Fogo destrói Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo

Museu da Língua Portuguesa está situado na Estação da Luz, em São Paulo. Foto: Arquivo / Jorge Almeida
Museu da Língua Portuguesa está situado na Estação da Luz, em São Paulo. Foto: Arquivo / Jorge Almeida

Um incêndio de grandes proporções destruiu o prédio histórico do Museu da Língua Portuguesa na Estação da Luz na tarde desta segunda-feira (21) por volta das 16h. As chamas consumiram os três pavimentos e abalou a estrutura do complexo. Um bombeiro civil morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória ao tentar combater as chamas.

Para atender a ocorrência, cerca de 40 viaturas com aproximadamente 100 homens do Corpo de Bombeiros foram até o local e conseguiram controlar as labaredas por volta das 18h40. Segundo o coronel Marcos Palumbo, o fogo teve início no primeiro andar e, rapidamente, alastrou pelo resto do edifício, atingindo os espaços expositivos, que ficaram totalmente destruídos, e o telhado.

O secretário estadual de cultura, Marcelo Araújo, confirmou que o acervo não foi consumido pelo fogo porque está armazenado em outro local, mas perdeu-se toda a estrutura tecnológica. O Governador Geraldo Alckmin, que compareceu ao local, disse que todo o esforço para a recuperação do museu será feito e buscará apoio nos parceiros privados para começar o processo de reconstrução.

As causas do incêndio ainda são desconhecidas, mas uma linha de investigação estuda a possibilidade de o fogaréu ter sido provocado por um curto-circuito ou durante uma troca de lâmpada.

Aliás, desde a sua inauguração, o complexo não possui o alvará de funcionamento e documentos como o AVCB (vistoria dos bombeiros), necessário para a segurança do local.

A exposição dedicada ao escritor potiguar Câmara Cascudo, que estava em cartaz no museu, foi destruída.

E, por conta do ocorrido, a CPTM interrompeu parcialmente as atividades das linhas 7-Rubi e 11-Coral que atendem a Estação da Luz, além da Linha 4-Amarela de Metrô que atendeu até o Metrô República. Os usuários da estação foram atendidos nas estações Brás, onde fizeram a baldeação com a Linha 3-Vermelha do Metrô, e Palmeiras-Barra Funda, onde foi possível fazer a conexão com a Linha 8-Diamante, que vai até a Estação Júlio Prestes, localizada próximo ao local do acidente.

Inaugurado em março de 2006, o Museu da Língua Portuguesa possuía três andares: no primeiro era realizado as exposições temporárias e a administração do museu; no segundo era destinado a exposições permanentes; e, no terceiro andar, havia um auditório. Em 2014, a instituição foi o quinto museu mais visitado na capital paulista, quando recebeu cerca de 387 mil visitantes.

Pelas redes sociais, muitos internautas, especialmente paulistanos, lamentaram o incêndio que deixou a sensação de uma perda irreparável para a cultura do País. Literalmente, sem palavras.

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s