Bachman-Turner Overdrive: 40 anos de “Freeways”

“Freeways”, do BTO: o último álbum da formação clássica da banda

O sexto álbum de estúdio dos canadenses do Bachman-Turner Overdrive completou 40 anos de seu lançamento no último mês de fevereiro. O disco em questão é “Freeways”, que foi gravado em 1976 e 1977 pela Mercury e produzido por Randy Bachman.

Muitos fãs não gostaram do play logo de cara, pois já que ele não trazia o rock and roll e guitarras pesados que era uma marca registrada do BTO. Além disso, o disco foi o último com a participação de Randy Bachman, pelo menos até 1984, quando ele resolveu voltar à banda e lançar “Bachman-Turner Overdrive”, o álbum, naquele ano.

Inclusive, Turner estaria infeliz com este álbum a ponto dele não permitir uma imagem direta de si mesmo para ser usado na capa, dizendo que ele se sentia como um “homem lateral”. Talvez, desde o álbum anterior, sem um gênio criativo para lhe contrapor, Randy tenha se desestimulado, baixando a atitude e a criatividade. Tempos depois, Randy disse que “Freeways” foi feito de modo apressado no estúdio e que o grupo deveria ter levado mais tempo, o que permitiria a eles desenvolverem mais ideias para as canções.

Embora estivesse ainda com a sua formação clássica, “Freeways” foi um fracasso comercial, e trouxe o primeiro single da banda que não apresentou boas posições nas paradas, caso de “My Wheels Won’t Turn”.

Diante de algumas críticas pela “semelhança” das músicas da banda nos dois álbuns seguintes de “Not Fragile” (1974), Randy Bachman ponderou reinventar e atualizar o som de BTO, mas o resto da banda parecia discordar.

Randy saiu para formar o Iron Horse, juntamente com Tom Sparks e Chris Leighton. Para o seu lugar no Bachman-Turner Overdrive, foi recrutado Jim Clench. Com ele, a banda lançou “Street Action” (1978) e, a partir daí, passou a utilizar apenas a sigla BTO como marca oficial. Porém, o grupo sucumbiu no começo dos anos 1980, voltou em 1984, mas aí nos anos seguintes foram brigas e mais brigas a respeito do nome da banda.

Embora não seja um disco com hits, “Freeways” traz boas músicas, como “Down, Down”, “Shotgun Rider” e “My Wheels Won’t Turn”, que merecem estarem incluídas em qualquer álbum do BTO lançado anteriormente.

Enfim, apesar de ser um disco bom e gostoso de ouvir, “Freeways” não é comparável aos ótimos “Not Fragile” (1974) ou “Four Wheel Drive” (1975).

A seguir, a ficha técnica e o tracklist do disco.

Álbum: Freeways
Intérprete: Bachman-Turner Overdrive
Lançamento: fevereiro de 1977
Gravadora: Mercury
Produtor: Randy Bachman

Randy Bachman: voz, violão, guitarra e steel guitar
Robbie Bachman: bateria
Blair Thornton: guitarra e backing vocal
C. F. Turner: baixo, vocais e voz em “Life Still Goes On (I’m Lonely)” e “Freeways

1. Can We All Come Together (Bachman)
2. Life Still Goes On (I’m Lonely) (Turner)
3. Shotgun Rider (Bachman)
4. Just For You (Bachman)
5. My Wheels Won’t Turn (Bachman)
6. Down, Down (Bachman)
7. Easy Groove (Bachman)
8. Freeways (Bachman)

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s