Exposição “Aprendendo com Dorival Caymmi: Civilização Praieira” no Instituto Tomie Ohtake

"Coqueiros de Itapoan" (1956), uma das várias obras de José Pancetti em exibição no Instituto Tomie Ohtake. Foto: Jorge Almeida
“Coqueiros de Itapoan” (1956), uma das várias obras de José Pancetti em exibição no Instituto Tomie Ohtake. Foto: Jorge Almeida

O Instituto Tomie Ohtake está com exposição “Aprendendo com Dorival Caymmi: Civilização Praieira” em cartaz até o próximo domingo, 1º de maio, e traz cerca de 90 obras de artistas selecionados pelo curador Paulo Miyada para montar um quadro do que poderia ser uma civilização praieira, ou seja, trazer ao público um ambiente utópico e o tempo expandido a partir de canções praieiras inventadas por Dorival Caymmi (1914-2008).

Um segmento da mostra reúne obras de Pancetti, Alice Brill, Marcel Gautherot, Pierre Verger, Sergio Rodrigues, Flávio de Carvalho, Cao Guimarães e Otto Stupakoff. E dão continuidade ao percurso a obra de Paulo Bruscky “Abra e cheire: Este Envelope contém Cheiro da Praia de São José da Coroa Grande” (1976), os artistas convidados Bel Faleiros, Cadu, Cristiano Lenhardt, Fabio Moraisa, Leda Catunda e Rafael RG criam uma nova obra para a mostra.

A exposição tem como ponto de partida o LP “Canções Praieiras” (1954), de Dorival Caymmi, que, com o seu despojamento temático e musicalidade inovadora, difundiu o gênero que dá nome ao ‘debut’ do compositor soteropolitano e que serviu para aprimorar a bossa nova carioca de João Gilberto e Tom Jobim.

Assim, as paisagens do marinho-pintor José Pancetti, as fotografias de Pierre Verger, o mobiliário de Sergio Rodrigues da década de 1950, e as ideias de arquitetura, design e moda de Flávio de Carvalho completam o núcleo no qual se forma a exposição.

O público pode conferir um caderno com textos disponibilizado detalhadamente sobre cada obra que compõem a mostra.

Além do já mencionado LP que marcou a estreia de Caymmi na indústria fonográfica, destaques para as pinturas de José Pancetti, como “Coqueiros de Itapoan” (foto), de 1956.

SERVIÇO:
Exposição:
Aprendendo com Dorival Caymmi: Civilização Praieira
Onde: Instituto Tomie Ohtake – Avenida Brigadeiro Faria Lima, 201 (entrada pela Rua Coropés, 88) – Pinheiros
Quando: até 1º/05/2016; de terça a domingo, das 11h às 20h
Quanto: entrada gratuita

Por Jorge Almeida

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s