Manchester United: campeão da Copa da Inglaterra 2015/2016

O técnico holandês Louis van Gaal ergue o troféu da Copa da Inglaterra. Foto: Empics
O técnico holandês Louis van Gaal ergue o troféu da Copa da Inglaterra. Foto: Empics

O Manchester United venceu de virada o Crystal Palace por 2 a 1 na final da Copa da Inglaterra, realizada neste sábado (21) no Estádio de Wembley, em Londres, e faturou pela 12ª vez o torneio de futebol mais velho do mundo. Os Reds Devils sofreram primeiro com o gol de Puncheon, mas Mata empatou no tempo normal. Na prorrogação, e com um jogador a menos, o United virou o jogo com um golaço de Lingard. A conquista pode marcar a despedida do técnico holandês Louis van Gaal.

A final da competição mais velha do mundo começou da forma previsível: o Manchester United mantendo a posse e tentando passar pela defesa do Crystal Palace, que ficara recuado à espera de contragolpes, especialmente pelas pontas.

Os Diabos Vermelhos foram quem criou as primeiras oportunidades. Aos 11, Blind cobrou escanteio pela esquerda e Fellaini cabeceou à esquerda do gol. Aos 22, Mata chutou cruzado e rasteiro dentro da área e o goleiro Hennessey espalmou. A equipe londrina em duas tentativas de puxar contra-ataques foi prejudicada pela arbitragem por não dar lei da vantagem. ´

Mas a melhor oportunidade da etapa inicial foi do United. Aos 32, Rashford fez grande jogada individual e tocou na medida para Martial, que bateu de dentro da área e acertou Ward. E na parte final do primeiro tempo, o Crystal Palace adiantou a marcação, mas a posse de bola permaneceu na maior parte do tempo com United. Mesmo assim, o placar não saiu do 0 a 0.

Na etapa complementar, o panorama não mudou. Os Reds Devils manteve mais a posse, ditou o ritmo e quase abriu o placar aos 7. Rashford deu lindo passe para Fellaini, que, na cara do gol, soltou a bomba e a bola explodiu no travessão. As Águias londrinas não ameaçou a meta de De Gea até então. Aos 16, foi a vez de Martial acertar a trave de novo. Valencia cruzou na medida para o camisa 9 cabeceou e a redonda “beijou” a trave direita de Hennessey.

A partida deu uma esfriada até que Cabaye deu lugar a Puncheon. E, em menos de dez minutos em campo, o camisa 42 deu esperança à torcida do Crystal Palace. Aos 33, Puncheon cobrou escanteio, Fellaini afastou, a bola sobrou na intermediária e foi alçada novamente para dentro da área, assim, Puncheon, veio de trás e, sem ângulo, soltou a pancada para fazer 1 a 0 para o Palace.

Contudo, a alegria da equipe da zona sul de Londres durou apenas três minutos. Rooney fez fila, levou para linha de fundo, cruzou, Fellaini ajeitou no peito para Mata emendar de primeira e empatar a peleja – a bola desviou em Ward antes de ir às redes: 1 a 1.

O jogo ficou aberto, mas as duas equipes não criaram chances de gol claras até os 49, quando Zaha chutou e a esférica balançou as redes do lado de fora. Dessa forma, a decisão foi para o tempo extra.

No primeiro tempo da prorrogação, o Manchester United manteve a posse e o Crystal Palace querendo investir em contra-ataques. A primeira boa oportunidade veio aos 7 com Rooney, que arriscou de longe e a bola passou com perigo pela meta adversária. Todavia, aos 12, o Crystal Palace deu o troco: lançamento na área do United, Blind tira, Bolasie emendou de primeira e De Gea deu um leve tapa para o córner. E, antes do primeiro tempo extra acabar, os Reds Devils perdeu Smilling, que foi expulso aos 15 minutos  depois de levar o segundo amarelo.

Com a vantagem numérica, o Crystal Palace quis tirar proveito no início do segundo tempo da prorrogação e teve uma excelente oportunidade no primeiro minuto com Bolasie, que recebeu de Gayle e ficou na frente do gol para chutar de bico e De Gea defender com o pé e salvar o United.

Mas, aos seis, o castigo para o Palace. Valencia fez boa jogada individual pela direita, cruzou rasteiro, a zaga afastou parcialmente e Lingard pegou de primeira acertou o ângulo, sem chances de defesa para Hennessey. É a virada do Manchester United.

Na sequência, quase veio o empate do Crystal Palace. No minuto seguinte, Jedinak finalizou de fora e a bola sai raspando a trave. Depois da virada, os comandados de Van Gaal recuaram e ficaram à espera do apito final. Enquanto isso, o Crystal Palace teve um último suspiro de buscar o empate através de Zaha. Aos 15 minutos, o camisa 11, em jogada individual, avançou, mas chutou por cima, longe do gol.

