Exposição “German Lorca: Olhar Imaginário” na Caixa Cultural

Com 57 imagens, a exposição “German Lorca: Olhar Imaginário” está em exibição na Caixa Cultural até o dia 15 de maio de 2011.

Os registros captados pelo fotógrafo paulistano German Lorca são caracterizados pelo experimentalismo radical e a ruptura com o realismo implantado pelo fotógrafo.
As imagens foram captadas entre 1949 e 2009 por aquele que é considerado um dos expoentes da fotografia moderna brasileira.

Dentre as fotografias, destaques para “Parque do Ibirapuera”, de 1949, ou seja, quando o parque ainda estava em fase de construção (ressaltando que o Ibirapuera foi inaugurado em 1954) e “Quadrado e Círculo”, de 2009.

SERVIÇO:
Exposição: German Lorca: Olhar Imaginário
Onde: Caixa Cultural – Praça da Sé, 111
Quando: até 15/05/2011; de terça a domingo, das 9h às 21h
Quanto: entrada gratuita

Por Jorge Almeida

Exposição “Acqua Águas Aguadas Aquarelas” no Metrô Clínicas

Com curadoria Antônio Carlos Abdalla, a exposição “Acqua Águas Aguadas Aquarelas” está em exibição até o dia 30 de abril de 2011 na Estação Clínicas do Metrô e exibe obras de 17 artistas que abordam como tema principal a água.

O objetivo da mostra foi para celebrar (de maneira póstuma) o Dia Internacional da Água, que é solenizado no dia 22 de março. Conforme o assunto, cada artista criou seu quadro em diversas ocasiões, como rio, lago, mar, chuva, cachoeira, gotas d’águas, entre outras.

SERVIÇO:
Exposição: Acqua Águas Aguadas Aquarelas
Onde: Estação Clínicas do Metrô
Quando: até 30 de abril de 2011

Por Jorge Almeida

Exposição “Negative Experience” na Caixa Cultural

A mostra “Negative Experience” está em cartaz até o dia 1º de maio de 2011 na Caixa Cultural e exibe 13 trabalhos do fotógrafo paulistano Davilym Dourado.

Para a elaboração das obras, o fotógrafo deixa negativos à mercê da ação de produtos químicos, como detergente e água sanitária. Essa mistura corrói a película, o que propicia a criação de novas imagens como, por exemplo, em “Parque das Ilusões 2” (2010), feita com pigmento de longa permanência sobre base de algodão.

Logo, Davilym capta através da câmera digital algumas fases do processo de degradação do filme.

SERVIÇO:
Exposição: Negative Experience
Onde: Caixa Cultural – Praça da Sé, 111
Quando: até 1º/05/2011; de terça a domingo, das 9h às 21h
Quanto: entrada gratuita

Por Jorge Almeida

Exposição “Vai e Vem – O Cotidiano do Metrô” no Metrô Vila Madalena

O Metrô apresenta na Estação Vila Madalena até o próximo dia 30 de abril a exposição “Vai e Vem – O Cotidiano do Metrô”, que reúne 17 obras dos artistas participantes do Arte da Vila Madalena.

Os artistas utilizaram seus materiais de ofício (pincéis, tintas, lápis e fotografias) para mostrar suas percepções sobre o Metrô de São Paulo.

Dentre os trabalhos está “Caminhos Cruzados Sobre o Encontro”, de Rosani Vieira, um grafite, nanquim e pastel sobre papel e banner.

SERVIÇO:
Exposição: Vai e Vem – O Cotidiano do Metrô
Onde: Estação Vila Madalena do Metrô
Quando: até 30 de abril de 2011

Por Jorge Almeida

Exposição “Mirando(a)” na Caixa Cultural

A Caixa Cultural exibe até o dia primeiro de maio próximo a exposição “Mirando(a)”, que conta com 12 trabalhos do curitibano Tom Lisboa.

As obras do artista são constituídas por fotos-adesivos com mais de dois metros de altura que exibem o ensaio fotográfico de uma intercessão urbana feita nas cidades de Curitiba (PR), Feira de Santana (BA) e Paraty (RJ) feitas por Lisboa em 2009.

Uma das imagens que integram a mostra foi reportada em seis mil cartazes que foram distribuídos gratuitamente ao público.

A exposição é formada por imagens de aves retiradas da internet, emolduradas e suspensas em árvores reais e refotografadas.

SERVIÇO:
Exposição: Mirando(a)
Onde: Caixa Cultural – Praça da Sé, 111
Quando: até 1º/05/2011; de terça a domingo, das 9h às 21h
Quanto: entrada gratuita

Por Jorge Almeida

Exposição fotográfica do Festival Nikkey Matsuri na Estação Ana Rosa

A exposição fotográfica “Danças e Artes Cênicas no Festival Nikkey Matsuri” está em cartaz até o dia 30 de abril de 2011 na Estação Ana Rosa do Metrô.

A mostra reúne 38 registros de Frans Rojas que aborda o tradicional Festival Nikkey Matsuri, evento realizado anualmente na Zona Norte de São Paulo.

As fotografias se concentram nas artes cênicas, como as danças folclóricas, teatro e tambores que constituem sempre atrações para o público.

SERVIÇO:
Exposição: Danças e Artes Cênicas no Festival Nikkey Matsuri
Onde: Estação Ana Rosa do Metrô
Quando: até 30 de abril de 2011

Por Jorge Almeida

Pinacoteca faz retrospectiva de fotógrafo russo

A Pinacoteca do Estado exibe até o próximo dia primeiro de maio a exposição “Aleksandr Ródtchenko: Revolução na Fotografia”, que faz uma retrospectiva ao fotógrafo russo homônimo com cerca de 170 registros, além de fotomontagens e produção gráfica (revistas, cartazes e capas de livro), durante a época mais intensa da produção do artista: entre os anos 1920 e 1940.

Considerado um dos grandes nomes da renovação da arte de vanguarda do século XX, Ródtchenco, além de fotógrafo, foi designer gráfico, escultor e pintor.

Além disso, as fotomontagens do artista russo tinham uma forte difusão nos meios de comunicação, para os quais desenvolvia os projetos gráficos citados acima, como por exemplo, a imagem de Lília Brik (de 1924), um retrato para o cartaz Knigui. Inclusive, a banda escocesa Franz Ferdinand homenageia Aleksandr Ródtchenko na capa de seu segundo trabalho, “You Could Have It So Much Better” (2005), reproduzindo a figura de Brik. Outro destaque dentre as fotomontagens está “Homens da Primeira Cavalaria”, de 1935.

SERVIÇO:
Exposição: Aleksandr Ródtchenko: Revolução na Fotografia
Onde: Pinacoteca do Estado – Praça da Luz, 02
Quando: até 1º/05/2011; de terça a domingo, das 10h às 18h
Quanto: R$ 6,00; R$ 3,00 (estudantes e professores da rede privada); entrada gratuita para alunos e professores da rede pública (em excursão escolar); pessoas menores de 10 e maiores de 60 anos, a entrada é gratuita e para o público em geral, o acesso e gratuito aos sábados. O ingresso também dá direito à visitação à Estação Pinacoteca.

Por Jorge Almeida