocado, o Godoy Cruz, que bateu o Universidad de Concepción, no Estádio Malvinas Argentinas pelo mesmo placar. Por conta da derrota para os paraguaios, o Sporting Cristal ficou com sete pontos e vai para a Sulamericana. Já o Universidad de Concepción se despediu com seis pontos.

E, para finalizar, o grupo G, que teve o confronto direto pelo primeiro lugar protagonizado por Boca Juniors e Athletico Paranaense, que se enfrentaram em La Bombonera. Os Xeneizes levaram a melhor ao vencer o Furacão, de virada, por 2 a 1, e alcançou os 11 pontos, deixando o rubronegro paranaense em segundo com nove. No outro duelo, o Tolima foi até a Bolívia, passou pelo Jorge Wilstermann ao derrotar o oponente por 2 a 0 e foi a sete pontos e o seu adversário deu adeus para a Libertadores com apenas cinco pontos ganhos em seis partidas.

Com isso, a fase de grupos da Libertadores chegou ao fim. Os classificados para as oitavas-de-final da competição saberão quem serão os seus adversários na próxima segunda-feira (13), dia em que a Conmebol fará o sorteio dos confrontos para a sequência do torneio (os campeões dos grupos ficarão em um pote e os segundos colocados em outro). Os terceiros colocados de cada grupo irão disputar a Copa Sulamericana e também saberão quem irão pegar na sequência daquela competição através de sorteio.
Aliás, dependendo da combinação do sorteio, as oitavas-de-final da Liberta poderá ter clássicos nacionais logo de cara, tipo: Boca Juniors x River Plate ou um Gre-Nal, por exemplo.

A seguir a relação dos classificados para as oitavas-de-final da Libertadores da América, os clubes que irão disputar a Copa Sulamericana, os resultados da última rodada da fase de grupos e a classificação final dessa fase.

Classificados em 1º lugar (por ordem de grupo): Internacional, Cruzeiro, Olímpia, Flamengo, Cerro Porteño, Palmeiras, Boca Juniors e Libertad

Classificados em 2º lugar (por ordem de grupo): River Plate, Emelec, Godoy Cruz, LDU, Nacional, San Lorenzo, Athletico Paranaense e Grêmio

Terceiros colocados – Vaga para Copa Sulamericana (por ordem de grupo): Palestino, Deportivo Lara, sporting Cristal, Peñarol, Atlético Mineiro, Melgar, Tolima e Universidad Católica

– Resultados da última rodada da fase de grupos:
Data – Jogo – Local:
07/05 – Zamora (VEN) 1×2 Atlético Mineiro (BRA) – Agustín Tovar, Barinas (VEN)
07/05 – Nacional (URU) 1×1 Cerro Porteño (PAR) – Gran Parque Central, Montevidéu (URU)
07/05 – River Plate (ARG) 2×2 Interncional (BRA) – Monumental de Núñez, Buenos Aires (ARG)
07/05 – Alianza Lima (PER) 1×2 Palestino (CHI) – Alejandro Villanueva, Lima (CHI)
08/05 – Cruzeiro (BRA) 1×2 Emelec (EQU) – Mineirão, Belo Horizonte (BRA)
08/05 – Huracán (ARG) 3×0 Deportivo Lara (VEN) – Tomás Adolfo Ducó, Buenos Aires (ARG)
08/05 – Rosário Central (ARG) 2×1 Libertad (PAR) – Gigante de Arroyito, Rosário (ARG)
08/05 – Grêmio (BRA) 2×0 Universidad Católica – Arena do Grêmio, Porto Alegre (BRA)
08/05 – Junior Barranquilla (COL) 0x1 Melgar – Estádio Metropolitano, Barranquilla (COL)
08/05 – Palmeiras (BRA) 1×0 San Lorenzo (ARG) – Allianz Parque, São Paulo (BRA)
08/05 – LDU (EQU) 4×0 San José (BOL) – Casa Blanca, Quito (EQU)
08/05 – Peñarol (URU) 0x0 Flamengo (BRA) – Campeon del Siglo, Montevidéu (URU)
09/05 – Godoy Cruz (ARG) 1×0 Universidad de Concepción (CHI) – Malvinas Argentinas, Mendoza (ARG)
09/05 – Olímpia (PAR) 0x1 Sporting Cristal (PER) – Manuel Ferreira, Assunção (PAR)
09/05 – Jorge Wilstermann (BOL) 0x2 Tolima (COL) – Félix Capriles, Cochabamba (COL)
09/05 – Boca Juniors (ARG) 2×1 Athletico Paranaense (BRA) – La Bombonera Buenos Aires (ARG)

– Classificação final da fase de grupos da Copa Libertadores da América 2019.
Pos. – Equipe – Pontos:
Grupo A:
1. Internacional (BRA) – 14 pontos
2. River Plate (ARG) – 10
3. Palestino (CHI) – 7
4. Alianza Lima (PER) – 1

Grupo B:
1. Cruzeiro (BRA) – 15 pontos
2. Emelec (EQU) – 9
3. Deportivo Lara (VEN) – 5
4. Huracán (ARG) – 4

Grupo C:
1. Olímpia (PAR) – 9 pontos
2. Godoy Cruz (ARG) – 9
3. Sporting Cristal (PER) – 7
4. Universidad de Concepción – 6

Grupo D:
1. Flamengo (BRA) – 10 pontos
2. LDU Quito (EQU) – 10
3. Peñarol (URU) – 10
4. San José (BOL) – 4

Grupo E:
1. Cerro Porteño (PAR) – 13 pontos
2. Nacional (URU) – 13
3. Atlético Mineiro (BRA) – 6
4. Zamora (VEN) – 3

Grupo F:
1. Palmeiras (BRA) – 15 pontos
2. San Lorenzo (ARG) – 10
3. Melgar (PER) – 7
4. Junior Barranquilla (COL) – 3

Grupo G:
1. Boca Juniors (ARG) – 11
2. Athletico Paranaense (BRA) – 9
3. Deportes Tolima (COL) – 8
4. Jorge Wilstermann (BOL) – 5

Grupo H:
1. Libertad (PAR) – 12
2. Grêmio (BRA) – 10
3. Universidad Católica (CHI) – 7
4. Rosário Central (ARG) – 5

Parabéns aos classificados e boa sorte na sequência do torneio.

Por Jorge Almeida