América: bicampeão da “Concachampions”

Pela sétima vez, o América, do México, leva a "Concachampions". Créditos: divulgação / site Club América
Pela sétima vez, o América, do México, leva a “Concachampions”. Créditos: divulgação / site Club América

O Club América, do México, sagrou-se bicampeão da Liga dos Campeões da CONCACAF, popularmente conhecida como “Concachampions”. De virada, as ‘Águilas’ bateram o Tigres por 2 a 1 (gols de Arroyo e Martínez, Gagnac anotou para o time de Monterrey) no Estádio Azteca na noite desta quarta-feira (27) e, consequentemente, fez 4 a 1 no placar agregado. Com o título, a equipe azulcrema garantiu a sua vaga no Mundial de Clubes da FIFA no final do ano e ainda tornou-se o clube com maior número de conquistas na competição: sete, desempatando com o rival Chivas, que é detentor de seis títulos do torneio.

Com a confortável vantagem adquirida no jogo de ida (vitória por 2 a 0), o América entrou em campo com uma abordagem ofensiva. Logo no primeiro minuto, Benedetto deu um belo chute, mas Guzmán defendeu.

O Tigres precisava marcar o gol para dar sobrevida na decisão. Mas, a partida seguiu truncada e disputada durante toda a etapa inicial. Mas aos 38 minutos, a equipe comandada pelo brasileiro Ricardo Ferretti abriu o placar, com o francês André Gignac, que recebeu cruzamento rasteiro da linha de fundo.

Na volta do intervalo, o técnico Ignacio Ambriz resolveu mexer na equipe: sacou Quintero, que terminou o primeiro tempo com desconforto, e deu lugar para Guerrero.

Para não dar sopa para o azar, o América tratou de correr atrás do empate. Aos 19, Sambueza lançou Andrade, que tocou para Aguilar disparar à baliza, mas a bola parou nas mãos de Guzmán.

O técnico do time da casa promoveu a entrada do equatoriano Arroyo no lugar de Benedetto. A troca surtiu efeito, pois, com apenas três minutos em campo, o camisa 11, recebeu lançamento pela esquerda, puxou para dentro, fintou o marcador para dar um belo chute de fora da área para empatar a decisão, aos 23 minutos do segundo tempo.

Com a igualdade no placar, o América cadenciou a partida e ficou à espera do apito final. E, para coroar o título, a gol da vitória veio aos 43 minutos. De pênalti, Martínez anotou e, de virada, garantiu a vitória do time da casa. Depois, foi só esperar o fim do jogo para os mais de 60 mil torcedores que lotaram o Estádio Azteca comemorarem o título.

Primeira fase (Grupo E):
05/08/2015 – América (MÉX) 4×0 Motagua (HON) – Estádio Azteca, Cidade do México, México
19/08/2015 – América (MÉX) 1×0 Walter Ferretti (NIC) – Estádio Azteca, Cidade do México, México
16/09/2015 – Walter Ferretti (NIC) 1×3 América (MÉX) – Estádio Nacional, Managua, Nicarágua
20/10/2016 – Motagua (HON) 1×1 Amértica (MÈX) – Estádio Tiburcio Carías Aridino, Tagucigalpa, Honduras
Quartas-de-final:
23/02/2016 – Seattle Sounders (EUA) 2×2 América (MÉX) – CenturyLink Field, Seattle, Estados Unidos
02/03/2016 – Améríca (MÉX) 3×1 Seattle Sounders (EUA) – Estádio Azteca, Cidade do México, México
Semifinais:
16/03/2016 – Santos Laguna (MÉX) 0x0 América (MÈX) – Estádio Corona, Torreón, México
05/04/2016 – América (MÉX) 1×0 Santos Laguna (MÉX) – Estádio Azteca, Cidade do México, México
FInal:
20/04/2016 – Tigres (MÉX) 0x2 América (MÉX) – Estádio Universitário, San Nicolás de los Garza, México
27/04/2016 – América (MÈX) 2×1 Tigres (MÉX) – Estádio Azteca, Cidade do México, México

FICHA TÉCNICA: AMÉRICA (MÉX) 2×1 TIGRES (MÉX)
Competição/fase: Copa dos Campeões da Concacaf (Concachampions) 2015/2016 – final (2º jogo)
Local: Estádio Azteca, Cidade do México, México
Data: 27 de abril de 2016 – 23h (horário de Brasília)
Árbitro: Fernando Guerrero
Cartões Amarelos: Aguilar e Sambueza (América); Gignac, Álvarez e Dueñas (Tigres)
Gols: Gignac, aos 39 min do 1º tempo; Arroyo, aos 23 min e Martínez, aos 43 min do 2º tempo
AMÉRICA (MÉX): 1.Durán; 22.Aguilar, 2.Goltz, 12.Aguilar e 6.Samudio; 8.Andrade (4.Pimentel), 10.Martínez e 14.Sambueza; 31.Quintero (21.Guerrero), 9.Benedetto (11.Arroyo) e 24.Peralta. Técnico: Ignacio Ambriz
TIGRES (MÉX): 1.Guzmán; 2.Jiménez (5.Fernandez), 3.Juninho, 4.Ayala e 6.Torres Nilo; 20.Aquino (8.Zelarayán), 19.Pizarro, 29..Dueñas e 11.Alvarez (25.Damm); 9.Rafael Sóbis e 11.Gignac. Técnico: Ricardo Ferretti

Parabéns Club América pela conquista.

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s