Manchester United: campeão da Copa da Liga Inglesa 2016-2017

Jogadores do Manchester United erguem a taça da Copa da Liga Inglesa depois de baterem o Southampton em Wembley. Créditos: Getty Images
Jogadores do Manchester United erguem a taça da Copa da Liga Inglesa depois de baterem o Southampton em Wembley. Créditos: Getty Images

O Manchester United derrotou o Southampton por 3 a 2 na final da Copa da Liga Inglesa 2016-17 no lendário Wembley Stadium, em Londres, neste domingo (26) e conquistou a competição pela quinta vez em sua história. Depois de abrir 2 a 0 com gols de Ibrahimović e Langard, os Diabos Vermelhos ainda sofreram o empate com dois tentos do italiano Gabbiadini que, ainda, marcara um gol que foi erroneamente invalidado pela arbitragem, mas o centroavante sueco anotou o terceiro gol dos Reds Devils nos minutos finais da partida. Esse foi o segundo título da era Mourinho à frente do United. Além disso, o treinador português segue invicto em finais de copas disputadas na Inglaterra.

A decisão começou com o Manchester United criando a primeira oportunidade de gol logo aos três minutos. Ibrahimović serviu Pogba, que arriscou da intermediária para Forster espalmar e a defesa afastar. Aos 10, o Southampton balançou as redes com o italiano Gabbiadini, que aproveitou o cruzamento rasteiro da direita, mas a arbitragem, erroneamente, marcou impedimento do camisa 20. Três minutos depois, a equipe do sul da Inglaterra chegou novamente com Redmond, que chutou mal e não levou perigo à meta de De Gea.

Até os 15 minutos, os Saints estavam melhores na partida diante dos Red Devils. Contudo, aos 18 minutos, Zlatan Ibrahimović, em cobrança de falta, fez 1 a 0 para o United. Depois do tento, o Southampton sentiu o revés, mas, aos poucos, foi controlando as ações da partida e fez de tudo para buscar o empate. Aos 27, Ward-Prowse arriscou da meia-lua em um chute rasteiro e De Gea espalmou. Cinco minutos depois, o goleiro espanhol salvou o United de novo depois da finalização de Tadić.

Aos 38 minutos, os Diabos Vermelhos chegaram tocando pela esquerda até que Rojo rolou para Lingard, dentro da área, que dominou e finalizou no canto esquerdo de Forster para ampliar a vantagem da equipe de Old Trafford: 2 a 0. E, antes do intervalo, o Southampton descontou com o esforçado Gabbiadini. Aos 46, em cruzamento da direita para o meio da área, o camisa 20 desviou e a bola entrou no gol do Manchester United: 2 a 1.

O gol marcado no final da etapa inicial motivou o Southampton que, no começo do tempo complementar, fez uma verdadeira blitze no campo de defesa dos Reds Devils. Logo aos dois minutos, o zagueiro japonês Yoshida levou a bola na área para Redmond emendar de primeira e exigir uma ótima defesa de De Gea. No minuto seguinte, depois da cobrança de escanteio, a zaga do United afastou parcialmente, a redonda voltou para área, ninguém afastou e Gabbiadini desviou a bola para empatar a decisão.

O empate motivou os comandados de Claude Puel para buscarem a virada no placar e, determinados a isso, continuaram a dominar o jogo. Aos 17, após o córner, Romeo cabeceou e acertou a trave, quase a virada do Southampton. Antes disso, aos 13, Ibra também esteve perto de pôr o United à frente, mas Forster impediu.

A bola na trave fez com que o Manchester United mudasse de postura e partisse em igualar as ações do jogo para não ser surpreendido pelo adversário. Assim, os Diabos Vermelhos passaram a atacar mais e levou perigos em alguns lances. Aos 26, por exemplo, em uma boa investida no ataque do United, o zagueiro Yoshida travou Lingard antes da finalização do camisa 14, que foi substituído por Rashford.

Antes de ser substituído, aos 31, Lingard recebeu na área e, sozinho, pegou muito embaixo e mandou por cima da meta. Cinco minutos depois, Redmond tentou, porém, a bola desviou na defesa e saiu pela linha de fundo.

A partida se encaminhava para uma prorrogação, mas os Reds Devils estavam a acreditar que o gol do título era uma questão de minutos. Aos 39, Ibra recebeu na esquerda e tocou para Rashford, que bateu cruzado para boa defesa de Forster. Até que, aos 41, o Manchester puxou um contragolpe iniciado por Zlatan e, em um cruzamento perfeito de Ander Herrera, o centroavante sueco cabeceou firme para marcar o terceiro gol de sua equipe e deixar o United a um passo do título.

Com a vantagem no placar novamente, restou ao Manchester United administrar o resultado e, aos 49 minutos, o árbitro André Marriner encerrou a partida em Wembley: Manchester United 3, Southampton 2. E, assim, os Diabos Vermelhos conquistam pela quinta vez em sua história a Copa da Liga Inglesa e se iguala a Chelsea e Aston Villa em número de taças dessa competição. O maior vencedor segue sendo o Liverpool com oito conquistas.

