Manchester City: campeão da Copa da Liga Inglesa 2015/16

O capitão Kompany ergue a taça da Copa da Liga Inglesa no Wembley Stadium, em Londres. Foto: Getty Images
O capitão Kompany ergue a taça da Copa da Liga Inglesa no Wembley Stadium, em Londres. Foto: Getty Images

Em uma decisão por pênaltis onde brilhou a estrela do goleiro argentino Caballero, o Manchester City levou a melhor sobre o Liverpool e conquistou a Copa da Liga Inglesa 2015/16 na tarde deste domingo (28) no lendário Estádio de Wembley, em Londres. Depois do empate em 1 a 1 no tempo normal, com gols dos brasileiros Fernandinho, para os Citizens, e Philippe Coutinho, para os Reds, a final seguiu em uma prorrogação sem gols. Nos tiros penais, o time de Liverpool até começou bem ao acertar a primeira cobrança com Can, enquanto Fernandinho desperdiçou. A partir daí em diante, o goleiro Caballero se destacou ao defender três cobranças seguidas: ele pegou os chutes de Lucas, Philippe Coutinho e Lallana. Enquanto Navas, Agüero e Yaya Touré converteram com sucesso suas cobranças.

O Liverpool começou melhor a decisão. Logo aos 40 segundos, os Reds levaram perigo com Moreno, que cruzou rasteiro e exigiu que Caballero se antecipasse e fizesse a defesa. O Manchester City conseguiu equilibrar a partida a partir dos dez minutos do primeiro tempo.

Inclusive, a primeira oportunidade real de gol foi justamente dos Citizens. Aos 23, Agüero recebeu em profundidade, avançou, passou por Lucas e Sakho para finalizar no canto. O arqueiro do time de Anfield Road deu um leve toque na bola, que bateu na trave.

Depois disso, a decisão permaneceu equilibrada e o jogo truncado, o que rareou as chances de gols por ambas as equipes e, consequentemente, o placar manteve-se inalterado na etapa inicial.

Ao contrário do primeiro tempo, em que a equipe da terra dos Beatles começou melhor, o lado azul de Manchester mostrou mais disposição nos primeiros minutos do segundo tempo. Aos 3, Agüero recebeu lançamento no ataque, invadiu a área, mas finalizou por cima. No minuto seguinte, o camisa 10 do City recebeu lançamento na intermediária, encarou a marcação à espera de Fernandinho, que avançou rápido pela direita e recebeu do argentino para bater forte, sem ângulo e com contribuição de Mignolet para fazer o primeiro gol da decisão.

O tento sofrido estabilizou o Liverpool e motivou o Manchester City. Aos 14, os Citizens desperdiçam outra ótima oportunidade com Sterling. O camisa 7 recebeu passe rasteiro de David Silva, próximo da pequena área e, na tentativa colocar a bola no contrapé de Mignolet, exagerou um pouco e a redonda saiu à esquerda da meta. Sete minutos depois, a equipe de Manoel Pellegrini quase fez o segundo, mas David Silva cobrou a falta um pouco acima do travessão. O City, que estava melhor no jogo no momento, por pouco não fez o segundo gol. Aos 35, Agüero cruzou para trás e Sterling chutou “mascado” e a esférica saiu à direita do gol.

O Liverpool passou todo o segundo tempo sendo “engolido” pelo Manchester City. Mas, aos 39, Philippe Coutinho pegou a sobra da finalização de Lallana e empatou a final. O Manchester City deu o troco aos 43. Fernando recebeu cruzamento e finalizou à queima roupa para grande defesa do arqueiro dos Reds.

O empate persistiu até o fim e a definição do campeão ficou para a prorrogação. No primeiro tempo extra, o Liverpool se comportou igualmente ao início do tempo regulamentar, buscando o ataque, mas de forma mais contida, ou seja, sem se expor muito. No entanto, assim como foi dentro dos 90 minutos, o City foi quem criou as melhores oportunidades. Primeiro foi aos 15 minutos do tempo extra com Agüero que, cara a cara com Mignolet, permitiu o arqueiro fazer um milagre e impedir o que poderia ser o gol do título dos Citizens.

No segundo tempo da prorrogação, foi a vez dos Reds darem o troco. Aos 5 minutos, Sturridge cruzou na medida para Origi cabecear e Caballero fazer uma linda defesa e salvar o City. Se o belga da camisa 27 fizesse um gol naquela altura, provavelmente, seria o do título. Essa foi a principal oportunidade de gol no tempo final. E, como já era de se esperar, a decisão foi para os tiros penais.

