Barcelona: campeão da Copa do Rey 2014-2015

Iniesta e Xavi (com faixa de capitão) erguem o troféu da Copa do Rey conquistada pelo Barcelona. Foto: Emilio Morenatti/AP
Iniesta e Xavi (com faixa de capitão) erguem o troféu da Copa do Rey conquistada pelo Barcelona. Foto: Emilio Morenatti/AP

Com grande atuação de Messi, autor de dois gols sendo um deles uma pintura, e outro gol de Neymar, o Barcelona bateu o Athletic de Bilbao por 3 a 1 no Estádio Camp Nou (o tento do time basco foi de Williams) e faturou a Copa do Rey 2014-2015 neste sábado (30). A partida marcou também a despedida do meio-campista Xavi diante da torcida catalã, que está de partida para o Al-Saad, do Catar.

Apesar de o jogo ter sido disputado no Camp Nou, casa do Barcelona, o estádio estava dividido meio a meio. Assim, empolgado com a maior presença de torcedores, o Athletic Bilbao não se sentiu intimidado e começou em cima. Mas, como já era de praxe, o Barça trocou passes, passou a controlar a partida e acionar efusivamente o trio MSN – Messi, Suárez e Neymar – e, não demorou muito, o esperado aconteceu.

Aos 20 minutos, Messi partiu do lado direito do meio de campo, passou por três marcadores (com direito a um drible da vaca em Balenziaga), invadiu a área pela direita, livrou-se também de Laporte e bateu no canto para abrir o placar. Golaço! Minutos depois, o time da Catalunha ainda criou duas oportunidades seguidas com Suárez e Piqué, mas o goleiro Herrerín salvou a equipe do País Basco.

Messi estava em uma jornada inspirada e participou na jogada do segundo gol. Aos 35, o argentino tocou para Rakitić, que passou para Suárez, em condição legal, e o uruguaio cruzou rasteiro para Neymar só completar para o gol vazio. E os leões bascos só conseguiram levar perigo aos 40 minutos através de Williams, que chutou por cima do gol. Mas os blaugranos ainda quase anotaram o terceiro aos 43 com Messi. O camisa 10 cobrou falta buscando o ângulo e o Herrerín fez grande defesa.

Na etapa complementar, o Barcelona passou a valorizar o resultado e a trocar passe. Tanto é que o momento mais emocionante até a metade do segundo tempo foi a entrada de Xavi no lugar de Iniesta aos nove minutos. Isso porque o meiocampista dono da camisa 6 fazia a sua última partida no Camp Nou (ele irá para o Catar). No entanto, o dono da festa catalã era Messi e, assim, aos 28, ele apareceu novamente. Neymar tocou para Daniel Alves em profundidade, o lateral-direito cruzou rasteiro para trás, o argentino se antecipou à defesa e deu um tapa de leve na bola para marcar o terceiro gol do Barça, o seu segundo na partida.

No entanto, o Athletic Bilbao não estava morto e conseguiu chegar ao seu gol de honra aos 34. Cruzamento na área, Williams subiu mais que Busquets e cabeceou no canto de Ter Stegen para diminuir. Mas a festa era azul-grená.

O jogo seguia tranquilo, mas alguns jogadores do Bilbao se irritaram com a atitude de Neymar, que tentou dar uma carretilha no marcador, que o derrubou, diante da torcida basca. Xavi protegeu o brasileiro dos adversários e o árbitro distribuiu cartões amarelos para Aduriz, Neymar e Busquets. Aliás, o homem do apito, no final, inverteu o lance, deu falta do atacante. No entanto, o resultado prevaleceu e o Barça ficou mais uma vez com a Copa do Rey, a 27ª de sua história. Final de jogo no Camp Nou, Barcelona 3, Athletic de Bilbao 1. E, assim, o rei Felipe VI entregou o troféu para a dupla Iniesta e Xavi (que assumiu a faixa de capitão quando entrou durante a partida).