E, assim, como em 1990, quando os dois clubes fizeram a final da Copa da Inglaterra, o vencedor foi o mesmo: Manchester United que é, a partir de agora, ao lado do Arsenal, os maiores campeões do torneio, com doze títulos para cada.

Crystal Palace e Manchester United chegaram à decisão da Copa da Inglaterra com objetivos distintos. Enquanto os Diabos Vermelhos queriam terminar a temporada com um título pelo menos, pois não conseguiu vaga para UEFA Champions League pelo Campeonato Inglês, o Crystal Palace buscava aquela que seria a sua maior conquista em 110 anos de história e, consequentemente, disputar a sua primeira competição europeia. O começo do jogo deixou bem claro como seria a decisão: o Manchester United partindo para cima, com mais posse de bola e o clube londrino à espera de contragolpes, especialmente com Zaha. A estratégia do técnico Alan Pardew até estava dando certo. Contudo, o árbitro Mark Clattenburg prejudicou o Crystal ao não dar a vantagem em dois lances em que os atacantes do Palace estariam em boas condições de fazer o gol, apesar de terem sofrido faltas. O time da capital inglesa conseguiu sair à frente com Puncheon no segundo tempo, mas Mata empatou em seguida e evitou o título inédito do adversário e levou a final para a prorrogação. E foi justamente no tempo extra que brilhou a estrela de Lingard, que substituiu Mata. O camisa 35 marcou um golaço e virou o jogo para os Reds Devils, que estava com um jogador a menos. Pelo volume de jogo e pelas oportunidades criadas, o Manchester United mereceu ser campeão. E quem vibrou também com a conquista do MUFC foi o West Ham, que herdou a vaga para a próxima UEFa EuropA League deixada pelo United através do Campeonato Inglês. Ou seja, mesmo se tivesse perdido a decisão, a equipe de Manchester estava garantida na competição europeia por conta do quinto lugar na Premier League e, como foi campeã da Copa da Inglaterra, que tem vaga direta ao torneio continental, o sexto colocado do Campeonato Inglês ficou com a vaga.

A conquista pode marcar a saída do técnico holandês Louis van Gaal do United, uma vez que o nome de José Mourinho está rondando os lados do time de Old Trafford.

Terceira fase:
09/01/2016 – Manchester United 1×0 Sheffield United – Old Trafford, Manchester
Quarta fase:
29/01/2016 – Derby County 1×3 Manchester United – Pride Park Stadium, Derby
Oitavas-de-final:
22/02/2016 – Shrewsbury Town 0x3 Manchester United – New Meadow, Shrewsbury
Quartas-de-final:
13/04/2016 – West Ham 1×2 Manchester United – Boleyn Ground, Londres
Semifinal:
23/04/2016 – Everton 1×2 Manchester United – Estádio de Wembley, Londres
Final:
21/05/2016 – Crystal Palace 1×2 Manchester United – Estádio de Wembley, Londres

FICHA TÉCNICA: CRYSTAL PALACE 1×2 MANCHESTER UNITED
Competição/fase: Copa da Inglatera (The FA Cup) 2015/2016 – final (jogo único)
Local: Estádio de Wembley, Londres, Inglaterra
Data: 21 de maio de 2016 – 13h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Mark Clattenburg
Cartões Amarelos: Dann e Delaney (Crystal Palace); Smilling, Rojo, Mata, Rooney e Fellaini e Lingard (Manchester United)
Cartão Vermelho: Smilling (Manchester United)
Gols: Puncheon, aos 33 minutos do 2º tempo (1-0); Mata, aos 36 min do 2º tempo (1-1) e Lingard, aos 4 min do 2º tempo da prorrogação (1-2)
CRYSTAL PALACE: 13.Hennessey; 2.Ward, 27.Delaney, 6.Dann (3.Mariappa) e 23.Souaré; 18.Mcarthur, 15.Jedinak, 11.Zaha, 10.Bolasie e 7.Cabaye (42.Puncheon); 21.Wickham (16.Gayle). Técnico: Alan Pardew
MANCHESTER UNITED: 1.De Gea; 25.Valência, 12.Smalling, 17.Blind e 5.Rojo (36.Darmian); 16.Carrick, 27.Fellaini, 10.Rooney, 8.Mata (35.Lingard) e 9.Martial; 39.Rashoford (18.Young). Técnico: Louis van Gaal

Parabéns ao Manchester United Football Club pelo título.

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s