Nas cobranças, brilhou a estrela de Caballero, o goleiro defendeu as cobranças dos brasileiros Lucas e Philippe Coutinho. Mas na série inicial, Can fez o único gol do Liverpool, inclusive, sendo o primeiro a bater. Depois foi a vez de Fernandinho, mas o brasileiro acertou a trave. Em seguida, foi a vez de Caballero tornar-se o heroi da decisão. Primeiro defendeu o pênalti de Lucas, viu Navas empatar a série para, em seguida, pegar a cobrança de Philippe Coutinho, comemorou Agüero converter o seu tiro penal e, mais uma vez, pegar outro pênalti. Dessa vez, cobrado por Lallana. E, finalmente, Yaya Touré fez o dele e deu números finais à decisão: Manchester City 3, Liverpool 1.

Manchester City e Liverpool fizeram um jogo equilibrado no primeiro tempo. Embora tenha mantido mais posse de bola (67% a 33%), os Reds praticamente não levou perigo à meta do bom Caballero. Tanto que a principal oportunidade de gol foi criada pelo City, com Agüero acertando a trave. Na etapa complementar, os Citizens deram as caras e conseguiram o gol no início com Fernandinho, embora Mignolet deu uma colaborada. O tento motivou o time de Manchester, que ficou à espera do Liverpool para contra-atacar, mas os comandados de Mário Pellegrini desperdiçaram algumas ótimas chances, especialmente com Sterling. E, quando o desfecho parecia levar a taça para o arquirrival do United, Philippe Coutinho empatou o jogo. Na prorrogação, as duas equipes não quiseram se expor muito, tanto que, em 30 minutos de tempo extra, só aconteceram duas finalizações, uma para cada lado. Nos pênaltis, méritos para Caballero, responsável por três defesas e também para o treinador da equipe, que manteve o goleiro como titular nas copas nacionais que seu time disputou, enquanto Hart permanece dono da meta nos jogos do Campeonato Inglês e da UEFA Champions League.

E, por falar em Pellegrini, o treinador chileno em três temporadas à frente do City, conquistou o que pode ser o seu último título com o Manchester City, uma vez que a partir da próxima temporada, Pep Guardiola será o comandante do clube. Aliás, o treinador ainda pode conquistar, embora seja mais complicado, a UEFA Champions League e o Campeonato Inglês. Em 148 partidas pelo clube inglês, foram 94 vitórias, 20 empates e 34 derrotas e três títulos: duas Copa da Liga Inglesa (inclusive a de hoje) e o campeonato nacional na temporada 2013/14.

A seguir, o resumo da campanha do campeão e a ficha técnica da final.

Terceira fase:
22/09/2015 – Sunderland 1×4 Manchester City – Stadium Of Light, Sunderlund
Oitavas-de-final:
28/10/2015 – Manchester City 5×1 Crystal Palace – Etihad Stadium, Manchester
Quartas-de-final:
1º/12/2015 – Manchester City 4×1 Hull City – Etihad Stadium, Manchester
Semifinais:
06/01/2016 – Everton 2×1 Manchester City – Goodison Park, Liverpool
27/01/2016 – Manchester City 3×1 Everton – Etihad Stadium, Manchester
Final:
28/02/2016 – Liverpool (1)1×1(3) Manchester City – Wembley Stadium, Londres

FICHA TÉCNICA: LIVERPOOL (1)1×1(3) MANCHESTER CITY
Competição/fase:
Copa da Liga Inglesa – final (jogo único)
Local: Wembley Stadium, Londres, Inglaterra
Data: 28 de fevereiro de 2016 – 13h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Michael Oliver
Cartões Amarelos: Clyne, Moreno e Can (Liverpool); Kompany, Otamendi (Manchester City)
Gols: Fernandinho, aos 4 min do 2º tempo; Philippe Coutinho, aos 37 min do 2º tempo
Pênaltis convertidos: Can (Liverpool); Navas, Agüero e Yaya Touré (Manchester City)
Pênaltis desperdiçados: Fernandinho (Manchester City); Lucas, Philippe Coutinho e Lallana (Liverpool)
LIVERPOOL: 22.Mignolet; 2.Clyne, 21.Lucas, 17.Sakho (3.Kolo Touré) e 18.Moreno (20.Lallana); 14.Henderson, 23.Can, 7.Milner, 11.Firmino (27.Origi) e 10.Coutinho; 15.Sturridge. Técnico: Jürgen Klopp
MANCHESTER CITY: 13.Caballero; 3.Sagna (5.Zabaleta), 4.Kompany, 30.Otamendi e 22.Clichy; 5.Fernando (7.Navas), 42.Yaya Touré, 25.Fernandinho, 21.David Silva (14.Bony) e 7.Sterling; 10. Agüero. Técnico: Manoel Pellegrini

Parabéns ao Manchester City Football Club pela conquista.

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s