Santa Cruz: campeão da Copa do Nordeste 2016

Jogadores do Santa Cruz posam para a foto oficial. Créditos: Antônio Melcop / Santa Cruz FC
Jogadores do Santa Cruz posam para a foto oficial. Créditos: Antônio Melcop / Santa Cruz FC

O Santa Cruz Futebol Clube é o mais novo campeão da Copa do Nordeste. Em partida realizada neste domingo (1º) no Estádio Amigão, em Campina Grande (PB), a Cobra Coral empatou em 1 a 1 com o Campinense no Estádio Amigão, em Campina Grande, com gols de Rodrigão para o time da casa e de Arthur para os visitantes, e conquistou pela primeira vez a popularmente conhecida como “Lampions League”. Como havia vencido o jogo de ida no Arruda por 2 a 1 no meio da semana, a equipe pernambucana fez 3 a 2 no placar agregado e ficou com a taça e, ainda, foi contemplada para a disputa da Copa Sulamericana no segundo semestre.

Apesar de ter iniciado a partida decisiva com a vantagem do empate, o Santa Cruz foi quem criou a primeira oportunidade de gol. Logo aos dois minutos, Tiago Costa cobrou falta com perigo, mas a bola foi por cima da meta de Gledson. O Campinense, por sua vez, insistiu em jogadas pela direita, enquanto a Cobra Coral encontrou dificuldades de armar as jogadas, e isso fez com que Grafite viesse até o meio de campo buscar o jogo. Aos dez minutos, Danilo cruzou, Rodrigão cabeceou para fácil defesa de Tiago Cardoso.

E a Raposa criou outra chance aos 18 com Roger Gaúcho. O camisa 10 recebeu lançamento em profundidade, o goleiro adversário saiu para abafar o lance, mas o meia tirou demais de Tiago e tocou pela linha fundo. O Santa Cruz respondeu aos 26. Arthur fez bela jogada, passou por Tiago Sala e rolou para Grafite, todavia, o camisa 23 isolou ao mandar a redonda por cima. A etapa inicial prosseguiu com as duas equipes demonstrando nervosismo para trabalhar as jogadas, o que dificultou na criação de mais oportunidades de gol.

Assim como no início do primeiro tempo, o Tricolor pernambucano criou uma ótima chance aos dois minutos do segundo tempo. Depois da disputa pela bola no meio-campo, Arthur recebeu lançamento, chutou cruzado e a bola balançou as redes do lado de fora, arrancando o famoso “uh!” do torcedor. O Campinense passou a encontrar dificuldades em sair jogando por conta do adiantamento da marcação do Santa Cruz. Contudo, empurrado pela torcida, a equipe da casa conseguiu retrair os visitantes, que ficaram à espera de contra-atacar. Mas o Trisupercampeão pernambucano levou perigo com Tiago Costa, que depois de receber passe de Keno pela linha de fundo chutou forte e cruzado para Gledson espalmar.

Aos 25, Adalgiso Pitbull (que entrou no lugar do apagado Roger Gaúcho), tocou para Negretti, que tentou devolver, mas Rodrigão fez o pivô, tabelou com Pitbull e o camisa 9, mesmo cercado por três defensores, conseguiu finalizar no canto esquerdo e fazer um a zero para o time raposeiro. Nesse momento, o resultado daria o título para o Campinense.

Após o revés, o Santa Cruz parecia ter sentido o golpe, errando passes e sem mostrar poder de reação, enquanto isso, a equipe paraibana procurava valorizar a vantagem. Porém, aos 33, veio a reação do tricolor. Keno pedalou para cima de Negretti, cruzou rasteiro, Arthur tentou uma vez, a bola bateu na zaga e, na volta, o camisa 7 não perdoou e empatou a peleja para delírio dos torcedores da Cobra Coral que vieram de Pernambuco até Campina Grande para acompanhar o time no Estádio Amigão.

Com a igualdade no marcador, o desespero mudou de lado. O rubronegro paraibano tentou ir para o abafa para fazer o segundo gol e, consequentemente, levar a decisão para os pênaltis. Contudo, o Santinha conseguiu se segurar e, pela primeira vez, levar para o Arruda a Copa do Nordeste, o seu primeiro título regional.

