Exposição de obras de Djanira da Mota e Silva no Centro Cultural Correios

A obra "Futebol: Fla-Flu", de Djanira da Mota e Silva em exibição no Centro Cultural Correios. Foto: Jorge Almeida
A obra “Futebol: Fla-Flu”, de Djanira da Mota e Silva em exibição no Centro Cultural Correios. Foto: Jorge Almeida

O Centro Cultural Correios realiza até o próximo dia 5 de fevereiro a mostra “Djanira: Cronista de Ritos, Pintura de Costumes – Coleção Museu Nacional de Belas Artes”, que traz cerca de 120 originais da artista Djanira da Mota e Silva (1914-1979), pertencentes ao acervo do Museu Nacional de Belas Artes. Na exposição, são apresentados óleos, guaches, acrílicas, têmperas, nanquins, gravuras, entre outras produções da artista criadas entre 1940 e 1979.

A inquieta e curiosa Djanira diversifica a paleta de cores, ora carregada, ora vibrante, como pode ser conferido em temas antropológicos atentos ao habitual do povo brasileiro, o sincretismo religioso e místico.

A exposição visa desvendar o lirismo do cotidiano que permeia a obra da artista, que retrata o povo brasileiro com seus hábitos e em seu misticismo. Andarilha, Djanira andou pelo Brasil atrás de suas raízes e de cenas urbanas e rurais. As séries sobre os índios Canela do Maranhão e os mineradores de Santa Catarina sintetizam bem o resultado de suas andanças pelo país.

A religiosidade, o folclore, a inocência das crianças, o trabalho rural, as cidades, os pescadores, os mineiros, as mulheres rendeiras, os santos de devoção, entre outros temas, são genuinamente abordados nas composições de suas obras.

Entre os destaques estão “São Judas Tadeu” (1967), obra feita em serigrafia; “Futebol: Fla-Flu” (foto), obra de 1975 feita de tinta acrílica sobre tela; “Mineiros de Carvão, Santa Catarina” (1974), óleo sobre tela; e “Cupido e Noiva” (1956), um guache sobre papel.

Uma observação: no dia da visita deste à mostra, uma funcionária do local informou que essa seria a última exposição a ser realizada pelo Centro Cultural Correios por conta da falta de verba para manter o local para exposição cultural, o que é uma pena.

SERVIÇO:
Exposição:
Djanira: Cronista de Ritos, Pintora de Costumes: Coleção Museu Nacional de Belas Artes
Onde: Centro Cultural Correios São Paulo – Avenida São João, s/nº – Vale do Anhangabaú – Centro
Quando: até 05/02/2017; de terça a domingo, das 11h às 17h
Quanto: entrada gratuita

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s