Sport: campeão pernambucano de 2017

Jogadores do Sport comemoram o gol de Everton Felipe (ao centro, de costas). Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Depois de 52 dias, finalmente o Campeonato Pernambucano teve o seu segundo jogo da decisão do Estadual, após as atrapalhadas da Federação Pernambucana de Futebol. Na finalíssima, disputada na noite desta quarta-feira (28), o Sport Recife bateu o Salgueiro, no Estádio Cornélio de Barros, por 1 a 0 e conquistou o 41º estadual de sua história. O gol do título foi marcado por Everton Felipe, aos 36 minutos do segundo tempo. Como as duas equipes empataram o primeiro jogo da final em 1 a 1 na Ilha do Retiro no longínquo 7 de maio, o Leão da Ilha fez 2 a 1 no placar agregado e ficou com a taça.

A decisão começou muito brigada, com mais marcação e poucas jogadas. O Salgueiro aproveitou o barulho de sua torcida para pressionar e, assim, criou a primeira oportunidade aos sete minutos com Rodolfo Potiguar em cobrança de falta, que bateu forte e mandou para fora. Três minutos depois, o time da casa quase abre o placar. Samuel Xavier vacilou e Álvaro chegou antes de Magrão e cruzou, mas Durval impediu o gol do Salgueiro.

O Carcará tentou se impor, mas o Leão da Ilha conseguiu conter o ímpeto do adversário, mas não consegue criar. Boa parte disso se deve pelo fato de a bola quicar muito no gramado, o que dificulta o controle da posse para os dois times. Tanto que a primeira chegada do rubronegro de Recife veio aos 18 minutos. Everton Felipe recebeu pela esquerda, tentou de canhota e a bola subiu demais.

O jogo seguiu com as duas equipes tentando achar brechas para invadir as defesas adversárias, mas sem muito sucesso. Essa situação perdurou até os 31 minutos, quando em um vacilo da defesa salgueirense, a redonda sobrou para André, que chutou, mas Mondragon defendeu sem dificuldades.

O Sport começou a gostar do jogo e teve mais duas chances. Aos 35, Everton cobrou falta, mas Rithely não conseguiu cabecear e a esférica passou próximo da meta de Mondragon e saiu. No minuto seguinte, André recebeu passe de Diego Souza, entrou na área, mas preferiu passar para Lenis e perdeu uma boa oportunidade.

Na etapa complementar, a partida seguiu truncada, com as duas equipes apresentando um futebol paupérrimo e muitos erros de passe. A postura das duas equipes é a mesma em relação ao primeiro tempo. O primeiro lance de emoção no segundo tempo, de fato, ocorreu aos 24 minutos. O Salgueiro chegou a fazer um gol, após o escanteio, mas, segundo a arbitragem, saiu pela linha de fundo. A partida foi paralisada para Wilton Pereira Sampaio pedir auxílio para o árbitro de vídeo que, depois de cinco minutos de interrupção, deu tiro de meta.

Depois da polêmica, o jogo prosseguiu e, quando o marasmo seguiu na partida, que parecia ir para a disputa por pênaltis, o lance que definiu o campeonato. Aos 36, Magrão cobrou tiro de meta, Diego Souza resvalou de cabeça, André ajeitou de peito para Everton Felipe preparar e acertar um chutaço de fora da área. Golaço. A esférica ainda desviou em Moreilândia antes de encobrir Mondragon.

Depois do tento, os visitantes passaram a administrar o resultado. Contudo, o Carcará do Sertão não desistiu e tentou buscar o empate. Aos 44, Willian Lira gingou para cima da defesa adversária na intermediária e arriscou. A bola foi para fora e assustou Magrão. Três minutos depois, o camisa 9 salgueirense tentou de novo ao chutar rasteiro, mas o arqueiro rubronegro defendeu sem dificuldades. No entanto, a decisão foi até os 50 minutos, que terminou com vitória do Sport pelo placar de 1 a 0 e, consequentemente, a equipe de Recife conquista o seu 41º título estadual.