Manchester United e Southampton chegaram à decisão em situações bem peculiares. Os Diabos Vermelhos vem de uma maratona de jogos (além da Copa da Liga Inglesa, disputam a Copa da Inglaterra, a Liga Europa e a Premiere League), enquanto os Saints tiveram quinze dias de preparação para essa decisão, uma vez que até então só disputavam o campeonato inglês e o certame que foi decidido hoje. Pela tradição e pela camisa, o Manchester United, detentor dos títulos de 1992, 2006, 2009 e 2010 da competição, era o franco favorito, uma vez que seu adversário tem em seu currículo apenas uma Copa da Inglaterra conquistada na temporada 75/76 justamente contra o próprio United e chegou ao vice-campeonato da Copa da Liga Inglesa em 1979 quando perdeu para o Notthingam Forest por 3 a 2. Mas, na atual edição, o Southampton veio com moral para essa final porque deixou duas das principais equipes inglesas pelo caminho – Arsenal e Liverpool- e, ainda, havia chegado à decisão invicta e sem sequer ter tomado um gol.

Durante a maior parte do jogo, o Southampton estava disposto em buscar pelo título, jogou melhor, criou as principais chances da partida, marcou bem a equipe de José Mourinho. Além disso, foi prejudicado absurdamente pela arbitragem que marcou de forma equivocada o impedimento do atacante italiano Gabbiadini. O United, no primeiro tempo, foi mais eficiente: de três finalizações, fez dois gols. No entando, o Southampton e, especialmente, Gabbiadini foram contemplados e, na raça, buscaram o empate e estavam heroicamente conduzindo a partida para a prorrogação e no momento que a equipe de Manchester era melhor na partida. Porém, um erro mortal do sistema defensivo permitiu que o United chegasse ao terceiro gol. A marcação falhou e deixou Ibra sozinho dentro da área para fazer o gol do título. Evidentemente, Zlatan será enaltecido como o principal nome da decisão por conta dos dois gols que marcou. No entanto, Gabbiadini merece ser lembrado como um dos principais jogadores da final, pois só não fez um hat-trick por conta do erro grotesco do assistente que invalidou um gol legítimo marcado por ele.

O próximo desafio do campeão Manchester United será no próximo sábado (4) diante do Bournemouth, no Old Trafford, pela 27ª rodada do Campeonato Inglês. No mesmo dia, o Southampton irá até o Vicarage Road medir forças contra o Watford pelo mesmo campeonato.

A seguir, o resumo da campanha e a ficha técnica da final.

Terceira fase:
21/09/2016 – Northampton Town 1×3 Manchester United – Sixfields Stadium, Northampton
Oitavas-de-final:
26/10/2016 – Manchester United 1×0 Manchester City – Old Trafford, Manchester
Quartas-de-final:
30/11/2016 – Manchester United 1×0 West Ham – Old Trafford, Manchester
Semifinais:
10/01/2017 – Manchester United 2×0 Hull City – Old Trafford, Manchester
26/01/2017 – Hull City 2×1 Manchester United – KCOM Stadium, Kingston upon Hill
Final:
26/02/2017 – Manchester United 3×2 Southampton – Wembley Stadium, Londres

FICHA TÉCNICA: MANCHESTER UNITED 3×2 SOUTHAMPTON
Competição/fase: Copa da Liga Inglesa 2016-17 – final (jogo único)
Local: Wembley Stadium, Londres (Inglaterra)
Data: 26 de fevereiro de 2017, domingo, 13h30 (horário de Brasília)
Árbitro: André Marriner
Cartões Amarelos: Herrera e Lingard (Manchester United); Romeu e Stephens (Southampton)
Gols: Ibrahimović, aos 19 min do 1º tempo (1-0); Lingard, aos 38 min do 1º tempo (2-0); Gabbiadini, aos 46 min do 1º tempo (2-1) e aos 3 min do 2º tempo (2-2); e Ibrahimović, aos 42 min do 2º tempo (3-2)
MANCHESTER UNITED: 1.De Gea; 25.Valencia, 3.Bailly, 12.Smalling e 5.Rojo; 21.Herrera, 6.Pogba, 8.Mata (16.Carrick), 11.Martial (27.Felaini) e 14.Lingard (19.Rashford); 9.Ibrahimović. Técnico: José Mourinho
SOUTHAMPTON: 1.Forester; 2.Cédric, 3.Yoshida, 24.Stephens e 21.Bertrand; 8.Davis (9.Rodriguez), 14.Romeu, 16.Ward-Prowse, 22.Redmond e 11.Tadić (19.Boufal); 20.Gabbiadini (7.Long). Técnico: Claude Puel

Parabéns ao Manchester United Football Club pela conquista.

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s