Exposição “The Art Of The Brick” na Oca

"Red Guy Sitting", escultura com 21.682 peças de Lego, na Oca. Foto: Isis Naura
“Red Guy Sitting”, escultura com 21.682 peças de Lego, na Oca. Foto: Isis Naura

O Pavilhão Lucas Nogueira Garcez (Oca) realiza até o próximo domingo, 30 de outubro, a exposição “The Art Of The Brick”, do artista plástico norte-americano Nathan Sawaya, que traz cerca de 80 esculturas feitas a partir de peças de Lego.

A exposição itinerante passou por cerca de 80 museus pelo mundo afora, desde 2007, e, depois da capital paulista, seguirá para o Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro.

Os blocos de Lego são a principal matéria-prima para as obras do artista. Além das esculturas, a mostra traz ainda vídeos de Sawaya explicando alguns deles, uma reprodução de parte do ateliê do artista, assim como a área de jogos, onde o visitante pode tentar montar suas esculturas com Lego e comprar itens de recordação da exposição, como camisetas e chaveiros.

O público poderá conferir de perto as esculturas como “Yellow”, com o homem amarelo que se abre e revela blocos soltos dentro do peito, que pode ser vista pela cidade para a divulgação da exposição. Aliás, essa obra contém 11.014 peças de Lego.

Além disso, há esculturas como “Red Guy Sitting”, que exibe um homem vermelho sentado (foto), que é uma das mais concorridos pelo público justamente por ter um banco ao lado para tirar uma foto como se estivesse em uma sala trocando ideia com a escultura. Nela, há 21.682 peças.

O artista também fez versões pop para obras clássicas como “David”, de Michelangelo; “Mona Lisa”, de Leonardo da Vinci; “Vênus de Milo”, célebre estátua da Grécia Antiga de autoria desconhecida; “O Beijo”, de Gustav Klimt; “O Grito”, de Edvard Munch, “O Pensador”, de Rodin; e também ícones pop do século XX, como Bob Dylan, Janis Joplin, Jimi Hendrix, Andy Warhol e Pelé.

Outras esculturas como “Cello” (com 7695 peças), “Swimmer” (com 10.980 peças) e a réplica de um Tiranossauro Rex (com seis metros de comprimento e 80.020 peças) merecem atenção também.

Para quem quiser registrar com câmeras fotográficas (sem flash, é claro), sem ser ao estilo “selfie”, vale a pena. O porém é ter paciência em fazer os registros das esculturas sem ter algum visitante junto aos trabalhos.

Aliás, é bom reforçar que há filas na compra de ingressos e, dependendo das circunstâncias, o visitante poderá adquirir a entrada para horários determinados.

SERVIÇO:
Exposição: The Art Of The Brick
Onde: Pavilhão Lucas Nogueira Garcez (Oca) – Parque do Ibirapuera – Avenida Pedro Álvares Cabral, s/nº – portão 3
Quando: até 30/10/2016; de terça a domingo, das 9h às 17h
Quanto: R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (meia-entrada); entrada gratuita para crianças de até dois anos e professores

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s