Os 25 anos de “… And Justice For All”, do Metallica

Em 2013, mais precisamente no último dia 25 de agosto, o álbum “… And Justice For All”, do Metallica, completou 25 anos de seu lançamento. O registro é o primeiro lançamento de estúdio do grupo sem a presença de Cliff Burton, morto em 1986, e obteve um grande sucesso comercial, chegando a ocupar a sexta posição na Billboard 200.

O álbum é o segundo trabalho gravado por Jason Newsted, baixista que substituiu Burton. Vale lembrar que o ‘debut’ de Newsted no Metallica foi no EP “The $ 5.98 EP: Garage Days Re-Revisited”, em 1987.

O Metallica pretendia iniciar as gravações de “… And Justice For All” ainda em 1987, mas devido à participação da banda em um festival de verão daquele ano e, juntamente, com uma lesão no braço de James Hetfield causado por uma queda de skate, o grupo só pode entrar em estúdio em janeiro do ano seguinte, onde fizeram as gravações até maio de 1988 no One On One Studios, em Los Angeles, Califórnia.

O disco é marcado pelas estruturas mais complexas, musicalmente falando, de toda a discografia do Metallica.  Aliás, o trio James Hetfield, Lars Ulrich e Kirk Hammett trabalharam de forma espetacular. Infelizmente, o mesmo não pode ocorreu com Jason Newsted, que foi “vítima” na mixagem do álbum, uma vez que seu baixo é inaudível.

Boa parte dos temas de “… And Justice For All” levantam questões que estão além da retaliação violenta que marcava presença em trabalhos anteriores. Temas como ambiente (“Blackened”), corrupção e injustiça no sistema de leis (“… And Justice For All”), discriminação (“Shortest Straw”), guerra (“One”), entre outros assuntos foram colocados em pauta no repertório do álbum. E por falar em “One”, que certamente é o “carro-chefe” do álbum, a música foi a primeira a ter um videoclipe gravado pelo Metallica.

Um fato curioso marcou esse período. Em 1989, o Metallica foi indicado ao Grammy Awards na categoria Melhor Desempenho de Hard Rock/Metal Vocal ou Instrumental. Os integrantes estavam crentes de que ganhariam o prêmio, tanto que estavam no backstage da cerimônia esperando serem anunciados. Porém, para a surpresa de muitos, o premiado foi o Jethro Tull com o seu “Crest Of A Knave”, lançado em 1987. O fato foi tão inusitado que nem Ian Anderson e sua trupe foram à cerimônia, pois não acreditavam que ganhariam o Grammy. O episódio gerou controvérsias, já que muitos alegam que o Jethro Tull não é considerado banda de Hard Rock ou Heavy Metal.

Polêmicas à parte, “… And Justice For All” é um grande disco. Contudo, infelizmente, os integrantes do Metallica parecem não curtir muito tocar canções desse clássico, talvez pelo fato de que as músicas são longas e cansativas.

Abaixo, a ficha técnica do disco.

Álbum: … And Justice For All
Intérprete: Metallica
Lançamento: 25 de agosto de 1988
Gravadora: Elektra / Vertigo
Produtores: Metallica e Flemming Rasmussen

James Hetfield: guitarra e voz
Kirk Hammett: guitarra solo
Lars Ulrich: bateria
Jason Newsted: baixo

1. Blackened (Hetfield / Ulrich / Newsted)
2. … And Justice For All (Hetfield / Ulrich / Hammett)
3. Eye Of The Beholder (Hetfield / Ulrich /Hammett)
4. One (Hetfield / Ulrich / Hammett)
5. The Shortest Straw (Hetfield / Ulrich)
6. Harvester Of Sorrow (Hetfield / Ulrich)
7. The Frayed Ends Of Sanity (Hetfield / Ulrich / Hammett)
8. To Live Is To Die (Instrumental) (Hetfield / Ulrich / Burton)
9. Dyers Eve (Hetfield / Ulrich / Hammett)

Por Jorge Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s