Exposição “Volpi: Pequenos Formatos” no MAM

Obra "Sem Título", de Volpi, em têmpera sobre tela produzida na década de 1970. Foto: Isis Naura
Obra “Sem Título”, de Volpi, em têmpera sobre tela produzida na década de 1970. Foto: Isis Naura

O Museu de Arte Moderna (MAM) está com a mostra “Volpi: Pequenos Detalhes” em exibição até o próximo domingo, 18 de dezembro, com cerca de 70 obras que relembram a carreira de Alfredo Volpi (1896-1988). São apresentados estudos e pinturas em pequenas dimensões do artista ítalo-brasileiro que pertencem à Coleção Ladi Biezus.

Com curadoria de Aracy Amaral e assistência de Paulo Portella Filho, a exposição abrange pinturas realizadas desde os anos 1930 até o final da década de 1970, passando pelo período impressionista inicial, da fase dos casarios, pelo período do abstracionismo geométrico das fachadas até chegar as fases finais como das bandeirinhas e das ogivas.

Um dos objetivos da exposição é mostrar o aspecto diferenciado de um artista tão aclamado e reconhecido como grande mestre da pintura brasileira do século XX. As obras, entre telas e desenhos sobre papel e azulejos feitos em menores dimensões, em média de 30×20 cm, que serviam como estudo antes que pintasse as telas maiores.

Organizadas em orientação cronológica para beneficiar a compreensão do desenvolvimento temporal da linguagem do artista, as obras estão expostas mostrando primeiramente os trabalhos feitos durante a juventude de Volpi, com imagens do cotidiano do bairro paulistano do Cambuci, que também é notável pela presença da figura urbana.

Em seguida, são apresentadas obras da década de 1940 caracterizadas por mostras as paisagens urbanas e marinhas das cidades de Mogi das Cruzes e Itanhaém, locais importantes para o artista, além de crianças e imagens de cunho religioso.

Na sequência, é a vez dos trabalhos produzidos entre as décadas de 1950 e 1970, focados em obras de caráter não figurativo e geometrizante, onde estão localizadas as célebres pinturas de casarios e fachadas arquitetônicas.

Apresentados em pequenos grupos, inseridos com textos da curadoria, há trabalhos em têmpera sobre papel, cartão e tela; óleos sobre madeira e sobre cartão; guache sobre papel; desenho sobre cartão; pastel sobre cartão, pintura sobre azulejo e óleo sobre tela colado em cartão.

Um dos destaques da mostra é a exibição de quatro pinturas sobre azulejo que Volpi produziu, na década de 1940, para Osirarte, empresa de azulejaria de Paulo Rossi Ozir, que solicitava encomendas para arquitetos e artistas.

Aliás, cabe aqui reforçar que Alfredo Volpi não datava seus trabalhos, porém, sua produção tem períodos específicos bem distintos.

Um fato importante é que Volpi não datava os trabalhos, mas sua produção tem períodos específicos bem distintos.

SERVIÇO:
Exposição: Volpi: Pequenos Detalhes
Onde: Museu de Arte Moderna (MAM) – Parque do Ibirapuera – Avenida Pedro Álvares Cabral, s/nº – portão 3
Quando: até 18/12/2016; de terça a domingo, das 10h às 18h
Quanto: R$ 6,00; R$ 3,00 (meia-entrada); entrada grátis aos domingos para o público em geral; crianças de até 10 anos e adultos com mais de 65 anos

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s