River Plate: campeão da Copa Suruga Bank 2015

Jogadores do River Plate comemoram um dos três gols que renderam aos Millonarios o título da Copa Suruga Bank. Foto: Getty Images
Jogadores do River Plate comemoram um dos três gols que renderam aos Millonarios o título da Copa Suruga Bank. Foto: Getty Images

E menos de uma semana depois de conquistar a América pela terceira vez com a Copa Libertadores, o River Plate abocanhou mais um título internacional nesta terça-feira (11) após bater o Gamba Osaka por 3 a 0, no Estádio Osaka ’70, em Osaka, Japão, em confronto válido pela Copa Suruga Bank, competição realizada em parceria entre a Conmebol e a JFA (Japan Football Association). Com gols de Sánchez (de pênalti), Mercado e Martínez, os Millonarios acabaram com a hegemonia dos clubes japoneses no certame – que venceram as últimas cinco edições.

O River Plate tomou conta da partida desde o início. A equipe argentina foi para cima e, logo aos sete minutos, já estava na frente do marcador. Após bate-rebate na área do Gamba Osaka, Bertolo foi tocado na área. Pênalti. Na cobrança, Sánchez chutou forte, no centro do gol, anotando o primeiro do jogo.

A equipe da casa desperdiçou uma excelente oportunidade aos 20 minutos. O brasileiro Patric foi lançado em profundidade, Balovero errou na saída do gol, o camisa 9 vacilou e permitiu a recuperação do arqueiro argentino que impediu a finalização do atacante e desviou para escanteio. Na cobrança do córner, o goleiro deu um tapa na bola e evitou o que seria um gol olímpico.

E, como diz aquela máxima do futebol, quem não faz toma, o time japonês foi castigado pelo gol perdido aos 30. Sánchez cobrou escanteio e Mercado subiu mais alto que todo mundo para fazer, de cabeça, o segundo gol dos Millonarios.

Com uma boa vantagem, o River Plate seguiu ditando o ritmo do jogo, mantendo a posse e não deixando o Gamba Osaka jogar. Antes do intervalo, a equipe de Marcelo Gallardo ainda desperdiçou duas ótimas oportunidades com Sánchez. O uruguaio finalizou à direita da meta adversária e, pouco tempo depois, acertou um belo voleio e mandou a bola no travessão.

E, como o regulamento da Copa Suruga Bank prevê até seis alterações, o técnico Marcelo Gallardo aproveitou e, aos cinco minutos do segundo tempo, promoveu três alterações ao mesmo tempo ao promover as entradas de Pisculichi, Martínez e Viudez nos lugares de Bertolo, Ponzio e Driussi, respectivamente. As trocas surtiram efeito dez minutos depois. Aos 15, Martínez recebeu de Mercado pela direita, puxou para dentro da área e mandou no ângulo fazendo um golaço: 3 a 0 e mão na taça.

Com um terço da etapa complementar passado e com uma enorme vantagem, a equipe argentina pôs o pé no freio e resolveu administrar o jogo. Enquanto isso, o Gamba Osaka criou algumas oportunidades, mas a falta de pontaria do ataque e as boas interceptações de Balovero impediram que os anfitriões fizessem o seu gol de honra. E, assim, o River Plate conquistou mais um título internacional na temporada.

O River foi superior no jogo inteiro, dominou do começo ao fim, pressionou o Gamba Osaka na saída de bola. O time japonês, por sua vez, até levou perigo, mas o falta de capricho de seus finalizadores, especialmente com Patric que perdeu dois gols feitos na partida, contribuiu muito pelo placar mais elástico das oito edições da competição. Apesar do resultado adverso, o Gamba Osaka não deu pontapés e evitou ao máximo dar chutões. Os Millonarios, após o ressurgimento das cinzas, conquistaram o quinto título internacional depois da volta da Série B: Copa Sulamericana 2014, em 2015 vieram as conquistas da Recopa Sulamericana, Supercopa Euroamericana, Copa Libertadores da América e, agora, Copa Suruga Bank. E neste ano ainda tem o Mundial de Clubes da FIFA e a Copa Sulamericana.

A seguir, a ficha técnica da decisão.

FICHA TÉCNICA: GAMBA OSAKA (JAP) 0x3 RIVER PLATE (ARG)
Competição/fase: Copa Suruga Bank 2015 – final (jogo único)
Local: Estádio Osaka ’70 – Osaka, Japão
Data: 11 de agosto de 2015 – terça-feira – 19h (horário local)
Árbitro: Tan Mai (China)
Assistentes: Mu Yuxin e Huo Weiming, ambos da China
Cartões Amarelos: Iwashita e Kurata (Gamba Osaka)
Gols: Sánchez (de pênalti), aos 8 min, Mercado, aos 31 min, do 1º tempo, e Martínez, aos 15 min do 2º tempo
GAMBA OSAKA (JAP): 18.Fugigaya; 6.Kim (11.Kurata), 8.Iwashita, 15.Konno e 22. Jae-suk Oh (30.Hirao); 17.Myojin, 7.Endo, 21.Idegushi e 19.Omori (10.Futagawa); 29.Patrick (24.Akemine) e 9.Lins (13.Abe). Técnico: Kenta Hasegawa
RIVER PLATE (ARG): 1.Balovero; 25.Mercado, 2.Maidana, 6.Funes Mori e 21.Vangioni; 5.Kranevitter, 23.Ponzio (10.Martínez), 8.Sánchez e 16.Bertolo (19.Viudez); 22.Driussi (15.Pisculichi) e 29.Saviola (27.Lucho Gonzalez). Técnico: Marcelo Gallardo

Parabéns ao Club Atlético River Plate por mais um título

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s