Show do Frejat no Sesc Pinheiros (09.04.2017)

Frejat (em destaque) se apresentou neste domingo (9) no Sesc Pinheiros. Foto: Isis Naura

Na noite deste Domingo de Ramos (9), o cantor e compositor Roberto Frejat fez a terceira e última apresentação no Teatro Paulo Autran no Sesc Pinheiros. Em uma hora e meia de show, o vocalista e banda apresentaram um repertório que mesclava temas de sua carreira solo, clássicos do Barão Vermelho e versões de intérpretes que o inspirou.

Pontualmente às 18h10, surgem no palco do teatro Roberto Frejat (voz, violão e guitarra), Billy Brandão (guitarra e vocais), Marcelinho da Costa (bateria e vocais), Bruno Migliari (baixo e vocais) e Maurício Barros (teclados e vocais). Elegantemente bem trajados, os músicos iniciaram a apresentação com um clássico do Barão: “Maior Abandonado”, que traz um dos meus riffs favoritos do rock nacional dos anos 1980. Na sequência, o primeiro cover da noite: “Você Não Entende Nada”, de Caetano Veloso. Após a canção, Frejat saúda o público e convida que, quem quiser dançar, se deslocar para as laterais do teatro para não atrapalhar quem optar em ver o show sentado – e, evidentemente, algumas pessoas não hesitaram e saíram de suas cadeiras.

Em seguida, tocaram um clássico de Jorge Ben Jor e que ficou consagrada na versão de Os Mutantes – me refiro a “A Minha Menina”. Frejat entrega que, a seguir, uma homenagem a um dos maiores vocalistas da música brasileira: o saudoso Tim Maia. Assim, o músico e banda mandaram uma trinca de hits do “Síndico”: “Não Quero Dinheiro (Só Quero Amar)” e um medley com a dobradinha “Não Vou Ficar” e “Réu Confesso”.

Dando continuidade ao espetáculo, Frejat disse que a próxima música é de Vinícius Cantuária composta nos anos 1980, que fez muito sucesso e que foi gravada por um “monte de gente”. Ele se referia a “Só Você”, que foi regravada desde Tim Maia até o Hori (sim, a banda de Fiuk, filho do Fábio Jr., que, inclusive, também regravou a mesma música).

Frejat apresentou a sua primeira música da carreira solo no show: a excelente “Eu Preciso Tirar Você do Sério”, seguida de “Vambora”, canção de Adriana Calcanhoto, e do hit “barônico” “Por Você” que, obviamente, foi cantada a pleno pulmões pelo público.

O vocalista comentou que não é de falar muito durante o show, mas que aquele momento seria oportuno porque aquela era a última apresentação de Maurício Barros na banda. Pois, o tecladista estava de saída para voltar para o Barão Vermelho. Emocionado, Frejat abraçou o companheiro de 35 anos e seguiu o show com mais duas músicas de sua carreira solo: “Túnel do Tempo” e “Segredos”.

Frejat comentou que a próxima música foi feita em parceria com Cazuza e que ficou virou um sucesso com a Cássia Eller: “Malandragem”, é claro. Em seguida, foi a vez de “Amor Pra Recomeçar”.

O show teve continuidade com uma “homenagem a ifguras sensacionais do rock brasileiro”, como destacou o músico. Daí veio o medley formado por “Como Vovó Já Dizia (Óculos Escuros)”, “Quando” e “Agora Só Falta Você”, de Raul Seixas, Roberto Carlos e Rita Lee & Tutti Frutti, respectivamente. Aliás, após as execuções dessas, Roberto Frejat enalteceu e mandou uns “vivas” para os citados e destacou a presença do lendário guitarrista Luiz Carlini no teatro.

E, nos instantes finais do concerto, uma trinca de Barão Vermelho: “Bete Balanço”, “Por Que A Gente É Assim?” e “Exagerado”. Depois da performance, os músicos saem para voltar para o famoso bis. Quando retornaram, Frejat e banda tocaram o sucesso “Na Rua, Na Chuva, Na Fazenda (Casinha de Sapê)”, composição de Hyldon, e mais uma dobradinha de Barão: “Puro Êxtase” e “Pro Dia Nascer Feliz”.

Assim, Frejat e banda se despediram do público, que saíram extasiados do recinto.

Aliás, esse repertório de Frejat é semelhante à apresentação que testemunhei no final de junho do ano retrasado no Shopping Vila Olímpia. E, por ter uma carreira consagrada, tanto solo como com o Barão Vermelho, Roberto Frejat poderia usufruir mais de seus sucessos autorais no repertório, conforme fora bem observado pelo meu amigo Thiago “Woody”. Mas, apesar dessa observação, os covers apresentados foram bem escolhidos. Aliás, ao longo do show, Frejat foi enaltecido, especialmente pelo público feminino, o que o deixou, em algumas situações, “meio sem graça”. Contudo, trata-se de um excelente frontman e gente boníssima.

A seguir, o setlist da apresentação realizada no Sesc Pinheiros.

1. Maior Abandonado (Cazuza / Frejat)
2. Você Não Entende Nada (Caetano Veloso)
3. A Minha Menina (Jorge Ben Jor)
4. Não Quero Dinheiro (Só Quero Amar) (Tim Maia)
5. Não Vou Ficar / Réu Confesso (Tim Maia)
6. Você (Tim Maia)
7. Só Você (Vinícius Cantuária)
8. Eu Preciso Tirar Você do Sério (Frejat)
9. Vambora (Adriana Calcanhoto)
10. Por Você (Mauro Santa Cecília / Frejat / Maurício Barros)
11. Túnel do Tempo (Frejat)
12. Segredos (Frejat)
13. Malandragem (Cazuza / Frejat)
14. Amor Pra Recomeçar (Frejat / Maurício Barros / Mauro Santa Cecília)
15. Medley:
– Como Vovó Já Dizia (Óculos Escuros) (Raul Seixas / Paulo Coelho)
– Quando (Roberto Carlos)
– Agora Só Falta Você (Rita Lee / Luiz Carlini)
16. Bete Balanço (Cazuza / Frejat)
17. Por Que A Gente É Assim? (Cazuza / Frejat / Ezequiel Neves)
18. Exagerado (Cazuza / Frejat)
Bis:
19. Na Rua, Na Chuva, Na Fazenda (Casinha de Sapê) (Hyldon)
20. Puro Êxtase (Guto Goff / Maurício Barros)
21. Pro Dia Nascer Feliz (Cazuza / Frejat)

Por Jorge Almeida

Agradecimentos especiais a Márcia Marques.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s