Domingos Oliveira estreia Doppelgänger, ou o Mito do Duplo, no Palco do Sesc Pinheiros

Mito germânico sobre pessoas com um duplo maligno norteia montagem sobre um casal em crise e seu psicanalista. Crédito: Gabriel Antunes/Divulgação
Mito germânico sobre pessoas com um duplo maligno norteia montagem sobre um casal em crise e seu psicanalista. Crédito: Gabriel Antunes/Divulgação

O Sesc Pinheiros recebe o espetáculo Doppelgänger, ou o Mito do Duplo de 22 de outubro a 14 de novembro de 2015, de quinta a sábado, às 20h30, no Auditório. Com texto e direção de Domingos Oliveira, a obra narra a história de um casal de atores famosos, Julio e Julia, em um casamento insuportável e suas conversas com o psicanalista. Os sentimentos são tão divididos que um dia o homem vai embora, mas, ao mesmo tempo, fica.

Tal possibilidade torna-se viável pelo viés do mito germânico do doppelgänger. Não se trata de um homem com transtorno de identidade, mas alguém com um duplo de carne e osso. “O espectador nunca terá certeza, por mais perigosa que seja a situação, de quem está em cena. Julio ou seu duplo. São iguais”, declara Domingos.
Segundo a lenda, existe um mundo de pessoas duplicadas. Elas seriam iguais em tudo à pessoa original, porém trariam consigo Morte e Destruição. Muitas vezes é considerado um ente maligno, como os íncubos ou os vampiros, ou um segundo corpo, em luta para roubar a alma do ‘eu’ original.
“A morte é nosso destino comum, de modo que pensamos nela desde que em condições de absoluta segurança, numa peça ou num filme. Nesse caso, poderemos nos apavorar, fugir ou até conversar com ela, divertir-se com a morte, entendê-la”, contextualiza o diretor de Doppelgänger, que afirma não se tratar de um enredo de humor negro. “Eu detesto humor negro, o terror não precisa disso, ele é em si engraçado”.
SINOPSE
Julio Matos (Ricardo Kosovski) e Julia Vieira (Priscilla Rozenbaum) são um casal de atores de TV e teatro. Juntos há muito tempo, os dois vivem uma relação de ódio até que, após uma discussão, Julio decide sair de casa. No entanto, um outro, seu duplo, fica. O que se sucede é a impossibilidade da coexistência dos dois em um mesmo espaço. A maior parte da trama se passa no consultório de Marco Aurélio (André Mattos), psicanalista de Julio e apaixonado por Julia.

DOMINGOS OLIVEIRA
Em quase 55 anos de profissão, seu nome é diretamente vinculado – como autor, diretor, ator, produtor – a mais de 130 títulos encenados, tendo obras relevantes tanto no teatro, como no cinema e televisão. Afirma que, embora exerça várias funções, é basicamente um autor.

Domingos tem em seu currículo a autoria de 23 peças, a direção de 56 espetáculos e 15 longas-metragens, a publicação de dois livros e o envolvimento em aproximadamente 50 telefilmes, como roteirista ou diretor.

Entre seus trabalhos destacam-se Do Fundo do Lago Escuro, Todas as Mulheres do Mundo, Separações, Juventude, Confissões de Adolescente, A Casa dos Budas Ditosos e Aplauso.

FICHA TÉCNICA
Autor e diretor: Domingos Oliveira
Elenco: Priscilla Rozenbaum, André Mattos e Ricardo Kosovski}
Cenografia: Ronald Teixeira
Figurino: Ronald Teixeira e Eloy Machado
Iluminação: Fernanda Mantovani e Tiago Mantovani
Produção: Carlos Grun

SERVIÇO: 
Doppelgänger, ou o Mito do Duplo
Estreia: 22 de outubro
Local: Sesc Pinheiros –  Auditório (98 lugares), 3º andar – Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros
Temporada: de 22 de outubro a 14 de novembro. Quinta, sexta e sábado, às 20h30.
Classificação: Não recomendado para menores de 16 anos
Duração: 60 minutos
Ingressos: R$ 25 (Inteira), R$ 12,50 (Meia: estudante, servidor de escola público, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência), R$ 7,50 (Credencial Plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes). Ingressos à venda pelo Portal http://www.sescsp.org.br a partir de 13/10 (terça-feira), às 16h30, e nas bilheterias do SescSP a partir de 14/10 (quarta-feira), às 17h30. Venda limitada a quatro ingressos por pessoa. Não é permitida a entrada após o início do espetáculo.
Bilheteria: Terça a sábado das 10h às 21h. Domingos e feriados das 10h às 18h. Tel.: 11 3095-9400.
Estacionamento com manobrista: Terça a sexta, das 7h às 22h; Sábado, domingo, feriado, das 10h às 19h. Taxas / veículos e motos: Matriculados no Sesc: R$ 6,00 nas três primeiras horas e R$ 1,00 a cada hora adicional. Não matriculados no Sesc: R$ 8,00 nas três primeiras horas e R$2,00 a cada hora adicional. Para atividades no Teatro Paulo Autran, preço único: R$ 6,00.

Por Canal Aberto| Márcia Marques | Fernanda Araujo com Poliana Queiroz | Érica Georgino | Isabela Lisboa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s