Exposição “O Pensionato Artístico na República Velha” na Pinacoteca do Estado

A Pinacoteca do Estado de São Paulo promove até o próximo dia 3 de novembro a exposição “O Pensionato Artístico na República Velha”, que contém 17 obras realizadas entre 1889 e 1925, por artistas participantes do Pensionato Artístico e que foram bolsistas do Governo Estadual e tiveram como contrapartida à manutenção desses estudos o envio de obras e desenhos para a Pinacoteca do Estado.

O Pensionato Artístico foi fundado como uma forma oficial para o aprimoramento no exterior como feitio de permitir aos considerados como talentos a permanência em centro artísticos consagrados sob o patrocínio de recurso do poder vigente da época, uma vez que em São Paulo, por exemplo, a presença de uma Escola de Belas Artes só aconteceu na década de 1920.

Então, na época da República Velha (1889 a 1930), o Pensionato Artístico passou por dois momentos distintos: uma consistia em que os artistas recebiam bolsas e estudavam no exterior em grandes centros de arte e tinham como objeto enviar obras para o Governo do Estado, para que esses trabalhos integrassem os acervos do Museu Paulista e, posteriormente, da Pinacoteca do Estado, que foi inaugurada em 1905. Enquanto a outra fase, criada através de um decreto em 1912, permitia aos bolsistas se manterem nos centros artísticos europeus para aperfeiçoamento durante cinco anos, podendo ser prolongado por mais um biênio, contudo, os principais requesitos para o benefício eram: ser paulista, ter entre 12 e 25 anos e disponibilizar um trabalho original de autoria própria para a Pinacoteca.

Diferentemente de outros tipos de bolsas e auxílios de estudo, o Pensionato Artístico não atendia a critérios específicos de nenhum concurso regular.

Entre esses paulistas contemplados pelo Pensionato Artístico estão Campos Ayres, Dario Villares Barbosa, Helena Ohashi, Lopes de Leão, Marcelino Vélez, Mario Villares Barbosa, Monteiro de França, Oswaldo Pinheiro, Pedro Alexandrino, Túlio Muganaini e Valle Júnior.

Um dos destaques da mostra é “O beijo da fonte”, um óleo sobre tela de Monteiro de França feito entre 1908 e 1912.

SERVIÇO:
Exposição: Retratos no Acervo da Pinacoteca
Onde: Pinacoteca do Estado de São Paulo – Praça da Luz, 02 – Luz
Quando: até 03/11/2013; de terça a domingo, das 10h às 17h30 (com permanência até às 18h); as quintas até às 22h.
Quanto: R$ 6,00; R$ 3,00 (estudantes e professores da rede privada); entrada gratuita para alunos e professores da rede pública (em excursão escolar); pessoas menores de 10 e maiores de 60 anos, a entrada é gratuita e para o público em geral, o acesso é gratuito aos sábados e a partir das 17h nas quintas. O ingresso também dá direito à visitação à Estação Pinacoteca

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s