Exposição “Idas e vindas | Segall e o Brasil” no Museu Lasar Segall

"Navio de Imigrantes" (1939-1941), uma das obras que mostram o ponto de vista de Lasar Segall sobre a imigração. Foto: Jorge Almeida
“Navio de Imigrantes” (1939-1941), uma das obras que mostram o ponto de vista de Lasar Segall sobre a imigração. Foto: Jorge Almeida

O Museu Lasar Segall apresenta por tempo indeterminado a exposição “Idas e vindas | Segall e o Brasil”, que apresenta mais de 60 obras que fazem um panorama do artista lituano Lasar Segal (1891-1957) com enfoque especial a “fase brasileira” e seus desdobramentos, sem deixar de fora períodos e tendências relevantes, como as suas primeiras produções, notoriamente influenciadas pelo impressionismo e também o período expressionista, até as obras do final da década de 1950.

Artista de múltiplas facetas, as produções de Segall se caracterizam pelas transições estéticas, temáticas e expressivas, que foram recorrentes ao longo de toda sua trajetória. As obras refletem uma visão crítica, do ponto de vista do artista, da sociedade e também comprovam a sensibilidade de Lasar aos fatos históricos ocorridos na metade do século XX.

Nessas “idas e vindas”, como sugere o título da exposição, fazem parte de seu percurso de artista e de pessoa. Assim, assuntos como emigração, o Mangue carioca, florestas e retratos são trabalhados e conferidos, reforçando analogias, singularidades e injustiças sociais.

Nascido em Vilna, na Lituânia, Lasar Segall teve o seu primeiro contato com as artes ainda em sua terra natal. Em 1906, vai para Berlim, na Alemanha, onde ingressou na Academia de Belas Artes            e, quatro anos depois, mudou-se para Dresden, também na Alemanha, onde aperfeiçoou sua técnica e participou com afinco no movimento expressionista na Academia de Belas Artes.

Em 1913, fez a sua primeira viagem ao Brasil e expôs suas obras em São Paulo e Campinas. No ano seguinte, em Dresden, com o início da I Guerra Mundial foi expulso da academia e permaneceu até 1916 em Meissen, próximo a Dresden. No fim do mesmo ano, volta para a cidade natal e a encontra destruída pela guerra. Por conta desse cenário, criou uma série de gravuras e desenhos.

Em 1923, Lasar Segall voltou ao Brasil e fixou residência em São Paulo. Conheceu o Rio de Janeiro e ficou impressionado com a geografia e a população. O que inspirou a criação de vários desenhos e gravuras de negros, favelas e, um dos destaques da mostra aqui presente, a série “Mangue”. Em 1928, o artista foi para Paris, onde permaneceu até 1932, quando retornou para São Paulo. No tempo em que residiu na capital francesa, Segall começou a produzir as suas primeiras esculturas. Em 1935, entre São Paulo e Campos do Jordão, o artista, fortemente influenciado pela natureza local, produziu grandes séries, como as suas “Florestas”.

Lasar Segall morreu em sua residência em 2 de agosto de 1957. Dez anos depois, através da iniciativa de sua viúva, Jenny Klabin Segall, e dos filhos Maurício e Oscar, foi criado o Museu Lasar Segall.

Entre os destaques da exposição, além da já citada obras da série “Mangue”, estão “Navio de Imigrantes” (foto), datada 1939-1941, de óleo com areia sobre tela; a clássica “Encontro” (1924) e “Floresta com galhos entrelaçados” (1956), ambas óleo sobre tela; e também os desenhos de anotação de Lasar Segall nas várias viagens entre a Europa e o Brasil.

O visitante ainda pode conferir itens de seu ateliê e residência, como tapetes, mobiliário e objetos de trabalho, assim como textos de autoria do artista, contextualizando cada período.

SERVIÇO:
Exposição:
Idas e vindas | Segall e o Brasil
Onde: Museu Lasar Segall – Rua Berta, 111 – Vila Mariana
Quando: por tempo indeterminado; de quarta a segunda, das 11h às 19h
Quanto: entrada gratuita

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s