Campinense e Santa Cruz fizeram duas partidas bastante equilibradas. Por ter vencido o jogo de ida em casa por 2 a 1, o tricolor pernambucano começou o jogo mais organizado em campo e perdeu uma excelente oportunidade com Grafite. Aliás, a chance desperdiçada pelo camisa 23 poderia ter custado caro aos pernambucanos. Enquanto isso, a Raposa cresceu e, na base do abafa e na raça, criou as suas chances. Inclusive, saiu na frente com o artilheiro da competição, Rodrigão, mas a insistência de Arthur, que foi o homem mais perigoso do Santa Cruz no jogo o coroou em fazer o gol do título inédito para a Cobra Coral.

Inclusive, 2016 está sendo o ano da redenção do Santa Cruz. Depois de chegar a amargurar anos em divisões inferiores do futebol brasileiro (chegou a disputar a Série D), o Time do Povo deu a volta por cima e, além de levar a ‘orelhuda’ Copa do Nordeste, o que lhe garantiu presença nas edições 2016 e 2017 da Copa Sulamericana, o clube ainda disputará a final do Campeonato Pernambucano e jogará a Série A do Campeonato Brasileiro depois de dez anos.

A seguir, o resumo da campanha e a ficha técnica da finalíssima.

Primeira fase (Grupo C):
14/02/2016 – Santa Cruz (PE) 0x1 Bahia (BA) – Estádio do Arruda, Recife (PE)
17/02/2016 – Confiança (SE) 0x2 Santa Cruz (PE) – Estádio Batistão, Aracaju (SE)
24/02/2016 – Santa Cruz (PE) 1×1 Juazeirense (BA) – Estádio do Arruda, Recife (PE)
02/03/2016 – Juazeirense (BA) 0x1 Santa Cruz (PE) – Estádio Pedro Amorim, Senhor do Bonfim (BA)
08/03/2016 – Santa Cruz (PE) 3×1 Confiança (SE) – Estádio do Arruda, Recife (PE)
23/03/2016 – Bahia (BA) 1×0 Santa Cruz (PE) – Arena Fonte Nova, Salvador (BA)
Quartas-de-final:
30/03/2016 – Santa Cruz (PE) 2×1 Ceará (CE) – Estádio do Arruda, Recife (PE)
03/04/2016 – Ceará (CE) 0x1 Santa Cruz (PE) – Arena Castelão, Fortaleza (CE)
Semifinais:
13/04/2016 – Santa Cruz (PE) 2×2 Bahia (BA) – Estádio do Arruda, Recife (PE)
17/04/2016 – Bahia (BA) 0x1 Santa Cruz (PE) – Arena Fonte Nova, Salvador (BA)
Final:
27/04/2016 – Santa Cruz (PE) 2×1 Campinense (PB) – Estádio do Arruda, Recife (PE)
1]/05/2016 – Campinense (PB) 1×1 Santa Cruz (PE) – Estádio Amigão, Campina Grande (PB)

FICHA TÉCNICA: CAMPINENSE (PB) 1×1 SANTA CRUZ (PE)
Competição/fase:
Copa do Nordeste 2016 – final (2º jogo)
Local: Estádio Governador Ernani Sátyro (Amigão), Campina Grande (PB)
Data: 1º de maio de 2016, domingo – 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e José Carlos Oliveira dos Santos (BA)
Cartões Amarelos: Magno (Campinense); Arthur e Tiago Cardoso (Santa Cruz)
Gols: Rodrigão, 23’/2ºT (1-0); Arthur, 33’/2ºT (1-1)
CAMPINENSE (PB): 1.Gledson; 2.Fernando Pires, 3.Joécio, 4.Tiago Sala e 6.Danilo; 5.Negretti, 7.Magno, 8.Jussimar (16.Tiago Pedra) e 10.Roger Gaúcho (18.Adalgiso Pitbull); 11.Raul (20.Filipe Ramon) e 9.Rodrigão. Técnico: Francisco Diá
SANTA CRUZ (PE): 1.Tiago Cardoso; 2.Vítor, 4.Danny Morais (9.Bruno Moraes), 3.Neris e 6.Tiago Costa; 5.Uillian Correia, 8.Leandrinho (20.João Paulo, 10.Lelê (17.Wellington) e 7.Arthur; 23.Grafite e 11.Keno. Técnico: Milton Mendes

Parabéns ao Santa Cruz Futebol Clube pela conquista.

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s