O primeiro tempo mostrou um jogo bastante equilibrado, o Salgueiro foi ligeiramente superior até a metade da etapa inicial e, depois, o Sport cresceu um pouco, mas, no entanto, não houve nenhuma superioridade por parte das equipes e o empate foi justo nos 45 minutos iniciais. No segundo tempo, o jogo seguiu fraco, com muitos erros de passes e poucas chances de gol. Até que o Salgueiro chegou a balançar as redes aos 24, mas a arbitragem invalidou o lance porque a bola saiu pela linha de fundo após uma cobrança de escanteio. E quando tudo levava a crer que o jogo poderia ir às penalidades, Everton Felipe acertou um belo chute na altura da meia-lua e surpreendeu Mondragon e fez o gol do título para o Leão da Ilha. E, apesar de ter comandado o Leão da Praça da Bandeira apenas no último jogo do Campeonato Pernambucano, é mais um título na carreira de Vanderlei Luxemburgo, o primeiro conquistado no Nordeste.

Assim, além do campeão Sport e do vice Salgueiro, o outro representante pernambucano na Copa do Nordeste em 2018 será o Santa Cruz, que levou a melhor diante do Náutico na disputa do terceiro lugar. A Coral fez 3 a 2 no placar agregado contra o Timbu no mês de maio.

A seguir, o resumo da campanha do campeão e a ficha técnica da final.

Segunda Fase (Hexagonal do Título):
28/01/2017 – Sport 3×0 Central – Ilha do Retiro, Recife (PE)
02/02/2017 – Salgueiro 0x0 Sport – Cornélio de Barros, Salgueiro (PE)
15/02/2017 – Sport 1×0 Belo Jardim – Ilha do Retiro, Recife (PE)
18/02/2017 – Santa Cruz 1×1 Sport – Arruda, Recife (PE)
1º/03/2017 – Sport 1×1 Náutico – Ilha do Retiro, Recife (PE)
05/03/2017 – Náutico 2×1 Sport – Arena Pernambuco, São Lourenço da Mata (PE)
19/03/2017 – Belo Jardim 0x1 Sport – Arruda, Recife (PE)
26/03/2017 – Sport 1×1 Santa Cruz – Ilha do Retiro, Recife (PE)
03/04/2017 – Sport 2×2 Salgueiro – Ilha do Retiro, Recife (PE)
09/04/2017 – Central 1×3 Sport – Arruda, Recife (PE)
Semifinais:
16/04/2017 – Sport 3×2 Náutico – Ilha do Retiro, Recife (PE)
23/04/2017 – Náutico 1×1 Sport – Arena Pernambuco, São Lourenço da Mata (PE)
Final:
07/05/2017 – Sport 1×1 Salgueiro – Ilha do Retiro, Recife (PE)
28/06/2017 – Salgueiro 0x1 Sport – Cornélio de Barros, Salgueiro (PE)

FICHA TÉCNICA: SALGUEIRO 0x1 SPORT
Competição/fase: Campeonato Pernambucano 2017 – final (segundo jogo)
Local: Estádio Cornélio de Barros, Salgueiro (PE)
Data: 28 de junho de 2017, quarta-feira – 21h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marcelo Carvalho (SP)
Cartões Amarelos: Rodolfo Potiguar, Jean Carlos e Daniel Nazaré (Salgueiro); Durval, Reinaldo Lenis, Fábio e André (Sport)
Gol: Everton Felipe, aos 36 min do 2º tempo (0-1)
SALGUEIRO: 1.Mondragon. 2.Marcos Tamandaré, 3.Ranieri, 4.Luís Eduardo e 6 Daniel Nazaré; 5.Rodolfo Potiguar, 8.Moreilândia e 10.Toty; 7.Jean Carlos (19.Dadá),  9.Willian Lira e 11.Álvaro. Técnico: Evandro Guimarães
SPORT: 1.Magrão; 27.Samuel Xavier 3.Ronaldo Alves, 4.Durval e 23.Raul Prata (40.Evandro); 5.Rodrigo (44.Thallyson), 21.Rithely, 87.Diego Souza e 97.Everton Felipe; 7.Reinaldo Lenis (9.Leandro Pereira) e 90.André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Parabéns ao Sport Club do Recife pelo título.

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s