Sampaio Corrêa: campeão maranhense 2017

Jogadores e comissão técnica do Sampaio Corrêa comemoram o título maranhense de 2017. Foto: Lucas Almeida

O Sampaio Corrêa sagrou-se campeão maranhense de 2017 na noite desta quinta-feira (29) depois de derrotar o Cordino por 2 a 1 no Estádio Frei Epifânio, em Imperatriz, no Maranhão. Os gols da partida foram marcados por Fredson (contra) para a Onça Cordina, e Isac e Da Silva (contra) para a equipe da capital maranhense. Como havia vencido o primeiro jogo da final pelo mesmo placar, a Bolívia Querida fez 4 a 2 no placar agregado e levou o título estadual pela 33ª vez em sua história.

Precisando reverter a desvantagem adquirida no primeiro jogo, o Cordino começou a partida do jeito que o torcedor queria: um gol no começo do jogo. Aos dois minutos, Pedro Gusmão cobrou falta e Fredson, na tentativa de afastar, jogo contra o próprio patrimônio e colocou a Onça na frente. Dois minutos depois, Jeferson cobrou falta com perigo e Alex Alves defendeu.

No entanto, o Sampaio Corrêa jogou um balde de água fria no time de Barra do Corda em seu primeiro ataque. Aos 9, Felipe Marques partiu pela direita e cruzou rasteiro para Isac, de peito, completar e empatar o jogo.

Na sequência, aos 10, Jeferson cobrou escanteio e Ulisses cabeceou no travessão de Alex Alves.

Depois de um começo eletrizante, o jogo caiu de produção e os dois times trocaram o futebol pela forte marcação, com algumas entradas até mais ríspidas.

O Cordino teve duas oportunidades em menos de cinco minutos. Aos 24, Pedro Gusmão partiu pela direita e arriscou um chute cruzado para Alex fazer a defesa. Aos 28 foi a vez de Jeferson cobrar falta com perigo pela meta do Sampaio.

A reação do CEC parou aí. Nos dez minutos finais, só deu a Bolívia Querida. Aos 35, Diego Silva recebeu na entrada da área, arriscou o chute e Eduardo Alves defendeu. Três minutos depois foi a vez de Hiltinho invadir a área, encarar a marcação e chutar, mas a redonda desviou na zaga e saiu com perigo pela linha de fundo. Na sequência, Felipe Marques cruzou, Da Silva tentou o domínio e marcou contra, virando o jogo para o tricolor.

Com a vantagem, a equipe da capital ainda esteve perto do terceiro gol. Aos 44, Felipe Marques recebeu a bola sem goleiro, mas não conseguiu alcançar e mandou por cima da meta do Cordino.

Na etapa final, o Sampaio Corrêa voltou melhor e continuou a dominar as principais ações da partida. Aos cinco minutos, Roniery tocou para o meio da área, Isac rolou para Hiltinho que, desmarcado, mandou por cima do gol.

A situação poderia ficar ainda melhor para a Bolívia Querida aos 13, quando Alison tentou afastar a bola e a mesma bateu no braço dentro da área. Pênalti. Isac cobrou, Eduardo Alves defendeu o chute e afastou o perigo em cima da linha. Essa foi a quinta cobrança desperdiçada pelo Sampaio na temporada, sendo a quarta pelo Campeonato Maranhense.

O jogo seguiu disputado e a produção de ambos caiu no segundo tempo. Aos 31, Hiltinho cobou falta no cantinho, Eduardo Alves defendeu parcialmente, Diego Silva tentou pegar a sobra e o arqueiro pegou novamente. O Cordino deu o troco no minuto seguinte com Jocivan, que arriscou da intermediária e a esférica passou por cima do gol de Diego Alves.

O Sampaio passou a administrar o jogo e ficou à espera do apito do árbitro. E, antes de poder soltar o grito, ainda teve outra boa oportunidade aos 41 minutos. Hiltinho acionou Felipe Marques, que arriscou de fora da área e a bola passou com perigo pela meta de Eduardo Alves.

A partida seguiu até os 50 minutos com o torcedor boliviano comemorando o título nas arquibancadas do Frei Epifânio, em Imperatriz. Fim de jogo, Sampaio Corrêa 2, Cordino 1.

