Exposição “As Descobertas de Jiří Kolář: Colagem e Experimentação” no Instituto Tomie Ohtake

O Instituto Tomie Ohtake promove até o próximo dia 2 de abril a exposição “As Descobertas de Jiří Kolář: Colagem e Experimentação”, que exibe cerca de 70 obras do tcheco Jiří Kolář (1914-2002). Esta é a primeira individual do artista no Brasil.

Embora tenha sido notabilizado como poeta, escritor e tradutor, Jiří Kolář também se destacou nas artes visuais e o visitante pode conferir como ele transpôs seu domínio com as palavras em outros suportes.

Os trabalhos exibidos foram criados em uma época mais importante de sua produção, anteriormente à sua emigração de Praga (capital da antiga Tchecoslováquia – atual República Tcheca) para Berlim e, posteriormente, Paris.

Esse período, décadas de 1930 e 1940, foi fundamental em sua formação como artista, pois deixara a poesia escrita para substituí-la pela expressão visual, com a qual fazia abordagens semelhantes às da criação literária.

Jiří Kolář iniciou seus trabalhos com a colagem na década de 1930, quando exibiu seus primeiros trabalhos, conectados à visualidade surrealista. Nos anos 1940, mergulhou nas artes visuais e transplantou alguns princípios literários, como a interligação livre dos temas, o ritmo e o estudo dos versos.

Conforme a sua trajetória foi amadurecendo, a colagem foi o seu grande meio de expressão, o que permitiu criar técnicas como confrontages e reportages, em que alterava a narrativa das imagens originais.

O conjunto de obras exibidas no instituto faz parte da coleção de Jan e Meda Mládek – Museum Kampa, que abrange mais de 250 colagens, objetos e outras obras do período mais importante de Kolář: período em que a principal fonte de inspiração fora o ambiente tcheco e os encontros rotineiros com outros artistas.

Em meio aos destaques estão “Catedral” (1996), uma froissage; “Globo com Notas Musicais” (1960), objeto de collage; e “Esperando Rouseeau” (1968-1969), uma anticollage (ampliação fotográfica sobre musselina) (foto).

SERVIÇO:
Exposição:
As Descobertas de Jiří Kolář: Colagem e Experimentação
Onde: Instituto Tomie Ohtake – Avenida Brigadeiro Faria Lima, 201 (entrada pela Rua Coropés, 88) – Pinheiros
Quando: até 02/04/2017; de terça a domingo, das 11h às 20h
Quanto: entrada gratuita

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s