Barcelona: campeão da UEFA Champions League 2014/2015

Jogadores do Barcelona comemoram a quinta Champions conquistada pelo clube catalão. Foto: Frank Augstein / AP
Jogadores do Barcelona comemoram a quinta Champions conquistada pelo clube catalão. Foto: Frank Augstein / AP

O Barcelona confirmou o seu favoritismo e bateu a Juventus por 3 a 1 na final da UEFA Champions League 2014/2015 no Estádio Olímpico de Berlim neste sábado (6). Com gols de Rakitić, Suárez e Neymar, enquanto Morata descontou para a Vecchia Signora, a equipe catalã conquistou a competição pela quinta vez em sua história (venceu a quarta decisão consecutiva do certame) e, consequentemente, conseguiu a tríplice coroa (além do título continental, o Barça levou o Campeonato Espanhol e a Copa do Rei).

A Juve começou a decisão com o intuito de marcar o Barcelona sobre pressão, ou seja, a saída de bola dos catalães desde a defesa. Mas, a estratégia dos comandados por Massimiliano Allegri sucumbiu logo aos três minutos e meio. Em uma bela trama pela esquerda. Neymar passou para Iniesta, que rolou para Rakitić tocar para as redes de Buffon.

Com a vantagem no placar, a equipe blaugrana passou a valorizar a posse de bola e a troca de passes enquanto os bianconeros passaram a marcar forte e tentar sair em contragolpes. No entanto, foi o time da Catalunha quem criou as melhores oportunidades. Primeiro foi com Neymar aos 13, que chegou atrasado no lançamento feito por Messi para dentro da área. Em seguida, aos 14, Suárez recebeu pelo lado direito, rolou para Daniel Alves, que chutou no alto para excelente defesa de Buffon.

A primeira oportunidade concreta da Juve foi aos 24 com Morata, que bateu pra fora. E o Barcelona continuou a valorizar a posse e a Juve seguiu fechada. A equipe de Luis Henrique teve duas oportunidades seguidas de ampliar o marcador com Suárez. Aos 38, o uruguaio avançou pela direita, chutou cruzado para a redonda passar rente a trave. No minuto seguinte, o camisa 9 pegou a sobra do lado esquerdo, bateu de primeira e o arqueiro bianconero espalmou.

Na etapa complementar, em seus primeiros minutos, o panorama não mudou muito: o time azul-grená levando perigo e o alvinegro italiano se segurando. Aos 3, Rakitić acionou Suárez, que chutou no canto para Buffon espalmar. Dois minutos depois, o trio MSN – Messi, Suárez e Neymar – fez bela triangulação e o argentino bateu para fora.

E, na base da raça, a Juventus chegou ao empate aos 9 minutos. Marchisio deu lindo passe de calcanhar, Lichtsteiner entrou na área pela direita e tocou para Tevez. O argentino chutou para ótima defesa de Ter Stegen e Morata, livre na sobra, empatou a decisão. A igualdade empolgou os italianos que cresceram no jogo e criaram uma boa chance aos 17 com Tevez, mas o camisa 10 chutou por cima.

No momento em que a Vecchia Signora estava melhor em campo, Messi resolveu aparecer. O argentino acelerou em ótima jogada, chutou, Buffon defendeu parcialmente e Suárez marcou no rebote. Barça na frente, 2 a 1. O Barcelona chegou a anotar o terceiro gol com Neymar aos 26. O brasileiro aproveitou o cruzamento de Alba pela esquerda e cabeceou, mas a bola bateu em seu braço e entrou. Contudo, o assistente que fica na linha de fundo flagrou o toque e convenceu o árbitro a anular o lance.

Precisando correr atrás do prejuízo, a Juventus tentou empatar novamente aos 29. Pirlo cobrou escanteio, Evra dividiu pelo alto com o goleiro e a esférica foi por cima do travessão.

No último terço da partida, os 15 minutos finais, as duas equipes criaram boas oportunidades, mas a apontaria e também os goleiros foram os responsáveis para o placar econômico do momento. A Juventus foi para o famoso “tudo ou nada” nos últimos minutos. Todavia, aos 51, em um rápido contragolpe puxado por Neymar, o brasileiro tabelou com Pedro e finalizou forte na saída de Buffon para sacramentar a vitória do Barcelona e terminar a competição com um dos artilheiros do torneio ao lado do companheiro Messi e de Cristiano Ronaldo, ambos com dez gols. Após o gol, o árbitro encerrou a decisão. Fim de jogo em Berlim, Barcelona 3, Juventus 1. E assim, o Barcelona entra no rol daqueles que têm cinco títulos da Champions e, devido a isso, terá a sua taça definitiva.