Em uma partida marcada por gols contra e lances bizarros, o Sampaio Corrêa levou a melhor diante do Cordino e bateu a equipe de Barra do Corda por 2 a 1, o mesmo resultado do primeiro jogo da final do Campeonato Maranhense realizado no Castelão, na capital São Luís. Assim, a Bolívia Querida ergue o seu 33º título estadual e encerra um jejum de três anos sem conquistas. O jovem Cordino que, por sua vez, poderia entrar para história com o seu primeiro troféu em sete anos de existência, foi prejudicado com as confusões extracampo envolvendo a Federação Maranhense de Futebol com as indefinições do campeonato, o que levou o adiamento da decisão e, consequentemente, fez o time perder parte do elenco que o levou à decisão.

Com o título assegurado, o Sampaio Corrêa garante vaga direto na fase de grupos da Copa do Nordeste, enquanto o vice-campeão Cordino disputará uma fase preliminar para disputar a Lampions League de 2018. Os dois times também estão assegurados na Copa do Brasil do ano que vem.

Primeiro Turno (Grupo A):
21/01/2017 – Sampaio Corrêa 2×0 Santa Quitéria – Castelão, São Luís (MA)
1º/02/2017 – Sampaio Corrêa 1×1 São José – Castelão, São Luís (MA)
15/02/2017 – Imperatriz 1×1 Sampaio Corrêa – Frei Epifânio, Imperatriz (MA)
19/02/2017 – Santa Quitéria 2×1 Sampaio Corrêa – Rodrigão, Santa Quitéria do Maranhão (MA)
04/03/2017 – São José 2×0 Sampaio Côrrea – Dario Santos, São José de Ribamar (MA)
19/03/2017 – Sampaio Corrêa 1×1 Imperatriz – Castelão, São Luís (MA)
Segundo Turno (Grupo A):
05/04/2017 – Sampaio Corrêa 1×1 Cordino – Castelão, São Luís (MA)
09/04/2017 – Americano 0x3 Sampaio Corrêa – Nhozinho Santos, São Luís (MA)
12/04/2017 – Sampaio Corrêa 1×1 Maranhão – Castelão, São Luís (MA)
16/04/2017 – Moto Club 0x1 Sampaio Côrrea – Castelão, São Luís (MA)
Semifinal:
20/04/2017 – Sampaio Corrêa 2×2 Moto Club – Castelão, São Luís (MA)
Final (Segundo Turno):
29/04/2017 – Cordino 1×1 Sampaio Corrêa – Leandrão, Barra do Corda (MA)
07/06/2017 – Sampaio Corrêa 4×1 Cordino – Castelão, São Luís (MA)
Final:
15/06/2017 – Sampaio Corrêa 2×1 Cordino – Castelão, São Luís (MA)
29/06/2017 – Cordino 1×2 Sampaio Corrêa – Frei Epifânio, Imperatriz

FICHA TÉCNICA: CORDINO 1×2 SAMPAIO CORRÊA
Competição/fase: Campeonato Maranhense 2017 – final (segundo jogo)
Local: Estádio Frei Epifânio D’Abadia, Imperatriz (MA)
Data: 29 de junho de 2017, quarta-feira – 20h15 (horário de Brasília)
Árbitro: Mayron Frederico dos Reis Novaes (MA)
Assistentes: Cícero Romão Batista Silva (MA) e Carlos André Pereira de Souza (MA)
Cartões Amarelos: Romero, Bruno Pikí e Lucas (Cordino); Esquerdinha e Jean (Sampaio Corrêa)
Gols: Fredson (contra), aos 2 min do 1º tempo (1-0), Isac, aos 9 min do 1º tempo (1-1) e Da Silva (contra), aos 39 min do 1º tempo (1-2)
CORDINO: 1.Eduardo Alves; 2.Alef, 3.Bruno Pikí, 4.Da Silva e 6.Jefferson (14.Lucas); 8.Romero, 5.Júnior Negrão (17.Emerson), 7.Alison e 11.Jocivan; 9.Pedro Gusmão e 10.Ulisses. Técnico: Marlon Cutrim
SAMPAIO CORRÊA: 1.Alex Alves; 2.Roniery, 3.Fredson (15.Alex), 4.Maracás e 6.Esquerdinha; 5.César Sampaio, 8.João Vítor, 11.Felipe Marques (Uilian) e 7.Diego Silva; 10.Hiltinho (17.Ricardo Maranhão) e 9.Isac. Técnico: Francisco Diá

Parabéns ao Sampaio Corrêa Futebol Clube pelo título.

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s