Exposição “Léon Ferrari: Entre Ditaduras” no MASP

"Rua": um dos trabalhos do argentino Léon Ferrar em exibição no MASP. Foto: Jorge Almeida
“Rua”: um dos trabalhos do argentino Léon Ferrar em exibição no MASP. Foto: Jorge Almeida

O Museu de Arte de São Paulo (MASP) está com a exposição “Léon Ferrari: Entre Ditaduras” em exibição até o próximo domingo, 21 de fevereiro, que mostra cerca de 100 obras da coleção do museu produzidas pelo artista argentino Léon Ferrari (1920-2013) durante os 15 anos em que viveu exilado em São Paulo.

Os trabalhos, que incluem heliografias, uma série de fotocópias, duas esculturas, um objeto e duas esculturas, foram doados pelo próprio artista ao museu. A maioria foi produzido durante o tempo de seu exílio na capital paulista, exceto dois trabalhos preliminares dos anos 1960.

Léon Ferrari chegou ao Brasil em 1976, escapando do auge da “guerra súcia”, que tomava conta de seu país, sobretudo Buenos Aires. No período, já com um vasto currículo artístico, ele participou ativamente dos movimentos conceituais de vanguarda na capital argentina e de Rosário na década de 1960.

Com curadoria de Julieta González, curadora adjunta de arte moderna e contemporânea; e Tomás Toledo, curador, a exposição traz obras que fazem referências e críticas aos regimes ditatoriais que assolavam a América do Sul na época e de seus sistemas de controle da vida dos cidadãos.

Realizada em dois espaços do subsolo do MASP, uma série de obras está relacionada com seus livros de artistas “Homens e Imagens”, e à linguagem visual do desenho técnico para simular os tipos de aparatos ideológicos implantados pelo Estado para dominar sistematicamente o cotidiano da população.

Enquanto isso, na outra sala, um segundo grupo de obras, com imagens vinculadas a seu livro de artista “Parahereges” e Releitura da Bíblia, que trata da religião e a Igreja, onde contesta o posicionamento conservador sobre sexualidade e preceitos sociais.

Em meio aos destaques estão 17 obras da série “Parahereges II” (1988), compostas de fotocópias sobre papel; e “Rua” (foto), de 1980, um nanquim sobre papel vegetal (matriz para heliografia).

SERVIÇO:
Exposição: Léon Ferrari: Entre Ditaduras
Onde: Museu de Arte de São Paulo (MASP) – Avenida Paulista, 1578 – Cerqueira César
Quando: até 21/02/2016; terça, quarta e de sexta a domingo, das 10h às 20h; quinta-feira, das 10h às 20h
Quanto: R$ 25,00; R$ 12,00 (estudantes, professores e acima de 60 anos; entrada gratuita para menores de 10 anos, e para o público em geral às terças-feiras e após às 17h nas quintas-feiras

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s