O Barcelona chegou à decisão da Copa do Rei como o grande favorito diante do Athletic Bilbao e fez prevalecer esse status. Com tarde inspirada de Messi, o time comandado por Luis Henrique não tomou conhecimento do adversário e fez o suficiente para conquistar o segundo título da temporada e, quem sabe, conquistar a tríplice coroa no próximo sábado na final da UEFA Champions League diante da Juventus. Porém, os catalães terão uma parada dura pela frente, uma vez que o adversário do próximo sábado é bem mais complicado e, assim como o Barça, tem um argentino camisa 10 jogando muito, claro que não no mesmo patamar que Messi, mas que certamente dará trabalho para a dupla Piqué e Mascherano e tem um time com jogadores bastante experientes, como Buffon e Pirlo, só para citar “apenas” dois. Curiosamente, a Juve também pode conquistar a tríplice coroa com a Champions, já que os bianconeros são atuais campeões italianos e da Coppa Itália. Mas, voltando para a Copa do Rei, dois fatos negativos marcaram a decisão: as vaias ao hino espanhol diante da presença do rei (por questões políticas, bascos e catalães não demonstram sentimentos patrióticos com relação à Espanha) e o destemperamento dos jogadores do Athletic contra o Neymar, que também merece crítica por fazer um lance desnecessário para irritar o marcador que se sente “humilhado” diante da situação – perdendo uma decisão e diante de sua torcida. E, definitivamente, Messi está mais do que consolidado no rol dos grandes craques definitivos do futebol, o primeiro gol dele no jogo foi algo surreal. Seguramente ele figura no meu “top 5” dos melhores jogadores que já vi jogar. Infelizmente, para ele e seus compatriotas, ainda só lhe falta uma Copa do Mundo, que ficou “no quase” em 2014.

A seguir, o resumo da campanha do campeão e a ficha técnica da final.

16-avos de final:
03/12/2014 – Huesca 0x4 Barcelona – El Alcoraz
16/12/2014 – Barcelona 8×1 Hesca – Camp Nou
Oitavas-de-final:
08/01/2015 – Barcelona 5×0 Elche – Camp Nou
15/01/2015 – Elche 0x4 Barcelona – Martínez Valero
Quartas-de-final:
21/01/2015 – Barcelona 1×0 Atlético de Madrid – Camp Nou
28/01/2015 – Atlético de Madrid 2×3 Barcelona – Vicente Calderón
Semifinais:
11/02/2015 – Barcelona 3×1 Villarreal – Camp Nou
04/03/2015 – Villarreal 1×3 Barcelona – El Madrigal
Final:
30/05/2015 – Athletic Bilbao 1×3 Barcelona – Camp Nou

FICHA TÉCNICA: ATLHETIC BILBAO 1×3 BARCELONA
Competição/fase: Copa do Rei 2014-2015 – final (jogo único)
Local: Estádio Camp Nou, Barcelona, Espanha
Data: 30 de maio de 2015 – 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Verlasco Carballo
Auxiliares: Roberto Alonso e Juan Carlos Yuste
Cartões Amarelos: Piqué, Neymar e Busquets (Barcelona); Iraola, Balenziaga, Williams e Aduriz (Athletic Bilbao)
Gols: Messi, aos 20 min do 1º tempo e aos 28 min do 2º tempo; Neymar, aos 35 min do 1º tempo; e Williams, aos 34 min do 2º tempo
ATLHETIC DE BILBAO: 13.Herrerín; 12.Bustinza, 16.Etxeita, 4.Laporte e 24.Balenziaga; 6.Mikel San José, 7.Beñat (11.Gómez), 15.Iraola (14.Susaeta), 17.Mikel Rico (8.Iturraspe) e 30.Williams; 20.Aduriz. Técnico: Ernesto Valverde
BARCELONA: 1.Ter Stegen; 22.Daniel Alves, 3.Piqué, 14.Mascherano e 18.Jordi Alba (24.Mathieu), 5.Busquets, 4. Rakitić e 8.Iniesta (6.Xavi); 10.Messi, 9.Suárez (7.Pedro) e 11.Neymar. Técnico: Luis Henrique

Parabéns ao Futbol Club Barcelona por mais uma conquista

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s