O Barcelona chegou a essa decisão como o favorito. Já a Juventus apostou na força e na experiência de seu elenco e acreditando na possibilidade de levar a sua terceira Champions, afinal, eliminaram o poderoso Real Madrid nas semifinais, então, isso seria motivo suficiente para acreditar no título. E os bianconeros estavam até dispostos a complicar o Barça ao tentar marcar a saída de bola dos catalães, mas o gol de Rakitić no comecinho do jogo frustrou os planos do time de Turim, que buscou marcar forte e tentar o contragolpe enquanto o Barça abusou daquela troca de passes. No segundo tempo, a Juve empatou e ganhou um fôlego a mais para acreditar na virada, mas, o gol de Suárez caiu como um balde de água fria para as pretensões do clube italiano, que ainda viu Neymar dar o tiro de misericórdia no último minuto de jogo. Mas a Juventus está de parabéns, pois “caiu de pé”, jogou, fez o que pode e não apelou para a violência. A imagem do choro de Pirlo ao término da partida só nos leva a crer que jogadores como ele e Buffon deveriam atuar em campo até o último dia de suas vidas. Por outro lado, o Barcelona está de parabéns, afinal, foram mais de 120 gols e três títulos em uma temporada perfeita.

A seguir, o resumo da campanha do campeão e a ficha técnica da final.

Primeira fase (Grupo F):
17/09/2014 – Barcelona (ESP) 1×0 APOEL (CHI) – Camp Nou, Barcelona
30/09/2014 – Paris Saint-Germain (FRA) 3×2 Barcelona (ESP) – Parc des Princes, Paris
21/10/2014 – Barcelona (ESP) 3×1 Ajax (HOL) – Camp Nou, Barcelona
05/11/2014 – Ajax (HOL) 0x2 Barcelona (ESP) – Arena Amsterdam, Amsterdam
25/11/2014 – APOEL (CHI) 0x4 Barcelona (ESP) – GSP Stadium, Nocosia
10/12/2014 – Barcelona (ESP) 3×1 Paris Saint-Germain (FRA) – Camp Nou, Barcelona
Oitavas-de-final:
24/02/2015 – Manchester City (ING) 1×2 Barcelona (ESP) – Etihad Stadium, Manchester
18/03/2015 – Barcelona (ESP) 1×0 Manchester City (ING) – Camp Nou, Barcelona
Quartas-de-final:
15/04/2015 – Paris Saint-Germain (FRA) 1×3 Barcelona (ESP) – Parc des Princes, Paris
21/04/2015 – Barcelona (ESP) 2×0 Paris Saint-Germain (FRA) – Camp Nou, Barcelona
Semifinais:
06/05/2015 – Barcelona (ESP) 3×0 Bayern de Munique (ALE) – Camp Nou, Barcelona
12/05/2015 – Bayern de Munique (ALE) 3×2 Barcelona (ESP) – Allianz Arena, Munique
Final:
06/06/2015 – Juventus (ITA) 1×3 Barcelona (ESP) – Estádio Olímpico, Berlim

FICHA TÉCNICA: JUVENTUS (ITA) 1×3 BARCELONA (ESP)
Competição/fase: UEFA Champions League 2014/2015 – final (jogo único)
Local: Estádio Olímpico de Berlim, Berlim (Alemanha)
Data: 6 de junho de 2015 – 20h45 (horário local)
Árbitro: Cüneyt Çakır (Turquia)
Assistentes: Bahattin Duran e Tarik Ongun, ambos da Turquia
Cartões Amarelos: Vidal e Pogba (Juventus); Suárez (Barcelona)
Gols: Rakitić, aos 4 min do 1º tempo; Morata, aos 10 min do 2º tempo; Suárez, aos 23 min do 2º tempo e Neymar, aos 51 min do 2º tempo
JUVENTUS (ITA): 1.Buffon; 26.Lichtsteiner, 15.Barzagli, 19.Bonucci e 33.Evra (11.Coman); 21.Pirlo, 8.Marchísio, 6.Pogba e 23.Vidal (37.Pereyra); 10.Tévez e 9.Morata (14.Llorente). Técnico: Massimiliano Allegri
BARCELONA (ESP): 1.Ter Stegen; 22.Daniel Alves, 3.Piqué, 14.Mascherano e 18.Jordi Alba; 5.Busquets, 4.Rakitić (24.Mathieu) e 8.Iniesta (6.Xavi); 10.Messi, 11.Neymar e 9.Suárez (7.Pedro). Técnico: Luis Henrique

Parabéns ao Futbol Club Barcelona pela conquista.

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s