Show do Arnaldo Antunes no Sesc Pompéia (22.06.2017)

Arnaldo Antunes entre Curumim (à esquerda) e Betão Aguiar (à direita) em ação no Sesc Pompeia. Foto: Isis Naura

O cantor e compositor Arnaldo Antunes começou uma série de quatro apresentações no Sesc Pompéia, em São Paulo, nesta quinta-feira (22). O ex-titã e banda está a promover o mais novo trabalho “Ao Vivo Em Lisboa”, que foi gravado na capital portuguesa. A apresentação basicamente foi com material de seus três últimos álbuns de estúdio: “Iê Iê Iê” (2009), “Disco” (2013) e “Já É” (2015).

Com os ingressos esgotados para a apresentação na Choperia da unidade, Arnaldo Antunes, acompanhado de Chico Salém (guitarra, violão e backing vocal), Betão Aguiar (baixo e backing vocal), Curumim (bateria e backing vocal) e André Lima (teclados, sanfona e backing vocal), adentram ao palco pontualmente às 21h40 e já mandam duas músicas do álbum “Já É” – “Antes”, com direito a Arnaldo acompanhado de um violão, e “Põe Fé Que Já É”.

O compositor saúda o público e deixou a brecha para o próximo tema ao comentar: “A casa é de vocês!”, era a vez de “A Casa É Sua”, um dos principais hits do álbum “Iê Iê Iê”. Posteriormente o show seguiu com “Trato”, de “Disco”, cuja versão de estúdio tem as participações de Céu e Hyldon, que são co-autores da música. Antunes e companhia voltaram um pouco mais no tempo, até 2001, para resgatar “Atenção”, faixa do disco “Paradeiro”.

Arnaldo Antunes aproveitou a oportunidade que a guitarra de Chico Salém estava com problemas técnicos para falar do novo trabalho e que o repertório daquela noite seria semelhante ao do álbum em questão. O espetáculo continuou com uma trinca de faixas de “Já É” – “Se Você Nadar”, “As Estrelas Cadentes” e “Óbitos” – até chegar a outro sucesso de “Iê Iê Iê”: “Meu Coração”, uma das mais celebradas pelo público.

O show entrou em uma atmosfera acústica com a sequência de músicas que vieram a seguir: “Vilarejo”, parceria sua com Marisa Monte, Carlinhos Brown e Pedro Baby, que foi gravado no álbum da cantora, “Infinito Particular” (2006), “Que Me Continua” – do projeto “A Curva da Cintura” (2011) feito com Edgard Scandurra e com o maliense Toumani Diabaté -, e de seus últimos discos de estúdio “Azul Vazio” e “Saudade Farta”.

A apresentação teve continuidade com temas de cinco trabalhos diferentes de Arnaldo Antunes: “Invejoso”, “Consumado”, com direito ao cantor descer do palco e cantarolá-la no meio do público, “Ela É Tarja Preta”, “Essa Mulher” e “Naturalmente, Naturalmente”.

Arnaldo cantou um tema dos Tribalistas de imediato, o sucesso “Velha infância”. Na sequência, vieram “Muito Muito Pouco”, do álbum “Disco”, o medley “Cachimbo” e “Porrada” – essa última dos tempos de Titãs – e, antes do bis, a música mais velha do setlist da carreira solo de Arnaldo Antunes: “Inclassificáveis”, do disco “O Silêncio” (1996).

Depois de uma pequena pausa, Arnaldo e banda vieram para o bis com três temas: “Socorro” que, talvez, seja o maior sucesso da carreira solo do poeta, “Passa Em Casa”, outro tema dos Tribalistas, e, como o próprio disse antes de encerrar o show, uma “das antigas”, “Televisão”, clássico dos Titãs.

Assim, depois de 1h45 de show, o cantor e seus companheiros se despedem do público que, simultaneamente, foi deixando as dependências do Sesc. E, de hoje (sexta-feira) até domingo, haverá mais três apresentações de Arnaldo Antunes com ingressos esgotados na mesma Choperia do Sesc Pompéia.

A seguir, o setlist do show.

1. Antes (Arnaldo Antunes)
2. Põe Fé Que Já É (Arnaldo Antunes / Betão Aguiar / André Lima)
3. A Casa é Sua (Arnaldo Antunes / Ortinho)
4. Trato (Arnaldo Antunes / Céu / Hyldon)
5. Atenção (Arnaldo Antunes / Alice Ruiz / João Bandeira)
6. Se Você Nadar (Arnaldo Antunes / Márcia Xavier)
7. As Estrelas Cadentes (Arnaldo Antunes / Ortton)
8. Óbitos (Arnaldo Antunes / Péricles Cavalcanti)
9. Meu Coração (Arnaldo Antunes / Ortinho)
10. Vilarejo (Arnaldo Antunes / Marisa Monte / Carlinhos Brown / Pedro Baby)
11. Que Me Continua (Arnaldo Antunes / Edgard Scandurra)
12. Azul Vazio (Arnaldo Antunes / Márcia Xavier)
13. Saudade Farta (Arnaldo Antunes)
14. Invejoso (Arnaldo Antunes / Liminha)
15. Consumado (Arnaldo Antunes / Marisa Monte / Carlinhos Brown)
16. Ela É Tarja Preta (Arnaldo Antunes / Betão Aguiar / Luê / Felipe Cordeiro / Manuel Cordeiro)
17. Essa Mulher (Arnaldo Antunes)
18. Naturalmente, Naturalmente (Arnaldo Antunes / Marisa Monte / Dadi Carvalho)
19. Velha Infância (Arnaldo Antunes / Marisa Monte / Carlinhos Brown / Davi Moraes / Pedro Baby)
20. Muito Muito Pouco (Arnaldo Antunes)
21. Cachimbo (Edvaldo Santana) / Porrada (Arnaldo Antunes / Sérgio Britto)
22. Inclassificáveis (Arnaldo Antunes)
Bis:
23. Socorro (Alice Ruiz / Arnaldo Antunes)
24. Passa Em Casa (Arnaldo Antunes / Marisa Monte / Carlinhos Brown / Margareth Menezes)
25. Televisão (Arnaldo Antunes / Marcelo Fromer / Tony Bellotto)

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s