Exposição “Trabalho” no MASP

Vista parcial da instalação "Trabalho", de Thiago Honório. Foto: Jorge Almeida
Vista parcial da instalação “Trabalho”, de Thiago Honório. Foto: Jorge Almeida

O Museu de Arte de São Paulo (MASP) está a exibir a mostra “Trabalho” até o dia 29 de janeiro de 2017. Na verdade, trata-se de uma instalação do artista Thiago Honório que reúne cerca de 100 itens utilizados na construção civil que pertenceram a pedreiros e mestre de obra envolvidos no restauro de uma antiga subestação de energia da Light, na Praça da Bandeira, centro de São Paulo, um edifício da década de 1920 que, depois, transformou-se no espaço cultural Red Bull Station.

A instalação fria, bruta e áspera de Thiago Honório contrasta com a percepção do espaço destinado às tradicionais “belas-artes”, contudo, ao mesmo tempo, está alinhada com as características da arquitetura brutalista que o local se encontra: sem revestimentos ou acabamentos luxuosos do edifício do museu (que também é contrastante em relação à arquitetura refinada de outros museus de belas-artes clássicos).

A obra de Honório – “Trabalho” (2013/2016) -, que negociou as doações com os trabalhadores, é composta por materiais como escada, pás, furadeiras, enxadas, marreta, serrote, tripé, régua, disco de serra, foice roçadeira, martelo, garfo para rolo, espátula, pincel, rolo de lã e de espuma, frasco pulverizador, colher de pedreiro, picareta, entre outros itens.

A presença da instalação também faz referência à revisão crítica não só de artistas, mas de técnicas, linguagens e modos de produção que foram deixados de lado. Além disso, as ferramentas também podem associar-se aos escultores, que usufruem desse tipo de material para fazer as suas esculturas, porém, aqui elas mesmas são as próprias “esculturas”.

Aliás, essa fileira de ferramentas também são retratos dos trabalhadores, o que faz a instalação ainda mais relevante, uma vez que estão exatamente embaixo do Vão Livre do MASP que, por tantas vezes, foi local de manifestação e reivindicações trabalhistas de toda ordem.

SERVIÇO:
Exposição:
 Trabalho
Onde: Museu de Arte de São Paulo (MASP) – Avenida Paulista, 1578 – Cerqueira César
Quando: até 29/01/2016; de terça a domingo, das 10h às 18h (bilheteria aberta até às 17h30); quinta-feira, das 10h às 20h (bilheteria aberta até às 19h30)
Quanto: R$ 30,00 (inteira); R$ 15,00 (meia-entrada/estudantes/professores e maiores de 60 anos); menores de 10 anos não pagam ingresso; entrada gratuita às terças-feiras
Estacionamento: Convênios para visitante MASP, período de até 3h. É preciso carimbar o ticket do estacionamento na bilheteria ou recepção do museu.

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s